Notícias

Dia da Inovação: Laboratório de Inovação de Fortaleza completa um ano com parcerias e prêmios nacionais e internacionais

19 de outubro de 2022 O Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor), responsável pelo desenvolvimento de projetos como os Microparques Urbanos e o Re-ciclo, completa um ano de criação nesta quarta-feira (19/10), data em que se celebra o Dia da Inovação. Neste primeiro ano, o Laboratório, que conta com parcerias nacionais e internacionais, contribuiu para o bom desempenho de Fortaleza no Ranking Connected Smart Cities 2022, que ficou em primeiro lugar do país no eixo de Tecnologia e Inovação, e em prêmios como o AIPH World Green City Awards 2022, divulgado no último dia 14 de novembro. O presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Luiz Alberto Sabóia, explica que o Labifor é um espaço de incubação de novas ideias, criadas de forma colaborativa, para que políticas públicas sejam desenhadas, testadas, avaliadas e expandidas para toda a cidade. "Cada vez mais o enfrentamento dos desafios dos grandes problemas urbanos envolve a capacidade criativa e isso pressupõe uma nova forma de elaborar políticas públicas, próximas do público-alvo, levando em consideração vários olhares e buscando referências em outras experiências que possam ser contextualizadas para a realidade local. Esse paradigma novo de pensar política pública é o alicerce do Laboratório de Inovação de Fortaleza", afirma. Entre os projetos desenvolvidos pelo Labifor, o presidente da Citinova destaca o Re-ciclo, na área de resíduos sólidos e mobilidade urbana, os Microparques Urbanos, o Rastreio Covid, o Ponto do Entregador e o Parada Segura, além de parcerias internacionais com a Universidade Johns Hopkins e com a União Europeia. "Ao completar um ano, portanto ainda em fase de estruturação, o Labifor já deixa um saldo muito positivo de projetos que estão sendo testados neste momento", acrescenta. Taís Costa, coordenadora do Labifor, ressalta a experiência adquirida neste primeiro ano no desenvolvimento dos projetos e na difusão da inovação para outros órgãos da Prefeitura. "Foi um ano de muitos aprendizados e um deles foi desenvolver políticas públicas em parceria com as secretarias finalísticas. Um exemplo muito claro disso é o Re-ciclo, que acompanhamos desde o início, recebemos e distribuímos os triciclos elétricos para as associações de catadores. Em seguida, fizemos ajustes técnicos, e, em parceria com a Seger (Secretaria da Gestão Regional), foi lançado o edital do Marco Legal das Startups, com a secretaria executando a coleta porta a porta e com os catadores sendo remunerados. Então vemos as políticas ganhando corpo na cidade e ficamos felizes de ver o impacto na vida das pessoas", diz. Atualmente o Re-ciclo, que conta com parceria do Ifood e da startup Solos, está na segunda fase do projeto-piloto e já coletou cerca de 20 toneladas de resíduos recicláveis. Prêmios e parcerias Além do primeiro lugar na categoria Tecnologia e Inovação do Ranking Connected Smart Cities 2022, e do prêmio AIPH World Green City Awards 2022, com os Microparques Urbanos, Fortaleza recebeu o Prêmio Vozes da Mobilidade Urbana 2022, na categoria Mobilidade Consciente, com o projeto Re-ciclo, e o sistema Rastreio Covid Fortaleza, desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), foi escolhido o melhor projeto na categoria Capital da VI Expo Cievs, evento nacional do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde. Entre as parcerias, vale destacar que Fortaleza foi uma das 13 cidades selecionadas no mundo pelo Bloomberg Centro de Inovação Pública, da Johns Hopkins University, e, durante um ano, receberá uma capacitação com consultoria, treinamento e troca de experiências voltadas para a inovação em políticas públicas.

Fortaleza vence prêmio internacional com projeto Microparques Urbanos

16 de outubro de 2022 A Prefeitura de Fortaleza venceu o prêmio internacional AIPH World Green City Awards 2022, em evento realizado nessa sexta-feira (14/10), na Província de Jeju (Coreia do Sul), com o projeto Microparques Urbanos. A premiação é realizada pela International Association of Horticultural Producers (AIPH), organização internacional especializada em cultura verde em todo o mundo, para a promoção de ambientes de sintonia entre as plantas e as pessoas. O projeto intitulado Transforming degraded land into Urban Micro Parks (Transformando Áreas Degradadas em Microparques Urbanos em tradução livre) ficou em primeiro lugar na categoria Living Green for Health and Wellbeing, em meio a iniciativas de todo o mundo. Além do prêmio, Fortaleza também recebeu o chamado Highly Commended, um reconhecimento por conta das práticas desenvolvidas de respeito ao meio ambiente. A construção de Microparques Urbanos faz parte de uma política sólida e crescente da Prefeitura de Fortaleza, de valorização dos espaços verdes, em sintonia com as áreas construídas, com atuação de diversas pastas, como a Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), a Autarquia de Urbanismo e Paisagismo (Urbfor), a Secretaria de Infraestrutura (Seinf) e a Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova). A ampliação de espaços públicos que valorizam esporte, educação, cultura e lazer são prioridades da atual gestão, que já promoveu transformações no Parque Rachel de Queiroz, no Parque do Passaré e na Cidade da Criança, além de outros espaços que estão em fase de execução. Até o fim de 2024, Fortaleza ganhará mais 30 microparques em regiões estratégicas, beneficiando os moradores, especialmente as crianças. Sobre os Microparques Urbanos Os Microparques Urbanos são espaços requalificados que valorizam as características de cada região onde são implantados, valorizando a cultura e o uso feito pelos moradores dos lugares contemplados. Fortaleza tem dois projetos implantados e entregues à população entre 2020 e 2021, em parceria com a Rede Urban 95 e o Instituto Alana: o Microparque da José Leon, na Cidade dos Funcionários, e o Microparque do Seu Zequinha, na Barra do Ceará

Fortaleza participa do Bloomberg CityLab, em Amsterdã, e discute novas parcerias

11 de outubro de 2022 O presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Luiz Alberto Sabóia, está em Amsterdã representando Fortaleza no Bloomberg CityLab e discutindo novas parcerias para a cidade. O evento, realizado pela Bloomberg Philanthropies em parceria com o Aspen Institute, reúne, até esta terça-feira (11/10), prefeitos, empresários, especialistas e artistas para discutir soluções para os desafios urbanos. "Prefeitos de várias cidades do mundo como Washington, Bogotá e Amsterdã, líderes e estudiosos estão discutindo temas como a necessidade de inovação, a parceria com a população, a questão da saúde mental, o desafio das mudanças climáticas e a importância das prefeituras para que possamos atingir os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da ONU)", afirma o presidente da Citinova. De acordo com Sabóia, ao longo do evento, também estão sendo discutidos novos projetos e parcerias. "Várias tratativas bilaterais estão acontecendo como a da Parceria por Cidades Saudáveis para a instalação de sensores que vão monitorar a qualidade do ar em Fortaleza. Também estamos iniciando a discussão de uma política de prevenção de doenças cardiovasculares", acrescentou. CityLab O CityLab foi fundado com o princípio de que a inovação mais importante está acontecendo em nível local e que o impacto global pode ser alcançado quando as cidades compartilham soluções. As conferências anteriores do CityLab foram realizadas em Nova York, Los Angeles, Londres, Miami, Paris, Detroit e Washington.

Prefeitura participa do Inova Summit 2022 e destaca liderança nacional em inovação

06 de outubro de 2022 O presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Luiz Alberto Sabóia, participou nesta quarta-feira (05/10) do Inova Summit Negócios, evento do Sebrae que reuniu startups, gestores públicos, especialistas e investidores. Sabóia participou da roda de conversa sobre as Iniciativas dos Agentes do Ecossistema de Inovação e apresentou ações inovadoras que estão sendo desenvolvidas pela Prefeitura de Fortaleza. Luiz Alberto Sabóia destacou projetos como o Juventude Digital, que forma jovens de 15 a 29 com foco no mercado de tecnologia, o Re-ciclo, que utiliza triciclos elétricos para a coleta seletiva e remunera catadores, e a criação do Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor), que funciona como uma incubadora de políticas públicas da Prefeitura. Ele também destacou que os investimentos feitos em inovação resultaram no reconhecimento nacional do Ranking Connected Smart Cities 2022, que premiou Fortaleza em primeiro lugar do país no eixo de Tecnologia e Inovação. "Essa premiação sinaliza que estamos no caminho certo, fomentando políticas inovadoras a partir da criação do Laboratório de Inovação de Fortaleza, e nos coloca a responsabilidade avançar ainda mais", destacou. Inova Summit Negócios 2022 Realizado pelo Sebrae, o Inova Summit Negócios reuniu, terça e quarta-feira (04 e 05/10) no Centro de Eventos, empresários, startups, investidores e palestrantes com o objetivo de integrar o setor produtivo do Ceará e fomentar novos negócios.

Cidades inteligentes: Fortaleza é líder em tecnologia e inovação no país

04 de outubro de 2022 Fortaleza ocupa a primeira posição nacional no eixo de Tecnologia e Inovação e o 4º lugar em Empreendedorismo no Ranking Connected Smart Cities 2022, divulgado nesta terça-feira (04/10), em São Paulo. Neste ano, a Capital também subiu cinco posições no ranking geral, passando da 22ª posição em 2021 para a 17ª neste ano, e manteve a 2ª colocação no Nordeste, atrás de Salvador. O vice-presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Victor Macêdo, que representou o prefeito José Sarto na cerimônia, destacou iniciativas inovadoras da cidade. "A Prefeitura tem feito um esforço contínuo na implementação de políticas que promovam o empreendedorismo e a inovação, como a criação do Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova), do programa Juventude Digital e de projetos como o Re-ciclo". "Essa premiação nos motiva a continuar esse trabalho e, ao mesmo tempo, nos impõe a responsabilidade de seguir avançando e traduzindo esse avanço em benefícios para a população", ressaltou o prefeito José Sarto. Nesta edição, os vencedores por eixo foram: Fortaleza-CE (Tecnologia e Inovação); Belo Horizonte-MG (Saúde); São Paulo-SP (Mobilidade e Acessibilidade; Economia); Santos-SP (Urbanismo); Curitiba-PR (Empreendedorismo); São Caetano do Sul-SP (Educação; Segurança); Balneário Camboriú-SC (Meio Ambiente; Governança). Ranking Connected Smart Cities O Ranking Connected Smart Cities 2022 é um estudo elaborado pela Urban Systems, em parceria com a Necta, e mapeia todos os 680 municípios com mais de 50 mil habitantes. O objetivo é definir as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil. A edição 2022 do estudo conta com 75 indicadores, que atestam serviços inteligentes nas cidades. “A Plataforma Connected Smart Cities desempenha há oito anos um papel fundamental junto às empresas, entidades e governos na busca pela inovação. Assumimos como propósito colaborar no processo de tornar as cidades brasileiras mais inteligentes e conectadas”, comenta a CEO da Necta e idealizadora do Connected Smart Cities e Mobility, Paula Faria. O resultado é apresentado em quatro frentes: posição geral, por eixo temático, por região e por faixa populacional. O estudo é composto pelos indicadores de mobilidade, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia. No eixo tecnologia e inovação, que teve Fortaleza como destaque, o estudo avalia elementos de infraestrutura pública, como semáforo e iluminação inteligentes, ações de fomento à tecnologia, como número de incubadoras e profissionais atuando na área, até melhorias para a população, como uso de Bilhete Único no transporte público ou mesmo atendimento ao cidadão por meios eletrônicos.

Re-ciclo: 12,7 toneladas de resíduos recicláveis são coletadas em um mês

03 de outubro de 2022 Os catadores do projeto Re-ciclo, que iniciaram o delivery da coleta seletiva em Fortaleza no último dia 01 de setembro, coletaram 12,7 toneladas de resíduos recicláveis no primeiro mês dessa nova etapa do projeto. A coleta foi realizada por catadores das Associações Moura Brasil e Asca-Rosa nos bairros Praia de Iracema, Centro, Meireles, Varjota e Mucuripe. A coordenadora do Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova), Taís Costa, destaca que, além da questão ambiental, o projeto Re-ciclo tem foco na geração de renda para os catadores de recicláveis. "Além de incentivar a coleta seletiva com o uso de triciclos elétricos, um dos grandes diferenciais do projeto é a remuneração dos catadores, que estão recebendo um salário mínimo, auxílio alimentação e vale transporte, o que impacta diretamente nas condições de trabalho e na renda desses trabalhadores tão importantes para a cidade", afirma. Um desses catadores é Rafael Gomes da Silva, que destaca que o uso de triciclos elétricos mudou a percepção das pessoas sobre o trabalho deles. "As pessoas se interessam, perguntam e querem contribuir. É diferente de quando a gente usava a carroça", conta. A meta da Prefeitura é avaliar os resultados e ampliar o projeto para todos os bairros da cidade, atingindo uma taxa de reciclagem de 50% em oito anos. Para isso, essa nova fase do Re-Ciclo prevê a capacitação dos associados, com o objetivo de aumentar em até cinco vezes o volume mensal de materiais coletados e incrementar em 400% a renda. Segundo o prefeito José Sarto, a projeção é de que no período de um ano sejam coletadas 350 toneladas de resíduos e ocorra uma geração de renda estimada em R$ 370 mil para os catadores associados. Como aderir A participação dos moradores desses cinco bairros iniciais é gratuita e basta agendar o serviço de coleta seletiva no site do Re-ciclo (www.reciclofortaleza.com.br). Re-ciclo O Re-ciclo é fruto da premiação que Fortaleza recebeu do Desafio Global de Mobilidade Urbana 2019, organizado pela Transformative Urban Mobility Initiative (TUMI), e nasceu da parceria entre a Agência Alemã de Cooperação (GIZ) e o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). Concebido pelo Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova), tem execução liderada pela Secretaria Municipal da Gestão Regional (Seger), e conta com a colaboração da Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor), a Regional 2, a Regional Centro e a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP). Atualmente conta com parceria do iFood e execução da startup Solos, que traz o primeiro modelo de inovação aberta do País para a coleta de recicláveis.

Juventude Digital está com inscrições abertas para novos cursos até segunda-feira (03/10)

30 de setembro de 2022 O programa Juventude Digital , coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), está com inscrições abertas para cursos gratuitos neste segundo semestre de 2022. Ao todo são 300 vagas, voltadas para jovens de 15 a 29 anos, e as inscrições ficam abertas até a próxima segunda-feira (03/10) no site do JD. Os cursos disponíveis são: Programação web com HTML/CSS; Introdução a programação com Java; Introdução a programação com JavaScript; Marketing Digital; Lógica de programação; User Experience (UX); Introdução ao mercado de Jogos; Python para análise de dados; Prototipando com Figma; Tráfego Pago e Anúncios Patrocinados. No site do JD os cursos agora estarão sinalizados por diferentes trilhas: programação, dados, games, design e marketing. As trilhas servem para orientar os jovens e possibilitar uma formação mais completa e continuada. As vagas são voltadas, prioritariamente, para os jovens que fizeram o Ensino Médio em escola pública e as aulas têm início a partir do dia 05 de outubro de forma remota. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021 e este ano tem a meta de alcançar 12.500 jovens. O programa possui três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais. O JD é coordenado pela Citinova e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação.

Juventude Digital realiza evento para preparar jovens para o mercado de trabalho

29 de setembro de 2022 O programa Juventude Digital promoveu nesta quarta-feira (28/09) o evento JD-Pro: empregabilidade do jovem na pauta, que contou com uma oficina e um bate-papo para aprimorar as habilidades profissionais e preparar os jovens para o mercado de trabalho. A coordenadora do Juventude Digital, Marisa Leitão, explica que o evento marcou a reabertura ao público da Casa da Cultura Digital, embaixada do JD, para comemorar a finalização dos cursos iniciados em setembro. “Os alunos que finalizaram esses cursos foram convidados para participar do JD-Pro. Oferecemos uma pequena oficina de como preparar o Linkedin e recebemos uma recrutadora de empresa de tecnologia para falar com os meninos sobre os processos de seleção”, afirma. Durante a oficina “Linkedin: Venha aprender a usar essa ferramenta para conquistar uma vaga na área tech” com Mateus Cruz, instrutor do JD, os jovens receberam orientações e dicas de como melhorar e aumentar o alcance de seus perfis na rede, que é a principal ferramenta e visibilidade profissional. Um dos alunos presentes no evento foi Guilherme Delmiro, de 19 anos, que também participa do projeto JD na Escuta, em parceria com a CGM. “Eu acho muito boa a possibilidade que esses eventos trazem de aprender mais e melhorar nossas habilidades. Eu já participei e me apresentei no JD Conecta e no JD Festival e hoje conheci uma recrutadora, o que aumenta o meu leque de conexões e futuras oportunidades”, comentou. O bate-papo sobre processos seletivos ficou por conta da recrutadora tech do Grupo Portfolio, Ingrid Nergino, que explicou as etapas de um processo seletivo e deu dicas de como e quais habilidades e comportamentos devem ser evidenciados em cada etapa. “Esse não é o primeiro evento que eu participo do Juventude Digital, eu estive no JD Festival que promoveu muito networking e cerca de quatro jovens que eu conheci lá passaram por processos seletivos comigo”, ressalta Ingrid. Durante o evento, a Casa da Cultura Digital esteve com a área de videogames aberta ao público e recebeu a DJ LaraMNTR. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021 e este ano tem a meta de alcançar 12.500 jovens. O programa possui três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais. O JD é coordenado pela Citinova e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação.

Juventude Digital está com inscrições abertas para o curso on-line de Ciência da Computação de Harvard

26 de setembro de 2022 O programa Juventude Digital, em parceria com a Fundação Estudar, está com inscrições abertas para o curso CC50, de introdução à Ciência da Computação da Universidade de Harvard. A versão traduzida e gratuita do curso estará disponível para os alunos que efetuarem a inscrição até o dia 25 de novembro pelo site do JD. A coordenadora do Juventude Digital, Marisa Leitão, explica que o curso oferece uma ampla base para iniciar na ciência da computação e que todo o conteúdo foi traduzido diretamente do material original (CS50 2021 - licença do CS50). “No último mês de agosto, a Citinova fechou uma parceria com a Fundação Estudar, que é uma organização de incentivo à educação. Essa parceria tem como principal objetivo oferecer o curso CC50, composto por 10 módulos que englobam desde lógica de programação, algoritmos e as principais linguagens de programação. No primeiro mês já tivemos mais de 700 inscritos”, afirma Marisa Leitão. Com uma carga horária de 25h, o curso é gravado e totalmente on-line podendo ser assistido de forma assíncrona, ou seja, no ritmo do aluno. A Fundação Estudar também disponibiliza um canal no Discord e um fórum no Discourse com materiais extras, exercícios de fixação e sets de problemas. Ao concluírem o curso os alunos terão base para iniciar projetos em Web Design, Bancos de Dados, Sistemas Eletrônicos, Programação de Software, entre outros. As inscrições ficarão abertas até 25 de novembro e o aluno terá, a partir do momento em que se inscrever, aproximadamente 12 semanas para finalizar o curso e receber o certificado de conclusão. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021 e este ano tem a meta de alcançar 12.500 jovens. O programa possui três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais. O JD é coordenado pela Citinova e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Serviço CC50 Inscrições: até 25 de novembro pelo site do Juventude Digital

Prefeitura de Fortaleza participa de ação de limpeza que retirou cerca de duas toneladas de resíduos da orla

19 de setembro de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), em parceria com outras secretarias e organizações não governamentais, participou, neste fim de semana, do Dia Mundial da Limpeza, em adesão ao World Cleanup Day, que na capital cearense conseguiu recolher aproximadamente duas toneladas de resíduos na orla. As atividades ocorreram em diferentes pontos da cidade, como Praia de Iracema, Barra do Ceará e Praia do Futuro. A ação de limpeza contou com a participação do Instituto Povos do Mar, Citinova, Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Secretaria Regional 7, Cuca Ambiental, Cruz Vermelha, Associação dos Empresários da Praia do Futuro e educadores ambientais do Plano de Educação Ambiental e Sanitária (Peas), do programa Fortaleza Cidade Sustentável (FCS), assim como outras instituições e voluntários que acordaram cedo para contribuir com a limpeza d cidade. Uma novidade nesta ação foi o uso de bituqueiras com medidores para o recolhimento dos restos de cigarro, um dos principais lixos encontrados na faixa de areia. Todo o material recolhido, entre bitucas, papéis e garrafas e canudos de plástico, foi encaminhado ecopontos, recicladoras e associações de catadores, para ser revertido em renda. "A adesão foi grande para o nosso Dia Mundial da Limpeza. Conseguimos mobilizar várias pastas da Prefeitura, órgãos parceiros e famílias para a limpeza da nossa orla. Ações assim, conjuntas, fortalecem o nosso trabalho de educação ambiental, de cuidado a nossa cidade", destacou a secretária da Seuma, Luciana Lobo. Proteção dos recursos As ações de educação ambiental e mutirões de limpeza fazem parte de uma política sólida da Prefeitura de Fortaleza para a preservação dos nossos recursos naturais. A Seuma desenvolve o projeto Se Liga na Rede, que já realizou mais de 1.200 ligações de residências de famílias carentes à rede de esgoto, evitando que efluentes cheguem à rola. Já a Vídeo Inspeção de Galerias Pluviais utiliza um robô de última geração para acessar o sistema de drenagem e identificar pontos de obstrução ou ligações clandestinas de esgoto. Para reforçar este controle, foi desenvolvida a Captação em Tempo Seco, para a interceptação dos resíduos antes que acessem a zona de praia, e também é feito o monitoramento da qualidade da água dos recursos hídricos.

Prefeito José Sarto lança nova versão da Nina, ferramenta para denunciar assédio no transporte público

13 de setembro de 2022 O prefeito José Sarto lançou na terça-feira (13/09), no Terminal do Papicu, uma nova versão da ferramenta e mapeamento de denúncias de assédio sexual no Transporte Público, a Nina 2.0. O serviço está disponível no aplicativo Meu Ônibus, da Prefeitura de Fortaleza e faz parte do Programa de Combate ao Assédio Sexual no Transporte Público. Segundo o prefeito José Sarto, a Nina 2.0 é uma ferramenta importante para encorajar as mulheres e desencorajar qualquer tipo de assediador. "A versão 2.0 é uma versão moderna, turbinada, que agrega o WhatsApp. Antes, o acesso era só pela plataforma Meu Ônibus, mas agora você tem a possibilidade de utilizar o WhatsApp para adicionar fotos, vídeos e informações do local, do número do transporte, da trajetória na qual ocorreu o assédio. É mais uma ferramenta na macropolítica de proteção e de defesa das mulheres", afirma. Na nova versão, outras funcionalidades foram incorporadas de maneira a dar mais segurança e agilidade nas denúncias. Além do envio de fotos e vídeos, a ferramenta também possibilita a geração de um mapa de calor, que irá permitir a identificação de linhas com mais denúncias. A ideia é que esses dados colaborem com o desenvolvimento de estratégias de combate ao assédio sexual no transporte coletivo. Segundo Cristhina Brasil, titular da Coordenadoria Especial de Política Públicas para as Mulheres, a Nina 2.0 também deve contribuir para a apresentação e coleta de provas que podem ser incluídas em denúncias feitas a polícia. "A mulher de Fortaleza cada vez mais vai ter a segurança de andar no transporte público," reforça, pontuando que além da pessoa que sofreu o assédio, quem presenciou a afronta também pode providenciar a denúncia pela Nina 2.0. Desenvolvida pela startup Nina e lançada por meio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), a ferramenta tem o objetivo de incentivar vítimas e testemunhas a denunciarem os casos de assédio sexual às entidades competentes, de forma a inibir a ocorrência desse tipo de comportamento nos espaços públicos. Além do enfrentamento à violência de gênero nos ônibus de Fortaleza, a Nina gera um banco de dados que possibilita a análise do problema e planejamento de ações de combate e prevenção, contribuindo para a criação de políticas públicas que tornem o município mais seguro e inclusivo para toda a população, principalmente o público feminino. A iniciativa surge em um cenário em que as mulheres, especialmente, enfrentam o desafio de circular pelas cidades. Segundo dados coletados pelos Institutos Locomotiva e Patrícia Galvão, em 2021, cerca de 81% das brasileiras já sofreram algum tipo de violência nos seus deslocamentos pelas cidades. Nesse sentido, a Nina tornou-se o canal padrão de denúncias no transporte público oferecido pela Prefeitura de Fortaleza. Para David Bezerra, presidente da Etufor, este instrumento é relevante para inibir tais práticas no ambiente do transporte coletivo. “As pesquisas de qualidade realizadas na cidade revelam que o público feminino chega a 42% do público que anda de ônibus”, informa, destacando a expectativa de que com o advento da Nina 2.0 haja uma redução dos casos de assédio. Para que o acolhimento das mulheres seja feito em todas as instâncias municipais, a ferramenta envolve a articulação de diversos órgãos da capital cearense. Entre eles estão o Centro de Referência e Atendimento à Mulher em situação de violência Francisca Clotilde que fica na Casa da Mulher Brasileira e Guarda Municipal de Fortaleza, que costumam ser os primeiros acionados em casos de violência de gênero no transporte coletivo. O projeto conta ainda com o envolvimento da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres, Fundação Citinova, empresa administradora dos terminais (Socicam), além do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus). Implantada no ano de 2018 em formato de projeto-piloto, a iniciativa fortalezense foi pioneira no Brasil quanto à abordagem de combate ao assédio sexual no transporte coletivo. A ferramenta, no entanto, faz parte de uma política mais ampla nesse sentido. “É importante dizer que esse é o primeiro pilar de uma política mais ampla, que o prefeito Sarto está conduzindo na gestão municipal. Essa é uma pauta muito importante para a cidade e defendida como uma de suas prioridades”, explica Luiz Alberto, presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova). Como funciona Realizar a denúncia na Nina é bem rápido e simples. A vítima ou testemunha de assédio sexual, seja no interior dos ônibus, nos terminais ou pontos de parada, pode acionar a tecnologia tanto pelo aplicativo Meu Ônibus, quanto pelo número (85) 9 3300-7001, disponível no WhatsApp. A pessoa fornece seus dados e informações sobre o ocorrido, identificando o número do veículo ou placa, local e horário. Com a nova versão da ferramenta, será possível também anexar fotos e vídeos na denúncia pelo WhatsApp Ao receber o registro, a Nina alerta automaticamente os órgãos competentes e equipes de videomonitoramento, que são acionados para a busca de imagens do assédio, caso o espaço tenha cobertura de câmeras. Já a vítima ou testemunha recebe em seu e-mail um documento com todas as informações fornecidas no registro e orientações para atendimento psicossocial e jurídico. As provas coletadas pela Nina podem ser utilizadas no Boletim de Ocorrência, que deve ser formalizado pela vítima na delegacia mais próxima para aplicação da Lei da Importunação Sexual, em vigor desde 2018.

Juventude Digital está com novas oportunidades de cursos e estágios

02 de setembro de 2022 O programa Juventude Digital, coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), está com vagas de estágio nos editais Juventude Digital - Jovens Talentos e Bolsa Jovem - JD no Controle, além de uma nova leva de cursos livres disponíveis no portal do JD. O edital Juventude Digital - Jovens Talentos, voltado para jovens, de 15 a 29 anos, que tenham se formado ou estejam se formando em algum curso do JD, dispõe de 250 vagas com bolsas de R$ 450, R$ 550 e R$750 para níveis médio, técnico e superior, respectivamente. As inscrições devem ser realizadas via e-mail até sexta-feira (09/09) e os jovens selecionados vão ser direcionados para atuar em diversos órgãos e entidades da Prefeitura de Fortaleza. O edital completo pode ser acessado no portal do JD. Em parceria com a Controladoria e Ouvidoria do Município (CGM) e a Secretaria da Juventude, o Juventude Digital também está com 50 vagas disponíveis no edital Bolsa Jovem, com inscrições até o dia 05/09, destinadas ao programa JD no Controle com bolsas de R$ 300. As inscrições são através do Portal da Juventude. Cursos Além das oportunidades de estágio, o JD está com inscrições abertas para os novos cursos de 2022 que incluem novas temáticas criadas a partir de sugestões dos próprios alunos. Os cursos disponíveis são: Aprendendo a Lógica de Programar; Introdução a programação com Java; Programação web com HTML/CSS; Programação web com JavaScript; Python para análise de dados; User Experience - Ux; Venha criar sua startup ou empresa; Marketing Digital. As aulas têm início a partir do dia 05 de setembro de forma remota. “Além dos cursos que o JD já ofertava, como Introdução à lógica de programação e Introdução à programação HTML/ CSS, a gente criou cursos novos. Então, além de continuar na linha de trazer os alunos para área de tecnologia por meio dos cursos mais iniciais, a gente vai avançar com cursos mais específicos em algumas linguagens de programação”, afirma a coordenadora do Juventude Digital, Marisa Leitão. Todos os cursos são gratuitos e voltados para jovens de 15 a 29 anos, as inscrições vão até esta sexta-feira (02/09) e estão disponíveis no portal do JD. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Citinova e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Este ano o programa tem a meta de alcançar 12.500 jovens entre os três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais. Serviço Jovens Talentos - JD Inscrições até sexta-feira (09/09) via e-mail: selecao.jd@citinova.fortaleza.ce.gov.br Acesse o edital Bolsa Jovem Inscrições até segunda-feira (05/09) via Portal da Juventude Acesse o edital Cursos Inscrições: Portal Juventude Digital Início das aulas: A partir de segunda-feira (05/09)

Prefeito José Sarto lança nova fase do projeto Re-ciclo, que inclui coleta seletiva em cinco bairros

01 de setembro O prefeito José Sarto lançou nesta quinta-feira (01/09), na Beira-Mar, a nova fase do projeto-piloto do Re-ciclo, incluindo a coleta seletiva em cinco bairros. Essa etapa conta com parceria do iFood e execução da startup Solos, que traz o primeiro modelo de inovação aberta do País para a coleta de recicláveis. A nova etapa do Re-ciclo terá duração de 12 meses e atenderá aos bairros: Centro, Praia de Iracema, Meireles, Varjota e Mucuripe. A participação é gratuita e comércios e residências podem solicitar o serviço de coleta seletiva diretamente no site do Re-ciclo. Segundo o prefeito José Sarto, a projeção é de que no período de um ano sejam coletadas 350 toneladas de resíduos e ocorra uma geração de renda estimada em R$ 370 mil para os catadores associados, proporcionando uma renda fixa de R$ 1.100 por mês para cada catador, além dos valores recebidos pela venda dos resíduos. "Fortaleza parte mais uma vez na frente para ser essa cidade pedagogicamente educada em reciclar o seu lixo, fazer a diferenciação, em parceria com os trabalhadores e as trabalhadoras dessa área da reciclagem," destaca o Prefeito, acrescentando que há intenção de que em seguida o projeto seja expandido para toda a cidade. "Depois da fase piloto inicial, em que algumas associações de catadores testaram os triciclos elétricos, agora entramos numa fase estruturada, com atendimento pela internet e com a coleta feita por associações parceiras que vão operar os triciclos. Serão 10 triciclos nos cinco bairros, mas, dependendo do engajamento da população, podemos aumentar a quantidade. Além disso, o projeto prevê um auxílio financeiro para os catadores, fruto da parceria com a iniciativa privada, que é um modelo pioneiro no Brasil”, explica o presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Luiz Alberto Sabóia. A meta da Prefeitura é avaliar os resultados e ampliar o projeto para todos os bairros da cidade, atingindo uma taxa de reciclagem de 50% em oito anos. Atualmente o Brasil recicla, em média, menos de 4%. Para isso, essa nova fase do Re-Ciclo conta com a participação da Associação dos Catadores da Rosalina e da Associação Moura Brasil e prevê a capacitação dos associados, com o objetivo de aumentar em até cinco vezes o volume mensal de materiais coletados e incrementar em 400% a renda. De acordo com Musa Mara, representante da Rede de Catadores de Resíduos Sólidos do Estado do Ceará, o projeto deve trazer mais qualidade de vida para os catadores. "O triciclo vai permitir que você colete em um maior espaço, possa abranger vários bairros durante o dia, sem tanto esforço físico. A Ideia do triciclo para os catadores é maravilhosa, a gente espera muito que o projeto dê certo, vamos trabalhar para isso," afirma. “Para o iFood a reciclagem tem papel fundamental no que se refere a ações ambientalmente positivas e é um dos pilares para alcançarmos a meta de zerar a poluição plástica no nosso delivery, até 2025. Vamos evitar o envio de plásticos e investir em opções de embalagens sustentáveis, mas o plástico que não for evitado será 100% reciclado. Sabemos a importância de investir em projetos que, além de incentivar a reciclagem, incluam e educam a sociedade sobre o tema, diretrizes que fazem parte das iniciativas do Re-ciclo e dos demais projetos da SOLOS”, comenta Alexandre Lima, gerente de sustentabilidade do iFood. Saville Alves, cofundadora da Solos, destaca que a iniciativa da Prefeitura é um marco para a atuação das startups no Brasil e para o compromisso social sustentável. “O Re-ciclo irá possibilitar ao usuário descartar seus resíduos corretamente a partir de um modelo de delivery. Dessa forma, basta fazer o seu cadastro, registrar seu dia de preferência para coleta e, assim, os catadores associados irão até o endereço indicado buscar os materiais gratuitamente. Tudo o que for coletado será destinado para a reciclagem”, destaca. Re-ciclo O Re-ciclo é fruto da premiação que Fortaleza recebeu do Desafio Global de Mobilidade Urbana 2019, organizado pela Transformative Urban Mobility Initiative (TUMI), e nasceu da parceria entre a Agência Alemã de Cooperação (GIZ) e o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). Concebido pelo Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova), tem execução liderada pela Secretaria Municipal da Gestão Regional (Seger) em parceria com a Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor), a Regional 2, a Regional Centro e a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP). Sobre o iFood O iFood é uma empresa brasileira de tecnologia referência em delivery online, que aproxima clientes, restaurantes e entregadores de forma simples e prática. E para proporcionar uma experiência completa a cada um deles, a entrega vai além do delivery. Com cerca de 65 milhões de pedidos mensais, o iFood atua com inteligência de negócio e soluções de gestão para promover e desenvolver um ecossistema de mais de 300 mil estabelecimentos cadastrados, 200 mil entregadores conectados em mais de 1700 cidades em todo o Brasil. Sobre a SOLOS Fundada em 2018, a SOLOS promove o descarte correto de embalagens, a partir da inclusão de cooperativas de reciclagem, através das ações lideradas e estruturadas com grandes parceiras, como: iFood, Braskem, Nubank, Owens Illinois, Ambev, Heineken, Coca-Cola, Basf, Sebrae.

Juventude Digital Festival recebe 20 mil pessoas em dois dias

29 de agosto de 2022 A primeira edição do Juventude Digital Festival recebeu, sábado e domingo (27 e 28/08), cerca de 20 mil pessoas no Centro de Eventos. Realizado pela Prefeitura de Fortaleza em parceria com a Jangadeiro, o evento contou com mais de 30 atrações entre palestrantes, influencers, músicos, além de uma área voltada para os games. Na feira de empregabilidade, realizada no sábado, mais de 20 empresas puderam conhecer e conversar com os jovens interessados em ingressar no mercado de tecnologia. "O Juventude Digital Festival superou todas as expectativas e recebeu o dobro do público esperado para os dois dias. Foi um evento bastante intenso, com oportunidades de emprego, entretenimento e muita informação sobre o mundo digital. Estamos muito felizes e ansiosos para a edição de 2023", afirmou a coordenadora do Juventude Digital, Marisa Leitão. Durante o evento, também foram realizadas oficinas de programação e prototipação em parceria com Sebrae, NormaLabs e Rocketseat, e a formatura dos alunos das Escolas Criativas de Jovens Programadores e Jovens Designers. No sábado, o prefeito Sarto prestigiou o evento. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova) e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Este ano o programa tem a meta de alcançar 12.500 jovens entre os três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais.

Prefeito José Sarto participa do Juventude Digital Festival

28 de agosto de 2022 O prefeito José Sarto participou, neste sábado (27/08), do Juventude Digital Festival. O evento é realizado pela Prefeitura de Fortaleza, em parceria com o Sistema Jangadeiro, neste fim de semana, no Centro de Eventos do Ceará (CEC). A programação é voltada para a inserção dos jovens no mercado de tecnologia com palestras, encontros e oficinas. O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda, já tendo capacitado mais de 3 mil jovens em 2021. O projeto é coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova) e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Este ano o programa tem a meta de alcançar 12.500 jovens, como comentou o prefeito Sarto. “Ano passado, mesmo com a pandemia, conseguimos capacitar mais de 3 mil jovens. Para este ano, queremos expandir esse número para mais de 12 mil em três eixos, o JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; o JD Mercado, com cursos de programação e design; e o JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais. Hoje em dia, os mercados de tecnologia e de jogos movimentam cifras bilionárias, mas nosso objetivo não é só o desenvolvimento econômico. O Juventude Digital promove inclusão social, faz com que o jovem se sinta parte de um grupo, parte de uma cidade que dá oportunidades para que ele possa crescer e se desenvolver”, comentou Sarto. Luiz Alberto Sabóia, presidente da Citinova, celebrou a realização do evento e destacou que ele faz parte de uma política contínua de investimentos em inovação e tecnologia na capital. “Na Rede Municipal de Ensino temos 22 mil jovens somente no 9º ano do fundamental. É um potencial imenso que pode ser explorado na tecnologia do futuro. O prefeito Sarto, sabendo disso, implantou essa política brilhante para que o jovem possa ter renda, empreender e superar seus limites”. A programação Juventude Digital Festival é dividida entre quatro palcos principais: Palco JD, Palco Bate-Papo, Palco Musical e Palco Upgrade; e os espaços interativos de jogos e o espaço Carreiras. O Palco JD e o Palco Bate-Papo recebem, durante os dois dias do evento, encontros e palestras sobre novas oportunidades e possibilidades de carreira. Os alunos do JD Feira Tech, JD na Escuta e das Escolas Criativas de Jovens Programadores e Jovens Designers também apresentarão os projetos desenvolvidos nas formações nesses palcos. “O evento superou nossas expectativas, está lindo. Nosso objetivo aqui é aproximar o jovem do mercado de tecnologia. Muitas vezes eles já têm contato com o mundo digital, mas aqui ele encontra um mundo mais amplo e entende que pode não ser apenas usuário das tecnologias, mas virar um desenvolvedor, um programador e seguir carreira em um mercado promissor”, Marisa Leitão, coordenadora do programa Juventude Digital.

Prefeitura de Fortaleza promove inovação, criatividade e tecnologia na abertura do Juventude Digital Festival

27 de agosto de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, em parceria com o Sistema Jangadeiro, realizou a abertura do Juventude Digital Festival neste sábado (27/08). O evento tem por objetivo promover uma programação voltada para a inserção dos jovens no mercado de tecnologia com palestras, encontros e oficinas, além de apresentações musicais, espaços interativos de jogos, competições e sorteios. De acordo com o vice-prefeito de Fortaleza e superintendente do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), Élcio Batista, o investimento em educação digital e economias criativas promovidos pelo Juventude Digital são fundamentais para o futuro da cidade. "Estamos promovendo áreas fundamentais. A economia do século XXI é a economia do conhecimento, e a tecnologia é um meio de desenvolvimento de toda uma gama de novos mercados. Se os jovens de hoje não aprenderem programação, por exemplo, terão muita dificuldade para se inserir no mercado de trabalho do futuro. E o Juventude Digital é isso, promoção de tecnologia e conhecimento de forma ampla, acessível e massificada para os jovens de Fortaleza", comentou Élcio. O Juventude Digital Festival faz parte de um conjunto de políticas públicas da Prefeitura de Fortaleza, que tem investido cada vez mais em inovação e tecnologia, como pontuou Marisa Leitão, coordenadora do programa. "O Juventude Digital é uma política pública da Prefeitura de Fortaleza que capacita e encaminha jovens, entre 15 e 29 anos, para o mercado de tecnologia. O festival nasceu para coroar esse programa, tornar ele mais conhecido entre os jovens e empresas da cidade", informou Marisa. Competição gamer Um dos destaques da manhã do primeiro dia do Juventude Digital Festival foi a competição gamer. 49 jovens da Rede Municipal de Ensino, divididos em 14 equipes, apresentaram jogos totalmente desenvolvidos por eles mesmos. Jackson Vieira, João Pedro Moreira, Larissa Gomes e Endel Castro, alunos do 9° ano fundamental da Escola de Tempo Integral (ETI) Priscila Bezerra, desenvolveram o jogo Vila Revolution, em plataforma 3d, com jogabilidade inspirada pela mega-franquia de jogos Super Mario. Os estudantes aliaram a paixão por jogos, a preocupação com o meio ambiente e os conhecimentos adquiridos em programação para desenvolver seu o próprio. "Eu nem sabia mexer em computadores, e hoje eu consigo até fazer programação", falou Jackson. Já Larissa destacou que "quem jogar o game vai aprender muitas coisas, pois o objetivo dele é resolver desafios para impedir a poluição e radioatividade produzida por uma usina nuclear". Amanda Rodrigues foi a orientadora da equipe. A professora de inglês afirmou que o trabalho multidisciplinar realizado na produção do game ajudou os alunos a desenvolverem diversas competências escolares. "Essa já era uma ideia da nossa ETI, desenvolver jogos. Eu orientei a equipe junto com meu colega Saul, professor de matemática. Os alunos desenvolveram o jogo no Scracth Studio, plataforma desenvolvida pelo MIT. Então, além de programação, eles aprenderam inglês, matemática, biologia e desenvolveram o trabalho em equipe", relatou a professora. Dalila Saldanha, titular da Secretaria Municipal da Educação (SME), celebrou o trabalho desenvolvido pelos estudantes e relatou que Fortaleza tem procurado promover cada vez mais tecnologia e inovação na Rede Municipal de Ensino. "Estou emocionada com os projetos que vi. A linguagem de programação já é uma realidade na nossa dinâmica curricular. Nós pensamos o Juventude Digital no ano passado e hoje, no festival, colhemos o fruto desse trabalho. O nível dos trabalhos apresentados está até além das nossas expectativas. Os estudantes aprenderam a tecnologia e integram os conhecimentos adquiridos às preocupações das suas comunidades", comemorou a secretária. Ainda pela manhã, a Prefeitura promoveu a Feira de Empregabilidade, realizada em parceria com a Eureca, empresa de consultoria especializada no desenvolvimento de carreiras para jovens. "Hoje, durante todo o dia, os jovens terão acesso a várias empresas que estão com vagas abertas na área de tecnologia. Então eles vão poder tirar dúvidas, deixar seus currículos e receber orientações para o mercado. Logo mais, à tarde, vamos promover um hackathon com problemas reais e sugeridos pela Prefeitura de Fortaleza, para que os jovens possam desenvolver suas competências digitais e design thinking", relatou Carolina Utimura, chefe executiva da Eureca. Juliana Coelho, recrutadora do Grupo Meireles e Freitas, destacou que o pensamento e conhecimento tecnológicos são diferenciais na hora de contratar. "Está e uma área que está em ascensão, e todo o dia tem coisas novas. Queremos que o jovem esteja ligado na sua capacitação. Muitas vezes, sabemos, as pessoas encontram dificuldades para ingressar e continuar numa graduação, mas existem oportunidades gratuitas tecnológicas que podem fazer a diferença", comentou. O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova) e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Este ano o programa tem a meta de alcançar 12.500 jovens entre os três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais.

Prefeitura de Fortaleza expande projeto de lixeiras subterrâneas na Capital

26 de agosto de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Gestão Regional (Seger), lançou um edital para licitar 40 novas unidades de lixeiras subterrâneas na cidade. A iniciativa faz parte do projeto Fortaleza Cidade com Futuro e conta com recursos provenientes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). O projeto de implantação dos novos equipamentos foi idealizado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com a Seger. A ação colabora para beneficiar a população que pretende participar e contribuir com a coleta seletiva. Acesse o edital Para o secretário da Seger, Arcelino Lima, as novas lixeiras subterrâneas irão suprir a necessidade de destinação do lixo doméstico, produzido diariamente na cidade. “Inicialmente, os 40 pontos estarão localizados numa região piloto abrangendo parte dos bairros Centro, Praia de Iracema, Aldeota, Meireles, Varjota e Mucuripe. As lixeiras irão servir de complemento a outras iniciativas que já funcionam em Fortaleza, como é o caso dos Ecopontos”. O projeto prevê a instalação das lixeiras subterrâneas em diversos locais da cidade, em maior quantidade do que os Ecopontos, para que a população possa ter um acesso rápido e facilitado e destinar corretamente seus resíduos, evitando o surgimento de pontos de lixo irregulares na cidade. Hoje, a Capital possui 19 lixeiras subterrâneas sob supervisão da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP). Elas estão instaladas nos bairros Barra do Ceará, Cristo Redentor, Pirambu, Jacarecanga, Meireles, Centro, Cais do Porto e Mucuripe. O vice-presidente da Citinova, Victor Macêdo Lacerda, ressalta que o projeto-piloto já está em andamento e passará por uma avaliação. “O objetivo do projeto-piloto de 40 lixeiras é verificar o grau de adesão da população em função da quantidade de pessoas residindo no entorno e da quantidade de resíduos produzidos diariamente. O monitoramento dos dados e informações do projeto-piloto irá embasar o planejamento para a expansão para toda a cidade”, revela. A escolha dos locais tem como critérios a quantidade de pessoas residindo no entorno, a produção diária de resíduos, pontos de descarte irregular de resíduos catalogados (pontos de lixo) e áreas de difícil acesso onde não há coleta domiciliar. Os cinco primeiros pontos já em implantação ficam na Praça do Campo do América, na Praça das Flores, na Praça do Centro Cultural Dragão do Mar, na Praça Luíza Távora e na Praça da Igreja de Nossa Senhora da Saúde (Mucuripe).

Prefeitura realiza Juventude Digital Festival neste fim de semana (27 e 28/08)

26 de agosto de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, em parceria com a Jangadeiro, realiza neste fim de semana (27 e 28/08) o Juventude Digital Festival. O evento vai acontecer no Salão Icapuí do Centro de Eventos do Ceará e conta com uma programação voltada para a inserção dos jovens no mercado de tecnologia com palestras, encontros e oficinas, além de apresentações musicais, espaços interativos de jogos, competições e sorteios. De acordo com a coordenadora do Juventude Digital, Marisa Leitão, a expectativa é que, por dia, cerca de cinco mil jovens passem pelo festival. “Estamos com uma programação diversa, voltada para a formação e para o desenvolvimento profissional dos jovens, além de jogos e música. Tudo é gratuito e as inscrições estão abertas no site de Juventude Digital”, afirma. A programação será dividida entre quatro palcos principais: Palco JD, Palco Bate-Papo, Palco Musical e Palco Upgrade; e os espaços interativos de jogos e o espaço Carreiras. As inscrições para participar estão disponíveis no site do JD. O Palco JD e o Palco Bate-Papo recebem, durante os dois dias do evento, encontros e palestras sobre novas oportunidades e possibilidades de carreira. Os alunos do JD Feira Tech, JD na Escuta e das Escolas Criativas de Jovens Programadores e Jovens Designers também apresentarão os projetos desenvolvidos nas formações nesses palcos. No sábado (27/08), acontece a Feira de Empregabilidade no espaço Carreiras e, no domingo, o espaço oferece oficinas de prototipação e programação em parceria com Sebrae, NormaLabs e Rocketseat. As vagas para as oficinas são limitadas e a participação se dará por ordem de chegada no espaço. Mateus Fazeno Rock, Amora, Caramelo Dogs e Felipe Bide fazem parte da programação do Palco Musical. A GoGamers e o Sana estarão nos espaços gamers promovendo competições e campeonatos de jogos, além de sorteios. Transporte A Prefeitura de Fortaleza vai disponibilizar no primeiro dia do evento, sábado (27/08), duas rotas de ônibus para levar os jovens até o Centro de Eventos. Os dois ônibus vão sair do Cuca Mondubim em dois horários, 10h e 14h. Uma das rotas segue para os Cucas Pici e Barra e a outra para os Cucas José Walter e Jangurussu. O retorno está programado para dois horários, 12h e 18h. A Prefeitura também vai fornecer totens para recarga de crédito na carteirinha de estudante, cada jovem tem direito a uma recarga no valor de uma passagem integral e o fornecimento total de crédito é limitado a R$1.500. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova) e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Este ano o programa tem a meta de alcançar 12.500 jovens entre os três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais. Serviço: Juventude Digital Festival Data: 27 e 28/08 (sábado e domingo) Horário: 10h às 20h Local: Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares, 999) Inscrições: site do Juventude Digital Rotas de ônibus - Ônibus 1 Cuca Mondubim > Cuca Pici > Cuca Barra > Centro de Eventos Saída em dois horários: 10h e 14h Retorno em dois horários: 12h e 18h - Ônibus 2 Cuca Mondubim > Cuca José Walter > Cuca Jangurussu > Centro de Eventos Saída em dois horários: 10h e 14h Retorno em dois horários: 12h e 18h

JD Festival: oficinas de prototipação e programação estão com inscrições abertas

25 de agosto de 2022 O programa Juventude Digital, coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), está com inscrições abertas para as oficinas de imersão do Juventude Digital Festival. Realizadas em parceria com NormaLabs, Rocketseat, e Sebrae, as oficinas irão desenvolver protótipos e pequenos projetos nas linguagens HTML/CSS, Python e JavaScript no segundo dia do evento. As inscrições são gratuitas e estão abertas no site do Juventude Digital. São 20 vagas para três oficinas de programação e 10 vagas para quatro oficinas de prototipagem. Como as vagas são limitadas, a participação se dará por ordem de chegada no espaço Carreiras do JD Festival. Oferecidas pelo Sebrae, as oficinas de prototipação se iniciam às 14h, cada uma com duração de 30 minutos, onde os participantes vão aprender a dar vida às suas ideias. Já as oficinas de programação começam às 10h30 com a criação de um site em HTML/CSS com a Rocketseat. Às 13h30, o NormaLabs vai desenvolver com os participantes um projeto em python e, às 16h30, eles comandam uma imersão em react-native usando JavaScript. A carga horária das oficinas de programação é de 2h. JD Festival O JD Festival, realizado em uma parceria com a Jangadeiro, terá uma programação voltada para a inserção dos jovens no mercado de tecnologia com uma feira de empregabilidade, palestras e rodas de conversa, além de apresentações musicais, espaços interativos de jogos, oficinas, competições e sorteios. A Prefeitura de Fortaleza vai disponibilizar no primeiro dia do evento, sábado (27), duas rotas de ônibus para levar os jovens até o Centro de Eventos. Os dois ônibus vão sair do Cuca Mondubim em dois horários, 10h e 14h. Uma das rotas segue para os Cucas Pici e Barra e a outra para os Cucas José Walter e Jangurussu. O retorno está programado para dois horários, 12h e 18h. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Citinova e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Este ano o programa tem a meta de alcançar 12.500 jovens entre os três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais. Serviço: Juventude Digital Festival Data: 27 e 28/08 (sábado e domingo) Horário: 10h às 20h Local: Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares, 999) Inscrições: site do Juventude Digital Oficinas Inscrições: site do Juventude Digital Desenvolvimento Web com HTML/CSS - Rocketseat Data: 28/08 - 10h30 à 12h30 Instrutor: Mayk Brito Python, como desenvolver o seu robô - NormaLabs Data: 28/08 - 13h30 à 15h30 Instrutores: Bruno Correia e Felipe André React Native, desenvolvimento mobile - NormaLabs Data: 28/08 - 16h30 à 18h30 Instrutores: Eryc Ferreira e Paulo Soares Prototipe - Sebrae Data: 28/08 - 14h; 15h; 16h; 17h; Instrutor: Lima Neto Rotas de Ônibus Ônibus 1 Cuca Mondubim > Cuca Pici > Cuca Barra > Centro de Eventos Saída em dois horários: 10h e 14h Retorno em dois horários: 12h e 18h Ônibus 2 Cuca Mondubim > Cuca José Walter > Cuca Jangurussu > Centro de Eventos Saída em dois horários: 10h e 14h Retorno em dois horários: 12h e 18h

JD Festival: curso preparatório para a feira de empregabilidade está com inscrições abertas

19 de agosto de 2022 O programa Juventude Digital, coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), está com inscrições abertas, até o próximo domingo (21/08), para o Bootcamp Aceleração de Jovens Talentos. Realizado em parceria com a Eureca Academy, o curso tem o objetivo de preparar os jovens para a feira de empregabilidade que será realizada durante o JD Festival, no dia 27 de agosto. A formação será gratuita e on-line, de 22 a 26 de agosto. A coordenadora do Juventude Digital, Marisa Leitão, reforça a importância da formação e da feira de empregabilidade. "A gente está com duas inscrições abertas no site do Juventude Digital, uma delas é a do Festival e a outra específica do Bootcamp, ofertado com o intuito de preparar os jovens para a feira de empregabilidade que vai acontecer dentro do festival. A gente entende que essa aproximação do aluno com a empresa é importante porque muitos deles não se sentem preparados para as vagas do mercado. Então a ideia desses cinco dias de atividades é que o aluno possa participar de oficinas que vão prepará-lo para esse momento e para o futuro profissional deles", explica. O coordenador de Desenvolvimento da Eureca Academy, Kliwert Leonardo da Silva, detalha a programação do curso. “A Eureca é uma empresa focada em empregabilidade para juventudes que, em parceria com o Juventude Digital, organizou uma experiência super legal para a próxima semana, do dia 22 ao 26. Todas as noites nós faremos lives super especiais para tratar sobre assuntos importantes relacionados à empregabilidade e ao desenvolvimento pessoal para processo seletivo, entre outras habilidades necessárias para esse início de carreira”, afirma. A feira de empregabilidade do Juventude Digital Festival, realizada em parceria com a Secretaria da Juventude de Fortaleza e o Instituto Juventude Inovação, é voltada para jovens de 15 a 29 anos e tem o objetivo de conectar os estudantes com recrutadores de empresas de tecnologia. JD Festival O JD Festival, realizado em uma parceria com o sistema Jangadeiro de Comunicação, terá uma programação voltada para a inserção dos jovens no mercado de tecnologia com palestras e rodas de conversa, além de apresentações musicais, espaços interativos de jogos, oficinas, competições e sorteios. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Citinova e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Este ano o programa tem a meta de alcançar 12.500 jovens entre os três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais. Serviço Juventude Digital Festival Data: 27 e 28 de agosto Horário: 10h às 20h Local: Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares, 999) Inscrições: site do Juventude Digital Bootcamp Aceleração de Jovens Talentos Data: 22 a 26 de agosto Inscrições: site do Juventude Digital

Juventude Digital Festival divulga programação de palestras e atrações musicais

24 de agosto de 2022 O Juventude Digital Festival divulgou a programação de palestras, oficinas e atrações musicais que serão realizadas no próximo fim de semana, no Centro de Eventos. O festival, que é uma realização da Prefeitura de Fortaleza e da Jangadeiro, acontecerá das 10h às 20h neste sábado e domingo (27 e 28/08). O evento vai acontecer no Salão Icapuí do Centro de Eventos do Ceará e a programação será dividida entre os palcos principais (Palco JD, Palco Bate-Papo, Palco Musical e Palco Upgrade), os espaços interativos de jogos e o espaço Carreiras, que no primeiro dia recebe a feira de empregabilidade e, no segundo, oficinas de programação. O Palco JD vai receber os alunos do JD Feira Tech, JD na Escuta e das Escolas Criativas de Jovens Programadores e Jovens Designers que apresentarão os projetos desenvolvidos durante a formação. O palco também vai ter painéis e palestras com Adriano Binhara (@binhara), programador e criador de conteúdo; Gabriel Luis “Gabas” (@gabasart), desenvolvedor do jogo RoadOut; Daniel He4rt (@danielhe4rt), streamer e criador da comunidade He4rt Developers que difunde conhecimentos de programação; Giovanna Moeller (@girl.coding), desenvolvedor HTML/CSS e criadora de conteúdo. A multinacional Wipro e o Grupo Alura também farão apresentações neste palco. No Palco Bate-Papo vão acontecer conversas sobre metaverso, possibilidades de carreira e habilidades para se destacar no mundo digital. Os convidados são: Thiago Sobral, Adriano Binhara, Giovanna Moeller (@girl.coding), desenvolvedora HTML/CSS, Narcélio Grud, Yarley Ara (@yarley), Daniel He4rt, Kliwert Leonardo da Silva (Eureca Academy), Mila Costa (@nocasomila), Giulia Bordignon (@spacecoding), Stephanie Cardoso (@dev_steph), GO Gamers e Rocketseat. A GO Gamers vai estar presente também no espaço gamer do festival promovendo competições e campeonatos dos jogos do espaço como Fifa 2022, League of Legends, CS:GO, Free Fire, Just Dance entre outros. No domingo, 28, a Rocketseat e a NormaLabs estarão no espaço Carreiras com oficinas de desenvolvimento e programação nas linguagens HTML/CSS, Python e Java. Mateus Fazeno Rock, Amora, Caramelo Dogs e Felipe Bide se apresentam no Palco Musical ao longo do festival e os jovens que quiserem exercitar a criatividade, tirar fotos e gravar vídeos para as redes sociais vão ter à disposição o Palco Upgrade. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Citinova e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Este ano o programa tem a meta de alcançar 12.500 jovens entre os três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais. b<> Serviço Juventude Digital Festival Data: 27 e 28/08 (sábado e domingo) Horário: 10h às 20h Local: Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares, 999) Inscrições: site do Juventude Digital

Fortaleza é selecionada para participar de projeto internacional com foco em mobilidade e resíduos sólidos

22 de agosto de 2022 Representantes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e da Transformative Urban Mobility Initiative (TUMI) estiveram em Fortaleza na semana passada para iniciar os trabalhos do projeto “TUMI Data – Data for Sustainable Mobility”. A cidade foi uma das três selecionadas para esta fase piloto, juntamente com Bogotá, na Colômbia, e Cuenca, no Equador. A ideia do projeto é criar um hub de dados sobre mobilidade e economia circular. A parceria é coordenada pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova). "A Prefeitura já tem uma parceria com o programa TUMI, que é o projeto Re-ciclo, que usa triciclos elétricos operados pelas associações de catadores para a coleta seletiva. É um projeto piloto inovador que ganhou um concurso de ideias na Alemanha e que vai estar brevemente rodando em várias áreas de cidade. Agora entramos numa segunda fase, que é o uso de dados para compreender melhor o processo e ajustar a política pública, tornando-a cada vez mais eficiente. É um grande painel de dados, de métricas e indicadores que serão desenvolvidos por especialistas, entendendo tanto os números que caracterizam o panorama de resíduos sólidos de Fortaleza e a mobilidade e o uso de triciclos elétricos", explica Luiz Alberto Sabóia, presidente da Citinova. A coordenadora do Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova), Taís Costa, destaca que, durante dois dias, foram realizadas visitas a ecopontos e associações de catadores, além de um workshop com as secretarias envolvidas na gestão de resíduos da cidade, como a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), a Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), a Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (ACFor), e a Citinova. "Tivemos momentos muito produtivos de como deve ser esse hub de dados. Estamos animados porque vamos coletar e integrar esses dados pela primeira vez. Temos a meta de tornar Fortaleza a cidade que mais recicla no País, então precisamos monitorar essas informações", afirma Taís Costa.

Prefeitura de Fortaleza e Rede Urban95 se reúnem para realizar acompanhamento de projetos para a Primeira Infância

19 de agosto de 2022 Nesta sexta-feira (19/08), integrantes de diversas pastas da Prefeitura de Fortaleza reuniram-se com membros da Rede Urban95 para fazer o acompanhamento dos projetos do Plano Municipal pela Primeira Infância de Fortaleza (PMPIF) realizados em parceria. Estiveram representados na ocasião a Coordenadoria Especial da Primeira Infância (Cespi), a Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (Urbfor), a Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), o Laboratório de Inovação da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura de Fortaleza (Citinova), a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e o Gabinete do Vice-Prefeito. Fortaleza é uma das cidades contempladas pela consultoria da Urban95, iniciativa internacional da Fundação Bernard van Leer que visa incluir a perspectiva de bebês, crianças pequenas e seus cuidadores no planejamento urbano, nas estratégias de mobilidade e outros programas voltados a esse público, principalmente a parcela mais vulnerável. Durante a reunião, foi apresentado o andamento e a programação para a execução de projetos como Pé de Infância, Microparques e Identidade da Primeira Infância, que deve ser consolidado por meio do protagonismo e da escuta infantil. Também há o desenvolvimento de plataforma para o monitoramento de metas e ações da Prefeitura e de alertas da Primeira Infância, bem como o uso de novas tecnologias em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC) para o controle da qualidade do ar em locais estratégicos da cidade. De acordo com a assessora técnica da Cespi, Angélica Leal, encontros como esse são essenciais para a troca de informações e alinhamento de ideias. “Com isso, vamos conseguir realmente garantir que Fortaleza se consolide como cidade que possui a Primeira Infância como uma das pautas principais de desenvolvimento sustentável. Hoje recebemos esse reconhecimento da equipe da Urban95, que também tem a proposta de trazer os outros municípios que participam da estratégia da Fundação da para conhecer Fortaleza e nossas iniciativas inovadoras para a Primeira Infância”, enfatizou. Por sua vez, a Urban95 propôs sugestões para a ampliação desses projetos. A articuladora da rede, Taís Herig, destacou que Fortaleza é considerada uma cidade referência em relação a iniciativas para a primeira infância, sobretudo por contar com uma equipe intersetorial engajada para implementar as estratégias que viram modelo em toda a Capital. Após a reunião, os presentes visitaram o Microparque Seu Zequinha, localizado na Barra do Ceará, para conhecer de perto o local. “Estou muito feliz com o projeto dos Microparques, pois é um programa de sustentabilidade que acompanhamos desde o início, no estágio piloto. Agora, a Urban 95 vem acompanhar a implantação em maior escala, então este é um momento importante de continuidade desta ação para que ela consiga atingir outras comunidades”, disse Taís.

Prefeitura de Fortaleza realiza Juventude Digital Festival nos dias 27 e 28 de agosto

16 de agosto de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), realiza nos dias 27 e 28 de agosto o Juventude Digital Festival, no Centro de Eventos do Ceará. O evento, que é uma parceria com o sistema Jangadeiro de Comunicação, contará com uma programação voltada para a inserção dos jovens no mercado de tecnologia. O JD Festival é gratuito e as inscrições já estão abertas no site do Juventude Digital. O presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia, destaca a programação do festival e as oportunidades para os jovens da cidade. “Essa vai ser a primeira edição do Festival que vamos realizar anualmente e será um marco para o Programa Juventude Digital. Vamos ter uma série de programações, capacitações, palestras e encontros voltados às diversas expressões do mundo digital. Uma das principais programações é a feira de empregabilidade, onde nós vamos fazer o link entre os jovens que se capacitaram no Juventude Digital com a rede de empresas da área”, afirma. Programação O Juventude Digital Festival terá palestras e rodas de conversa sobre novas tecnologias, oportunidades de carreira e inclusão no mercado de trabalho. Nos dois dias do evento, os jovens também terão a oportunidade de participar de uma feira de empregabilidade, com a presença de representantes de grandes empresas da área. Os interessados deverão participar de um treinamento em parceria com a plataforma Eureca. As inscrições para a feira serão abertas nos próximos dias. A programação do festival contará também com apresentações musicais, espaços interativos de jogos, oficinas, competições e sorteios, além da apresentação de jogos desenvolvidos pelos alunos do JD e da formatura da primeira turma de 2022 das Escolas Criativas de Jovens Designers e Jovens Programadores. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Citinova e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Este ano o programa tem a meta de alcançar 12.500 jovens entre os três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais. Serviço Juventude Digital Festival Data: 27 e 28 de Agosto Horário: 10h às 20h Local: Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares, 999) Inscrições: site do Juventude Digital

Alunos da Rede Municipal concluem JD nas Férias na última semana de julho

27 de julho de 2022 As férias escolares deste ano foram de desafios para o aluno Maxwell Gomes, do 9° ano, da Escola Municipal Professora Lireda Facó, na Granja Lisboa. Eis a missão dele e de mais 48 estudantes que participaram do curso JD nas Férias: desenvolver os jogos criados por eles. O curso intensivo iniciou no último dia 8 e se encerrou nesta quarta-feira (27/07), depois de quatro encontros na Casa de Cultura Digital, na Praia de Iracema. Maxwell se entusiasma ao lembrar dos dias: “foi uma experiência incrível, eu não pensei que seria tão bom desenvolver e criar um jogo. Está sendo um pouco difícil, pois precisa de tempo e estudo, mas é uma nova experiência que nunca vou esquecer”. Este grupo de 49 alunos que participou do curso integrou as 12 equipes selecionadas para a JD Feira Tech, iniciativa que aconteceu nos dias 30 de junho e 1º de julho, na Academia do Professor Darcy Ribeiro. Na oportunidade, os estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental participaram de uma competição de desenvolvedores de jogos - Game Jam, quando elaboraram o protótipo de um jogo, que buscou solucionar um problema do cotidiano da cidade. Os estudantes fazem parte do programa Juventude Digital. Nos encontros do JD nas Férias, os jogos desenvolvidos pelos alunos foram aperfeiçoados, com a mentoria do professor de jogos e pesquisador Daniel Goulart, que ficou surpreso com a dedicação dos alunos: “Para mim, o curso foi uma oportunidade de ver nestes jovens não apenas a curiosidade de descobrir e romper fronteiras, mas de desenvolver com eles diversas competências comportamentais, como trabalho em equipe, empatia e liderança. Quando colocamos tecnologia, juventude e jogos, conseguimos construir uma jornada divertida em prol da sustentabilidade, da qualidade de vida e da felicidade!”. As atividades resultantes da Feira Tech e desta imersão serão apresentadas durante evento realizado pelo Juventude Digital ainda em agosto deste ano, no Centro de Eventos do Ceará. A atividade contará com programações nas temáticas de games, programação e mercado de tecnologia. Outro estudante que participou do JD nas Férias foi Iury Vicente de Lima, também do 9º ano da Escola Municipal Professora Lireda Facó, que compartilha a ansiedade pelo evento e por apresentar o jogo criado em parceria com os colegas. “Foi um pouco difícil, pois nunca tinha participado de um projeto tão desafiador e ao mesmo tempo gratificante. Participar ajudou muito na minha criatividade. Sobre o evento, eu espero que nosso esforço tenha sido positivo e que possamos ter um bom desempenho na frente do público”, espera. Escolas participantes As 12 equipes que participam do JD nas Férias são compostas por alunos das seguintes unidades educacionais: Escola Municipal 11 de agosto (Jardim Iracema), EM Parsifal Barroso (Jardim Guanabara), ETI Professor Prisco Bezerra (Conjunto Ceará), ETI Professor Joaquim Francisco de Sousa Filho (Presidente Kennedy), ETI Diogo Vital de Siqueira (José Walter), EM Professora Maria José Macário Coelho (Passaré), EM Professora Lireda Facó (Granja Lisboa), EM João Mendes de Andrade (Granja Lisboa), EM Creusa do Carmo Rocha (Granja Portugal), EM Taís Maria Bezerra Nogueira (Jangurussu), ETI Laís Rodrigues (Curió) e ETI Professor Antônio Girão Barroso (Jangurussu). Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente da Prefeitura de Fortaleza, que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova) e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação.

Fortaleza apresenta experiências do projeto Re-ciclo para outras sete cidades

19O Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor), da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), apresentou, nesta terça-feira (19/07), as experiências do projeto-piloto do Re-ciclo para outras sete prefeituras no webinar "Re-ciclo: Aprendizados do projeto-piloto de Fortaleza". Realizado em parceria com a Frente Nacional de Prefeitos, o evento contou com a presença da prefeita de Francisco Morato-SP, Renata Sene, do secretário de Meio Ambiente de Guarujá-SP, Sidnei Aranha, além de representantes de cidades como São Paulo, Salvador e Aracaju. "Esse projeto inovador de Fortaleza une os avanços cicloviários que a cidade teve nos últimos anos com a questão da coleta seletiva, substituindo os carrinhos dos catadores por triciclos elétricos. Ou seja, gera mais produtividade, mais dignidade e aumento da renda para os catadores, que são fundamentais para a cadeia da reciclagem", afirmou o presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia. O secretário de Meio Ambiente de Guarujá-SP e presidente do Fórum Nacional de Gestores de Limpeza Urbana e Manejo de Resíduos Sólidos, Sidnei Aranha, destacou que a integração entre gestores e pesquisadores é fundamental para que as cidades brasileiras avancem. "Fiquei encantado com as experimentações, as dúvidas, o processo e a manifestação dos catadores do projeto Re-ciclo. Os dados são muito interessantes e, ao meu ver, Fortaleza conseguiu não só inovar com o uso do triciclo elétrico, mas também com a pesquisa e o relato das experiências", disse. Já a coordenadora do Labifor, Taís Costa, explicou que, dos 50 triciclos previstos para a fase piloto, 18 já foram entregues para 12 associações de catadores da cidade. De acordo com ela, até o fim deste ano novos triciclos serão entregues para que a política possa ser avaliada e expandida para outras áreas da cidade. Re-ciclo O Re-ciclo é uma parceria da Prefeitura de Fortaleza com a Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ) e fruto de uma premiação que a cidade recebeu do Desafio Global de Mobilidade Urbana 2019, organizado pela Transformative Urban Mobility Initiative (TUMI). Nesta fase piloto, o projeto prevê a entrega de 50 triciclos elétricos para catadores de resíduos da cidade, com o objetivo de melhorar as condições de trabalho e a renda dos trabalhadores que vivem da reciclagem. Após a conclusão dessa primeira etapa, a política será avaliada e expandida para toda a cidade por meio do programa Fortaleza Cidade Limpa.

Em Baltimore, Sarto apresenta ações de Fortaleza no programa Innovation Training, do Bloomberg Centro de Inovação Pública

13 de julho de 2022 Durante missão em Baltimore, nos Estados Unidos, o prefeito de Fortaleza reuniu-se com gestores do Bloomberg Centro de Inovação Pública, da Johns Hopkins University, para atualizar informações sobre a participação do Município no programa Innovation Training, realizado pela instituição. Fortaleza foi uma das 13 cidades selecionadas para integrar a iniciativa e está recebendo capacitação com consultoria, treinamento e troca de experiências voltadas para a inovação em políticas públicas. “Através do Laboratório de Inovação de Fortaleza, o Labifor, que é um compromisso meu de campanha, estamos construindo uma cultura de inovação, que tem nos ajudado a elaborar políticas públicas eficientes para a solução de problemas urbanos. E a consultoria do Bloomberg Centro de Inovação Pública tem sido fundamental para cumprirmos essa missão, engajando a população”, afirmou o prefeito José Sarto. O programa, que tem duração de dez meses sem custo, tem oferecido um currículo de inovação de última geração, que ensina a abordagem de inovação pública por meio de estudos de caso, palestra, experiência prática e compartilhamento; aplicação da abordagem de inovação ao problema escolhido; e relacionamento com uma rede de suporte composta por cidades com programas de inovação bem-sucedidos no mundo. A Citinova coordena o programa em Fortaleza. Participaram do encontro com o prefeito José Sarto, em Baltimore, a diretora executiva do Bloomberg Center for Public Innovation na Johns Hopkins University (BCPI), Amanda Daflos, a diretora de Prática Acadêmica, Francisca Rojas, e o diretor de Práticas de Inovação da instituição, Justin Entisminger. Representando a Prefeitura, também esteve na reunião a coordenadora executiva de Assuntos Institucionais, Joana Nogueira. “Estamos muito satisfeitos que você faça parte do programa de treinamento em inovação. Também estamos orgulhosos do que vocês têm feito na gestão de resíduos em Fortaleza e eu mal posso esperar para ver tudo que virá em seguida”, afirmou Amanda Daflos. Durante o encontro, Sarto destacou iniciativas da Prefeitura de Fortaleza executadas pela Citinova, através do Labifor, como o projeto Parada Segura, os Microparques Urbanos, Ecopontos, entre outros. “O diálogo foi muito proveitoso e vamos trabalhar fortemente para ampliar ainda mais nossas parcerias com a instituição”, enfatizou.

Alunos da Rede Municipal participam do JD nas Férias neste mês de julho

08 de julho de 2022 Julho é, sim, mês de férias para os alunos da Rede Municipal de Ensino, mas para os 49 estudantes que participam do programa Juventude Digital é, também, tempo de buscar novos conhecimentos na área de tecnologia e inovação participando do JD nas Férias, que ocorre nos dias 8, 11, 18 e 25 de julho, sempre de 15 às 17 horas, na Casa de Cultura Digital (Praia de Iracema). Os alunos que participam do JD nas Férias compõem as 12 equipes selecionadas para a JD Feira Tech, iniciativa que aconteceu nos dias 30 de junho e 1º de julho, na Academia do Professor Darcy Ribeiro. Na oportunidade, os estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental participaram de uma competição de desenvolvedores de jogos - Game Jam, quando elaboraram o protótipo de um jogo, objetivando solucionar um problema do cotidiano da cidade. Agora, nos encontros do JD nas Férias, os jogos desenvolvidos pelos alunos serão aperfeiçoados, com a mentoria do professor Daniel Goulart. O resultado desta imersão será apresentado no Festival Juventude Digital, que acontecerá no Centro de Eventos do Ceará, nos dias 6 e 7 de agosto. Para assegurar a participação dos alunos, a Secretaria Municipal da Educação (SME) disponibilizará transporte, ida e volta, para todos. Escolas As 12 equipes que participam do JD nas Férias são compostas por alunos das seguintes unidades educacionais: Escola Municipal 11 de agosto (Jardim Iracema), EM Parsifal Barroso (Jardim Guanabara), ETI Professor Prisco Bezerra (Conjunto Ceará), ETI Professor Joaquim Francisco de Sousa Filho (Presidente Kennedy), ETI Diogo Vital de Siqueira (José Walter), EM Professora Maria José Macário Coelho (Passaré), EM Professora Lireda Facó (Granja Lisboa), EM João Mendes de Andrade (Granja Lisboa), EM Creusa do Carmo Rocha (Granja Portugal), EM Taís Maria Bezerra Nogueira (Jangurussu), ETI Laís Rodrigues (Curió) e ETI Professor Antônio Girão Barroso (Jangurussu). Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente da Prefeitura de Fortaleza, que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova) e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação.

JD Feira Tech reúne alunos da Rede Municipal em competição de desenvolvedores de jogos

01 de julho de 2022 Exercitando a criatividade e o fortalecimento da cultura digital entre os estudantes, a Secretaria Municipal da Educação (SME) realizou, nesta quinta (30/06) e sexta-feira (01/07), a JD Feira Tech. Promovido na Academia do Professor, em parceria com a Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), o evento faz parte das ações do programa Juventude Digital e visa estimular a democratização das novas tecnologias junto ao público jovem da capital. Ao todo, 12 escolas, escolhidas via edital, participaram da iniciativa que reuniu alunos em uma competição de desenvolvedores de jogos - Game Jam. "Selecionamos duas escolas por Distrito de Educação, onde cada unidade pôde escolher duas equipes de alunos do 9º ano para elaborar o protótipo de um jogo, objetivando solucionar um problema do cotidiano da cidade", explicou Paulo Henrique, titular da Célula de Inovação da SME. Integrando umas das equipes competidoras, Helen de Andrade, estudante da Escola Municipal de Tempo Integral Prof. Antônio Girão Barroso (Distrito 6), não escondeu a empolgação em vivenciar a experiência tecnológica. "É uma coisa nova para a maioria de nós. Estamos tendo a oportunidade de entender toda a construção e um jogo. É algo divertido e que só aumenta a nossa vontade de aprender mais sobre essas tecnologias. Aqui é pura inovação", disse animada. Já Maxwell Gomes, aluno da Escola Municipal Professora Lireda Facó (Distrito 5), destacou a ideia dos protótipos buscarem a solução para problemas reais. "As dinâmicas são muito divertidas e o trabalho em equipe nos une para pensarmos em possíveis questões que atrapalham nossas vidas. Assim podemos simular nos jogos um destino que resolva isso. É legal, porque começamos do zero e isso vira programação digital", relatou. Após a elaboração dos projetos e conclusão da fase inicial das competições, os melhores colocados da Feira Tech serão capacitados para desenvolver e amadurecer seus protótipos na JD Férias, que acontecerá durante o mês de julho. Por fim, as equipes vencedoras apresentarão seus projetos no Festival Juventude Digital, realizado em agosto, no Centro de Eventos. O resultado será divulgado na Intranet SME e nas redes sociais do Juventude Digital. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Citinova e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Este ano o programa tem a meta de alcançar 12.500 jovens entre os três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais.

Cidades inteligentes: Fortaleza fecha parceria com a Mastercard

05 de julho de 2022 Fortaleza fechou, nesta terça-feira (05/07), parceria com a Mastercard para participar do City Possible, programa global de cidades que busca apoiar os municípios para se tornarem mais eficientes, inclusivos e sustentáveis, estabelecendo um novo modelo de inovação urbana. A parceria é coordenada pelo Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor), da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova). "O programa vai conectar Fortaleza com grandes cidades de todo o mundo, nos permitindo trocar experiências e conhecer soluções inovadoras para as diferentes questões urbanas. Com isso, vamos fortalecer e ampliar ações da Prefeitura, pensando num modelo de desenvolvimento cada vez mais inclusivo e sustentável. É uma grande alegria ver Fortaleza entre as cidades já beneficiadas por essa iniciativa”, afirmou o prefeito de Fortaleza, José Sarto. Fortaleza se une agora a uma rede colaborativa formada por mais de 340 cidades em todo o mundo, com foco no intercâmbio de experiências e conhecimentos ligados a cidades inteligentes. Guarulhos (SP), Curitiba (PR) e Recife (PE) são algumas das mais de 20 cidades brasileiras que já fazem parte da iniciativa, além do Distrito Federal e do Estado de São Paulo. A rede conta, ainda, com participantes como Los Angeles, Dublin, Dubai e Melbourne. A iniciativa também envolve outras lideranças do setor privado e instituições acadêmicas, como a Universidade de Harvard, para ajudar a resolver os desafios enfrentados pelas cidades. “Como empresa de tecnologia, há anos a Mastercard vem sendo uma parceira estratégica ideal para empresas e governos. A partir de nossa ampla rede global de parceiros, tecnologias inovadoras e insights de mercado, podemos ajudar cidades de todos os tamanhos a se tornarem mais conectadas, inclusivas, eficientes e mais responsivas às necessidades de todos os seus residentes e visitantes”, afirma Fernanda Caraballo, vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios da Mastercard. “A entrada de novas cidades brasileiras no programa, como Fortaleza, é um passo muito importante para a digitalização e desenvolvimento da economia local, além de permitir a expansão positiva da nossa rede e a projeção nacional e global do município”, conclui. O presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia, destaca que a rede busca implementar, na prática, o conceito da transformação digital em diversos campos de atuação da cidade, como a área de resíduos sólidos, de inclusão digital, de relacionamento com o cidadão, entre outras possibilidades. "A rede vai possibilitar o aprendizado a partir das experiências de outras cidades, trazendo sempre para o contexto local. Fortaleza tem feito esse tipo de parceria com instituições de peso, como a União Europeia, a Bloomberg, a Universidade Johns Hopkins, a Rede Urban95 e agora com o City Possible. A ideia é avançar no conceito de smart city e transformá-lo em algo concreto, que se reverta para o cidadão", afirma o presidente da Citinova. A parceria com a Mastercard foi formalizada no Paço Municipal, com a presença dos secretários Renato Lima (Secretaria de Governo), Luiz Alberto Sabóia (Citinova), Rodrigo Nogueira (Desenvolvimento Econômico), Davi Gomes (Juventude), Davi Bezerra (Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza), Manuela Nogueira (Coordenadoria Especial de Programas Integrados), Valternilo Costa (secretário-executivo da Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão), além de representantes da Secretaria das Finanças.

Projeto "Uma Criança, uma Árvore" da Seuma entrega kit com muda, adubo e cartilha em maternidades

04 de julho de 2022 A Prefeitura de Fortaleza promove, por meio da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), o projeto "Uma Criança, uma Árvore", com a doação de um kit com muda arbórea, adubo e uma cartilha às famílias de cada recém-nascido em hospitais participantes. Criada em 2016, a iniciativa faz parte do Plano de Arborização da cidade e já fez a entrega de mais de 4.800 árvores. Atualmente, a ação conta com a parceria da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortalez e apoio da Secretaria da Saúde do Município (SMS). O "Uma Criança, uma Árvore" busca ampliar a cobertura arbórea do município e criar, desde cedo, um laço entre as famílias e o meio ambiente, fortalecendo as políticas ambientais e a relação da população com a cidade. Duas vidas “Eu ganhei uma plantinha e gostei muito. Irei plantar e cuidar dela muito bem", comentou Naiara Menezes, mãe de Noah, ao participar do projeto. “A mãezinha está levando para casa duas vidas e a gente consegue, dessa forma, fortalecer o vínculo familiar e também o vínculo dessa família com a cidade. Porque eles vão plantar uma árvore, que vai contribuir para a melhoria da qualidade de vida da própria cidade, e o crescimento dessa criança e dessa árvore, acontecendo simultaneamente, certamente vai ser fruto de muitas lembranças”, destacou a diretora do Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns, Margarida Saraiva. Para a secretária do Urbanismo e Meio Ambiente, Luciana Lobo, esse "é um projeto que realmente desperta nosso carinho. O estabelecimento de uma ligação afetiva entre mãe, bebê e natureza é um vínculo único e muito especial". Política ambiental Além do Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns, outras três unidades também fazem parte da ação: Maternidade-Escola Assis Chateaubriand, Hospital José Martiniano de Alencar e Hospital Nossa Senhora da Conceição. As mudas são enviadas aos hospitais, que fazem a distribuição a partir do interesse da família. Em seguida, a Seuma estabelece contato e acompanha o crescimento da planta. O projeto “Uma Criança, uma Árvore” se soma a outras iniciativas do Plano de Arborização de Fortaleza, que visa ampliar a nossa cobertura arbórea, estabelecer uma relação de equilíbrio entre os meios natural e construído e impactar positivamente na agenda climática, com o sequestro de carbono e estabelecimento de temperaturas mais baixas. A Seuma também realiza o “Árvore na minha Calçada”, com cerca de 12 mil mudas já plantadas desde o início do projeto, quando o próprio cidadão entra em contato e solicita o plantio na casa dele. Também promove a distribuição de mudas arbóreas, ornamentais ou medicinais na sede da pasta ou em locais estratégicos da cidade, aos fins de semana, como o Parque Rachel de Queiroz e o Parque do Cocó.

JD Feira Tech reúne alunos da Rede Municipal em competição de desenvolvedores de jogos

01 de julho de 2022 Exercitando a criatividade e o fortalecimento da cultura digital entre os estudantes, a Secretaria Municipal da Educação (SME) realizou, nesta quinta (30/06) e sexta-feira (01/07), a JD Feira Tech. Promovido na Academia do Professor, em parceria com a Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), o evento faz parte das ações do programa Juventude Digital e visa estimular a democratização das novas tecnologias junto ao público jovem da capital. Ao todo, 12 escolas, escolhidas via edital, participaram da iniciativa que reuniu alunos em uma competição de desenvolvedores de jogos - Game Jam. "Selecionamos duas escolas por Distrito de Educação, onde cada unidade pôde escolher duas equipes de alunos do 9º ano para elaborar o protótipo de um jogo, objetivando solucionar um problema do cotidiano da cidade", explicou Paulo Henrique, titular da Célula de Inovação da SME. Integrando umas das equipes competidoras, Helen de Andrade, estudante da Escola Municipal de Tempo Integral Prof. Antônio Girão Barroso (Distrito 6), não escondeu a empolgação em vivenciar a experiência tecnológica. "É uma coisa nova para a maioria de nós. Estamos tendo a oportunidade de entender toda a construção e um jogo. É algo divertido e que só aumenta a nossa vontade de aprender mais sobre essas tecnologias. Aqui é pura inovação", disse animada. Já Maxwell Gomes, aluno da Escola Municipal Professora Lireda Facó (Distrito 5), destacou a ideia dos protótipos buscarem a solução para problemas reais. "As dinâmicas são muito divertidas e o trabalho em equipe nos une para pensarmos em possíveis questões que atrapalham nossas vidas. Assim podemos simular nos jogos um destino que resolva isso. É legal, porque começamos do zero e isso vira programação digital", relatou. Após a elaboração dos projetos e conclusão da fase inicial das competições, os melhores colocados da Feira Tech serão capacitados para desenvolver e amadurecer seus protótipos na JD Férias, que acontecerá durante o mês de julho. Por fim, as equipes vencedoras apresentarão seus projetos no Festival Juventude Digital, realizado em agosto, no Centro de Eventos. O resultado será divulgado na Intranet SME e nas redes sociais do Juventude Digital. Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente que tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda e que já capacitou cerca de 3.600 jovens em 2021. É coordenado pela Citinova e conta com a parceria das secretarias da Juventude e da Educação. Este ano o programa tem a meta de alcançar 12.500 jovens entre os três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais.

Fortaleza Cidade Inteligente: Prefeitura anuncia Central Integrada e política pública de videomonitoramento

29 de junho de 2022 O prefeito Sarto anunciou, nesta quarta-feira (29/06), a criação da Central de Gestão Integrada de Videomonitoramento de Fortaleza (CGIVFOR). A implantação ocorrerá a partir de quatro eixos, incluindo a construção do edifício da Central, a ampliação do parque de câmeras de videomonitoramento de Fortaleza, o estabelecimento de uma política pública municipal de videomonitoramento e a expansão do programa de internet gratuita Wi-For. Veja a apresentação da CGIVFOR A CGIVFOR vai reunir imagens e dados das câmeras de diversos órgãos da Prefeitura, como a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), e as Secretarias da Segurança Cidadã (Sesec), Gestão Regional (Seger) e de Conservação e Serviços Públicos (SCSP). A Central, que será uma das mais modernas do país, será construída com recursos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e tem investimento de R$ 22,2 milhões. “É importante a integração de todos esses órgãos da Prefeitura, pois poderemos proporcionar uma sensação de maior segurança, confiança e cidadania para as pessoas. Essa central atuará em diversas demandas: na segurança nas ruas e nos arredores das escolas, na detecção de descarte irregular de lixo, no auxílio à busca de pessoas desaparecidas, sinistros de carros e monitoramento da mobilidade urbana”, informou Sarto. Coronel Eduardo Holanda, titular da Sesec, também destacou a importância do trabalho integrado entre os diversos órgãos da administração municipal e detalhou como deverá ocorrer o funcionamento da Central no atendimento de demandas. “A Central tem por objetivo fazer um ordenamento de toda a cidade de Fortaleza, tratando de segurança, iluminação pública, problemas de trânsito, buracos nas vias e fiscalização. A equipe será formada por 150 técnicos, que são agentes já atuantes nas secretarias, para que, à medida que as ocorrências forem acontecendo, elas possam ser atendidas, encaminhadas e resolvidas o mais rápido possível”, relatou o secretário. O presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Luiz Alberto Sabóia, explicou que a CGIVFOR deverá contar com as tecnologias mais modernas de monitoramento, que irão facilitar o trabalho dos agentes e promover maior eficiência e rapidez aos serviços. “A Central contará com o que há de mais moderno em tecnologia como o reconhecimento de padrões, além de algoritmos de inteligência artificial. No trânsito, por exemplo, a CGIVFOR será capaz de produzir dados de quantas pessoas e veículos passaram por um cruzamento e em que direção elas foram. Esse trabalho, que hoje é feito pelo olho humano, será feito em tempo real e pelas câmeras, reduzindo o tempo de ação e organizando melhor o planejamento”, detalhou. Atualmente, o parque de câmeras de Fortaleza conta com 1.034 equipamentos e a previsão é chegar a 1.656 até a inauguração da Central, no fim de 2023. Em 2021, início da gestão Sarto, eram 696 câmeras instaladas na cidade. O edifício da CGIVFOR será construído na rua Rufino de Alencar (Centro), nas imediações do Paço Municipal. A Central terá 4.821 m² e contará com sala das de monitoramento, videowall, datacenter, auditório e salas setoriais, de reunião, de imprensa e de treinamento e capacitação. Aliada à implantação da CGIVFOR, o prefeito José Sarto também anunciou que, no segundo semestre deste ano, enviará o projeto de lei de criação da política pública de videomonitoramento para a Câmara Municipal de Fortaleza. A política, assim como a nova Central e a expansão do parque de câmeras, é fruto de um trabalho intersetorial composto por vários órgãos da Prefeitura, como Citinova; Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog); Secretaria da Segurança Cidadã (Sesec); Secretaria da Gestão Regional (Seger), Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP); e Coordenadoria de Programas Integrados (Copifor). Wi-fi público A Prefeitura também vai expandir o programa Wi-For, com a instalação de 100 novos pontos de wi-fi público em Fortaleza. Hoje a cidade conta com 102 e, até o fim de julho, terá 202. A meta é chegar a 1.000 pontos até o fim desta gestão, em 2024, com uma média de 160 novos pontos de Wi-Fi por semestre. “Junto às medidas de monitoramento, iremos também ampliar a rede wi-fi. Isso vai facilitar a vida das pessoas, pois iremos melhorar o nosso cinturão digital e proporcionar maior velocidade e conectividade para o fortalezense”, destacou Sarto.

Vice-Prefeito Élcio Batista participa do Fórum Urbano Mundial

28 de junho de 2022 O vice-prefeito e superintendente do Instituto de Planejamento Urbano de Fortaleza, Élcio Batista, participa como painelista do 11º Fórum Urbano Mundial (World Urban Forum - WFU11), principal conferência global sobre urbanização sustentável, que está sendo realizada na cidade de Katowice, na Polônia. O encontro ocorre entre os dias 26 e 30 de junho e tem como tema central "Transformar nossas cidades para um futuro urbano melhor". Élcio Batista e a diretora executiva da ONU-Habitat, Maimunah Mohad Sharif, participaram nesta terça-feira (28/06), da programação Diálogo 01 com o tema "Futuros Urbanos Equitativos". De acordo com os organizadores do Fórum Urbano Mundial, os Diálogos são eventos de alto nível que definem a agenda de políticas e ações. São também uma plataforma para que pensadores, profissionais e gestores globais compartilhem ideias sobre temas de importância global, relacionados ao tema geral do Fórum e incluem discussão ativa com o público. Participam desse painel cidades que adotam abordagens baseadas em direitos para assentamentos humanos para cidadãos, investidores e visitantes e que conseguem criar sociedades inclusivas, habitáveis e prósperas. As discussões despertam reflexões sobre o status e os caminhos a seguir para a implementação da Nova Agenda Urbana para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Quais são as abordagens novas e transformadoras que podem ser adotadas para atender às necessidades dos grupos mais vulneráveis? Como os programas sociais urbanos podem ser ampliados? Essas são algumas das perguntas orientadoras do Painel “Futuros Urbanos Equitativos”. Na segunda-feira (27/06), Élcio Batista participou da palestra de abertura do Pavilhão Alemão na Urban Expo, pavilhão de exposições reservado aos países e cidades participantes do encontro. Nele, estiveram presentes o Dr. em filosofia e PHD na Justus Liebig Univesity, Jürgen Zattler, Diretor- Geral para a Política de Desenvolvimento Internacional do Ministério da Economia e do Ministério Alemão para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. O moderador do encontro foi o designer e estrategista Alexander Carius, fundador e diretor administrativo da Adelphi, think tank com sede em Berlim. Participaram do mesmo painel a Ministra da Habitação, Desenvolvimento Urbano e Construção da Almenha, Klara Geywitz e o Presidente do Fundo de Desenvolvimento Urbano do Egito, Eng. Khaled Seddik Ebrahim. O WUF11 é realizado a cada dois anos pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) e, nesta edição, conta com a parceria do Ministério de Fundos de Desenvolvimento e Política Regional e da Prefeitura Municipal de Katowice. O WFU11 reúne lideranças governamentais, regionais e locais, acadêmicos, empresários, líderes comunitários, planejadores urbanos e representantes da sociedade civil de 166 países para discutir a gestão das cidades e os desafios do desenvolvimento inclusivo e sustentável.

Fortaleza é a capital brasileira com mais pessoas vivendo próximas à malha cicloviária

27 de junho de 2022 Uma nova pesquisa do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP) apontou que Fortaleza lidera o ranking das cidades onde as pessoas vivem mais próximo à infraestrutura cicloviária, com cerca de 51% dos habitantes morando a menos de 300 metros de alguma ciclovia ou ciclofaixa. Vitória, no Espírito Santo, aparece na segunda posição, com 33.2%, seguido por Belém, no Pará, com 31%. As demais capitais brasileiras não ultrapassaram a marca de 30%. O resultado é reflexo da constante expansão de espaços exclusivos para circulação de bicicletas. Atualmente, são 412.5 quilômetros de infraestrutura cicloviária que estimulam a utilização do modal, sendo 64 km implantados na gestão do prefeito José Sarto. A expectativa é alcançar os 500 km até 2024. “Todo esse investimento da Prefeitura na malha cicloviária vem oferecendo cada vez mais segurança e conforto para os ciclistas fortalezenses. Muitos deles utilizam esse modal para se locomoverem até o trabalho e do trabalho para casa, e também como lazer, então a gestão vem fazendo o seu papel incentivando esse meio de transporte, que é benéfico não só para o cidadão, mas também para o nosso planeta”, ressaltou Ferruccio Feitosa, titular da Secretaria da Conservação e Serviços Públicos (SCSP). Dentre as últimas implantações, estiveram a da Rua Barbosa de Freitas e a do Parque Rachel de Queiroz. Ainda está prevista uma próxima implantação que compreenderá a Rua Cônego Lima Sucupira, na Parangaba. "Além de sustentável e econômica, a bicicleta é um meio de transporte que tem se tornado cada vez mais seguro com a expansão das ciclofaixas e ciclovias. Em 2013, tínhamos apenas 68 km de malha dedicada a esse modal. Hoje, esse número é seis vezes maior, o que acaba incentivando as pessoas a deixarem o carro em casa e optarem pela bike", reforça Antônio Ferreira, superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). A bicicleta é um modo de transporte barato, sustentável e eficiente. Infraestruturas seguras para a circulação de ciclistas podem incentivar a substituição de modos mais poluentes e caros pelo uso de bicicletas. “Quanto mais pessoas próximas de infraestruturas para pedalar com segurança, mais teremos ciclistas nas ruas”, reforça o superintendente. Incentivo ao modal cicloviário As políticas públicas de incentivo ao modal cicloviário seguem avançando em Fortaleza. O Bicicletar, sistema público de bicicletas compartilhadas, tem 192 estações em diversos bairros da cidade, somando mais de cinco milhões de viagens desde o início de suas atividades, em dezembro de 2014. Há ainda a versão infantil do projeto, o Mini Bicicletar, com 11 estações, e o Bicicletar Corporativo, que é voltado exclusivamente para os servidores municipais. Além dessa iniciativa, quem pedala também pode desfrutar todos os domingos da Ciclofaixa de Lazer percorrendo diversos pontos turísticos da cidade em três rotas disponíveis. As pessoas com deficiência, por sua vez, podem vivenciar a experiência de pedalar com equipamentos acessíveis por meio do programa Bike sem Barreiras, realizado em parceria com a Uninassau. Fortaleza dispõe ainda de 859 para paraciclos pela cidade, quatro bicicletários nos terminais de integração e 20 parapés, elementos inovadores que servem como suportes de pé e mão para o ciclista se apoiar ao parar em um semáforo.

JD Conecta: Juventude Digital realiza encontro entre alunos e empresas de tecnologia

27 de junho de 2022 O programa Juventude Digital (JD), coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova) e realizado em parceria com as secretarias da Juventude e da Educação, realizou no último sábado (25/06) o JD Conecta, um encontro entre os alunos do JD com empresas do mercado de tecnologia. O foco do evento, realizado no Ninna Hub, foi a empregabilidade e o aprimoramento profissional dos alunos. “O JD Conecta proporciona um espaço para que os jovens e as empresas interajam e se conheçam. Isso é super importante porque, no fim das contas, a nossa missão é ver esses jovens alcançando a sua vaga de emprego e a gente sabe que isso não é fácil, esse momento de você sair de um curso e bater na porta de uma empresa e participar de um processo seletivo”, explicou a coordenadora do programa Juventude Digital, Ianna Brandão. Participaram cerca de 30 alunos e representantes de oito empresas que atuam no setor de tecnologia: Wipro, NormaLabs, CloudWalk, Instituto Atlântico, SolarBR Coca-Cola, Resolvvi, Casa Azul e Elephant Coworking. Denilo Pereira, 21, foi um dos jovens presentes no JD Conecta. “Foi muito legal ver as pessoas se apresentando, entender a trajetória de quem está começando como eu, escutar as empresas e ver falas de pessoas que já estão há bastante tempo na área. Colocar um do lado do outro gera uma conexão. Foi algo enriquecedor”, disse. A coordenadora do JD explica que, ao longo de um mês, os jovens foram preparados em oficinas e workshops para apresentarem suas habilidades aos representantes das empresas. “A gente está muito feliz com o resultado porque várias empresas de referência estiveram presentes e parabenizaram tanto o programa quanto a apresentação dos alunos, então certamente esse evento vai se repetir", concluiu.

Prefeitura de Fortaleza realiza melhorias e implanta novas estruturas para incentivar a retomada econômica na Regional 1

24 de junho de 2022 A Prefeitura de Fortaleza está realizando diversos investimentos nos bairros situados na área da Secretaria Executiva Regional 1 (SER1), com o objetivo de incentivar a retomada econômica após dois anos da pandemia. Entre a organização do bairro e mudanças na infraestrutura, os avanços vêm sendo percebidos e avaliados positivamente pelos habitantes dos bairros da região. Uma dessas iniciativas é o ordenamento da feira existente na Praça do Polar. Localizada no Vila Velha, os feirantes cadastrados receberam, neste mês de julho, os Termos de Uso do Espaço Público. A iniciativa faz parte de um projeto-piloto para o ordenamento das feiras livres da Capital. Além da regularização dos permissionários, realizada pela Regional I, a Feira do Polar também passou a contar com banheiros químicos, divisão por setores e nova estrutura que proporciona maior segurança para o trânsito de clientes. Também na Praça do Polar, a Prefeitura instalou o 5º espaço do projeto Costurando o Futuro. A iniciativa da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE) segue a lógica de coworking, ou seja, um espaço compartilhado e colaborativo voltado para as atividades de corte e costura, de forma gratuita, para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Uma das usuárias do espaço é Orliene Farias, que já pratica corte e costura há cinco anos. Ela pretende se especializar em modelagem e aderiu ao espaço pela disponibilidade de equipamentos, que vai permitir a produção de diferentes tipos de peças. “Esta é uma oportunidade que eu ainda não tinha visto. Agora posso praticar e produzir minhas próprias peças, e sei que vai compensar no futuro”, declarou. Requalificação viária Outro projeto para o fomento da economia local e do empreendedorismo é o Meu Bairro Empreendedor, que está em implantação no bairro Vila Velha. Lá, a Prefeitura de Fortaleza está requalificando a Av. Mozart Pinheiro Lucena com um novo sistema viário com mais de 2 km de ciclofaixas, pavimentação em piso intertravado, travessias elevadas, calçadas e 26 mil metros quadrados de urbanização, oferecendo espaços mais amplos e acessíveis para pedestres, ciclistas e motoristas que circulam pela região. No local, também estão sendo instalados mobiliários urbanos como lixeiras, bancos e jardineiras. A via passará a contar também com arborização e paisagismo com o plantio de árvores e arbustos ornamentais. Segundo a comerciante Davane Acasio, a obra já vem trazendo um impacto positivo na comunidade, bem como nos pequenos negócios da região. Ele, que é proprietário da Davane Ciclo já sentiu a diferença; “Além de ter melhorado o clima do local, devido ao calçamento e outras melhorias estruturais, com a construção da ciclovia, ampliou também o fluxo de ciclistas”. Beira-Rio Ainda com o objetivo de fomentar o comércio e o turismo na área da Regional 1, a Prefeitura está realizando o projeto Beira-Rio, que transformará a orla da Barra do Ceará em uma ampla área de lazer com cerca de 33 mil m² de área. O espaço terá novo calçadão com iluminação, academia ao ar livre, mobiliários, chuveirões, bicicletários, vagas para estacionamento e posto de guarda-vidas. Orçada em R$ 11 milhões, as obras estão com 60% de execução e têm previsão de entrega para o segundo semestre deste ano. Pelo projeto, a Prefeitura já entregou as chaves de 10 boxes, localizados no calçadão da Avenida Radialista José Lima Verde, desde a Avenida Ulisses Guimarães (ponte) até a Rua José Roberto Sales, na Barra do Ceará. Além dos boxes, o local também ganhará 30 novos quiosques. Os beneficiados foram selecionados por meio de sorteio. "Na minha família, nós somos todos autônomos e esse box ajuda na renda de todos. Eu me inscrevi para venda de refrigerantes e outros produtos do tipo, mas agora já penso em ampliar isso, talvez vender biquinis", afirma Cássia Camelo de Oliveira, uma das permissionárias dos boxes do Projeto Beira-Rio. Escola Areninha Em maio, a Prefeitura inaugurou a Escola Areninha – Esporte e Educação em Tempo Integral na Barra do Ceará. O equipamento promove o acesso dos alunos a práticas esportivas e fortalece o aprendizado de língua portuguesa e matemática no contraturno escolar, ampliando a oferta de matrículas em tempo integral. Essa é a 5ª unidade entregue pela gestão municipal nesse modelo. São atendidos 320 alunos do Ensino Fundamental II em dois turnos, nos quais eles recebem um complemento de 15 horas semanais em um ambiente moderno, climatizado e funcional que possui salas de aula, sala dos professores, refeitório e coordenação.

Sarto sanciona lei que cria Plano Municipal de Segurança no Trânsito

24 de junho de 2022 O prefeito José Sarto sancionou, nesta quinta-feira (23/06), a lei que institui o Plano Municipal de Segurança no Trânsito, enviado pelo Executivo à Câmara dos Vereadores em maio deste ano. O texto consolida a política pública que vem contribuindo com a redução do número de mortes no trânsito de Fortaleza. O objetivo é institucionalizar e aperfeiçoar as políticas de prevenção a acidentes, assegurando que os avanços obtidos sejam continuados e a taxa de óbitos no trânsito caia para a metade no prazo de dez anos. O plano torna Fortaleza a primeira capital do país a criar uma lei municipal sobre o tema. "Este é o sétimo ano consecutivo de redução de óbitos no trânsito, o que representa menos 51% em 2021 comparado ao ano de 2014, passando de 377 para 184 acidentes fatais, detalhou o superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Antônio Ferreira, garantindo ainda o compromisso do órgão em implantar infraestruturas viária seguras, assegurar o respeito à legislação e reforçar as ações educativas para melhorar o comportamento no trânsito. "Fortaleza tem caminhado numa linha de redução bem considerável de mortos em acidentes de trânsito, mostrando que nós estamos no caminho certo. Por isso, em discussão com a sociedade, nós resolvemos transformar em política de Estado, um conjunto de regras a ser obedecido para garantir a melhor qualidade no trânsito e os avanços que já vêm sendo conquistados”, afirmou o prefeito Sarto. Plano de Segurança O plano, que está alinhado com as abordagens de Sistemas Seguros e de Visão Zero, preconiza que nenhuma morte no trânsito é aceitável e que a responsabilidade pela segurança viária deve ser compartilhada entre poder público e sociedade, considerando que o ser humano é vulnerável e comete erros. A lei também prevê a criação do Conselho Executivo de Gestão do Plano de Segurança no Trânsito do Município de Fortaleza (CEGPST), ao qual compete acompanhar a implementação e execução das ações, e da Escola Pública de Trânsito de Fortaleza. Redução de mortes Fortaleza obteve uma redução histórica no número de mortes no trânsito nos primeiros meses de 2022, sendo o menor índice desde 2001. Entre janeiro e maio deste ano foram registradas 56 mortes em vias da capital. O índice representa uma queda de 53% em relação à média do mesmo período das últimas duas décadas. Em comparação com a média do mesmo período de 2021, a redução é de 23%. Em 2021, Fortaleza chegou ao sétimo ano seguido com redução de óbitos no trânsito. Foram 184 mortes registradas nas vias da cidade ou uma taxa de mortalidade de 6,8 para cada 100 mil habitantes. O número é 51% menor em relação ao ano de 2014, que contabilizou 377. O resultado se deve à implementação de políticas públicas eficazes, como a criação de zonas de moderação de tráfego, promoção do transporte público coletivo e de meios não motorizados de transporte, incentivo ao uso de capacete por parte dos motociclistas, fortalecimento da fiscalização da ingestão de álcool e direção, além de ações educativas que visam melhorar o comportamento dos condutores. Impactos da abordagem de Sistema Seguro Muitos países, estados e cidades que adotaram a Abordagem de Sistemas Seguros apresentam tanto as mais baixas taxas de mortes por 100 mil habitantes quanto as mais rápidas taxas de mudança dos níveis de fatalidade. O avanço mais impressionante na melhoria da segurança viária tem sido observado nos países que foram pioneiros na abordagem: Suécia e Holanda. Suas políticas incluem limites de velocidade mais baixos em áreas urbanas; rotatórias em interseções de vias rurais; zonas separadas entre pedestres, ciclistas e veículos motorizados; e um profundo conhecimento de planejamento de rede.

Microparques: Fortaleza é finalista do prêmio AIPH World Green City Awards 2022

24 de junho de 2022 O projeto dos microparques de Fortaleza é um dos finalistas do prêmio AIPH World Green City Awards, organizado pela Associação Internacional de Produtores de Horticulturas (AIPH). O projeto é um dos três selecionados na categoria “Living Green for Health and Wellbeing”, que vai avaliar iniciativas que utilizam espaços verdes para influenciar o comportamento social de determinadas áreas com foco na saúde e no bem estar dos moradores. "O projeto dos microparques transforma áreas degradadas, muitas vezes usadas indevidamente como depósito de lixo, em parques naturalizados que podem ser implantados com um baixo custo. A ideia é criar mais áreas verdes na cidade e oferecer mais um espaço de convivência para a comunidade, com foco especial para as crianças", afirma a coordenadora do Laboratório de Inovação de Fortaleza, da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Labifor/Citinova), Taís Costa. A premiação da AIPH tem o objetivo de reconhecer projetos e iniciativas de cidades que fazem uso de vegetação e da natureza para melhorar ambientes urbanos. “Nós estamos animados em apresentar as experiências de cidades verdes ao redor do mundo” disse Tim Briercliffe, secretário geral da AIPH. Concorrem com Fortaleza os projetos das cidades de Utrecht, nos Países Baixos, e Brimbank, na Austrália. Em outras categorias, concorrem cidades como Paris, Buenos Aires, Montreal, Bogotá e Cidade do México. A lista de finalistas é composta pelas três inscrições com maior pontuação em cada uma das seis categorias, avaliadas pelo painel técnico de juízes. Os vencedores serão anunciados em outubro. Confira a lista de finalistas (em inglês). Microparques A experiência do projeto dos microparques também será apresentado, nesta sexta (24), na Bienal Internacional do Design de Saint-Étienne pelo presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia. Coordenado pelo Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova), o projeto consiste na transformação de áreas degradadas e sem uso, e em especial próximas a creches e escolas. Fortaleza atualmente conta com dois microparques: José León, na Cidade dos Funcionários, e Seu Zequinha, na Barra do Ceará, ambos construídos na fase piloto do projeto. Outros 30 serão construídos até 2024 em diversas regiões da cidade. O projeto faz parte da Rede Urban95 e conta com a parceria do Instituto Alana.

Prefeito José Sarto participa da 10° Seminário de Gestores Públicos e apresenta resultados positivos da gestão

22 de junho de 2022 O prefeito de Fortaleza, José Sarto, participou da 10ª décima edição do Seminário de Gestores Públicos - Prefeitos Ceará 2022, nesta quarta-feira (22/06). O evento tem por objetivo reunir lideranças do cenário nacional para discutir temas relevantes para a gestão pública. Como pontuou José Sarto, o encontro é oportunidade para que os líderes municipais possam trocar experiências e traçar estratégias de gestão para a fim de trazer maior eficiência à administração pública. Durante o evento, Sarto também participou do painel de abertura, apresentando resultados positivos de políticas públicas de sua gestão. "Nosso objetivo aqui é compartilhar experiências e conhecimentos, apresentar as políticas que deram certo e as que não deram tão certo. Estamos passando por um momento de diminuição de receitas, não só em Fortaleza, mas no Brasil inteiro. Ainda assim, somos a Capital que mais gera empregos e, pelo segundo ano, o maior PIB do Nordeste" A 10ª edição do Seminário de Gestores Públicos marca também o retorno do evento ao formato presencial, que fora inviabilizado nos dois últimos anos em decorrência da pandemia de coronavírus. Juraci Muniz, coordenador Geral do Instituto Rui Barbosa e coordenador técnico do Seminário de Gestores Públicos, destacou que a edição deste ano conta com uma programação especial. “O evento está, nesta edição de 10 anos, comemorando o retorno às atividades presenciais. Para isso preparamos uma programação especial, são palestras e painéis voltados ao auxílio da gestão municipal. São mais de 50 palestrantes, especialistas em diversos temas relevantes como Lei de Improbidade Administrativa, segurança pública, cultura e emprego. Nosso objetivo é apresentar experiências positivas de geração de emprego, renda, cidadania e desenvolvimento para os municípios”, relatou Muniz. Evandro Leitão, presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, apontou que o evento, além de promover o compartilhamento de experiências, também celebra os avanços sociais e econômicos alcançados pelas prefeituras cearenses nas últimas décadas. “O estado do Ceará avançou muito em gestão ao longo dos últimos 20 anos, produzindo grandes lideranças e gestores de destaque nacional. Com essa elevação de nível, hoje temos diversos municípios com grandes prefeitos que respeitam os compromissos sociais e fiscais da administração pública”, ressaltou. Izolda Cela, governadora do Ceará, também celebrou o evento e destacou que “a administração pública apresenta desafios robustos aos gestores municipais, mas parcerias, trocas de experiências e compromisso firmes com a sociedade podem ampliar horizontes e tornar sonhos em metas”. O presidente do Instituto Rui Barbosa e vice-presidente do TCE-CE, Edilberto Pontes, apontou que o evento também é uma oportunidade para que instituições de controle possam também apresentar seus trabalhos e orientar os prefeitos quanto à gestão fiscal. “É importante que o TCE interaja com a sociedade e com os gestores. Nossa função, além de fiscalizar, é orientar a administração, apontar caminhos e boas práticas financeiras para os municípios do Ceará”, declarou Edilberto. O seminário Seminário de Gestores Públicos - Prefeitos Ceará 2022 é uma realização da Prática Eventos, contando com apoio institucional do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE) e do Instituto Rui Barbosa (IRB) e promoção da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Diário do Nordeste e Instituto Future. As atividades do evento se estendem até a quinta-feira (23/06) e para participar, basta se inscrever gratuitamente pelo site do evento.

Prefeitura de Fortaleza abre inscrições da JD Feira Tech para competição de desenvolvedores de jogos

22 de junho de 2022 A Prefeitura de Fortaleza divulga, por meio da Secretaria Municipal da Educação de Fortaleza (SME) e da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), nesta quarta-feira (22/06), a abertura das inscrições da JD Feira Tech. O evento, que faz parte das ações do programa Juventude Digital, visa o desenvolvimento tecnológico e fortalecimento da cultura digital entre os estudantes da Rede Municipal. Ao todo, o edital selecionará 12 escolas para participar do JD Feira Tech. A iniciativa irá reunir os estudantes em uma competição de desenvolvedores de jogos - Game Jam, em que cada equipe deverá criar um jogo do zero em pouco tempo. Os melhores colocados serão capacitados para desenvolver e amadurecer os protótipos na JD Férias, que acontecerá durante o mês de julho. Por fim, as equipes vencedoras apresentarão seus projetos no Festival Juventude Digital, realizado em agosto, no Centro de Eventos. Inscrições As inscrições serão realizadas, exclusivamente, pela internet até esta quinta-feira (23/06). O resultado preliminar das unidades escolares selecionadas para a JD Feira Tech será divulgado na Intranet da SME e nas redes sociais do Juventude Digital. Edital Juventude Digital O Juventude Digital é uma política pública permanente de Fortaleza, com foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda. Fruto da parceria da Citinova, da Secretaria Municipal da Juventude e da SME, o programa divide-se em três eixos de atuação: JD Mercado, JD Games e JD Ensino Fundamental.

Prefeito José Sarto participa de comemoração de 15 anos do Mais Paic e recebe certificado de compromisso com a educação

21 de junho de 2022 O prefeito José Sarto participou, nesta terça-feira (21/06), no Centro de Eventos, da cerimônia de comemoração aos 15 anos do Programa Aprendizagem na Idade Certa (Mais Paic) do Governo do Estado do Ceará. Na ocasião, Sarto também recebeu, representando a cidade de Fortaleza, o diploma de compromisso com a educação. O certificado foi concedido pelo Governo do Estado a todos os municípios cearenses, por terem alcançado o nível de alfabetização desejável pelo Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece). O programa Mais Paic é um marco no regime de colaboração entre Estado e municípios, contribuindo de maneira significativa para a melhoria dos resultados da educação pública no Ceará, que hoje é referência para outros estados. Criado em 2007, o Mais Paic visa oferecer aos municípios formação continuada aos professores, apoio à gestão escolar, entre outros aspectos. Juntamente com outras experiências, o PAIC contribuiu para a estruturação por parte Ministério da Educação do Pacto Nacional Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). O avanço da aprendizagem da rede pública é demonstrado, entre outros indicadores, pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), o qual revelou que o Ceará alcançou, em 2019, pontuação de 5,2, ultrapassando a projeção para aquele ano (4,6). O Ceará obteve os melhores resultados nas duas etapas do Ensino Fundamental entre os estados do Norte e do Nordeste no Índice. O sucesso nos resultados transformou o Ceará em referência na educação pública, de forma que apoia implementação de programas semelhantes em outros seis estados. O município de Fortaleza, quando analisando de maneira isolada, também superou a média do Ideb projetada pelo Ministério da Educação (MEC). Nos anos iniciais, Fortaleza atingiu a média de 6,2 (ultrapassando os 5,2 projetado pelo MEC), e 5,2 nos anos finais (4,4 projetado pelo MEC). Durante a celebração de aniversário do Mais Paic, o Governo do Estado sinalizou que enviará Projeto de Lei ao Legislativo para ampliar as ações até 2024. O investimento, de acordo com informações da Secretaria Estadual de Educação, será de R$ 170 milhões. Em contrapartida, os municípios deverão, por exemplo, realizar uma política de ampliação da rede integral de ensino e estruturar o currículo de ensino para a inclusão da disciplina de competência socioemocional; medidas já adotadas pela Prefeitura de Fortaleza. Atualmente, a Rede Municipal de Fortaleza conta com 31 Escolas de Tempo Integral - duas destas, inclusive, devem ser inauguradas em breve e já possuem alunos matriculados. Com isso, o Município contabiliza 12.324 alunos matriculados em escolas da modalidade. Somente este ano, foram inauguradas duas novas unidades, localizadas nos bairros Vila Velha e Autran Nunes. Ao todo, oito ETIs estão em construção e outras nove estão em planejamento, reafirmando o compromisso de expandir a educação em tempo integral para 50 unidades até o final da gestão do Prefeito Sarto. Nas Escolas de Tempo Integral, os estudantes vivenciam, de 7h30 às 16h, rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada.

Parque Ecológico do Passaré se consolida como espaço de lazer em Fortaleza

16 de junho de 2022 O Parque Ecológico do Passaré vem atraindo os fortalezenses de todos os cantos da cidade desde a sua abertura, em abril. Até o fim do mês de maio, o local registrou 42.544 visitantes. A área verde de lazer é amplamente procurada pelas famílias para atividades espontâneas e diversificadas como piqueniques, caminhadas e prática de esportes ao ar livre. O local recebe visitas de terça-feira a domingo, das 9h às 16h, com entrada gratuita, e também estará aberto neste feriado de Corpus Christi (16/06). O espaço ainda pode ser utilizado para a realização de encontros e comemorações de aniversário. Porém, para a realização desses eventos, ressalta-se que devem respeitar o formato de piqueniques, além de não ser permitidos animais de estimação, balões, fogos de artifícios, bombinhas e a utilização de cadeiras e mesas. O espaço zoobotânico abriga o Horto Florestal Falconete Fialho, a Lagoa do Passaré e o Zoológico Municipal Sargento Prata. Esses locais foram incorporados por meio do cercamento total do complexo com gradis, passando de 11,4 para mais de 29 hectares, ou 291 mil m² de área, conforme detalha o superintendente da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (Urbfor), Ronaldo Nogueira. A reestruturação do Parque segue pelo lado da Lagoa do Passaré, que agora está definitivamente incorporada ao equipamento, assim como contempla o plantio de espécies de vegetação nativa. “Este equipamento é um viveiro com capacidade de suprir a demanda de plantação e doações de mudas de todo município. Ele é importante não apenas pela quantidade de mudas mas também de espécies que temos, principalmente nativas, que são frutíferas, ornamentais, e medicinais”, explicou Nogueira. O equipamento também tem 12 mil m² de passeios em piso intertravado, equivalente a 3 km de extensão, semelhante ao comprimento de toda a orla da Av. Beira-Mar. Além disso, conta com equipamentos como Areninha, Academia ao Ar Livre, dois estacionamentos internos com capacidade para cerca de 200 veículos nas duas entradas de acesso ao parque, bem como novos mobiliários urbanos, jardins com paisagismo e iluminação. Serviço Parque Ecológico do Passaré Funcionamento: terça-feira a domingo Horário: 9h às 16h Endereço: Av. Prudente Brasil, 685 - Passaré Acesso gratuito

Fortaleza é única cidade no Brasil selecionada para receber apoio técnico do Programa Futuro Turismo do BID

15 de junho de 2022 Fortaleza está entre os dez destinos vencedores da chamada regional do Programa Turismo Futuro, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O Programa tem como objetivo contribuir para a competitividade e sustentabilidade do setor do turismo na América Latina e Caribe (ALC), por meio da adoção de tecnologias digitais e emergentes, e conta com financiamento do Fundo Geral de Cooperação da Espanha no BID. A iniciativa irá destinar US$ 1,5 milhão em recursos de cooperação técnica não reembolsáveis. O prefeito de Fortaleza José Sarto comemorou a escolha da Cidade entre os vencedores do Programa, enfatizando o turismo como forte propulsor da economia. “É uma grande alegria ter Fortaleza entre os selecionados pelo programa. Os recursos se reverterão em qualificação do turismo, nos ajudarão a dimensionar o que já existe de inovação e a avançar, aplicando novas tecnologias. Isso evidenciará ainda mais a nossa Cidade, trazendo mais visitantes, favorecendo ainda mais a economia, gerando oportunidades”, afirmou Sarto. Além de Fortaleza, foram selecionados Córdoba (Argentina); Puerto Varas (Chile); Bogotá (Colômbia); Ilhas Galápagos (Equador); Quito (Equador); Cidade da Guatemala (Guatemala); Cancún (México); Arequipa (Peru); e Montevidéu (Uruguai). Os destinos receberão um diagnóstico de seu nível de maturidade tecnológica, bem como um plano de ação para acelerar o uso e a aplicação de tecnologias entre as empresas de turismo. Para concorrer à seleção, a Secretaria Municipal do Turismo preparou um diagnóstico, por meio do Observatório do Turismo de Fortaleza, que incluiu a caracterização da Cidade, o contexto nacional, as principais necessidades do destino e os benefícios buscados. “Vamos ter um diagnóstico do nível de maturidade tecnológica de Fortaleza e um plano de ação para acelerar o uso e aplicação de tecnologias entre as empresas turísticas, o que é excelente para aumentar nossa competividade enquanto destino”, explica o secretário do Turismo de Fortaleza, Alexandre Pereira. Seleção Os dez destinos foram escolhidos com base na qualidade e abrangência das análises apresentadas sobre os desafios atuais de cada destino; a força da equipe designada para acompanhar a assistência técnica; e o detalhamento das ações previstas para a utilização dos produtos resultantes deste apoio técnico. Com este suporte técnico, será fornecido um quadro metodológico homogêneo e roteiros personalizados para acelerar a incorporação de inovações tecnológicas em um primeiro conjunto de destinos turísticos da ALC. Dessa forma, será gerado um modelo piloto replicável em outros destinos da região.

Fortaleza é citada em novo manual da OMS pelas ações de combate à prática de beber e dirigir

15 de junho de 2022 As ações integradas de combate à prática de beber e dirigir em Fortaleza foram destaque no novo Manual da Organização Mundial da Saúde (OMS). A publicação, que fornece orientações para reduzir a prevalência de misturar álcool e direção, baseia-se na experiência de cidades que conseguiram alcançar a redução de traumas de trânsito relacionados à prática perigosa. O documento destaca que os comandos operacionais e com ampla visibilidade da Lei Seca, desenvolvidos pela Prefeitura de Fortaleza em parceria com a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária, colaboraram com a redução de 47,5% nas mortes atribuíveis a lesões no trânsito entre 2014 e 2019. Do ponto de vista da fiscalização, alguns elementos foram fundamentais para alcançar esse resultado: a profissionalização da força de trabalho da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), usando princípios de policiamento baseado em dados; a integração entre os órgãos de trânsito e de segurança atuando em blitze nas vias arteriais da cidade; a criação do Manual de Procedimentos Operacionais quanto à padronização dos protocolos a serem adotados pelas equipes em campo, dentre outros. Além do reforço das operações, as campanhas de mídia também foram citadas como uma medida de suporte essencial para conscientizar sobre os riscos do comportamento inadequado. Efeito do álcool O álcool é um dos principais fatores de risco para a ocorrência de acidentes de trânsito. Segundo o Ministério da Saúde, uma em cada cinco vítimas de trânsito atendidas nos prontos-socorros brasileiros ingeriram bebida alcoólica. Em Fortaleza, a situação não é diferente. Cerca de 20% dos pacientes internados no Instituto Dr. José Frota (IJF) que sofreu acidentes declarou ter ingerido a substância antes da ocorrência. A bebida alcoólica torna os reflexos mais lentos, diminui a vigilância e reduz a capacidade visual, o que contribui para acidentes com alto índice de severidade. Um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja tem três vezes mais chance de se envolver em um acidente do que um sóbrio. Balanço da Operação Lei Seca De janeiro a maio deste ano, o órgão realizou 15.972 testes de bafômetro. 746 motoristas recusaram se submeter ao etilômetro e 219 deram positivo. No Brasil, a tolerância ao álcool é zero. Conduzir veículo automotor sob influência dessa substância é uma infração de natureza gravíssima X 10, multa no valor de R$ 2.934,70 e se a concentração for igual ou superior a 0,30 miligramas de álcool por litro de ar alveolar ou o motorista tenha sinais que indiquem alteração de capacidade psicomotora, o mesmo ainda será detido.

Trabalhos de pesquisa de alunos são eleitos para Feira Municipal de Ciências 2022

14 de junho de 2022 A temática saúde e bem-estar foi a aposta das duas equipes vencedoras da Escola Municipal Dom Manuel da Silva Gomes, no Jardim América (Distrito 5), na etapa escolar da XI Feira Municipal de Ciências e Cultura de Fortaleza. Com os trabalhos “Saúde Quântica” e “Saúde e Espiritualidade”, os alunos foram escolhidos por professores da unidade escolar e vão representar a instituição no evento, que está com inscrições abertas para o edital 2022 até o dia 24 de junho. Os estudantes vão disputar com pesquisas de outras unidades escolares da Rede Municipal na etapa distrital, que ocorre de 29 de agosto a 1 de setembro. O trabalho da estudante Ana Alice Campelo, do 9º ano, desenvolvido em parceria com mais seis colegas, foi um dos escolhidos entre os 21 trabalhos apresentados na Escola Municipal Dom Manuel da Silva Gomes.“Nosso trabalho foi ‘Saúde Quântica’ e escolhemos a temática por conta do momento que vivemos pós-pandemia. Tivemos muitos aprendizados no desenvolvimento dele. Não tinha ideia do que era saúde quântica antes da pesquisa. A gente se dedicou muito e ficamos felizes por representar a escola na feira”, conta. O professor de Ciências Tibério Sávio conduziu o andamento das pesquisas na escola desde o início deste ano letivo. Ele observa que o trabalho multidisciplinar trouxe benefícios amplos para os estudantes. "As pesquisas foram enriquecedoras para a saúde mental dos alunos. Eles se dedicaram na elaboração dos trabalhos e superaram nossa expectativa. Percebo que eles estão aprendendo a lidar melhor com suas emoções”, avalia. Além disso, o educador considera o evento um estimulador do pensamento criativo e da imaginação dos estudantes da educação básica. A experiência de retomar os estudos elaborados em equipe também teve importância. “A física quântica é um conteúdo que os alunos só vão ver no Ensino Médio e eles já estão aprendendo no 9º ano. Isso faz com o que os estudantes saiam mais preparados do Ensino Fundamental”, defende Tibério, que conta ainda que a unidade escolar já teve trabalhos que chegaram à etapa distrital da Feira de Ciências nas edições de 2018 e 2021. A realização deste evento proporciona muito mais do que o letramento científico dos alunos. A diretora Aurenice Alves comenta que a iniciativa impacta até no engajamento dos estudantes na escola. Um exemplo disso foi a participação deles na etapa escolar, que ocorreu na última sexta-feira (10/06), quando a escola teve 100% de frequência no turno da manhã. “Mais de 400 alunos estiveram participando do evento na escola. Achei fantástico. Os trabalhos estavam maravilhosos e toda a escola se engajou”, diz a gestora, motivada. Literatura e regionalismo Outra unidade que realizou a etapa escolar na sexta-feira (10/06) foi a Escola Municipal João Saraiva Leão, na Lagoa Redonda (Distrito 6). Patrimônio imaterial da cultura brasileira, a literatura de cordel foi o tema escolhido pelos alunos do 5º ano. Desde 2019, quando chegou à etapa distrital do evento, a unidade escolar segue a proposta incentivada por toda a Rede Municipal: agregar esta experiência a alguma dificuldade predominante sobre os alunos. Diferente do ano anterior à pandemia, em que o maior desafio era a matemática, nesta edição os esforços se voltaram para o incentivo à leitura e escrita. Com referências regionais nas blusas e no cenário, além de comidas típicas à mesa, duas turmas do 5º ano venceram a etapa escolar ao expor repertório didático em formato de cordel sobre os tipos textuais. Para Cláudio Freitas, um dos orientadores da sala que abordou os tipos procedimental e argumentativo, o sucesso do trabalho dos alunos é resultado de uma ação de continuidade. “Nós sempre temos as melhores expectativas, justamente porque esse trabalho vem sendo desenvolvido há um bom tempo, com a participação da escola em diferentes feiras, congressos e na Bienal do Livro. Temos um projeto de cordel na escola desde 2019, então este tema faz parte do nosso cotidiano escolar”, diz o professor e orientador Inácio Alves que, no mesmo ano, participou do Edital de Boas Práticas com um trabalho científico ligado ao cordel. Aprendizados como as estruturas linguísticas e as funções da linguagem também estiveram entre os ganhos obtidos pela Feira Municipal de Ciências e Cultura na unidade escolar. Segundo a estudante Yasmim Dantas, do 5º ano, a satisfação de desenvolver a pesquisa é acompanhada pela busca por reconhecimento. “Gostei muito de participar. No começo pensei que seria mais difícil, mas foi muito legal. Estou orgulhosa! A turma quer ser reconhecida por este trabalho!”, revela. Para finalizar o passeio por uma poesia popular “mais rica e divertida do que pensávamos”, a estudante, ao lado da colega Lívia Medeiros, encerrou o show com um verso de gratidão: “E assim vai terminando nosso trabalho/Que foi um cordel sobre tipos textuais/Agradeço a todos vocês e nossos pais/Pois foi feito com amor e dedicação/Muito obrigada pela sua atenção”. Incentivo à pesquisa estudantil A Feira Municipal de Ciências e Cultura de Fortaleza faz parte do calendário escolar anual e é composta de três etapas: escolar, distrital e municipal. Participam alunos do 3º ao 9º ano do Ensino Fundamental e da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Na edição deste ano, os projetos serão distribuídos em três categorias, de acordo com a série/ano dos estudantes participantes dos projetos: Mercúrio (3º e 4º anos), Saturno (5º, 6º e 7º anos) e Júpiter (8º e 9º anos e da Educação de Jovens e Adultos). Os trabalhos podem ser de cinco áreas do conhecimento: ciências da natureza, humanas e ambientais e matemática e linguagens. A etapa distrital ocorre de 29 de agosto a 1 de setembro e a municipal de 12 a 16 de setembro. Todos os trabalhos finalistas na etapa municipal das categorias Saturno e Júpiter vão receber bolsas de monitoria do programa Bolsa Nota Dez. Além disso, os trabalhos vencedores dos alunos do 6º ao 9º ano vão disputar o Ceará Científico 2022, projeto da Secretaria da Educação do Estado do Ceará (Seduc), que faz parte da política de popularização das ciências, cultura e tecnologia do Governo do Ceará.

Prefeitura e CAF realizam webinar sobre o impacto das Escolas de Tempo Integral

14 de junho de 2022 A Prefeitura de Fortaleza e o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) realizam, na próxima quarta-feira (15/06), às 14 horas, um webinar para apresentação de experiências relacionadas ao Tempo Integral na América Latina. A política adotada por Fortaleza será um dos pontos abordados, assim como os resultados da avaliação de impacto dessas unidades de ensino na trajetória educacional e aprendizagem dos alunos, realizada pelo organismo internacional. Com o tema "Escolas de Tempo Integral: aprendizagens e desafios futuros", o evento contará com a participação do vice-prefeito Elcio Batista, da secretária da Educação, Dalila Saldanha, e representantes do Chile e Peru, que apresentarão as experiências de seus países. O webinar discutirá ainda as lições aprendidas e estratégias planejadas para o futuro para capacitar as escolas de tempo integral como alternativas para melhorar a qualidade da educação e responder às necessidades pós-pandemia. O evento virtual é aberto à participação de todos os profissionais da Rede Municipal, incluindo diretores, coordenadores pedagógicos, professores e técnicos, além de pesquisadores interessados na temática. Para participar do webinar é preciso efetuar inscrição no site do evento. Programação A programação do evento conta com apresentações e a realização de painel. A experiência da capital cearense será apresentada pela secretária Dalila Saldanha, que abordará a iniciativa da Escolas de Tempo Integral em Fortaleza; e por Agustina Hatrick, da Direção de Contribuições para o Desenvolvimento e Medição de Impacto da CAF, que trará os resultados da avaliação das Escolas de Tempo Integral. A Prefeitura de Fortaleza também estará presente no painel “Lições aprendidas sobre a jornada estendida como ferramenta para melhorar a qualidade educacional”, representada pela secretária Dalila Saldanha. Moderado por Cecilia Llambí, da Gerência do Desenvolvimento Social e Humano da CAF, o painel também terá a presença de Catalina Opazo, secretária executiva - Política Integral de Reativação Educacional do Ministério da Educação do Chile; e representante do Ministério da Educação do Peru. Escolas de Tempo Integral Atualmente, a Rede Municipal de Fortaleza conta com 31 Escolas de Tempo Integral - duas dessas unidades devem ser inauguradas em breve e já estão, inclusive, com alunos matriculados. Com isso, o município contabiliza 12.324 alunos matriculados em escolas da modalidade. Somente este ano, foram inauguradas duas novas unidades, localizadas nos bairros Vila Velha e Autran Nunes. Ao todo, oito ETIs estão em construção e outras em planejamento. Reafirmando o compromisso de expandir a educação em tempo integral, até o final da gestão do Prefeito Sarto, Fortaleza contará com 50 ETIs. Nas escolas de tempo integral, os estudantes vivenciam rotinas e práticas para uma formação interdisciplinar, com o apoio de equipes pedagógicas de formação especializada. Na rotina, os alunos contam com três refeições diárias e disciplinas que pautam temas como protagonismo e projeto de vida, disciplinas eletivas escolhidas por professores e alunos, e atividades laboratoriais de Informática, Biologia, Química, Física e Matemática. Cada unidade, que atende cerca de 420 alunos, 7h30 às 16h, dispõe de salas de aulas temáticas, laboratórios, biblioteca, cozinha, refeitório, auditório, salas administrativas, pátio com projeto paisagístico, ginásio, com quadra poliesportiva coberta, arquibancadas e vestiários. Serviço: Webinar Escolas de tempo integral: aprendizagens e desafios futuros Data: 15/06 (quarta-feira) Horário: 14 horas Inscrição on-line

Prefeitura de Fortaleza inicia atividades do Núcleo Multidisciplinar de Atenção Individualizada

14 de junho de 2022 O Núcleo Multidisciplinar de Atenção Individualizada iniciou suas atividades na manhã desta terça-feira (14/06), no Paço Municipal. O lançamento do Núcleo faz parte da programação da VIII Semana do Bebê, que ocorre entre 13 e 17 de junho e tem como tema “Crianças Órfãs da Pandemia: Fortalecendo a rede de cuidados, proteção e garantia de direitos”. A reunião inicial contou com a orientação de Márcia Machado, pesquisadora da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC). Estratégia liderada pela Coordenadoria Especial da Primeira Infância (Cespi), o Núcleo integra secretarias da Saúde, Educação, Direitos Humanos e Assistência Social, a Fundação da Família e da Criança Cidadã (Funci) e a Assessoria de Assuntos Institucionais na realização de cuidadoso diagnóstico e mobilização de ações e serviços para beneficiar crianças na primeiríssima infância (entre zero e 3 anos) que ficaram órfãs na pandemia da Covid 19. O Núcleo atenderá inicialmente 127 crianças na primeiríssima infância mapeadas por meio de cruzamento de dados realizado pela Prefeitura. “É urgente conhecermos a realidade de cada uma das crianças que ficaram órfãs na pandemia e atuarmos para minimizar os impactos no bem estar delas,” afirma Patrícia Macedo, titular da Cespi. Ela destaca que a primeira infância é o período mais curto da vida e o que tem uma maior janela de possibilidades. Até agosto, todas as 127 crianças receberão uma visita da Prefeitura e o Núcleo entregará um diagnóstico completo. Segundo Márcia Machado, o olhar multidisciplinar e intersetorial da Prefeitura para as famílias que estão acompanhando essas crianças órfãs da pandemia é fundamental para desenhar alguns modelos de intervenções que minimizem principalmente o sofrimento psíquico dessas crianças e a questão da segurança alimentar. "E para vermos como construir para essas famílias uma forma de vinculação para que elas possam dar suporte a essa criança (em situação de orfandade), que na sua primeira infância já tem traumas que vão ficar marcados para o resto da sua vida”, aponta. Semana do Bebê A Semana do Bebê foi criada em 2000 com o objetivo de tornar a Primeira Infância prioridade na agenda dos municípios brasileiros, que devem assegurar aos bebês o direito à proteção, à saúde e à educação de qualidade, garantindo, assim, a sobrevivência e o seu pleno desenvolvimento. Com o apoio do Unicef, o evento vem sendo realizado em Fortaleza, de forma sistemática, desde 2014.

Prefeitura de Fortaleza promove VIII Semana do Bebê e anuncia Núcleo Multidisciplinar de apoio às crianças órfãs pela pandemia

13 de junho de 2022 A Prefeitura de Fortaleza deu início, nesta segunda-feira (13/06), à VIII Semana do Bebê, que tem como tema “Crianças Órfãs da Pandemia: Fortalecendo a rede de cuidados, proteção e garantia de direitos”. O evento é realizado por meio da Coordenadoria Especial da Primeira Infância, com o apoio do Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Durante a cerimônia de abertura, a Prefeitura apresentou o Núcleo Multidisciplinar de Atenção Individualizada, que cuidará inicialmente de ações relacionadas aos órfãos de primeira infância (entre 0 e 3 anos). De acordo com o prefeito José Sarto, a Prefeitura irá integrar trabalhos de diversas secretarias para promover cidadania e maior qualidade de vida às crianças que ficaram órfãs em decorrência da pandemia de coronavírus. “Iremos realizar um ação intersetorial e integrada, em parceria com o Unicef, para fazer busca ativa de crianças órfãs, verificar se elas estão matriculadas nas nossas creches e se elas estão com o cartão de vacina completo. Queremos incluir essas crianças no sistema público e ajudar essa parcela da população de Fortaleza”, relatou Sarto. Patrícia Macedo, secretária da Coordenadoria Especial da Primeira Infância, concordou com as palavras do prefeito e reforçou a importância dos trabalhos que serão realizados pelo Núcleo Multidisciplinar de Atenção Individualizada. “O Núcleo Multidisciplinar envolverá técnicos de todas as secretarias que lidam diretamente com a infância. Esse grupo irá fazer, antes de tudo, um diagnóstico da situação dessas crianças. Iremos na residência delas e, após a verificação, elas serão encaminhadas para a regularização de registros, creches, unidades de saúde e programas sociais de forma prioritária”, relatou Patrícia Macedo. A VIII Semana do Bebê conta também com parceria das secretarias municipais da Saúde (SMS), Educação (SME), Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), a Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), da Coordenadoria de Participação Social e da Assessoria de Assuntos Institucionais. Dennis Larsen, Coordenador do Unicef para o Semiárido, felicitou a Prefeitura de Fortaleza pela realização da Semana do Bebê e apontou que a questão da orfandade relacionada ao coronavírus é um problema mundial e que trouxe diversos problemas conjuntos. “Estamos, na Semana do Bebê, interessados em discutir a situação das crianças mais vulneráveis. A Unicef viu, prontamente, que não apenas o Brasil, mas o mundo todo passa por esse problema da orfandade deixada pela pandemia. Isso ocasionou diversos problemas, como a diminuição de crianças nas escolas e das taxas de vacinação. Fico muito feliz em ver tantas pessoas dispostas a discutir esses problemas de maneira séria”, relatou Larsen. As ações promovidas pela Semana do Bebê também foram celebradas por Ana Estela Leite, titular da SMS, e Dalila Saldanha, titular da SME, e Márcia Dias, vice-presidente da Funci. As secretárias apontaram que o novo Núcleo Multidisciplinar de Atenção Individualizada irá promover acolhimento a uma parcela da população que necessita de cuidados especiais e que, infelizmente, foi imensamente atingida pela pandemia. Ana Estela Leite reforçou ainda a importância da vacinação para o enfrentamento da Covid-19. “Nesse tema é extremamente importante discutirmos a vacinação contra Covid. Logo que foi liberada a vacinação no município, realizamos um esforço grande para imunizar a população, atendendo grupos de gestantes a partir de 12 anos e responsáveis familiares. Conseguimos reduzir a mortalidade pela doença na cidade, o que também tem diminuído progressivamente o aumento de órfãos deixados pelo coronavírus. Reforço ainda que estamos atendendo também as crianças de cinco a 11 anos, e precisamos avançar nesses números”, comentou Ana Estela.

Resíduos sólidos: Fortaleza faz visita de estudo à cidade alemã de Essen

10 de junho de 2022 As soluções da cidade de Essen para o manejo de resíduos sólidos foram o foco da visita de representantes de Fortaleza à Alemanha nesta semana. O presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), Luiz Alberto Sabóia, a titular da Coordenadoria Especial de Programas Integrados (Copifor), Manuela Nogueira, e o secretário-executivo da Gestão Regional (Seger), Arcelino Lima, conheceram, ao longo de três dias, as experiências de Essen voltadas para as áreas de sustentabilidade ambiental, economia circular e resíduos sólidos. A visita de estudo foi fruto da parceria de Fortaleza com a União Europeia, por meio do programa de Cooperação Urbana e Regional (IURC Latin America). "Visitamos in loco várias soluções de reciclagem, coleta seletiva, produção de energia a partir da incineração de resíduos não recicláveis, produção em alta escala de biogás a partir de resíduos orgânicos, a forma de organização, o enquadramento legal, ou seja, pudemos observar e discutir com os técnicos da cidade de Essen vários aspectos do percurso deles até se tornarem uma referência na Alemanha. Foi uma viagem muito proveitosa e fica o desafio de entender essas soluções e, se for o caso, adaptá-las para o contexto de Fortaleza", detalhou o presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia. A delegação de Fortaleza também foi recebida pelo prefeito Rudolf Jelinek na Prefeitura de Essen. "Essen evoluiu da maior cidade mineira da Europa para uma metrópole comercial e de serviços e a localização de muitas sedes corporativas alemãs e internacionais, e, claro, a Capital Verde da Europa 2017", disse o prefeito Rudolf Jelinek. A gerente de projetos da IURC, Aurelie Knecht, que acompanhou a delegação brasileira, destacou a importância da parceria. "Estou extremamente satisfeita que as cidades de Essen e Fortaleza estejam trabalhando juntas, apoiadas pelo nosso programa de economia circular". A convite da União Europeia, os representantes da Prefeitura de Fortaleza também participaram da Urban Future Conference 2022, realizada em Helsingborg, na Suécia, e que discutiu inovação e boas práticas urbanas. Além de Fortaleza, participaram as cidades de Málaga (Espanha), Milão e Anci Lazio (Itália), Barranquilla e Cali (Colômbia), Hermosillo (México), Debrecen (Hungria), Punta Arenas (Chile), Umea (Suécia), Essen (Alemanha), São Paulo (Brasil) e a região de Cantábria (Espanha). Parceria com a União Europeia Em 2021, Fortaleza foi selecionada pela União Europeia para compartilhar experiências e desenvolver um plano conjunto de desenvolvimento urbano sustentável, com foco em economia circular e resíduos sólidos. A capital cearense vai trabalhar diretamente com a cidade alemã de Essen até 2023. A IURC América Latina constitui a segunda fase do programa de Cooperação Urbana Internacional (IUC), da União Europeia, e busca promover o compartilhamento de conhecimento e a cooperação entre cidades e regiões em desenvolvimento urbano sustentável e inovação regional. A IURC América Latina inclui 6 países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. Ao todo, 12 cidades desses países irão cooperar com 12 cidades europeias através de emparelhamentos e clusters temáticos.

Acadêmicos da Fundação Getulio Vargas visitam a Prefeitura de Fortaleza

09 de junho de 2022 A Prefeitura de Fortaleza recebeu visita de acadêmicos do Programa de Imersão Subnacional do curso de Graduação em Administração Pública da Fundação Getulio Vargas (FGV). Na quinta-feira (09/06), foi apresentado a estrutura administrativa da Controladoria e Ouvidoria Geral do Município (CGM), bem como seus projetos estratégicos e principais desafios, com foco na área de auditoria, controle interno, transparência, ouvidoria e governança. Durante a semana, os alunos, oriundos de São Paulo, participaram de encontros com gestores municipais, que apresentaram as atividades desenvolvidas em suas pastas além das políticas públicas implementadas na Capital. As informações irão subsidiar os graduandos na elaboração do plano de ação com propostas de melhorias ou novas soluções para o município de Fortaleza, com direcionamento para as seguintes áreas: assistência social, desenvolvimento urbano e ambiental, além de educação e núcleo de governo (planejamento, finanças e administração). Para a secretária chefe da CGM, Christina Machado, a visita traz ganhos para a gestão municipal. "A realização de momentos como esse, supervisionado por uma instituição de renome nacional como a Fundação Getulio Vargas, vem enriquecer ainda mais a gestão municipal, pois com base no conhecimento compartilhado, temos a oportunidade prospectar novas ideias e sugestões para as políticas públicas já implementadas em Fortaleza", destacou a secretária. A supervisora e doutoranda em Administração Pública e Governo da FGV, Rayane Rodrigues, ressaltou a importância da visita. “Estamos tendo acesso a políticas públicas consideradas inovadoras, diante da diversidade que é o Brasil. E conhecer na prática, fora do ambiente acadêmico de graduação e de doutorado, vai permitir um aprendizado ainda maior aos alunos, e elevar o desafio que é a construção do plano”, informou Rayane. A graduanda Ana Clara Frussa destacou o envolvimento entre as políticas municipais desenvolvidas em Fortaleza. “O alinhamento do governo foi algo que mais me chamou a atenção. As pautas foram muito bem apresentadas e ficaram claras as prioridades e isso trata-se de uma atividade muito difícil de estabelecer. Toda essa coesão em torno da administração pública, com um trabalho em rede envolvendo todos os órgãos, e mesmo diante dos desafios que vicencia o Brasil, o município consegue inovar e fazer trabalho excepcionais”, frisou Clara. Foram visitadas a Secretaria de Governo, a Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão, a Coordenadoria Especial de Programas Integrados, a Fundação da Criança e da Família Cidadã e a Coordenadoria Especial de Participação Social.

Agefis intensifica ações de controle de poluição atmosférica durante o Mês do Meio Ambiente

09 de junho de 2022 Em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) intensifica, ao longo de todo este mês, ações educativas, de conscientização e preservação dos recursos naturais, e o controle das poluições visual, sonora e atmosférica, em toda a cidade. Nesta quinta-feira (09/06), a Agefis realizou atividades de enfrentamento à poluição atmosférica em bairros com maior número de denúncias. As vistorias aconteceram nos bairros Joaquim Távora, Aldeota, Bom Jardim, Itaperi, entre outros, com foco em estabelecimentos industriais e de alimentação, tais como lavanderias, panificadoras, bares e restaurantes, além de serviços de oficina mecânica e lava-jato, apontados por meio de denúncias da população, como os principais causadores desse malefício ao meio urbano. Na sexta-feira (10/11), as atividades serão realizadas em bairros da Regional 6. De acordo com a gerente de normatização e padronização da Agefis, Eliene Barbosa, “a constatação da poluição atmosférica pode ser feita de diversas maneiras, como através da medição da concentração de gases, constatação de material particulado suspenso ou sedimentado (fuligem) ou ainda pela coloração da fumaça medida pela Escala de Ringelmann”, destacou. Durante as operações, os fiscais avaliaram o teor de fumaça emitido pelas chaminés decorrente da utilização de caldeiras, fornos, geradores, entre outras fontes fixas, além de verificar o licenciamento ambiental pelos estabelecimentos. Saiba mais Com base na Escala de Ringelmann, se constatada que a coloração da fumaça expelida pela chaminé excede o padrão 1 da escala, caracteriza-se poluição atmosférica, conforme Resoluções Conama nº 382/06 e 436/2011. Nesses casos, os estabelecimentos estão passíveis de autuação nos termos dos Artigos 69, III c/c o Art. 749, ambos da Lei Complementar nº 270, de 02 de agosto de 2019, com a aplicação de multa pecuniária, cujos valores variam de R$ 202,50 a 32.400,00, além da obrigação de reparação do dano ambiental.

Prefeitura de Fortaleza requalifica ponto de lixo no bairro Bom Jardim

09 de junho de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Regional 5, concluiu, nesta quarta-feira (08/06), a requalificação de um ponto de lixo localizado na esquina das ruas Oscar Araripe com Zacarias Florindo, no bairro Bom Jardim. O serviço contou com a limpeza do espaço, capinação, plantio de mudas nativas e a utilização de pneus decorativos para evitar que a população volte a despejar lixo de maneira irregular no local. Na ocasião, a gestão municipal recolheu 22 toneladas de resíduos. A ação, que atende a uma demanda da população, contou com a parceria da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) e da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo (UrbFor). Para a realização do serviço foram necessários o envolvimento de 10 colaboradores, além de caçamba para a coleta dos resíduos. O secretário da Regional 5, Moacir Soares, ressaltou a importância da conscientização junto aos moradores do entorno, como forma de alertá-los para as consequências do despejo irregular de lixo, bem como para a promoção da saúde e bem-estar. "Uma cidade limpa se constrói com a união entre o poder público e a comunidade. O nosso trabalho é apoiar e acompanhar ações positivas para a cidade. A desativação deste ponto de lixo é um ganho para todos. Estamos empenhados para juntos transformamos esses espaços públicos em ambientes mais agradáveis e com qualidade", reforçou. Além do recolhimento dos resíduos, o local também ganhou novo paisagismo com o plantio de 30 mudas nativas. O plantio e os cuidados permanentes da área, em parceria com a população, impedem novos despejos irregulares de lixo. A Prefeitura de Fortaleza orienta ainda que a população pode denunciar casos de descarte irregular de lixo ou solicitar limpeza por meio da abertura de processo nas sedes das Regionais ou pela Central 156, por telefone e aplicativo. Ecopontos Os Ecopontos são locais adequados para o descarte gratuito de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. Neles, a população pode ter acesso ao benefício do programa Recicla Fortaleza, que dá desconto na conta de energia.

AMC nas Escolas realiza primeira edição de junho

06 de junho de 2022 Essencial para preservar vidas e reduzir os sinistros nas vias, a educação para o trânsito é um dos pilares da atuação da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). Por conta disso, a Escola Municipal Professora Maria do Socorro Ferreira Virino, localizada no bairro Conjunto Palmeiras, receberá o projeto AMC nas Escolas nesta terça e quarta-feira (07 e 08/06). As boas práticas serão repassadas em sala de aula por meio de abordagens lúdicas, como jogos de tabuleiro, teatro de fantoches, além de atividades pedagógicas que reforçam os cuidados adotados ao se deslocar. O projeto AMC nas Escolas tem como objetivo reforçar, desde a infância, os direitos e deveres no trânsito, alertando para a segurança viária e o respeito entre os diversos modais. “Além de incentivarmos as crianças a se portarem de forma adequada nas vias, elas também se tornam multiplicadoras de boas práticas que todos nós devemos ter no trânsito”, destaca o superintendente da AMC, Antônio Ferreira Silva. Projeto AMC nas Escolas Data: Terça-feira (07/06) - de 13h30 às 17h Quarta-feira (08/06) - de 7h30 às 11h Local: Escola Municipal Professora Maria do Socorro Ferreira Virino (Rua Modesta, 44 - Conjunto Palmeiras)

Alunos da Rede Municipal conquistam pódio na 3ª Jornada Cearense de Foguetes

06 de junho de 2022 Base de lançamento para estudantes que desejam alçar voos altos, a Rede Municipal de Ensino foi pódio na 3ª Jornada Cearense de Foguetes, que reuniu escolas públicas e privadas do estado. Ao todo, cinco alunos da Escola Municipal Maria de Lourdes Ribeiro Jereissati, no Jardim das Oliveiras, conquistaram medalhas de prata. O evento propõe a divulgação científica e tecnológica com ênfase na astronáutica. A estreia da unidade escolar no campeonato, realizado no último dia 14 de maio, na Base Aérea de Fortaleza, contou com a participação de duas equipes de três e dois estudantes, respectivamente. Os times atingiram as distâncias de 130 e 113 metros no lançamento de foguetes de garrafa PET feitos pelos próprios alunos. Uma base de PVC também foi produzida em cooperação entre estudantes e professores. Antes da competição estadual, um torneio interno promovido pela unidade identificou os fortes candidatos à Jornada Cearense de Foguetes. É o que conta Cledson de Souza, um dos professores responsáveis pelo engajamento das turmas da Escola Municipal Maria de Lourdes Ribeiro Jereissati. “O ponto de partida foi montar um protótipo do foguete de garrafa PET. Junto com o professor Élcio, fizemos oficinas e marcamos um campeonato interno, com todas as turmas da unidade. Com esta dinâmica, foi possível identificar alguns alunos que conseguiram fazer ótimos lançamentos”, explica Cledson. Após reconhecidos, a rotina de treinos e dedicação guiou os estudantes ao posto de medalhistas. São eles: Nauan Francisco Medeiros Nobre, Antônio Anderson Gomes Fernandes e Maria Klara Costa Freire Silva, do 7º ano; e Antônio Fábio da Silva Barbosa Filho, Jonathan Michel de Sousa Garcia, do 8º ano. Valorização e reconhecimento Na última terça-feira (31/05), foi a vez da própria Escola Municipal Maria de Lourdes Ribeiro Jereissati reconhecer o êxito na 3ª Jornada Cearense de Foguetes. Ao lado do professor Cledson de Souza, o coordenador da unidade Willame Bezerra distribuiu certificados e medalhas de destaque para as equipes de vencedores. “A nossa mola mestra é a valorização dos estudantes. Eles são cobrados, mas também prezamos pelo reconhecimento do valor de cada um. Queremos ser uma ferramenta de transformação e, ainda, um farol para que as outras unidades do entorno se inspirem e também possam ganhar medalhas, menções e prêmios”, declara Willame. Em celebração pela conquista, a aluna Maria Klara quer servir de exemplo para outras colegas. “Eu enxergo isso como motivo de orgulho. Sou a única menina entre as duas equipes da nossa escola e isso pode inspirar outras meninas a participarem, o que é muito legal”, declara. Já o experiente Nauan Francisco, que em 2021 recebeu menção honrosa na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), diz que “esta vitória foi diferente, precisei de um foco mais prático”. Para ele, o apoio da família se somou “à escola, que ajudou bastante, tanto com dicas quanto com os materiais”. Honrado com a condecoração ao pescoço, o estudante Antônio Anderson, por sua vez, garante que este feito encoraja o time a buscar mais vitórias. “Já estamos animados para o próximo ano. Rumo à medalha de ouro!”, empolga-se. “Escola de Campeões” No brasão que traz a imagem de um livro e um troféu, o nome da unidade escolar é acompanhado da autodenominação “Escola de Campeões”. Isso porque a instituição é presença ativa em campeonatos educacionais. Na Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA) do ano passado, 13 medalhas foram alcançadas. Agora, mais dois troféus da terceira edição da Jornada Cearense de Foguetes decoram a estante de prêmios. Ainda de acordo com o coordenador Willame, o protagonismo dos estudantes nasce do incentivo da Rede Municipal. “Até o nosso brasão foi escolhido em um concurso interno de desenho. Aqui, todo mundo participa das olimpíadas e campeonatos, do aluno mais tímido ao mais desenrolado. A proposta é despertar neles a vontade de crescer”, completa. Jornada Cearense de Foguetes Evento de divulgação científica e tecnológica com ênfase na Astronáutica, a Jornada Cearense de Foguetes (JCF) estimula alunos do Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e Ensino Médio (1º ao 3º ano) e escotistas em grau de ensino equivalente a construir foguetes de garrafa PET e obter o maior alcance possível. Com o incentivo à cooperação entre as equipes, são distribuídas medalhas nas categorias ouro, prata e bronze.

Prefeitura realiza audiência pública sobre geração de energia limpa nas escolas e creches de Fortaleza

03 de junho de 2022 A Prefeitura de Fortaleza realiza na próxima quinta-feira (09/06) uma audiência pública para apresentação e discussão sobre a parceria público-privada, na modalidade de concessão administrativa, para implantação, gestão, operação e manutenção de geração de energia distribuída, bem como para eficiência energética nos prédios das escolas e creches do Município. A iniciativa é da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), por meio da Coordenadoria de Parcerias Público-Privadas e Concessões (PPPFor), e da Secretaria Municipal da Educação (SME). O evento será realizado de forma virtual, a partir das 14h, na plataforma Zoom. “Convidamos todos a participarem da audiência pública para contribuições, sugestões e questionamentos relativos ao processo de licitação”, enfatiza o titular da SDE, Rodrigo Nogueira. Ele explica que o objetivo é apresentar as especificações do edital de licitação, bem como dados sobre o projeto referencial, visando ampla transparência. A audiência será aberta a todos os interessados, pessoas físicas ou jurídicas, e a inscrição poderá ser feita virtualmente, quando será disponibilizado um link para acesso dos inscritos à videoconferência. A iniciativa faz parte da Carteira de Projetos Prioritários de Fortaleza e pretende aproveitar o avanço tecnológico e normativo do setor elétrico, com a implantação de projetos que concedam a redução de custos e proporcionem uma energia mais limpa e sustentável. Serviço Audiência Pública PPP Energia Escolas Data: 09/06 (quinta-feira) Horário: 14h às 15h Link das inscrições para a audiência pública Após a inscrição, será disponibilizado um link para acesso à videoconferência

Bicicletar ultrapassa cinco milhões de viagens no Dia Mundial da Bicicleta

03 de junho de 2022 Nesta sexta-feira (03/06), data na qual é comemorado o Dia Mundial da Bicicleta, o Bicicletar ultrapassou a marca de cinco milhões de viagens. O uso do sistema de bicicletas compartilhadas de Fortaleza cresceu 54% no primeiro trimestre deste ano e registrou aumento de 136% nos cadastros em relação ao mesmo período do ano passado. Desse total de viagens, um milhão foram realizadas apenas em seis meses, entre dezembro de 2021 e maio de 2022. Consolidado como um dos maiores projetos de bicicletas compartilhadas do país em número de estações por habitantes, o Bicicletar não somente vem mudando a forma dos fortalezenses se locomoverem e toda a infraestrutura de mobilidade urbana da cidade desde 2014, mas também é um transporte sustentável e que impacta diretamente de forma positiva na qualidade do ar. A marca de cinco milhões de viagens representa 2.028 toneladas de créditos de CO2 evitadas, caso os trajetos fossem feitos em veículos motorizados. A gerente da Célula de Sustentabilidade e Mudanças Climáticas, que faz parte da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), Raquel do Vale, destaca que a poluição do ar se tornou uma preocupação em todo o mundo, principalmente devido aos impactos negativos ocasionados à saúde humana por meio de diversas doenças respiratórias e ao meio ambiente, em especial, às mudanças climáticas. Além disso, de acordo com a OMS, os veículos motorizados são responsáveis por 22% dos Gases de Efeito Estufa (GEE) em todo o mundo. Em Fortaleza, os veículos motorizados são os maiores poluidores, sendo responsáveis por cerca de 59% das emissões de GEE na cidade. “A bicicleta foi o meio de transporte escolhido como símbolo da mobilidade urbana sustentável pela Organização das Nações Unidas (ONU). Nesse contexto, nos últimos anos, Fortaleza tem investido neste modal com o objetivo de desestimular o uso do transporte individual motorizado. Dessa forma, a infraestrutura cicloviária ofertada em Fortaleza e o uso da bicicleta entram como elementos primordiais na diminuição da poluição do ar em nossa cidade", explica Raquel do Vale. Malha cicloviária De acordo com o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária. Mais de 50% dos habitantes moram a menos de 300 metros de alguma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhado. Fortaleza possui mais de 400 km de deslocamento seguro para os ciclistas. A meta do prefeito Sarto é finalizar a gestão com um total de 500 km de malha cicloviária. “As pessoas estão aderindo cada vez mais a esse projeto, que já é exemplo, pelo fato da Prefeitura de Fortaleza manter esse investimento frequente, não só no sistema em si, mas também na malha cicloviária, que tem previsão de aumento para 500 km até o fim da gestão do prefeito Sarto”, afirma Ferruccio Feitosa, titular da Secretaria da Conservação e Serviços Públicos (SCSP). Saiba mais Gerido pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos, (SCSP), com o apoio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), em parceria com a Unimed Fortaleza, o Bicicletar é considerado o maior sistema de bicicletas compartilhadas no Brasil em número de estações por habitantes e é o terceiro colocado em número total de estações, atrás somente de Rio de Janeiro e São Paulo. Atualmente, o sistema conta com 192 estações Bicicletar Adulto, 11 do Mini Bicicletar e 16 Bicicletar Corporativo. Todas as informações sobre utilização, cadastro no sistema, download do app e localização das estações estão no site do Bicicletar.

Prefeitura de Fortaleza visita Agência Sueca de Proteção Ambiental para prospectar parcerias

03 de junho de 2022 A Prefeitura de Fortaleza visitou a Swedish Environmental Protection Agency (Agência Sueca de Proteção Ambiental), em Estocolmo, na Suécia, na tarde desta sexta-feira (03/06). A reunião teve o objetivo de conhecer o trabalho realizado pela instituição e prospectar cooperação internacional. Durante a reunião, a Swedish Environmental Protection Agency (EPA) apresentou os projetos desenvolvidos com os parceiros brasileiros, enfatizando as ações de gestão de resíduos sólidos. Novos encontros virtuais serão agendados a fim de trocar experiências entre as equipes técnicas e discutir políticas ambientais e esforços para ampliar a reciclagem na Capital. O secretário de Governo, Renato Lima, e a coordenadora executiva de Assuntos Institucionais, Joana Nogueira, representaram o Município no encontro. Pela EPA, participaram da reunião a gestora do Departamento de Desenvolvimento Sustentável, Maria Ohlman, a assessora sênior especialista em resíduos, coordenadora do programa de cooperação com o Brasil, Åsa Bergérus Rensvik, e a coordenadora de projetos, Nadya Maslova. A reunião teve também a participação do representante da Prefeitura de Estocolmo, Jonas Dahllöf.

Durante conferência Stockholm+50, Sarto assume compromisso de elevar taxa de reciclagem em Fortaleza a 50% em oito anos

02 de junho de 2022 O prefeito de Fortaleza, José Sarto, participou, nesta quinta-feira (02/06), da Conferência Stockholm+50, realizada pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP), na Suécia. Ele compôs painel temático sobre gestão de resíduos sólidos e assumiu compromisso de elevar a taxa de reciclagem em Fortaleza para o patamar de 50% em oito anos. Atualmente, o índice é de quase 9%. Um número baixo, mas, ainda assim, acima da média do País, que é de cerca de 4%. “A Prefeitura está inteiramente empenhada na elaboração de um ousado plano, que prevê ações em diferentes frentes, incluindo social, econômica, ambiental, tecnologia e na infraestrutura. Como foi dito muitas vezes durante o encontro, essa não é uma discussão apenas sobre lixo. É sobre vidas, sobre saúde pública, sobre compromisso com o meio ambiente”, afirmou o prefeito. Ao anunciar o compromisso durante a conferência internacional, Sarto alinhou os esforços do Município com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 11 e com a Meta de Desenvolvimento Sustentável (SGD) 3, que buscam tornar as cidades saudáveis, inclusivas, seguras, resilientes e sustentáveis, visando reduzir o impacto ambiental negativo das cidades, especialmente no que diz respeito à gestão local de resíduos. Nesse sentido, os Ecopontos foram o destaque na apresentação do prefeito como o principal plano de gerenciamento de resíduos sólidos da Prefeitura, cujos esforços também vêm impactando na mudança climática, na saúde, na criação de empregos e na promoção da igualdade social. Além disso, equipamentos têm sido eficazes como solução para receber materiais de construção, podas de árvore, móveis antigos e materiais recicláveis. Atualmente, Fortaleza conta com 90 Ecopontos e possui uma média mensal de coleta de 160 toneladas de lixo por meio dessas estruturas, espalhadas por toda a cidade. Através dessa política, a população é estimulada a entregar esses resíduos em troca de desconto na energia elétrica ou no cartão social. Além disso, para a coleta de materiais recicláveis, a Prefeitura está providenciando triciclos elétricos para os catadores, um modal que pode ser usado pelo grupo de trabalhadores que é considerado vulnerável e informal. A iniciativa promove inclusão social, melhores condições de trabalho e os triciclos podem ser usados, também, para o transporte de carga. Fortaleza Cidade Limpa A geração de resíduos é uma das preocupações centrais da Prefeitura de Fortaleza, que prepara o Programa de Manejo de Resíduos Sólidos “Fortaleza Cidade Limpa”, prevendo estratégias para conscientização da população. Um dos focos é atacar pontos irregulares de lixo, reduzindo riscos para a saúde pública, minimizando a contaminação do solo, a poluição do ar e a desordem urbana. Dessa forma, a Prefeitura estabeleceu regulações para responsabilizar os grandes geradores de lixo por seus dejetos (100 litros de lixo doméstico diários, 50 litros de entulhos de construção ou qualquer quantidade de lixo que envolva contaminação ambiental ou biológica). Essa regulação não somente reduziu os custos públicos de gerenciamento dos resíduos, mas também engajou a população na redução da geração de lixo. A longo prazo, outros desafios para atingir a política de redução para lixo zero. Esta deve ser incentivada principalmente pela mudança no comportamento da população, induzida pelo aumento das políticas de conscientização, por incentivos econômicos e novas logísticas para a limpeza da cidade.

Na Suécia, Sarto visita Fryshussets para ampliar parceria em projetos destinados à juventude

02 de junho de 2022 O prefeito de Fortaleza, José Sarto, esteve na sede da Fryshussets, em Estocolmo, na Suécia, nesta quinta-feira (02/06), com o objetivo de fortalecer parcerias para execução de projetos na área da juventude na Capital. O Município já dispõe de memorando de entendimento (MoU) com a Fryshussets, assinado em maio de 2018. De acordo com o prefeito, o encontro teve o objetivo de retomar os diálogos com a instituição, a fim de ampliar o intercâmbio de atividades. “O trabalho realizado na Fryshussets tem muitas semelhanças com o que fazemos na Rede Cuca. Aqui, trocamos várias ideias a fim de consolidar e expandir as nossas parcerias. Com isso, esperamos fortalecer os trabalhos tão bem desempenhados pela Secretaria da Juventude”, afirmou o prefeito Sarto. O prefeito foi apresentado às instalações da Fryshussets pelo gestor de relações públicas e internacionais, Martin Dworén, e pela gestora de marketing, desenvolvimento e relações internacionais, Raisa Velasco. A Fryshussets atua junto a organismos internacionais e investe em programas destinados aos jovens, especialmente nas áreas de educação e empreendedorismo.

Ação educativa conscientiza para um maior respeito aos ciclistas no Dia Mundial da Bicicleta

02 de junho de 2022 Em alusão ao Dia Mundial da Bicicleta, comemorado nesta sexta-feira (03/06), a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realizará ação educativa para incentivar o respeito aos ciclistas. A mobilização vai acontecer no cruzamento da Av. Bezerra de Menezes x Av. José Jatahy, no bairro Farias Brito, a partir das 8h. Durante a abordagem, educadores do órgão estarão dialogando sobre segurança no trânsito com motoristas e usuários de bike, alertando para um maior cumprimento aos espaços exclusivos de circulação dos ciclistas, como ciclofaixas e ciclovias. Haverá também distribuição de plaquinhas para bicicleta. Mobilidade sustentável Fortaleza é a cidade brasileira com melhores índices de mobilidade urbana sustentável, segundo pesquisa publicada nesta terça-feira (31/05) pelo jornal Folha de São Paulo. A Capital aparece com o maior indicador, seguida por Aracaju, São Paulo e Curitiba. O resultado alcançado decorre de políticas públicas direcionadas a quem caminha, pedala e anda de ônibus. No âmbito do modal cicloviário, a expansão da infraestrutura e o sistema de bicicletas compartilhadas se destacam. Os ciclistas contam hoje com cerca de 410 km de malha cicloviária para realizar suas viagens. “Em 2013, tínhamos apenas 68 km de malha dedicada exclusivamente a esses usuários. Hoje, esse número é quase seis vezes maior. Aos poucos, fomos inserindo uma mudança de cultura nos cidadãos de inclusão e respeito ao modal cicloviário, que está cada vez mais presente na cidade”, esclarece Antônio Ferreira. Segundo o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária, com mais de 50% dos habitantes morando a menos de 300 metros de alguma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhada. Bicicletar Além de investir na malha cicloviária, a Prefeitura de Fortaleza oferece como alternativa de locomoção e lazer o sistema de bicicletas compartilhadas, o Bicicletar, com 192 estações espalhadas em pontos estratégicos da Cidade, outras 11 estações do Mini Bicicletar, voltado para crianças, e mais 16 do Bicicletar Corporativo, exclusivo para servidores municipais. Consolidado como um dos maiores projetos de bicicletas compartilhadas do país, o programa, administrado pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), com patrocínio da Unimed, se aproxima da marca de 5 milhões de viagens realizadas, desde o início da operação do projeto, em 2014.

Fortaleza é destaque em pesquisa nacional sobre mobilidade urbana sustentável

01 de junho de 2022 Fortaleza é a cidade brasileira com melhores índices de mobilidade urbana sustentável, segundo pesquisa publicada nesta terça-feira (31/05) pelo jornal Folha de São Paulo. A Capital aparece com o maior indicador, seguida por Aracaju, São Paulo e Curitiba. A avaliação é resultado de uma formação de jovens no Lab99, ação entre o jornal e a empresa de aplicativos 99. A base do levantamento é o Índice de Mobilidade Urbana Sustentável (Imus), que avalia o nível de mobilidade e o quanto esta mobilidade atende aos princípios de sustentabilidade, considerando os aspectos ambientais, sociais e econômicos. Para obter a média, são analisados critérios como acidentes de trânsito, ações para redução de sinistros, ciclovias, congestionamentos, densidade e conectividade da rede cicloviária, emissões de gás carbônico, energia limpa, modos de transporte, motorização, passageiros transportados, tarifas de transporte e vias para pedestres. De acordo com o superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Antônio Ferreira, o resultado é reflexo das intervenções desenvolvidas com foco na priorização da bicicleta e do transporte coletivo, além de medidas de segurança viária como a readequação da velocidade e criação de infraestruturas que garantam o deslocamento seguro de pedestres. Mais ciclofaixas e ciclovias Os ciclistas contam hoje com cerca de 410 km de infraestrutura cicloviária para realizar suas viagens. “Em 2013, tínhamos apenas 68 km de malha dedicada exclusivamente a esses usuários. Hoje, esse número é quase seis vezes maior. Aos poucos, fomos inserindo uma mudança de cultura nos cidadãos de inclusão e respeito ao modal cicloviário, que está cada vez mais presente na cidade”, esclarece Antônio Ferreira. Segundo o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária, com mais de 50% dos habitantes morando a menos de 300 metros de alguma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhada. A reportagem da Folha destaca que "a capital cearense é, de longe, a mais 'ciclável' do país". Além de investir na malha cicloviária, a Prefeitura de Fortaleza oferece como alternativa de locomoção e lazer o sistema de bicicletas compartilhadas, o Bicicletar, com 192 estações espalhadas em pontos estratégicos da Cidade, outras 11 estações do Mini Bicicletar, voltado para crianças, e mais 16 do Bicicletar Corporativo, exclusivo para servidores municipais. Prioridade ao transporte público Com a meta de reorganizar o trânsito e promover o convívio saudável entre os diversos modais, Fortaleza dispõe de 132,3 km de faixas exclusivas de ônibus. O objetivo deste sistema é priorizar o transporte público, proporcionando diversas vantagens aos usuários, como o aumento da velocidade operacional, previsibilidade do tempo de viagem, redução no consumo de combustíveis e de emissão de gases poluentes, além de um impacto positivo no cálculo tarifário do transporte público. Exemplo disso, ocorre na faixa exclusiva da Av. Dom Luís, onde houve ganho de velocidade operacional de 143,5%, e na Av. Carapinima, de 159%. Já na Av. Santos Dumont, o resultado foi ainda superior, 207%. Outro importante reflexo de priorização aos ônibus são os dois corredores exclusivos na Avenida Aguanambi e na Avenida Bezerra de Menezes. Os corredores contam com estações acessíveis com embarque e desembarque em nível, o que proporciona ainda mais a redução do tempo de viagem e acessibilidade para os passageiros. Na Av. Bezerra de Menezes, o tempo de viagem caiu em 52,5% para o usuário com o aumento de velocidade operacional em 90,7% nos horários de pico de dia útil, pela manhã e à tarde. Na Av. Aguanambi, por exemplo, o tempo de viagem foi reduzido em 25,6%. Pedestre A Prefeitura desenvolve um conjunto de ações voltadas ao pedestre que vai desde a implantação de travessias elevadas a áreas de trânsito calmo. Destacam-se as calçadas e praças vivas, faixas diagonais e projeto esquina segura, que consiste no alargamento das áreas de passeio e reforço na fiscalização quanto à proibição de estacionamento proibido nas esquinas. A Capital dispõe ainda do Plano Municipal de Caminhabilidade, que incentiva os deslocamentos dos pedestres e pessoas com mobilidade reduzida, ordenando as calçadas e espaços públicos, tornando a cidade mais acessível e compartilhada.

Prefeito Sarto reafirma compromisso de Fortaleza com a causa ambiental durante Fórum de Cidades em Estocolmo

01 de junho de 2022 O prefeito de Fortaleza José Sarto participou, nesta quarta-feira (01/06), do Fórum de Cidades Stockholm+50 High Level, realizado pela Prefeitura de Estocolmo. Durante o encontro, ele reafirmou o compromisso da Prefeitura com a sustentabilidade e enfatizou ações realizadas pelo Município para contribuir com a proteção ambiental e reduzir emissões de gases de efeito estufa nos próximos anos. Sarto destacou ações que estão em andamento na Capital, como o plantio de 5 mil árvores de grande porte em obras públicas, principalmente nas periferias, e a elaboração de plano de manejo de todos os parques urbanos e unidades de conservação de Fortaleza, projeto que já está em licitação. De acordo com Sarto, somado a isso, a Prefeitura tem investido em estratégias para estimular a iniciativa privada a adotar ações de proteção ambiental. Com a certificação Fator Verde, a Prefeitura reconhece empresas que adotam práticas sustentáveis, preservando a natureza e reduzindo o impacto socioambiental da cidade. “Nós estamos certificando empresas com o Selo Fator Verde. Encorajamos empresas da construção civil a adotar medidas para reduzir emissões em suas construções e, com isso, estamos buscando contribuir para uma mudança de mentalidades“, afirmou Sarto, durante debate temático no painel “Construir para o futuro: reduzindo emissões na construção civil”. O painel contou com apresentações do prefeito de Oslo, Raymond Johansen, da CEO do Conselho Mundial de Construção Verde, Cristina Gamboa, e da vice-presidente executiva de uma das maiores companhias de construção no mundo, Skanska, Lena Hök.

Prefeitura lança programação do Mês do Meio Ambiente com limpeza de praia, blitz educativa, cine verde e pedal ecológico

01 de junho de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), promove uma série de ações para o Mês do Meio Ambiente, em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), criado pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1972, durante a abertura da Conferência de Estocolmo. Ao longo do mês, estão previstas atividades como limpeza de praia, exibição de filmes relacionados à natureza, uma blitz educativa na Sabiaguaba e um pedal ecológico pela cidade. As ações visam proteger e valorizar os espaços verdes de Fortaleza, fortalecendo a conexão da população com o meio natural, em sintonia ao meio construído. Reforçam também o comprometimento da Prefeitura no combate à crise climática global, com incentivo à redução nas emissões líquidas de dióxido de carbono (CO2). Diferentes pontos da cidade serão atravessados por iniciativas ambientais, buscando atrair participantes de todas as idades e regiões. Toda a programação contará com o apoio de diversas secretarias, como a Autarquia de Urbanismo e Paisagismo (Urbfor), a Secretaria Municipal da Gestão Regional (Seger), a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e a Rede Cuca. Para a secretária da Seuma, Luciana Lobo, a consciência ecológica precisa ser permanente, diária, e o Mês do Meio Ambiente traz iniciativas para solidificar essa relação. “O cuidar da cidade é compartilhado, uma parceria entre Município e população. Ao longo do mês de junho, vamos realizar um conjunto de atividades para aproximar ainda mais cidadão e meio ambiente, com incentivo a praticas respeitáveis ao nosso verde”, comentou. Atividades A primeira ação prevista é a Limpeza de Praia, no sábado (04/06), às 8h, na Praia de Iracema, com início na Praia dos Crushs, em frente ao Centro Cultural Belchior. Na mesma ação, a Seuma fará a troca de materiais recicláveis por mudas, mostrando a importância dos dois atos: preservar os espaços existentes sem jogar lixo e o cultivo do verde. O Mês do Meio Ambiente prevê ainda o Cine Ecológico, dia 10 de junho, no trecho 6 do Parque Rachel de Queiroz (Presidente Kennedy), quando acontecerá a exibição de filmes com a temática natural, nova ação de distribuição de mudas e atividades lúdicas para a educação ambiental de crianças. No dia 14, será a vez de assistir à roda de conversa "Soluções Baseadas na Natureza", que será veiculada na TV Terra do Sol, às 14h. O mês especial da natureza terá ainda uma blitz educativa na Sabiaguaba, no dia 16, alertando sobre o ecossistema local e os cuidados necessários à biodiversidade; na semana seguinte, dia 23, ocorre o Webinário ForClima, analisando a infraestrutura verde de cidades tropicais para a redução do estresse térmico e adaptações às alterações climáticas. No encerramento, mais duas ações. No dia 26, acontecerá o Pedal Ecológico, saindo da Cidade das Crianças em direção ao Parque Rachel de Queiroz, com banda, distribuição de mudas e outras ações no local. E no dia 28, haverá ação de educação ambiental no Parque Lagoa da Viúva, com apoio do Cuca Ambiental. Compromisso com o verde Todas as ações desenvolvidas ao longo do mês de junho reforçam o compromisso da Prefeitura de Fortaleza com o meio ambiente da nossa cidade e o bom uso dos espaços públicos. Diversas atividades e anúncios importantes aconteceram apenas no ano de 2022. Em janeiro, por exemplo, a Estação de Monitoramento da Qualidade do Ar esteve na Avenida Aguanambi, no bairro de Fátima. Agora está no Corpo de Bombeiros da avenida Leste Oeste. Em fevereiro, a cidade ganhou o Parque Rachel de Queiroz, com a entrega da primeira etapa da requalificação do espaço, com arborização, wetlands e espaços de lazer. No mês de março, durante a Marcha Climática, foi anunciada a criação do Gabinete de Governança Climática, responsável por acompanhar todas as ações do Município relacionadas à redução de gases de efeito estufa, economia verde e sustentabilidade. No mês seguinte ocorreu o Super Plantio de Abril, com 5 mil novas árvores na cidade. E em maio foi a vez de um anúncio de grande relevância para a história ambiental de Fortaleza: todos os parques urbanos e as unidades de conservação da cidade ganharão planos de manejo, para nortear as políticas ambientais de cada espaço. Além disso, estão em curso projetos fundamentais à natureza e ao bem-estar do fortalezense, a exemplo do Se Liga na Rede, que se aproxima das 750 ligações de residências à rede de esgotamento sanitário de Fortaleza, evitando que efluentes cheguem ao oceano. A Captação em Tempo Seco e a Vídeo Inspeção de Galerias Pluviais também atuam para preservar a vida marinha e a balneabilidade da nossa orla. Programação: 04/06 – Limpeza na Praia de Iracema 10/06 – Cine Ecológico no Parque Rachel de Queiroz 14/06 – Roda de conversa na TV Terra do Sol 16/06 – Blitz educativa na Sabiaguaba 23/06 – Webinário ForClima 26/06 – Pedal Ecológico da Cidade das Crianças ao Parque Rachel de Queiroz 28/06 – Ação de educação ambiental no Parque Lagoa da Viúva

Em Estocolmo, Sarto busca parcerias nas áreas de juventude e empreendedorismo no Instituto Sueco

31 de maio de 2022 O prefeito de Fortaleza, José Sarto, esteve, nesta terça-feira (31/05), no Instituto Sueco durante missão oficial na cidade de Estocolmo, Suécia. Em busca de parcerias e investimentos para a Capital cearense, Sarto apresentou ações do Município destinadas à juventude, às mulheres, e também de incentivo ao esporte e ao empreendedorismo, a partir da inovação. “Conversamos sobre várias ações realizadas na cidade de Fortaleza, incluindo propostas de políticas para a juventude, que é um dos pontos fortes do Instituto Sueco. Passamos a tarde conversando e tivemos um proveito excelente. Para 2023, nós devemos ter novidades para a nossa Cidade”, afirmou Sarto. O prefeito se reuniu com os gerentes de Projeto do Instituto Sueco, Karin Kärr e Oskar Röhlander, e com a chefe do departamento de Comunicação da Suécia na instituição, Monika Wirkkala. O objetivo da reunião foi ampliar a parceria e assegurar consultorias e investimentos em novos projetos em 2023. Durante o encontro, Sarto detalhou o trabalho realizado pela Rede Cuca, que tem promovido a inclusão social de jovens em Fortaleza, por meio de atividades de esporte, lazer e capacitações, estimulando o protagonismo juvenil. Sobre esporte, o prefeito enfatizou os investimentos nas Areninhas, que proporcionam acesso ao esporte principalmente nas periferias de Fortaleza. Na área do empreendedorismo, ele destacou o programa Nossas Guerreiras, que incentiva o empreendedorismo ofertando crédito orientado de até R$ 3 mil a mulheres de baixa renda, preferencialmente chefes de família. A Prefeitura de Fortaleza já executa programa em parceria com o Instituto Sueco. Chamada Parada Segura, a iniciativa prevê uso de tecnologias para proporcionar maior segurança aos usuários do transporte público. A Capital foi uma das cidades selecionadas pelo edital Urban Challenges para receber consultoria em projetos que promovam um transporte público mais seguro. O projeto-piloto ja está em operação na avenida 13 de Maio. Em breve, será entregue a segunda unidade, no Benfica. A ideia é implementar o projeto em 200 paradas de ônibus na Capital, incluindo videomonitoramento, wi-fi, melhoria na iluminação, acessibilidade e ações de segurança cidadã.

Prefeitura de Fortaleza envia 475 colchonetes e 1.050 mantas às vítimas da chuva intensa em Pernambuco

29 de maio de 2022 Diante dos últimos dias de chuva intensa no estado do Pernambuco, a Prefeitura de Fortaleza, através da Defesa Civil e da Secretária Municipal de Segurança Cidadã (Sesec), enviou, no sábado e domingo (28 e 29/05), um total de 475 colchonetes e 1.050 mantas às famílias vítimas do episódio climático. A missão foi realizada em parceria com as empresas aéreas Azul e Latam. "Minha solidariedade ao estado de Pernambuco e às famílias atingidas pelas fortes chuvas nesta semana. Uma tragédia, que já resultou em dezenas de óbitos e feridos, além de centenas de desalojados e desabrigados. Conversei com o prefeito do Recife, João Campos, e coloquei a Prefeitura de Fortaleza à disposição para colaborar com o que for preciso. Em Fortaleza, estamos atentos e vigilantes, monitorando áreas mais críticas e a Defesa Civil segue preparada para agir, em caso de necessidade", afirmou o prefeito José Sarto. De acordo com titular da Sesec, coronel Eduardo Holanda, também foram colocadas à disposição lonas plásticas, redes e todos os itens que a Defesa Civil dispõe para apoiar a cidade do Recife nesse momento difícil. "Em parceria com as empresas aéreas, conseguimos, fazer o embarque de colchonetes e mantas pra ajudar a população. Continuamos em permanente comunicação com as autoridades da Prefeitura do Recife no sentido de ajudar no que for necessário", reforçou Holanda.

Prefeito Sarto viaja para a Suécia em busca de parcerias e apoios internacionais

28 de maio de 2022 O prefeito de Fortaleza, José Sarto, cumprirá missão oficial na Suécia, entre os dias 31 de maio e 3 de junho. Ele participará de evento sobre questões climáticas e de reuniões com instituições que atuam nas áreas de juventude, inovação e tecnologia, resíduos sólidos e meio ambiente. Sarto também reforçará a divulgação da cidade como atrativo turístico, buscará consolidar parcerias e atrair novos investimentos para a Capital. Para cumprir a agenda, Sarto já embarca na noite deste domingo (29/05). Durante o período, o vice-prefeito Élcio Batista assume interinamente a Prefeitura de Fortaleza. A agenda do prefeito José Sarto na Suécia ocorrerá em Estocolmo. No dia 31 de maio, está prevista uma reunião com a Smart City Sweden, plataforma que se dedica a soluções urbanas sustentáveis. A reunião será oportunidade para conhecer as empresas que compõem a plataforma, trocar experiências e prospectar novos negócios e parcerias para Fortaleza. Também na terça-feira (31/05), Sarto deve visitar o Instituto Olof Palme, que apoia iniciativas de movimentos progressistas pelo mundo nas áreas de democracia, direitos humanos, paz e justiça social. No dia 1º de junho, o prefeito participará do Fórum de Cidades Stockholm+50 High Level, realizado pela Prefeitura de Estocolmo, que promoverá amplo debate sobre meio ambiente e sustentabilidade, com foco nos compromissos assumidos durante a Conferência das Nações Unidas de 2021 (COP-26). Sarto irá interagir com prefeituras de diversos países do mundo e conhecerá boas práticas dentro da temática. No dia 2, como membro da delegação do Brasil na Stockholm +50, participará com a vice-prefeita de Estocolmo, Katarina Luhr, do painel sobre Resíduos Sólidos, "Waste Management– An urgent issue to be addressed at the local and municipal level to achieve Sustainable Development Goals and to fight climate change. Mayors’ dialogue on targeting Zero Waste" (Gestão de Resíduos Sólidos - Uma questão urgente a ser abordada a nível local e municipal para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e combater as mudanças climáticas. Diálogo dos prefeitos sobre a meta de zerar desperdícios). Ainda na quinta-feira (02/06), o prefeito fará visita à Fryshuset, organização civil que atua em cooperação com organismos internacionais e investe em programas nas áreas de educação, juventude, trabalho e empreendedorismo. A Prefeitura de Fortaleza dispõe de memorando de entendimento (MoU) com a instituição, e o objetivo do encontro é estreitar relações e fortalecer a política de cooperação na área de Juventude. Já na sexta-feira (03/06), a agenda prevê reunião com a Impact Hub Estocolmo, que busca soluções inovadoras para as principais questões da cidade, e também com a Agência Sueca de Proteção Ambiental, onde conhecerá ações realizadas pelo País destinadas à pauta ambiental.

Prefeitura de Fortaleza requalifica ponto de lixo na Bela Vista

27 de maio de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Regional 11, finalizou, nesta quinta-feira (26/05), a requalificação de ponto de lixo na Rua Viriato Ribeiro, no bairro Bela Vista. O serviço contou com limpeza do espaço, capinação e pinturas decorativas no muro da Escola Nilson Holanda, além de sinalização da proibição de despejo de lixo no local. A ação, realizada em parceria com a Guarda Municipal de Fortaleza e com as secretarias da Educação e da Saúde do Município, teve como objetivo acabar com um ponto de lixo existente na calçada da instituição escolar. Além da requalificação, também foi realizado trabalho de conscientização junto aos moradores do entorno, como forma de alertá-los para as consequências do despejo irregular de lixo, como também promover atitudes sustentáveis que trazem saúde e bem-estar para a população. No local, a Prefeitura também presta orientação de carroceiros que fazem o recolhimento de entulho para que o material seja descartado de maneira correta, destinando-o para o ecoponto existente na Rua Rio Grande de Sul, no bairro. Os Ecopontos são locais adequados para o descarte gratuito de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. É nos Ecopontos onde se pode ter acesso ao benefício do programa Recicla Fortaleza, que dá desconto na conta de energia pela troca dos recicláveis. O secretário da Regional 11, Raimundo Filho, afirmou ainda que está articulando outras melhorais para o novo espaço. “Agora, realizamos uma ação de retirada de lixo, com pinturas e conscientização da comunidade. Porém, já estamos alinhados com a Secretaria de Gestão Regional (Seger) para requalificar também a calçada. O serviço deve iniciar em breve”, explicou. A Prefeitura de Fortaleza orienta que, em casos de descarte irregular de lixo, a população deve entrar em contato com a gestão municipal gratuitamente por meio da Central 156.

Juventude Digital realiza evento com foco na empregabilidade e abre vagas de monitoria

26 de maio de 2022 O programa Juventude Digital, coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), está com inscrições abertas até esta sexta-feira (27/05) para o JD-Pro: Empregabilidade do jovem na pauta. Voltado para alunos e ex-alunos do programa, o evento será realizado no próximo sábado (28/05), na Casa da Cultura Digital. A programação conta com oficinas e workshops para o aprimoramento profissional dos participantes, como “Mercado de TI, como construir minha carreira para ele?”, com a psicóloga e orientadora profissional Livia Araújo; “Construindo o LinkedIn para o mercado da Tecnologia”, com Rafaela Cavalcante, psicóloga e consultora de carreiras; “Workshop de Expressão Corporal - Como o corpo se expressa em uma entrevista de emprego?”, com a artista Alana Aragão; “Simulação de entrevistas de emprego”, com Gabriela Carvalho, psicóloga que faz parte da equipe do JD. A coordenadora do Juventude Digital, Ianna Brandão, explica que um dos principais objetivos do programa é a empregabilidade dos jovens. “A ideia do JD-Pro é preparar os alunos do JD para o mercado de trabalho, então vamos dar orientações para que eles sejam encontrados pelos recrutadores e façam boas entrevistas”, afirma. Vagas de monitoria Em parceria com a Controladoria Geral do Município (CGM), o Juventude Digital lançou o JD na Escuta, que vai dar oportunidade aos jovens egressos do programa nos canais de ouvidoria da CGM. Ao todo, são 20 vagas na área de Programação e Meio Digital no edital Programa Futuros da Rede Cuca, que prevê a seleção de 150 jovens com idade entre 18 e 29 anos. As inscrições vão até o dia 29 e todas as vagas terão uma ajuda de custo de R$400. As atividades terão quatro eixos: Geração de Conteúdo; Análise Estatística, Data Science, Dados Abertos e Observatório; Metodologia de Resposta ao Cidadão; Solução com Games. Juventude Digital Coordenado pela Citinova, o Juventude Digital é uma política pública permanente de Fortaleza, que tem como objetivo garantir a inclusão digital de jovens por meio da capacitação e encaminhamento de novos profissionais para o mercado de tecnologia. Serviço JD-Pro: Empregabilidade do jovem na pauta Data: sábado (28/05) Horário: 9h Local: Casa da Cultura Digital (Rua dos Pacajus, 33, Bairro Praia de Iracema) Inscrições on-line Edital de seleção de jovens para o Programa Futuros Inscrições: até sexta-feira (27/05) Local: Seleção Juventude Mais informações: redecucafuturos@gmail.com

Prefeitura de Fortaleza reúne gestores municipais para discutir soluções inovadoras para problemas da cidade

24 de maio de 2022 Buscar soluções inovadoras para os problemas de Fortaleza com foco na qualidade de vida das pessoas é o objetivo da primeira edição do Café Labifor, realizada nesta terça-feira (24/05) no Teatro São José. O evento é uma iniciativa do Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor), da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), e foi pensado para ser um evento mensal com a presença de gestores das secretarias municipais. A iniciativa faz parte do plano de governo do prefeito José Sarto e foi criada no final de 2021, com o propósito de enfrentar os problemas da cidade a partir de uma perspectiva inovadora, não necessariamente em relação à tecnologia, mas na forma de pensar, criar e estabelecer novas políticas públicas. De acordo com o presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia, os temas debatidos na ocasião englobam resíduos sólidos, juventude, geração de emprego e renda, empreendedorismo, combate à violência e às drogas, inclusão social, entre outros. "Temos representantes de todas as secretarias e a ideia é que possamos começar a disseminar os conhecimentos que estamos aprofundando em parceria com a Universidade Johns Hopkins e com a Bloomberg, para que esses assuntos possam ser abordados e solucionados a partir de uma perspectiva inovadora, usando essas ferramentas para desenhar políticas públicas", explicou Sabóia. O evento contou com a presença de Caio Werneck, consultor em Design e Inovação Pública que faz parte do programa Innovation Training, do Bloomberg Centro de Inovação Pública/Johns Hopkins University. Ele trouxe uma discussão sobre o processo de inovação para a base das políticas no setor público, como um convite para repensar a cidade. "Esse é um momento de trabalho de apoio da equipe que está trabalhando com a Bloomberg, de forma estimulante e interessante. Dos temas centrais que têm sido trabalhados pela Prefeitura de Fortaleza estão realmente ligados aos resíduos sólidos. A partir daqui podemos explorar e todo mundo deve expandir essa conversa, continuar esse projeto" enfatizou. Representando a Secretaria da Juventude no evento, o secretário Davi Gomes ressaltou que a requalificação dos jovens já vem sendo trabalhada através da economia criativa, com projetos como o Juventude Digital, em parceria com a Citinova, além de cursos diversos realizados na rede cuca que atendem a área de criatividade e inovação. "Fizemos uma pesquisa no ano passado e vimos que os jovens mais queriam em termos e qualificação e essa área de tecnologia e economia Então está tudo conectado, e que o que a gente vai conversar hoje nesse primeiro café, acho que tem a acrescentar ainda mais ao nosso trabalho", disse. Innovation Training 2022 Fortaleza foi uma das 13 cidades do mundo selecionadas pelo Bloomberg Centro de Inovação Pública, da Johns Hopkins University, e, durante um ano, receberá capacitação com consultoria, treinamento e troca de experiências voltadas para a inovação em políticas públicas. No caso de Fortaleza, o foco será em resíduos sólidos e no programa Fortaleza Cidade Limpa.

Parceria entre Prefeitura e Sebrae irá implantar rede de atendimento para os empreendedores da Capital

23 de maio de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará (Sebrae/CE) celebraram nesta segunda-feira (23/05) um acordo de cooperação voltado para a implantação de uma rede integrada de atendimento aos empreendedores da Capital, com a abertura de 10 novas Salas do Empreendedor. As unidades estarão distribuídas nos bairros Vila Velha, Serviluz, Titanzinho, Pirambu, Messejana, Mondubim (Parque Santana), Prefeito José Walter, Planalto Ayrton Senna, Jangurussu, Conjunto Ceará e Parangaba. Já existe uma no Bom Jardim, que será adaptada ao atendimento em conjunto com o Sebrae/CE. Também serão instaladas na Coordenadoria da Participação Social, no Centro de Cidadania e Direitos Humanos do Conjunto Ceará (CCDH), no Mercado Central e no Mercado São Sebastião. “Ao colocar as Salas do Empreendedor nesses bairros, vamos auxiliar e capacitar a população, estimulando pequenos negócios e a economia dos bairros. Assim, damos mais um passo para seguir em Fortaleza como a liderança do PIB entre as capitais nordestinas. Essa parceria com o Sebrae é muito importante pois a cooperação irá estimular mais ainda o empreendedorismo na nossa Cidade”, destacou Sarto. Por meio do acordo, os empreendedores terão acesso, no mesmo local, aos serviços da SDE e do Sebrae/CE, como formalização do Microempreendedor Individual (MEI), consulta prévia do grau de risco, cadastro físico para formalização, declaração anual do Simples Nacional e programas de acesso ao crédito, entre outros. “Além disso, os empreendedores poderão se cadastrar para cursos de qualificação da SDE, tirar dúvidas, e é uma oportunidade que eles terão para se capacitar e estimular um maior desenvolvimento para Fortaleza. Estamos muito satisfeitos com a parceria”, explicou o titular da SDE, Rodrigo Nogueira. O atendimento e orientação aos empreendedores será feito por agentes de desenvolvimento municipal capacitados pelo Sebrae. Conforme o superintendente da entidade, Joaquim Cartaxo, o acompanhamento será feito de perto para que possam ser consolidados os avanços econômicos. "A Prefeitura de Fortaleza tem a compreensão da importância dos pequenos negócios para a economia do município, tendo incorporado não apenas essa parceria, mas vários outros projetos com o Sebrae, como o Jovens Empreendedores, para os alunos do ensino fundamental, e o Fortaleza Capacita, que qualifica a gestão de negócios em diversas áreas”, disse. Saiba mais Em parceria com o Sebrae, o Fortaleza Capacita, iniciativa oferece mensalmente capacitações gratuitas aos empreendedores em áreas como marketing, finanças, planejamento, vendas e elaboração de plano de negócios, entre outras. A meta do programa é beneficiar cerca de 30 mil empreendedores de Fortaleza, sendo 25 mil por meio de capacitações e outros 5.640 através de consultorias.

Fortaleza recebe prêmio de mobilidade urbana durante Summit Mobilidade 2022

23 de maio de 2022 Com o projeto Re-Ciclo, a Prefeitura de Fortaleza recebeu, na última sexta-feira (20/05), o Prêmio Vozes da Mobilidade Urbana 2022, na categoria Mobilidade Consciente. Os vencedores foram apresentados no encerramento do Summit Mobilidade 2022, realizado pelo Estadão, em parceria com a CCR e outras empresas privadas. Iniciativa do Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor), da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), o projeto Re-Ciclo é executado em parceria com a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP). Tem como objetivo ceder, ao todo, 50 triciclos elétricos aos catadores das associações cadastradas de Fortaleza. Os triciclos elétricos têm pedal assistido, potência máxima de 350 watts, autonomia de 30 km e chegam a alcançar 25 km/h, otimizando a coleta e aumentando a renda dos catadores. O projeto já é fruto de uma premiação que Fortaleza recebeu do Desafio Global de Mobilidade Urbana 2019, organizado pela Transformative Urban Mobility Initiative (TUMI), instituição vinculada ao Ministério para Cooperação e Desenvolvimento do Governo da Alemanha. Como prêmio, a Cidade recebeu R$ 1 milhão para implementar o piloto do projeto. A iniciativa faz parte das atividades do programa Fortaleza Cidade Limpa que visa fortalecer ações voltadas à coleta seletiva na cidade. O evento Realizado on-line, durante a última semana, no canal do Youtube do Estadão, o congresso discutiu os impactos da pandemia e os problemas causados pela priorização do transporte individual nos deslocamentos; os desafios do transporte público; e as novas soluções de mobilidade aliadas à tecnologia. Além do projeto Re-Ciclo, outras iniciativas foram premiadas nas categorias: Inclusão e Oportunidades no mercado de trabalho; Inovação; Novas tecnologias de mobilidade; Diversidade é meu lema; e Mobilidade consciente. O vice-presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Victor Macêdo, celebrou a conquista. "O Re-Ciclo é um projeto que atua na mobilidade urbana sustentável, na inclusão social de catadores e no estímulo à reciclagem da nossa cidade, pilares fortíssimos e centrais para Fortaleza. Esse prêmio vem como uma forma de reconhecimento a nível nacional do projeto e tem grande importância para que a gente possa expandir e difundir ações como essa pro Brasil inteiro”.

Aluna da Rede Municipal é destaque em Concurso Internacional de Redação de Cartas

19 de maio de 2022 Em reconhecimento ao compromisso dos profissionais e alunos da Rede Municipal de Ensino com o incentivo à participação em olimpíadas e concursos, a Prefeitura de Fortaleza destaca, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), a conquista da estudante Geovânia Macedo do Amaral, da Escola Municipal de Tempo Integral (ETI) Laís Rodrigues de Almeida, no Curió (Distrito 6), primeiro lugar na etapa estadual do Concurso Internacional de Redação de Cartas 2022. Incluído no calendário da unidade escolar, o concurso, realizado pelos Correios, engajou uma comissão julgadora formada por professores de Português da própria instituição, responsáveis por escolher as duas melhores redações. A nível estadual, Geovânia trouxe a vitória para a sua unidade escolar. “Concorri com muitos alunos de várias escolas. Acredito que o resultado se deve ao esforço e determinação. Em relação aos estudos, sou bastante determinada”, disse a aluna sobre o preparo para participar de competições. Em texto direcionado ao empresário norte-americano Mark Zuckerberg, a estudante se apresentou como "uma cidadã preocupada com o futuro" e traçou um panorama dos desastres ambientais que, segundo ela, o destinatário pode ajudar a reduzir. Ao compartilhar a conquista, faz questão de torná-la coletiva: “Como a unidade é de Tempo Integral, fico o dia todo e tenho muitas oportunidades de atividades. Tem a turma olímpica, que faço parte. Lá, pude conhecer novos conteúdos e me deu oportunidade de mergulhar na escrita e em outras matérias. Nossos professores são determinados a nos ajudar. Todos os funcionários e a escola fazem parte da minha conquista”, comemorou. O desempenho das unidades escolares, alunos e professores da Rede Municipal em concursos e olimpíadas tem gerado bons resultados. Tanto que este não é o primeiro êxito de Geovânia. Aos 13 anos de idade, a jovem já coleciona outros títulos, como o de destaque regional na Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente 2018 e uma menção honrosa na Olimpíada Brasileira de Química 2021; além de duas medalhas de ouro: na Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA) 2021e na Olimpíada Brasileira de Robótica 2021, sendo destaque estadual nesta edição, com nota máxima na prova. Para a professora da estudante, Adriana Moreira, uma das docentes responsáveis pela turma olímpica da unidade, o engajamento da comunidade escolar nestes eventos é parte do processo de aprendizagem. “A gente quer que eles aprendam. Como consequência, há os ganhos das olimpíadas. No caso da Geovânia, posso destacar que é uma aluna que tem ótimas notas. Ela tem um futuro brilhante pela frente”, ressalta, acrescentando que “o protagonismo do aluno é uma vitória de toda a escola pública”. Concurso Internacional de Redação de Cartas 2022 Destinado a estudantes de até 15 anos de idade, o concurso tem como meta o fomento à escrita e à alfabetização por meio da arte epistolar, incentivando a expressão da criatividade e o desenvolvimento dos conhecimentos linguísticos de crianças e adolescentes. Desenvolvido em três etapas (escolar, estadual e nacional) com a participação de escolas da rede pública e privada, o concurso trouxe para o Brasil o posto de segundo país melhor colocado em âmbito internacional, atrás apenas da China. Na edição deste ano, a primeira colocada para representar o país na fase internacional foi a estudante Bárbara Yijiu Faria Sung, do 2º ano do Ensino Médio, do Colégio Pro, em Maringá, no Paraná.

Prefeitura de Fortaleza participa de primeiro encontro da Rede Urban95 Brasil

19 de maio de 2022 A Prefeitura de Fortaleza participou nesta terça e quarta-feira (17 e 18/05) do primeiro Encontro da Rede Urban95 Brasil, iniciativa que tem como objetivo incluir a perspectiva de bebês e crianças no planejamento das cidades. Realizado em Boa Vista (RR), o evento contou com representantes da Coordenadoria Especial da Primeira Infância (Cespi) e da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci). Além da partilha de experiências ao longo de todo o evento, nesta quarta-feira (18/05), a vice-presidente da Funci, Márcia Dias, e a assessora da Cespi, Fabielle Pessoa, apresentaram os processos de implantação da Coordenadoria e o projeto Leitura na Praça, que incentiva a leitura entre as crianças por meio de instalação de quiosques com livros infantojuvenis em praças de Fortaleza. Rede Urban95 Desenvolvida pela Fundação Bernard van Leer, a Urban95 visa incluir a perspectiva de bebês, crianças pequenas e seus cuidadores no planejamento urbano, nas estratégias de mobilidade e nos programas e serviços públicos. Líderes, gestores públicos, arquitetos e urbanistas são convidados a pensar as cidades sob a perspectiva de quem tem 95 cm – a altura média de uma criança de 3 anos. A iniciativa visa incorporar as lentes da primeira infância na gestão das cidades, a partir de ações efetivas que promovam interações positivas, contato com a natureza nos espaços urbanos, proximidade entre serviços e mudanças duradouras nos cenários que moldam os primeiros anos da vida de nossos cidadãos. Fortaleza celebra parcerias com a Rede em ações como a atualização do Plano Municipal pela Primeira Infância (PMPIF), o desenvolvimento da Plataforma Alertas Primeira Infância, os Micro Parques urbanos e os programas Pé de Infância e Caminhos da Escola.

18 veículos são fiscalizados durante blitz contra poluição atmosférica na capital

18 de maio de 2022 A Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) vistoriou 18 veículos automotores movidos a diesel e notificou dois caminhões de carga, durante a blitz contra poluição atmosférica, realizada nesta terça-feira (17/05), na Avenida Presidente Costa e Silva, no bairro Mondubim. A operação contou com o apoio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), por meio da Inspetoria de Proteção Ambiental (Ipam). Durante a operação, os fiscais de atividades urbanas da Agência avaliaram a emissão de poluentes pelo cano de descarga com a utilização da Escala de Ringelmann, sendo configurada como poluição atmosférica, a emissão de fumaça com densidade colorimétrica superior a 40%, correspondente ao Padrão nº 02 da referida escala. Além da coibição da prática irregular, os fiscais também realizaram trabalho educativo e de conscientização dos malefícios que esses poluentes podem causar, não só ao meio ambiente, como também à saúde da população. Conforme a fiscal municipal da Agefis, Tâmara Aragão, a ideia da fiscalização é buscar a regulamentação destes veículos, minimizando o impacto do potencial poluidor degradador, que hoje, segundo ela, é o responsável por 70% da poluição atmosférica nos grandes centros urbanos do Brasil. “O objetivo dessas ações não é a aplicação da multa, e sim, fazer com que esses veículos se regularizem, tendo em vista a melhoria da qualidade no nosso ar, a preservação do meio ambiente e os cuidados com a saúde dos nossos munícipes”, destacou Tâmara Aragão. Legislação De acordo com o Decreto Estadual nº 20.764/1990, nenhum veículo automotor do ciclo Diesel poderá circular ou operar no território do Estado do Ceará emitindo pelo cano de descarga fumaça com densidade colorimétrica superior a 40% do Padrão nº 02 da Escala Ringelmann. Por sua vez, o artigo 70 do Código da Cidade aduz que “as emissões de fumaça de veículos de motores a diesel não poderão exceder os valores estabelecidos pela legislação ou norma vigente”. Ainda, conforme o artigo 749 da norma, constitui infração grave ao Ambiente Natural, “lançar ou liberar nas águas, no ar ou no solo, de toda e qualquer forma de matéria ou energia, que cause comprovada poluição ou degradação ambiental, acima dos padrões estabelecidos, passível de aplicação das penalidades de multa que varia de R$ 202,00 a R$ 32.400,00 e reparação do dano.

Prefeitura já recolheu quase 800 mil toneladas de lixo no primeiro quadrimestre do ano

17 de maio de 2022 O trabalho contínuo de coleta de lixo feito pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP) e da Secretaria da Gestão Regional (Seger), já resultou no recolhimento de quase 800 mil toneladas de lixo entre janeiro e abril deste ano. Foram recolhidas mais de 234 mil toneladas de entulhos, recicláveis, lixo irregular, podas e volumosos, e quase 230 mil toneladas de lixo domiciliar, além de 308 mil toneladas de resíduos de serviços de saúde. Desse montante, aproximadamente 120 mil toneladas são provenientes do lixo descartado de maneira irregular em pontos de lixo em toda a Cidade. Para se ter uma ideia, a quantidade equivale à carga de 20.000 caminhões basculantes, usados no transporte do lixo em Fortaleza. Se levarmos em conta o total de resíduos recolhidos no primeiro quadrimestre (800 mil toneladas), é o equivalente a mais de 145.000 caminhões basculantes. “Nós que fazemos a Prefeitura de Fortaleza temos nos empenhado muito para deixar a cidade cada vez mais limpa e mais agradável de se viver, mas essa é uma luta que precisa da parceria dos fortalezenses, de mais conscientização da população para fazer o descarte correto do lixo. Fortaleza tem uma das melhores coletas domiciliares do país, além de equipamentos como os Ecopontos, oferecendo toda a condição necessária para que o cidadão descarte seu resíduo de maneira correta e segura. Portanto, é contando com o apoio da população que vamos ter, cada vez mais, uma cidade mais saudável e melhor”, ressalta o secretário Ferruccio Feitosa, titular da SCSP. A gestão municipal, por meio da Seger, já realizou a revitalização de 185 pontos, antes usados para descarte irregular, em toda a capital cearense. Vale ressaltar que em cada ação, a gestão municipal realiza um trabalho de educação ambiental e conscientização dos moradores e comerciantes do entorno de cada um dos locais, orientando sobre a revitalização do espaço e sobre o descarte adequado dos resíduos. "A população deve adotar atitudes simples no combate ao acúmulo de resíduos nas ruas, como por exemplo, colocar o lixo nas suas calçadas apenas nos dias de coleta domiciliar e direcionar materiais de grande volume, como móveis velhos, estofados, colchões, restos de poda e entulhos a um dos 90 Ecopontos espalhados pela cidade”, explica Arcelino Lima, secretário executivo da Seger. Já nos Ecopontos, equipamentos instalados pela Prefeitura de Fortaleza para receber lixo reciclável e resíduos grandes, a população descartou 42.467,6 toneladas entre janeiro e abril. Sendo 388 toneladas de resíduos passíveis de reciclagem, como papel, plástico, metal, vidro, óleos e gorduras residuais. A Capital possui 90 Ecopontos, oferecendo estrutura para o descarte correto dos resíduos e benefícios em troca do lixo descartado, com desconto na conta de energia ou crédito no comércio local, por meio dos programas Recicla Fortaleza e E-Carroceiro. Somente nos primeiros quatro meses de 2022, esses programas registraram quase 700 novos cadastros, sendo 577 no Recicla Fortaleza e 121 no E-Carroceiro. E, juntos, já distribuíram R$ 793.935,49 em benefícios este ano. Trabalho reforçado Vale destacar que a Prefeitura de Fortaleza lançou na última terça-feira (10/05) um pacote de R$ 60 milhões em investimentos para recuperação de vias, incluindo orçamento de R$ 28 milhões destinado para a limpeza urbana. Ao todo, vinte equipes atuarão na limpeza de espaços públicos da Capital, executando serviços de varrição e capinação em vias, praças e areninhas, por exemplo. A ação contemplará 208 logradouros, sendo 90 deles de maior fluxo. A operação terá início nas principais avenidas, passando, posteriormente, aos espaços públicos, e, por fim, às vias secundárias. Recursos hídricos A Prefeitura de Fortaleza também trabalha na preservação dos recursos hídricos a partir da limpeza constante dos mananciais da cidade. Só no primeiro quadrimestre de 2022, já foram recolhidas mais de 32 mil toneladas de lixo e aguapés em recursos hídricos como canais, lagoas e bocas de lobo. A ação tem como objetivo manter os recursos hídricos limpos e conter riscos de inundação e alagamento. Neste período, foram limpos 144 canais e lagoas e desobstruídas 2.657 bocas de lobo. Os serviços são executados por equipes de trabalhadores e o auxílio de retroescavadeiras, escavadeiras hidráulicas e caminhões multiuso. Além de lixo, as ações de limpeza recolhem móveis velhos, dejetos, recicláveis e aguapés. População parceira A Prefeitura alerta para a importância da parceria entre poder público e população, já que há locais específicos para o acondicionamento adequado do lixo. A gestão municipal realiza a coleta domiciliar de maneira sistemática, três vezes por semana em todos os bairros da Capital, ocorrendo às segundas, quartas e sextas-feiras ou nas terças, quintas e sábados. A população pode verificar o dia correto da coleta no seu bairro pelo aplicativo Fortaleza Limpa. Atitudes conscientes como essas podem mudar a realidade da Cidade, já que o descarte irregular do lixo gera impactos negativos ao meio ambiente e à população, contribuindo para problemas como entupimentos de canais e redes de esgotos, e, consequentemente, alagamentos, além da proliferação de doenças devido ao acúmulo de sujeira.

Rede Cuca realiza atividades educativas em alusão ao Dia Internacional da Reciclagem

17 de maio de 2022 Nesta terça-feira (17/05), Dia Internacional da Reciclagem, a Rede Cuca, através do programa Cuca Ambiental, realizou uma manhã de atividades educativas sobre a importância da reciclagem para o meio ambiente, do descarte correto dos resíduos recicláveis e sobre como realizar o manejo seguro dos materiais. A programação contou ainda com a oferta de serviços de saúde gratuitos para a população, como verificação da pressão arterial, testes de glicemia e infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), além da distribuição de preservativos. Toda a ação aconteceu na sede da Rede de Catadores e Catadoras de Resíduos Recicláveis do Ceará, localizada no bairro João XXIII. A coordenadora de meio ambiente e sustentabilidade da Rede Cuca, Clarice Araújo, destaca o impacto que as ações que o Cuca Ambiental traz para a comunidade envolvida. “Nós desenvolvemos várias ações que incentivam a educação ambiental. É cada vez mais necessário estarmos atentos para essa questão, pois isso tem reflexo imediato no nosso planeta. Estamos falando de pontos fundamentais, de como nós podemos reduzir o uso de plástico e ter atitudes diárias que contribuem com a preservação ambiental. Além de pensar nas nossas atitudes, hoje estamos pensando em como fortalecer o trabalho de quem atua com a reciclagem na nossa cidade e no nosso estado”, ressalta Clarice. “É muito importante os catadores estarem inseridos nessas políticas públicas de assistência à categoria. Principalmente porque a gente vive num desafio sobre como fazer um descarte correto do lixo. Quanto mais se descarta, maior a necessidade dos catadores terem proteção e orientação para realizar o trabalho da maneira correta”, afirma o presidente da Rede de Catadores, Cícero Sousa. Cineminha ecológico As crianças também não ficaram de fora. Enquanto os pais participavam das atividades, os pequenos assistiram a um vídeo educativo sobre o que é reciclar e como ter essa iniciativa no dia a dia. O cineminha contou com pipoca e refrigerante e, para terminar, ainda tiveram uma oficina para aprender a fazer brinquedos de materiais recicláveis. Quem gostou bastante do momento foi a pequena Maria Juliane, de apenas 5 anos. “Eu aprendi que eu tenho que jogar lixo na reciclagem e também eu aprendi a fazer brinquedos", contou Juliane. No último sábado (14/05), gestores e jovens voluntários do Cuca Ambiental estiveram na sede da Rede de Catadores e Catadoras de Resíduos Sólidos Recicláveis do Ceará para dar início a uma parceria com associações de catadores e catadoras, com o objetivo de promover ações que contribuam para a melhoria da qualidade de vida desses profissionais e que visem tornar Fortaleza uma cidade cada vez mais pautada pela sustentabilidade. O Cuca Ambiental é um programa da Rede Cuca, política pública para a juventude da Prefeitura de Fortaleza, executado por meio da Secretaria Municipal da Juventude.

Prefeitura de Fortaleza entrega certificações ambientais a empresas com práticas sustentáveis

16 de maio de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), reconheceu as práticas sustentáveis de quatro empresas que atuam na capital e ofereceu certificações ambientais. Os documentos foram entregues pelo prefeito José Sarto, na tarde desta segunda-feira (16/05), a representantes das instituições, quando agradeceu os esforços em respeito ao meio ambiente. O Selo Empresa Amiga do Meio Ambiente foi recebido pela Unimed Fortaleza, Grupo Proenergy, LMB Serviços Funerários e Resíduos Tecnológicos, enquanto a certificação Fator Verde foi dada à Unimed Fortaleza pela construção do Hospital Materno Infantil, no bairro Luciano Cavalcante. Após a entrega dos certificados, o prefeito José Sarto reforçou o compromisso da gestão com o meio natural e parabenizou as empresas pela atuação responsável. “Pensar em sustentabilidade e em meio ambiente é uma pauta não só moderna, mas obrigatória. Essas empresas demonstram que tudo é possível quando temos boa vontade, e já existe tecnologia para isso. A Prefeitura as reconhece num processo rigoroso da Seuma em forma de um selo. É importante que todos participemos para tornarmos este mundo mais sustentável para nós e para a futura geração”, afirmou. Presente na cerimônia, a titular da Seuma, Luciana Lobo, lembrou que os bons exemplos devem ser seguidos por outras instituições que desejem não só receber a certificação ambiental, mas colaborar no cuidado com o verde da nossa cidade. “Estaríamos restritos sem a participação da sociedade civil. Ter empresas e pessoas que compram essa ideia e se unem com a prefeitura com esses objetivos é muito especial para nós, então prestigiamos quem prestigia a pauta ambiental na cidade, já que muito mais as pessoas e as empresas que o poder público possuem tem a capacidade de alterar a feição da nossa cidade”, afirmou. Certificações Desde 2018, 22 empresas receberam o Selo Empresa Amiga do Meio Ambiente, que reconhece ações que promovam práticas de sustentabilidade de forma integrada, preservando a natureza e reduzindo o impacto socioambiental da cidade. Os benefícios à instituição são diretos: melhoria no ambiente de trabalho, redução de custos com aquisição de matéria-prima, reaproveitamento dos resíduos, agrega valor à marca, promovendo um diferencial competitivo, e ainda contribui no acesso a algumas linhas de crédito. No Fator Verde, duas empresas já foram certificadas e quatro reconhecidas com pré-certificado. O selo ajuda na aquisição de novos clientes, contribui na condição de conformidade com a legislação ambiental e também garante economia, ambiente de trabalho mais saudável e diferencial competitivo no mercado. Os requisitos para receber as certificações Selo Empresa Amiga do Meio Ambiente e Fator Verde estão disponíveis no canal da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente. Em caso de dúvidas e outras informações, entrar em contato com a Célula de Sustentabilidade e Mudanças Climáticas (Ceclima) da Coordenadoria de Políticas Ambientais da Seuma: (85) 3105.1135.

Prefeitura dá início às aulas das Escolas Criativas de Jovens Designers e Jovens Programadores

13 de maio de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova) e com apoio da Secretaria Municipal da Juventude, promoveu, nessa quinta-feira (12/05), solenidade de início às aulas das Escolas de Jovens Designers e Jovens Programadores. O evento, realizado no Teatro do Cuca José Walter, faz parte do Programa Juventude Digital e contou com a presença de alunos, professores e colaboradores. Estiveram presentes o secretário da Juventude, Davi Gomes, e a coordenadora do Juventude Digital, Ianna Brandão. Davi Gomes celebrou o fato de Fortaleza ser a capital brasileira que mais investe em políticas públicas para a juventude e destacou a importância de programas que incentivem e deem oportunidades nas áreas de inovação e criatividade. “São essas novas formações que vão trazer novos futuros e novos empregos. A gente tem que preparar a juventude, não para gerações futuras mas para a gerações do presente, e a gente está aqui para propiciar isso”, ressaltou o secretário. As Escolas Criativas duram cerca de três meses e integram o guarda-chuva de atividades do Juventude Digital. O programa teve, ao todo, 506 inscrições de jovens de 15 a 29 anos, e foram selecionados 160 para atuar nas áreas de programação e design. As aulas são elaboradas por profissionais que atuam no mercado e que viabilizam oportunidades de desenvolvimento profissional para a juventude que busca uma nova capacitação. O programa também é fortalecido pelo Projeto Fortaleza Cidade Criativa do Design, da Unesco. Aluna da Escola de Jovens Designers, Michelle Batista, 29, espera que o curso dê novas possibilidades para sua carreira. “Eu já trabalhava na parte gráfica dentro de uma escola, mas não tinha nenhuma formação técnica. Quando fiquei desempregada, no início do ano, conheci o JD e vi o curso como uma chance de ter uma formação rápida para colocar no currículo e somar aos meus conhecimentos”, conta. Para a conclusão de cada curso, alunos e alunas terão de desenvolver um projeto prático que poderá ser utilizado para a criação e implementação do portfólio profissional. “O desenvolvimento de um projeto ao final dos cursos faz com que os alunos sejam capazes de colocar o conceito e teoria na prática. Outro ponto, que é muito relevante, é que isso tem um diferencial pro mercado de trabalho, nas entrevistas de emprego”. Ianna também enfatizou durante o evento que, em paralelo às aulas, o JD irá realizar encontros e experiências com empresas parceiras de tecnologia e criação no intuito de aproximar mais os jovens do mercado de trabalho. Sobre o Juventude Digital Coordenado pela Citinova, o Juventude Digital é uma política pública permanente de Fortaleza, que tem como objetivo garantir a inclusão digital de jovens por meio da capacitação e encaminhamento de novos profissionais para o mercado de tecnologia. Lançado em outubro de 2021, o JD capacitou, naquele ano, 3.600 jovens nos três eixos de atuação: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais, em parceria com o Sebrae-CE. A meta deste ano é formar 12.500 jovens. Sobre a Escola Jovens Programadores A Escola Jovens Programadores visa preparar os jovens para atuarem profissionalmente na área de Tecnologia da Informação. Voltada para a linguagem de programação Java e estruturação de dados, tem o objetivo de garantir uma formação continuada e de qualidade para as juventudes, especialmente das periferias de Fortaleza. Além disso, incentiva o protagonismo juvenil e contribui para o desenvolvimento do raciocínio lógico e cognição por meio da experimentação de novas possibilidades e experiências no ambiente de aprendizado. Sobre a Escola Jovens Designers A Escola Jovens Designers tem como objetivo apresentar o design como uma importante área do conhecimento e que traz possibilidades de atuação profissional em diferentes nichos do mercado. Nos próximos três meses a Escola ensinará os alunos a “pensar” e “fazer” design por meio de módulos independentes, porém interconectados, com uma visão moderna e prática da profissão. Os módulos definidos também preparam o jovem para solucionar problemas criativos vivenciados no cotidiano do designer, entre outros tópicos mais práticos que compõem o processo formativo e exercitam o desenvolvimento de um produto final que será apresentado na conclusão do curso.

Bicicletar tem aumento de 136% nos cadastros e 54% nas viagens no primeiro trimestre do ano

13 de maio de 2022 O Bicicletar, sistema de bicicletas compartilhadas da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), teve um aumento de 54% nas viagens no primeiro trimestre de 2022, em relação ao mesmo período do ano passado. O número de cadastros mais que dobrou se comparado aos meses de janeiro a março de 2021, apontando um acréscimo de 136%. Alessandro Freitas é uma dessas pessoas que aderiram ao sistema. O estudante utiliza o Bicicletar há quase um ano para ir ao trabalho e diz que a prática virou quase um ritual. “É muito bom para a minha concentração no trabalho. Preciso me focar na via e quando chego no trabalho já esqueci outras questões e estou livre para me concentrar em meus deveres”, explica. Para ele, que sai todos os dias da estação do Bicicletar na avenida José Leon, no bairro Cidade dos Funcionários, a facilidade do uso do sistema e a disponibilidade de bicicletas em diversos pontos da Capital foram fatores decisivos para a escolha desse modal. “As motivações para eu iniciar a andar foram a facilidade e gratuidade, somadas à possibilidade de encontrar um Bicicletar em quase todos os cantos da cidade”, afirma. Em 2022, a Prefeitura de Fortaleza tem registrado, em média, 3.212 viagens diárias, chegando no mês de maio ao marco de 400 mil viagens. O aumento de público se deve aos investimentos que a Prefeitura de Fortaleza tem realizado como forma de incentivar o uso do modal. Atualmente, a Capital tem 410 km de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas e só no ano passado, mais de 200 novas bicicletas foram adquiridas e estão disponíveis nas 192 estações instaladas em pontos estratégicos da Cidade. Além disso, uma nova versão mais ágil, segura e intuitiva do aplicativo foi disponibilizada para os usuários, e foram evitadas a emissão de 444.45 toneladas de gás carbônico, caso as viagens tivessem sido realizadas de carro. Essas ações contribuíram para que o Bicicletar se tornasse referência nacional na política de mobilidade urbana, sendo o maior sistema de bicicletas compartilhadas no Brasil em número de estações por habitantes, e o terceiro em número de estações, atrás somente de Rio de Janeiro e São Paulo. Gênero Em 2021, o sistema também registrou aumento de usuários e viagens. O ano teve acréscimo de 85% nas viagens e 55% nos cadastros em relação ao ano anterior, batendo recorde desde o início da sua operação, em 2014. A maioria dessas viagens foi realizada por pessoas que se identificavam com o gênero masculino, representando 63,5% dos usuários. No total, no ano passado, 688.896 viagens foram feitas por esse público. Porém, o número de mulheres usuárias do sistema de bicicletas compartilhadas também aumentou. Em 2020, o público feminino realizou 202.091 viagens, já em 2021, esse número saltou para 396.078, representando 36,5%. Eduarda Escóssia, que começou a usar o Bicicletar por necessidade de locomoção, faz parte dessa história. “Quando eu voltava da minha psicóloga, no Bairro de Fátima, os ônibus sempre estavam lotados e eu presenciava algumas situações de assédio. Então, comecei a voltar de bicicleta porque lá tem uma ciclovia, além de me sentir segura”, conta. Com o passar do tempo, Eduarda começou a adquirir segurança e ampliar o uso do sistema de bicicletas compartilhadas para outras atividades, principalmente voltadas ao lazer. “Quase toda semana, eu uso só para poder andar de bicicleta, para voltar para casa ou ir em algum canto que preciso. Começou como uma necessidade e eu acabei estendendo para outras áreas”, conclui. Modalidades Além do Bicicletar tradicional, existem, atualmente, mais duas modalidades do sistema: Mini Bicicletar, direcionado ao público infantil, e Bicicletar Corporativo, voltado para servidores municipais. O Mini Bicicletar conta com 11 estações e foi criado para incentivar nas crianças o hábito de andar de bicicleta, além da preocupação com o planeta. As estações são instaladas em praças de Fortaleza e as bicicletas podem ser usadas naquele espaço. A 11ª estação do Mini Bicicletar foi inaugurada no último dia 11 de março, na Cidade da Criança, no Centro. Atendendo exclusivamente aos servidores públicos municipais, o Bicicletar Corporativo possui 16 estações em prédios públicos da administração municipal. O sistema foi iniciado em março de 2018, com o objetivo de conscientizar empresas e instituições de Fortaleza a promoverem ações de estímulo ao ciclismo com seus funcionários e clientes. O Bicicletar é operado pela empresa Serttel, responsável pela manutenção técnica nos equipamentos. Serviço Os interessados em utilizar o serviço devem realizar o cadastro por meio do aplicativo ou pelo site do Bicicletar. Por meio dessas plataformas, é possível adquirir passes para a utilização do modal de valores diário (R$ 5), mensal (R$ 20) ou anual (R$ 80).

Prefeitura de Fortaleza realiza consulta pública para implantação de energia limpa em equipamentos da educação

13 de maio de 2022 A Prefeitura de Fortaleza retoma o processo de parceria público-privada, na modalidade de concessão administrativa, para implantação, gestão, operação e manutenção de geração de energia distribuída, bem como para eficiência energética nos prédios das escolas e creches do Município. As atividades estavam suspensas por conta do agravamento da pandemia. Devido à atualização dos estudos de viabilidade econômico-financeira, haverá uma nova fase de consulta pública, que ocorrerá a partir desta sexta-feira (13/05) e seguirá por 30 dias, para colher contribuições, sugestões e questionamentos relativos ao processo. Eles poderão ser enviados para o e-mail parcerias@sde.fortaleza.ce.gov.br, com a identificação do autor (nome completo, CPF, endereço, e-mail e assinatura). A concessão, com prazo de 25 anos, está sendo articulada pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), por meio da Coordenadoria de Parcerias Público-Privadas de Fortaleza. A ação é resultado do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), que resultou na apresentação de estudos que sinalizam a viabilidade do projeto de concessão. Conforme a coordenadora de Parcerias Público-Privadas, Sávia Erma, o projeto, além das metas em redução de gastos para a Prefeitura, aborda a educação ambiental. "As tecnologias implantadas reduzirão a emissão de poluentes e fortalecerão o conhecimento sobre energias limpas e renováveis, contribuindo para a formação de cidadãos conscientes sobre economia e desenvolvimento sustentável. Iniciativas como essas são extremamente necessárias para garantir uma melhor qualidade de vida para as gerações futuras”. Eficiência energética A Secretaria Municipal da Educação (SME) possui hoje grande parte das unidades consumidoras conectadas em baixa tensão e faturadas na modalidade de consumo B, gerando um consumo médio de 13,5 GWh por ano. O suprimento dessa quantidade de energia será por meio da geração distribuída e da eficiência energética, com vantagens econômicas e ambientais. Cumpre esclarecer que todas as unidades contempladas no projeto serão atendidas pela geração distribuída, bem como pela eficiência energética para a troca de lâmpadas. No que diz respeito ao monitoramento e automatização da eficiência, que serão verificadas em tempo real, serão beneficiadas aproximadamente 200 unidades, conforme lista anexa ao Edital. Dentre os resultados e benefícios esperados estão a economia de custo relacionado ao consumo de energia elétrica, a contribuição para a preservação do meio ambiente, a gestão e monitoramento do consumo de energia dos equipamentos vinculados à SME, a proteção contra o aumento tarifário, a conscientização acerca da importância em evitar o desperdício energético, o investimento em grandes infraestruturas com financiamento em longo prazo, sem comprometer os recursos públicos. "Além da redução de custos, há a geração de energia limpa. A priori, o projeto é voltado para escolas e creches, mas poderá ser ampliado para os demais prédios públicos. Vale ressaltar que esse modelo é pioneiro no Brasil, aliando a eficiência energética ao projeto de geração distribuída de energia, mediante parceria público-privada", enfatiza o secretário do Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Nogueira. A secretária executiva da Educação, Fernanda Gabriela, pontua que a Prefeitura avança com mais uma inovação na gestão pública. “Nossas escolas e creches vão receber mais um projeto diferenciado que vai trazer benefícios ambientais importantes para todos. Esta é uma solução sustentável, tendência hoje no que se refere à economia de recursos. A gente espera que as unidades da Rede Municipal tenham ótimos resultados com esta iniciativa. Estamos felizes por esta futura parceria”. Serviço Consulta pública para implantação de energia limpa em equipamentos da educação Prazo da consulta: 13/05 a 13/06/2022 E-mail: parcerias@sde.fortaleza.ce.gov.br

Prefeitura de Fortaleza coletou mais de 32 mil toneladas de lixo e aguapés de recursos hídricos

13 de maio de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria da Gestão Regional (Seger), vem cumprindo um cronograma de limpeza de canais e lagoas em diversos bairros da Cidade. De janeiro a abril deste ano, já foram recolhidas 32.878,87 toneladas de lixo e aguapés desses espaços. A ação tem como objetivo manter os recursos hídricos limpos e conter riscos de inundação e alagamento. No mesmo período, a gestão municipal também realizou a limpeza 144 canais e lagoas e a desobstrução de 2.657 bocas de lobo. As intervenções nos recursos hídricos da cidade são realizadas como medidas preventivas e fazem parte do plano de trabalho do Comitê da Quadra Chuvosa. Dentre os recursos hídricos que receberam ação de limpeza em abril, estão o Canal Bom Jardim Leste II (Bom Jardim), Canal Pio Saraiva (Quintino Cunha), Canal do Riacho Doce (Passaré), Canal do Presidente Vargas (Presidente Vargas), o Riacho Pajeú (Centro), e as lagoas da Messejana (Messejana), do Porangabussu (Rodolfo Teófilo), do Catão (Planalto Ayrton Senna) e do Opaia (Aeroporto). Para os serviços, a gestão conta com equipes de trabalhadores e o auxílio de retroescavadeiras, escavadeiras hidráulicas e caminhões multiuso. Além de lixo, as ações de limpeza recolhem móveis velhos, dejetos, recicláveis e aguapés. É importante que a população colabore com esse trabalho, evitando o descarte de lixo nesses locais. Atualmente, a Prefeitura de Fortaleza conta com 90 Ecopontos distribuídos em todas as regionais para o descarte correto de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. Além disso, a população deve também ficar atenta ao cronograma de coleta de lixo domiciliar realizada em todos os bairros de Fortaleza, três vezes por semana, nas segundas, quartas e sextas-feiras ou nas terças, quintas e sábados.

Prefeitura de Fortaleza promove seminário de qualificação técnica em dados abertos para servidores municipais

12 de maio de 2022 A Prefeitura de Fortaleza reforçou as políticas públicas de transparência ao realizar, nesta quinta-feira, (12/05) o seminário de “Qualificação técnica em Dados Abertos” para 45 servidores municipais. A atividade, promovida pela Controladoria e Ouvidoria Geral Município de Fortaleza (CGM) e pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), é a primeira de uma série de ações que serão desenvolvidas durante o mês de maio visando sensibilizar os colaboradores para importância do tema. As apresentações ocorreram no auditório da CGM, reunindo representantes de 15 órgãos da administração. A programação envolve também a capacitação dos encarregados responsáveis pela aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais de órgãos municipais, a realização do mutirão para apuração de novos dados a serem compartilhados com o apoio da CGM e da Citinova, bem como, a avaliação das informações existentes na plataforma e o lançamento do novo Portal de Dados Abertos. A secretária chefe da CGM, Christina Machado, ressaltou a importância do momento. “Estamos fortalecendo a política de abertura das informações públicos e assegurando o acesso dos cidadãos à pesquisa baseada em dados da cidade e, dessa forma, possibilitando a inovação e empreendedorismo para o surgimento de novas tecnologias. E ao promover essa qualificação, estamos sensibilizando os servidores municipais para a importância das geração e compartilhamento desses dados”, informou Christina. Dados Abertos trata-se de uma plataforma de divulgação de informações da administração municipal em formatos reutilizáveis, visando, desse modo, assegurar a participação do cidadão, através do desenvolvimento de novas tecnologias destinadas à melhoria da gestão pública, fomentando, assim, a transparência e o controle social. Essa ferramenta foi desenvolvida com o intuito de promover a interlocução com município, permitindo o acesso desses dados para fins de estudos acadêmicos até mesmo para auditoria das informações. Ações como essas levaram o município de Fortaleza a conquistar o primeiro lugar no ranking de Serviços de Cidades Inteligentes 2021. O vice-presidente Citinova, Victor Macêdo, destacou a contribuição de um governo aberto para o fomento da economia e o conhecimento da cidade. “Além de ser uma estratégia de fomento que pauta Fortaleza como uma cidade inteligente, os dados abertos também trazem à tona a possibilidade de transparência de informações e de incentivo de novos negócios e à economia na cidade. Essa possibilidade viabiliza a transparência com as ações que nós estamos fazendo em diferentes áreas, como transporte público, saúde e meio ambiente. Esse fornecimento de informação permite que a sociedade civil, seja a academia ou a iniciativa privada, possa consumir esses dados pra produzir conhecimento, implementar negócios e movimentar a economia”, informou Victor Participaram representantes de 15 órgãos: Secretaria Municipal das Finanças (Sefin), Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor), Instituto Doutor José Frota (IJF), Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), Secretaria de Esporte e Lazer (Secel), Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza), Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh), Secretaria Municipal da Gestão Regional (Seger), Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), Secretaria Municipal de Juventude (Sejuv), Procuradoria Geral do Município (PGM), Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS). Fortaleza cidade inteligente Fortaleza ocupa o primeiro lugar no ranking de Serviços de Cidades Inteligentes 2021, elaborado pela consultoria Teleco e divulgado em novembro de 2021 pela Conexis Brasil Digital e pela Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel). No ranking Connected Smart Cities, Fortaleza é a segunda cidade do Nordeste com os melhores indicadores e a 22ª do Brasil. Divulgado em setembro do ano passado, o ranking analisou 677 cidades brasileiras com mais de 50 mil habitantes.

Prefeitura firma termo de cooperação com Organizações da Sociedade Civil para o gerenciamento de creches

12 de maio de 2022 O prefeito Sarto celebrou, simbolicamente, o termo de colaboração com Organizações da Sociedade Civil (OSC) para o gerenciamento de creches da Rede Municipal de Ensino no ano letivo 2022. A solenidade aconteceu nesta quinta-feira (12/05), na Academia do Professor Darcy Ribeiro, localizada no Centro. Com a celebração dos 108 termos de colaboração com 56 organizações da sociedade civil para o gerenciamento das unidades da Educação Infantil, a Prefeitura amplia o atendimento às crianças de 1 a 3 anos, com a oferta de 8.767 vagas. Os termos de colaboração recebem, neste ano, o investimento de R$ 46.359.714,33. Em 2021, o Município investiu o total de 44.871.653,63. As crianças matriculadas nestas creches recebem os mesmos benefícios daquelas atendidas em unidades patrimoniais da Rede de Ensino - fardamento, alimentação, kits pedagógicos, itens de higiene, entre outros. "Além de sermos a primeira capital de matrículas no ensino infantil, temos uma rede enorme de parceria com instituições, nas quais os alunos recebem os mesmos materiais que os das nossas escolas patrimoniais. Portanto, serão mais de 8.700 crianças integradas a essa rede, gerenciada com muito carinho pelas instituições que estão nos diversos bairros de Fortaleza e que o poder público que ainda não chegou por conta da alta demanda", detalhou Sarto. A celebração dos termos é realizada, anualmente, pela Secretaria Municipal da Educação (SME) que, por meio de edital, realiza chamamento público para Organizações da Sociedade Civil /OSC interessadas em gerenciar creches, em prédios públicos e privados. Os termos de colaboração são regidos pela Lei nº 13.019, de 31 de julho de 2014, que estabelece o regime jurídico das parcerias entre a administração pública e as organizações da sociedade civil. De acordo com a secretária da Educação, Dalila Saldanha, há um rigoroso processo de seleção, e algumas das unidades já atuam há mais de uma década junto à Prefeitura. “Além disso, as entidades prestam contas para estarem aptos a receberem as crianças. A Prefeitura é privilegiada de ter essas instituições somando conosco, unindo-se ao desafio de oferecer uma das melhores educações do Brasil”, afirmou Dalila. Gláucia Lopes, representante das entidades União Paupina e da creche Por do Sol, já atua em parceria com a SME há cerca de 18 anos. "Estou aqui em nome de nossas instituições e associações que lutam pelo direito da criança pela educação infantil de qualidade, que é a primeira base da educação, para agradecer pela parceria. Nossas crianças, hoje, têm acompanhamento com os nossos professores, formação continuada, acompanhamento nutricional, com todo o direito que toda criança da rede municipal tem. A educação de Fortaleza hoje é outra, e está sendo bem vista”, declarou.

Prefeitura de Fortaleza dá início ao plantio de 5 mil árvores de grande porte em vias e obras públicas

12 de maio de 2022 O prefeito José Sarto assinou, nesta quarta-feira (11/05), a ordem de serviço para o plantio de 5 mil árvores de grande porte, que devem ampliar, ainda mais, a cobertura arbórea da cidade. Diferente das mudas jovens, comumente plantadas em vias e prédios públicos, neste contrato é previsto o transplante de árvores de grande porte, já desenvolvidas e com copa cheia, possibilitando o sombreamento imediato nos espaços que recebem o plantio. "Esta é uma ação inédita da Prefeitura para arborizar a cidade com árvores de médio e grande porte. É um plano ousado e que não fica só na Beira-Mar, mas também em outras obras de grandes avenidas, como a poligonal do Planalto Vitória, e também aproveitando a operação de recuperação da malha viária para transformar Fortaleza numa cidade muito bem arborizada", declarou Sarto. Executado pela Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), em parceria com a Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), o projeto visa deixar as vias mais convidativas, melhorando o conforto térmico desses locais e estimulando a caminhabilidade, fazendo com que o percurso a pé seja mais frequente. Dentre as áreas escolhidas para receberem as espécies, estão: comunidades carentes contempladas por obras de saneamento e pavimentação, parques urbanos, vias e prédios públicos. "As árvores adultas de grande porte já trazem resultado imediato, garantindo o sombreamento dos locais e a melhoria do paisagismo. Esse serviço vem sendo feito pela Seinf para que as obras e os espaços se tornem cada vez mais adequados à utilização pela população, além da função ambiental. O plantio segue o manual feito pela Seuma de espécies nativas e adequadas para a nossa realidade", explicou o titular da Seinf, Samuel Dias. Os serviços já começaram no calçadão da Av. Beira-Mar e no novo Gonzaguinha do José Walter, com o plantio de espécies como Sete Copas, Ipês Rosa, palmeiras Rabo de Raposa e Bismark, Coqueiros, Flamboyant, Cajazeiras e Pitangueiras. Na orla, serão plantadas, até o fim deste mês, 101 exemplares, além da colocação de grama, forração com salsa de praia e arbustos. Vale ressaltar que, no local, já haviam sido plantadas 670 mudas de árvores menores. Com investimento de R$ 9,4 milhões, o projeto conta com recursos do tesouro municipal e financiamento do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). O cronograma total dos serviços é de 18 meses. Para a secretária do Urbanismo e Meio Ambiente, Luciana Lobo, o transplante de árvores adultas, como as que estão sendo utilizadas, acelera o ganho ambiental. “O plantio de árvores adultas traz benefícios imediatos ao local, com melhoria do microclima e da umidade. Unidades de grande porte, com bom desenvolvimento do sistema radicular, se adaptam rapidamente ao solo. O pedestre ganha sombra e um clima mais agradável”, disse. A professora aposentada Glória Crisóstomo, que mora próximo a Av. Beira Mar, avaliou como positiva a iniciativa da Prefeitura tanto sobre plantio de novas árvores como pela distribuição de mudas de plantas de pequeno e médio porte, realizada pela Seuma. "Era a coisa que eu mais queria vida era que isso acontecesse. Porque eu morei eh trinta anos em São Paulo. Vim pra cá, eu achava Fortaleza muito em sem árvore, sem sombra e quando eles fizeram esse projeto só foi pra alegria de todos nós. Essas mudinhas de planta, eu vou levar lá pra casa da minha mãe que é casa térrea e eu vou plantar lá. Com certeza ela vai ficar tão feliz quanto eu", disse. Arborização Desde o início da gestão, a Prefeitura de Fortaleza já fez o plantio de mais de 30 mil mudas, em diferentes pontos da cidade, entre ações da Seuma, da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (Urbfor) e da Secretaria de Infraestrutura (Seinf). Entre os projetos consolidados, o Árvore na Minha Calçada, que superou a marca dos 10 mil plantios em março deste ano, e o Uma Criança, Uma Árvore, em parceria da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), que distribui mudas às mães ainda na maternidade para ensinar ao filho, desde o nascimento, sobre a importância do meio ambiente. Ainda dentro das ações de arborização, a Prefeitura concluiu o Super Plantio de Abril, com a plantação de 5 mil árvores ao longo do mês passado.

Representantes do Unicef acompanham ações da UAPI em Centro de Educação Infantil

12 de maio de 2022 Representantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) visitaram, nesta quarta-feira (11/05), o Centro de Educação Infantil (CEI) Professor Maurício de Mattos Dourado, no Edson Queiroz, para acompanhar as ações desenvolvidas dentro do Programa Unidade Amiga da Primeira Infância (UAPI). O CEI é uma das 33 unidades de Educação Infantil, da Rede Municipal de Ensino, que aderiram ao programa, em novembro passado. A comitiva, que está em Fortaleza para conhecer iniciativa direcionadas à primeira infância, é formada por representantes do Unicef no Amazonas, Ceará, Maranhão, Pará, Pernambuco, Bahia, São Paulo e do Distrito Federal. A comitiva foi recepcionada pelo secretário adjunto, Jefferson Maia, que destacou os avanços de Fortaleza na área da Educação Infantil. “A Prefeitura de Fortaleza tem investido fortemente na qualificação do serviço educacional prestado às crianças matriculadas na Rede de Ensino. Esse investimento envolve a ampliação de matrícula, assim como a formação continuada de todos os profissionais que atuam na primeira infância”, elencou o secretário. Os representantes do Unicef interagiram com as crianças, conheceram os espaços da unidade, assim como as iniciativas desenvolvidas dentro da estratégia da UAPI. A coordenadora pedagógica da Unidade Escolar, Sammya Moura, enfatizou que “a partir da UAPI, estabelecemos parcerias intersetoriais, ampliamos outras já existentes. Mapeamos a comunidade, transformamos ambientes e fortalecemos a parceria com a comunidade escolar. A UAPI ampliou também nosso olhar e fortaleceu, ainda mais, o trabalho conjunto já realizado com as unidades de saúde”. Durante a visita, a coordenadora da Educação Infantil de Fortaleza, Simone Calandrine, apresentou o o percurso da iniciativa UAPI na Educação, enfatizando a participação e envolvimento de diferentes atores da Rede Municipal de Ensino: “A UAPI é uma estratégia que veio para fortalecer as ações cotidianas que são imprescindíveis para a boa qualidade do atendimento na Educação Infantil. Envolver toda a comunidade escolar nesse processo de autoavaliação dos serviços prestados aos bebês e crianças tem possibilitado reflexões e avanços na qualificação do atendimento cotidiano”. Simone apresentou também uma plataforma para o acompanhamento das ações desenvolvidas nas unidades escolares, utilizado pela equipe da SME, Distritos de Educação e Comitê Científico. Carol Velho, consultora do Unicef para o Brasil, ressaltou, ao final da visita, a satisfação de ver na prática as ações sendo efetuadas. “Missão dada é missão cumprida para Fortaleza! Aqui podemos checar o indicador de felicidade infantil, que mostra como as crianças estão tranquilas e com pessoas qualificadas ao seu redor, mesmo com visitas que mudam e interferem na rotina. Vocês trazem muitas contribuições para a UAPI na Educação Nacional e inspiram todos nesse processo”, pontuou a consultora ao parabenizar a equipe de Fortaleza. UAPI na educação A UAPI, com foco na área da Educação, é uma estratégia de assistência técnica, capacitação, monitoramento, acompanhamento e certificação da melhoria da oferta de serviços e diálogo entre profissionais e famílias para melhor comunicação sobre o desenvolvimento das crianças de até seis anos de idade, atendidas em Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS) e Unidades de Educação Infantil. Alguns dos objetivos da UAPI são incentivar o trabalho intersetorial e integrado entre saúde e educação, fortalecer a aprendizagem das crianças de 0 a 6 anos e melhorar a qualidade do atendimento nas unidades de educação infantil. A certificação das unidades escolares ocorrerá de acordo com a avaliação dos dados alcançados para cada indicador trabalhado após os 18 meses de adesão na iniciativa. Serão certificadas todas as unidades que alcançarem pelo menos 75% dos pontos totais previstos.

Liderança Jovem: intercambistas retornam a Fortaleza para realizar intervenções sociais em suas comunidades

11 de maio de 2022 Os selecionados do Liderança Jovem desembarcaram em Fortaleza na última terça-feira (10/05), após intercâmbio social de oito semanas pelo Brasil. O programa é uma iniciativa da Prefeitura de Fortaleza por meio da Secretaria Municipal da Juventude, e selecionou jovens de 18 a 29 anos que já tenham atuado em projetos sociais. Agora, as lideranças devem realizar intervenções nas suas comunidades com base na experiência adquirida. Com 19 anos, Aisha Paz sempre prezou pela justiça social. Atuou com políticas públicas, tem experiência na execução de soluções sustentáveis e já possui sua própria organização. A jovem busca crescer profissionalmente em seus papéis sociais, e foi no Liderança que ela viu a chance de se aperfeiçoar como líder jovem. “Uma das coisas mais legais que conquistei aqui foi a conexão com outros líderes mais experientes e outros menos. A experiência macro é muito importante, mas meu maior ganho foi na micro, conhecer os líderes com quem eu estava convivendo e trabalhando”, relata a jovem, que viveu a experiência social em Recife. No total, 66 inscritos foram selecionados para passar oito semanas nas seguintes cidades do Brasil: Campo Grande (MS), Manaus (AM), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP). Os jovens, durante o intercâmbio, atuaram como voluntários em Organizações Não Governamentais (ONGs), a fim de ganhar experiência e aprendizado para, ao fim do LJ, realizar uma intervenção social em sua comunidade. Durante o intercâmbio, os jovens tiveram reuniões semanais de acompanhamento e atendimento psicossocial à disposição, conforme explica a coordenadora do programa, Jéssica Santana. “A participação dos jovens tem sido excelente, eles se mostraram muito eficientes, dedicados e independentes nos seus processos”, aponta. O acompanhamento segue em Fortaleza nesta segunda etapa do programa. “Os projetos de intervenção estão a todo vapor, os jovens estão muito animados. Nas reuniões semanais de acompanhamento psicossocial, tivemos também exercícios para trabalhar as ideias e colocá-las no papel. Temos uma diversidade de líderes e projetos, as expectativas são muito grandes. Os projetos estão com muita identidade e atrelados a experiência que cada um teve”, ressalta a coordenadora. João Rafael da Silva Tomé, de 27 anos, viveu a experiência em Manaus. O jovem atuou na ONG Hermanitos, um centro de apoio aos venezuelanos. Para ele, as conexões que adquiriu no projeto foram essenciais, pois conheceu pessoas e organizações importantes que contribuíram para o seu aprendizado. “Esse Intercâmbio tem a possibilidade de mudar sua vida, mas só vai depender de você. O conselho que mais escutei antes de vir, foi: ‘faça sua parte e dê seu melhor’”, relata. Quando retornar, Rafael pretende aplicar seus conhecimentos na comunidade de Miguel Arraes, no bairro Siqueira. O jovem quer levar uma programação de exercícios para idosos, realizar inclusão social de crianças e adolescentes através do esporte e colaborar na alfabetização do complexo da Lagoa da Viúva.

Coordenadoria Especial da Primeira Infância apresenta Plano Municipal de Fortaleza ao Unicef Brasil

11 de maio de 2022 A Coordenadoria Especial da Primeira Infância (Cespi) apresentou, na tarde desta quarta-feira (11/05), o Plano Municipal Pela Primeira Infância de Fortaleza (PMPIF) para representantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil. Realizado no Espaço Mais Infância, o encontro integrou a programação de visita de representantes do órgão para conhecer iniciativas de Fortaleza voltadas para crianças de 0 a 6 anos. A comitiva é formada por representantes do Unicef no Amazonas, Ceará, Maranhão, Pará, Pernambuco, Bahia, São Paulo e do Distrito Federal. Para Maira Souza, oficial de desenvolvimento infantil da primeira infância do Unicef, Fortaleza e o Ceará como um todo são considerados referências não só em qualificação de serviços e políticas públicas, mas também pela priorização da primeira infância na elaboração dessas políticas. “Pra gente, enquanto organização que trabalha em diferentes contextos do Brasil, em que existem diversas primeiras infâncias, beber dessas referências é muito rico", afirma. Segundo a secretária da Coordenadoria Especial da Primeira Infância, Patrícia Macedo, a partilha de experiências com os técnicos do Unicef ligados à Primeira Infância, além de outras instituições que contribuem ativamente para o cuidado e a proteção das crianças é essencial. “Tanto pelas trocas que esses encontros provocam, quanto pela reafirmação de que Fortaleza permanece no caminho certo com relação às nossas políticas de primeira infância. Contarmos com essas entidades desde o planejamento de nossas ações é importante para que nossas crianças recebam mais e melhores cuidados e benefícios”. O encontro também contou com a presença do secretário executivo de Proteção Social do Ceará, Francisco Ibiapina, da coordenadora estadual do Programa Criança Feliz, Silvana Simões, da coordenadora do Programa Mais Infância Ceará, Dagmar Soares, e do organizador do Plano de Cultura Infância do Ceará, Emídio Sanderson. Na terça e quarta-feira (10 e 11/05), a comitiva do Unicef visitou o Centro de Educação Infantil Mattos Dourado e a Unidade Básica de Saúde Francisco Melo Jaborandi. Ambas fazem parte do programa Unidade Amiga da Primeira Infância, realizado por meio de parceria entre a Prefeitura de Fortaleza e o Unicef. Plano Municipal pela Primeira Infância Objetivando orientar as decisões políticas e investimentos na primeira infância, o plano tem como eixos temáticos saúde, educação, assistência social, cidadania, o espaço e o direito de brincar e meio ambiente e sustentabilidade. Com o processo de atualização, Fortaleza destaca-se como pioneira na inclusão das qualificações orçamentárias nas ações estratégicas do PMPIF, considerando a necessidade de um modelo de gestão que contemple a primeira infância de forma integral. O PMPIF foi inicialmente lançado em 2014, com vigência prevista para dez anos, e regulamentado pela lei municipal nº 10.221, de 13 de junho do mesmo ano. O processo de realinhamento realizado pela Prefeitura de Fortaleza ocorreu de forma antecipada desde 2021, em virtude da revisão do Plano Nacional pela Primeira Infância em 2020, e foi realizado por meio de uma cooperação técnica com a Fundação Bernard Van Leer, a iniciativa Urban 95 e a consultoria do Instituto da Infância (Ifan). A atualização do Plano foi gerenciada pela Coordenadoria Especial da Primeira Infância (Cespi), com apoio das demais secretarias que compõem a Prefeitura, e pela Funci.

Fortaleza terá planos de manejo para todas as unidades de conservação e parques urbanos, anuncia prefeito José Sarto

11 de maio de 2022 O Município de Fortaleza terá um salto na gestão de unidades de conservação e parques urbanos até o final de 2023, quando cada um deles ganhará um plano de manejo para nortear as políticas ambientais e garantir a conservação de territórios protegidos. A publicação dos editais para a contratação de consultoria especializada foi anunciada pelo prefeito José Sarto, nesta quarta-feira (11/05). Serão contemplados 24 parques urbanos, com edital já em andamento, que fazem parte do Sistema Municipal de Meio Ambiente (Simma), incluindo o Parque Rachel de Queiroz e o Parque Rio Branco. Ao mesmo tempo, está sendo finalizada a preparação do edital para a elaboração de planos de manejo para cinco unidades de conservação e atualização do documento da Área de Proteção Ambiental e Parque Natural da Sabiaguaba, patrimônio fortalezense enquanto região fundamental ao meio ambiente da nossa cidade. A iniciativa, de caráter inédito, faz parte de uma série de ações que a Prefeitura de Fortaleza vem desenvolvendo, por meio da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), para proteção, preservação e ampliação dos espaços naturais. “Essa é uma iniciativa inédita na nossa Cidade! Vai possibilitar a preservação dos nossos parques e áreas verdes, identificando as vocações e tipos de uso, assegurando também a proteção e ampliação deles”, destacou o prefeito José Sarto. Para a titular da Seuma, Luciana Lobo, a criação dos planos de manejo garantirá maior proteção e equilíbrio na gestão das unidades de conservação e dos parques urbanos. “É uma ação de caráter inédito que muda o patamar da nossa cidade em relação às políticas ambientais. Trata-se de um passo gigantesco em direção a uma nova realidade verde e sustentável para Fortaleza”, disse. Planos de manejo Os planos de manejo são documentos técnicos que norteiam a gestão ambiental para o melhor uso e aplicação de programas de preservação das áreas verdes da cidade. No caso dos parques urbanos, as diretrizes são voltadas ao uso público e à capacidade de suporte, para ordenar a utilização ambientalmente correta. Quanto aos documentos para unidades de conservação, estão direcionados aos cuidados com territórios protegidos, propondo zoneamentos e a aplicação de programas ambientais adaptados à realidade de cada espaço. Com isso, são fortalecidas as políticas de preservação, respeitando o perfil e os recursos naturais das unidades. Arborização Na mesma linha de cuidar e ampliar os espaços verdes, a Prefeitura avança com o Plano de Arborização e já fez o plantio de mais de 30 mil árvores desde o início da gestão, entre ações da Seuma e da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (Urbfor). Entre os projetos consolidados, o Árvore na Minha Calçada, que superou a marca dos 10 mil plantios em março deste ano, e o Uma Criança, Uma Árvore, em parceria da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), que distribui mudas às mães ainda na maternidade para ensinar ao filho, desde o nascimento, sobre a importância do meio ambiente. Ainda dentro das ações de arborização, a Prefeitura concluiu o Super Plantio de Abril, com a plantação de 5 mil árvores ao longo do mês passado.

Prefeito Sarto lança o maior pacote de recuperação de vias urbanas da história de Fortaleza

10 de maio de 2022 A Prefeitura de Fortaleza lançou, nesta terça-feira (10/05), um pacote de R$ 60 milhões em investimentos para a recuperação de vias públicas. Este é o maior pacote de requalificação de vias urbanas já realizado na história da capital, prevendo intervenções de recuperação asfáltica, limpeza, sinalização e iluminação pública. O objetivo é requalificar todas as principais ruas e avenidas da capital em até 100 dias. Durante o anúncio do pacote de intervenções, Sarto destacou que as obras devem iniciar imediatamente após o término da quadra chuvosa, que foi bastante intensa na capital. “Nós queremos, assim que a chuva cessar, iniciar o programa imediatamente. Este ano choveu muito, por conta disso estamos quadruplicando as equipes que atuam nos trabalhos de recuperação asfáltica, e as vias receberão limpeza, sinalização e iluminação pública”, ponderou o prefeito. De acordo com o prefeito Sarto, os serviços atendem a uma demanda legítima e constante da população. “Essa é uma cobrança constante da população, mas é preciso ter prudência, pois não adiantaria fazer essas intervenções na época de chuvas”. Este ano, Fortaleza registrou 40 dias consecutivos de chuva intensa e o maior índice pluviométrico no mês de março, desde o ano de 1973. Apresentação do pacote de recuperação de vias públicas A gestão municipal realizará a recuperação asfáltica de 500 mil m² de vias públicas. Para isso, a Prefeitura quadruplicou o número de equipes, saltando para 15, que trabalharão diariamente na execução do serviço. Com investimento de R$ 22 milhões, a operação dará prioridade às 90 principais avenidas da Capital, seguindo para os 40 quadrantes de maior fluxo, com ciclovias e ciclofaixas, que somam mais de 1.200 vias, e finalizando nas vias secundárias. Os serviços de pavimentação asfáltica são realizados pela Prefeitura de Fortaleza durante todo o ano e intensificados ao final da quadra chuvosa. De janeiro a abril de 2022, foram recuperadas 174 vias em toda a cidade com o objetivo de facilitar a mobilidade e garantir segurança ao tráfego do transporte público, pedestres e ciclistas. As ações estão previstas para iniciar na próxima segunda-feira (16/05), com duração de quatro meses, e serão realizadas pelas Secretarias da Gestão Regional (Seger), da Infraestrutura (Seinf) e da Conservação e Serviço Públicos (SCSP). Iluminação pública Dando continuidade às ações de modernização da iluminação pública de Fortaleza, a Prefeitura investirá R$ 8 milhões, ao longo dos quatro meses da operação de recuperação das vias. Durante o anúncio do pacote de intervenções, Sarto pontuou que a Prefeitura realizará as melhorias na iluminação urbana de forma conjunta à recuperação asfáltica, trazendo maior conforto e segurança à população. O investimento se soma aos R$ 500 mil reais já destinados mensalmente para manutenção. "Nosso objetivo é modernizar a iluminação, investindo na instalação de lâmpadas HID ou LED de luz branca, que proporcionam maior visibilidade e geram segurança e comodidade nas vias públicas da cidade". O prefeito destacou ainda que a Prefeitura intensificará os trabalhos de conscientização e policiamento relacionados ao furto de fios da rede elétrica da capital. “Somente este ano, já foram furtados mais de 500 km de fios na capital. Este é um problema sério e que impacta a segurança e a iluminação pública. Iremos trabalhar a consciência dos cidadãos, mas também reforçar o trabalho de polícia a fim de identificar esse comércio paralelo de fios”, expôs o prefeito. Atualmente, Fortaleza possui mais de 200 mil pontos de iluminação pública. Destes, cerca de 96% são compostos por luz branca: HID ou LED, o que proporciona mais segurança, luminosidade e comodidade em espaços públicos. De janeiro a março deste ano, 531 pontos foram modernizados, com a substituição de luz amarela pela branca ou instalação de LED, além de mais 138 pontos novos que foram instalados. Limpeza Vinte equipes atuarão na limpeza de espaços públicos da capital, executando serviços de varrição e capinação em vias, praças e areninhas, por exemplo. Com investimento de R$ 28 milhões, a ação contemplará cerca de 208 logradouros, sendo 90 deles de maior fluxo. A operação terá início nas principais avenidas, passando, posteriormente, aos espaços públicos, e por fim, às vias secundárias. No primeiro trimestre de 2022, foram recolhidas mais de 24 mil toneladas de lixo dos mananciais, canais e bocas de lobo da capital. A Prefeitura também realizou a limpeza em 125 canais e lagoas, além da desobstrução de mais de 2 mil bocas de lobo em diversos bairros de Fortaleza. Para a realização dos serviços, a gestão contou com equipes de trabalhadores e o auxílio de retroescavadeiras, escavadeiras hidráulicas e caminhões multiuso. Além de lixo, as ações de limpeza recolhem móveis velhos, dejetos, recicláveis e aguapés. Sinalização Durante os quatro meses da operação, a sinalização das vias também ganhará reforço de investimento, sendo renovadas nos principais corredores de tráfego que registram maior fluxo de veículos. Serão investidos cerca de R$ 2 milhões no projeto, que contemplará inicialmente vias como Presidente Costa e Silva, Godofredo Maciel, Dr. Theberge, Juscelino Kubitschek, Murilo Borges, Padre Pedro de Alencar, José Jatahy e Carneiro de Mendonça.

Prefeito Sarto lança programa de recomposição da aprendizagem de alunos das escolas municipais

10 de maio de 2022 O prefeito José Sarto lançou, nesta terça-feira (10/05), na Academia do Professor Darcy Ribeiro, o projeto Alfa 1, 2, 3 da Rede Municipal de Ensino. A iniciativa tem o propósito de fortalecer as ações pedagógicas e recompor a aprendizagem dos alunos, favorecendo a apropriação, continuidade e consolidação do processo de alfabetização dos estudantes matriculados nas turmas de 1º, 2º e 3º anos do Ensino Fundamental das escolas municipais. O projeto contará com o reforço de 382 profissionais bolsistas que atuarão como assistentes de aprendizagem nas salas de aulas, realizando as atividades pedagógicas com os professores. Serão contemplados cerca de 56.500 alunos, com foco naqueles que obtiveram rendimento crítico e muito crítico nas Avaliações Diagnósticas de Rede. "O programa tem como objetivo fortalecer o processo de alfabetização da nossa rede municipal no primeiro, segundo e terceiro anos do ensino fundamental, que completam o ciclo normal da alfabetização das nossas crianças. Dessa forma, queremos recuperar o prejuízo dos últimos dois anos de pandemia com assistentes que irão subsidiar os professores em sala de aula, resgatando a aprendizagem", enfatizou o prefeito Sarto. A iniciativa contemplará 2.291 turmas das escolas municipais e prevê como principais eixos: a avaliação e acompanhamento da aprendizagem, gestão de sala de aula e formação direcionada aos professores, assistentes de aprendizagem e coordenadores pedagógicos. De acordo com a secretária de educação, Dalila Saldanha, o programa foi elaborado a partir de um diagnóstico feito por especialistas em avaliação da aprendizagem, considerando também das diretrizes do Ceará para a alfabetização na idade certa. "Desde agosto de 2021, identificamos os níveis mais afetados no ensino fundamental foi a alfabetização. Os assistentes farão a gestão do aprendizado em ciclos de 5h por turma, dialogando e planejando com o professor e focando em níveis mais críticos, observando de perto as dificuldades dos alunos e intervindo com o material necessário, que vai além do livro didático", detalhou. A seleção dos assistentes será realizada via edital. A incorporação desses profissionais à Rede de Ensino terá um investimento mensal de R$ 343.650,00. A chamada geral para a será assinada pela secretária Dalila ainda nesta terça-feira (10/05), mas o processo de seleção é feito por cada escola. "Assim, podemos dar oportunidade para quem já mora no bairro, então a seleção será feira pela própria escola e seus diretores, que farão todo um acompanhamento junto ao distrito de educação. Os assistentes precisam estar cursando ou terem formação em alguma área da educação", detalhou.

Prefeitura de Fortaleza participa de encontro internacional de desenvolvimento urbano e primeira infância

09 de maio de 2022 A Prefeitura de Fortaleza terá representação no Urban95 Academy, curso de liderança para governos locais dedicado ao desenvolvimento de cidades melhores para bebês, crianças e seus cuidadores. Uma comitiva formada pelo vice-prefeito de Fortaleza, Élcio Batista, pelo presidente da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), Iraguassu Filho e pela coordenadora de Inovação do Laboratório de Inovação de Fortaleza, Citinova, Tais Costa, representará a administração municipal no encontro que ocorre de segunda a sexta-feira (09 a 13/05), em Londres. O programa de formação do Urban 95 Academy teve início, em modalidade on-line, em janeiro de 2022. Nesta fase, foram discutidos conteúdos na área de planejamento, projeto, políticas e programas voltadas para a infância e o uso do espaço público, planejamento de bairro, mobilidade e transporte. Paralelamente, foram desenvolvidas análises, estratégias e habilidades de liderança. As cidades participantes apresentaram propostas de desenvolvimento urbano voltadas para a população infantil e apenas os melhores projetos foram selecionados para participar do módulo presencial que irá ocorrer em maio. O Urban 95 Academy é realizado pela London School of Economics and Political Science e pela Fundação Bernard van Leer. As despesas de passagem e hospedagem são dos realizadores do encontro.

SME realiza formação de 500 profissionais na plataforma Google Workspace for Education

05 de maio de 2022 Fortaleza segue as tendências do ensino em sala de aula e tem inserido as tecnologias digitais à rotina escolar. Mais um passo foi dado neste sentido na segunda-feira (02/05), quando a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), iniciou a segunda formação de 500 profissionais das unidades municipais para o uso da plataforma Google Workspace for Education. A iniciativa integra a capacitação Move to Google!, iniciativa realizada por meio da GetEdu, instituição parceira do Google. A capacitação presencial segue até sexta-feira (06/05) e prosseguirá durante os meses de maio, junho e agosto, contando com oito encontros remotos e mais 40h de atividades via Google Classroom. Voltada para a implantação das salas de Inovação Educacional, a formação tem o objetivo de capacitar os profissionais que vão atuar nesses ambientes. Participam professores, técnicos e coordenadores lotados nas 100 escolas que vão receber as novas salas este ano. A Sala de Inovação Educacional tem o intuito de proporcionar o acesso às tecnologias e vem sendo implantada nas unidades escolares desde o ano de 2020. Na primeira etapa foram implantadas em 100 escolas. Neste segundo momento, outras 100 unidades estão recebendo o espaço. O que totalizará 200 salas deste tipo na Rede Municipal. Estes espaços possuem ambiente agradável e acolhedor e contam com design específico e equipamentos novos, como chromebooks. O secretário adjunto da Educação, Jefferson Maia, lembra que este movimento de inovação digital se intensificou com a pandemia da Covid-19, quando foi necessário estabelecer o ensino remoto. Desde então, a Rede Municipal continua a investir no ensino inovador e conectado. “As salas de Inovação Educacional são só o começo de muita coisa grande e diferenciada que a Rede Municipal pretende continuar investindo, com o intuito de promover inclusão digital e conectividade às nossas unidades. Sabemos que temos desafios, mas todos somos agentes de transformação”, observa. Habilidades digitais A formação Move to Google! foi desenhada para que professores e demais profissionais conheçam o potencial dos aplicativos da plataforma e utilizem em sala de aula. O professor Danilo Magalhães, da Escola Municipal Dom Manuel da Silva Gomes, no Bom Futuro (Distrito 4), é um dos participantes da turma de 2022 e acredita que a formação será uma oportunidade de aprofundar conhecimentos. “A inovação digital é uma demanda do futuro, temos que acompanhar. Abrir este espaço e começar estas formações com profissionais da Rede Municipal já é olhar para frente. Vai ser muito bom”, comenta Danilo, que acrescenta a importância dos participantes replicarem os conhecimentos adquiridos com os colegas da escola. Com 10 anos de jornada em sala de aula, o professor Kennedy Felix, da Escola Municipal Professor José Militão de Albuquerque, no Conjunto Ceará (Distrito 3), diz que a formação vai qualificar profissionais e prepará-los para este momento de inovação digital. “A sala de Inovação Educacional vai mudar a dinâmica de aprendizado na escola. Acredito que vai incentivar também os alunos a fazerem pesquisas. No caso da Geografia, disciplina que leciono, vai ser um momento de irmos para o digital e ampliar o olhar dos mapas, por exemplo”, avalia. Depois do período de ensino remoto imposto pela pandemia da Covid-19, a educadora Mayara Moreira, da Escola Municipal José Carlos da Costa Ribeiro, no Quintino Cunha (Distrito 3), percebeu na prática como as tecnologias são fundamentais para a educação. “Acho que a formação vem para a gente aprender as ferramentas e se apropriar disso. A tecnologia gera interesse nos alunos… então a ideia é propor metodologias novas a partir do digital”, observa. Google para Educação A plataforma Google Workspace for Education é um conjunto de ferramentas e serviços gratuitos do Google adaptados para escolas e organizações de educação domiciliar. Ele viabiliza a colaboração, simplifica o ensino e permite que os alunos aprendam com segurança. A plataforma está disponível no mundo todo para instituições de ensino qualificadas. Para saber mais, Google Workspace for Education.

Prefeitura e Sebrae Ceará realizam certificação do Programa Fortaleza Capacita

05 de maio de 2022 A Prefeitura de Fortaleza realizou, nesta quinta-feira (05/05), no Hotel Praia Centro, a cerimônia de entrega de 200 certificados aos concludentes de diversos cursos gerenciais gratuitos ofertados através do Programa Fortaleza Capacita. A iniciativa é da Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE) em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae). Os concludentes participaram de capacitações gratuitas em áreas como marketing, finanças, planejamento, vendas e elaboração de plano de negócios, com carga horária de entre 8 e 12h/a. "O resultado dessa capacitação é a retomada do crescimento econômico. Já conseguimos capacitar em torno de 11 mil pessoas, e o nosso objetivo é 30 mil até o fim do ano. Juntando com os outros programas, um universo de até 80 mil pessoas serão beneficiadas pela gestão. Não é à toa que Fortaleza lidera o ranking de maior PIB entre as capitais do Nordeste, além de ser a que mais investe recursos públicos em qualificação", afirmou o prefeito José Sarto, que marcou presença na ocasião e discursou para os presentes. Nos 12 meses de convênio de cooperação técnica entre o Programa Fortaleza Capacita e o Sebrae Ceará, serão realizadas ações conjuntas para qualificar mais de 30 mil empreendedores de Fortaleza, sendo 25 mil por meio de capacitações gerenciais e outros 5.640 através de consultorias. "Hoje, capacitamos em uma semana mais que outras capitais do Nordeste capacitam em um ano. Estamos desenvolvendo o mercado de trabalho, dando qualificação e oportunidades para todos, não somente por meio do Fortaleza Capacita, mas também com os programas de microcrédito como o Meu Bairro Empreendedor e o Mulheres Guerreiras. Além disso, fortalecemos as parcerias com as instituições para a realização dos cursos e de consultorias desse pessoal para que o negócio dê certo", disse o titular da SDE, Rodrigo Nogueira. Para Alcir Porto, diretor técnico do Sebrae Ceará, a iniciativa estimula o empreendedorismo e as oportunidades de negócio, mostrando que principalmente as mulheres e os jovens podem aproveitar e transformar ideias em negócios. "A Prefeitura abraçou a ideia e com o SEBRAE leva essas oportunidades, que nem sempre é só um emprego, mas é a capacidade de empreender, que é fundamental. Nesse meio se destacam as mulheres, cuja cultura já é de empreender e transformar o ambiente de negócio dos bairros e agora com esse projeto, ela agrega capacitação e mercado de trabalho, o que é um diferencial que se traduz em sucesso, principalmente nos pequenos negócios", ressaltou. A comerciante Lílian Lopes, uma das mulheres empreendedoras que recebeu certificação, destacou a importância do aprendizado sobre plano de negócio e uso do crédito. "É uma oportunidade maravilhosa que a gente tá tendo de poder investir e saber como trabalhar com o nosso negócio. Eu trabalho com produtos eletrônicos, tenho uma lojinha de celular e e tô aprendendo bastante. Já exercia algumas coisas, já colocava em prática, mas o curso veio como a cereja do bolo", declarou. Saiba mais Os interessados em participar das capacitações podem entrar em contato com a SDE pelo telefone 0800 081 4141, pelo WhatsApp (85) 9 8439-4982 (não recebe ligações), pelo e-mail: fortalezacapacita@sde.fortaleza.ce.gov.br ou pelo site Fortaleza Capacita.

Aulas presenciais: Fortaleza recebe 600 kits para prevenção da Covid-19 nas escolas

03 de setembro de 2021 O presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Luiz Alberto Sabóia, entregou, na tarde desta sexta-feira (03/09), 600 kits com materiais de sinalização para as escolas municipais. Os kits, que contam com cartazes e adesivos informativos de prevenção à Covid-19, foram recebidos pela secretária municipal de Educação, Dalila Saldanha. "Nesse contexto de retomada das aulas presenciais, um dos protocolos é essa comunicação para ajudar no processo educacional dentro das escolas, de demarcação de espaços, alertas para o uso de máscara e materiais educativos para os estudantes. Isso tudo feito de forma lúdica, que é uma característica do material que estamos recebendo", afirma a secretária Dalila Saldanha. O material foi desenvolvido por meio da Parceria por Cidades Saudáveis (Partnership for Healthy Cities), apoiada pela Bloomberg Philanthropies, em colaboração com a Organização Mundial da Saúde e a Vital Strategies. A Parceria é uma rede de 70 cidades ao redor do mundo que atua na prevenção de doenças cardíacas, diabetes, doenças pulmonares crônicas, câncer e lesões. Com a pandemia, expandiu o apoio fornecendo ferramentas e informações para medidas de prevenção e mitigação da Covid-19. Rastreio Covid Além de sinalizar e adequar a estrutura das escolas, a Prefeitura de Fortaleza vai monitorar casos positivos de Covid na rede municipal de ensino e rastrear todos os que tiverem contato com os infectados. O sistema Rastreio Covid Fortaleza, desenvolvido pela Citinova, em parceria com a Secretarias da Saúde e da Educação, também por meio da Parceria por Cidades Saudáveis, tem como objetivo conter surtos e evitar novas ondas de transmissão da doença, além da coleta de dados para tomada de decisões. "É fundamental unir tecnologia e inovação em benefício de toda a comunidade escolar. O projeto piloto vem sendo testado desde o ano passado e já monitorou mais de 26 mil casos em Fortaleza", afirma o presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia.

Prefeitura de Fortaleza fecha parceria com o iFood para expansão do projeto-piloto do Ponto do Entregador

18 de novembro de 2021 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), firmou um Termo de Cooperação Técnica com o iFood para testar a ampliação do conceito do Ponto do Entregador. O novo ponto a ser instalado com a empresa de delivery será aberto ao público e terá banheiro, copa equipada para refeições, além de local para descanso, wi-fi, tomadas para carregamento de celular e estacionamento para motos e bicicletas. A previsão de entrega é na primeira quinzena de dezembro. "O projeto do Ponto do Entregador tem como objetivos ordenar o espaço urbano e dar melhores condições de trabalho para os entregadores, que são tão importantes para a cidade. Nesta fase piloto, estão previstos quatro pontos de apoio, que estão sendo implantados pela Prefeitura, e um ponto central, com uma estrutura mais robusta. Com essa parceria com o iFood, este ponto será instalado na praça Matias Beck, localizada entre as avenidas Antônio Justa, Abolição e Desembargador Moreira", afirma o presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia. Ponto do Entregador Até o fim do ano, Fortaleza contará com o ponto central no Meireles, em parceria com o iFood, e com dois pontos de apoio no Polo Gastronômico da Varjota. As obras do segundo ponto, localizado na rua Professor Dias da Rocha, foram iniciadas no último dia 10. Assim como o primeiro, o segundo ponto de apoio terá estrutura com bancos para descanso, wi-fi, câmera de videomonitoramento, tomadas, calçada ampliada, melhoria da iluminação própria e estacionamento para motos e bicicletas. A previsão de entrega é em dezembro. "Outros dois serão instalados em outras regiões para que possamos monitorar, avaliar e expandir o projeto para toda a cidade", acrescenta o presidente da Citinova. O projeto-piloto do Ponto do Entregador foi criado no Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor) e é um compromisso de campanha do prefeito José Sarto, sendo executado pela Secretaria da Gestão Regional (Seger). Além da melhoria nas condições de trabalho dos entregadores, o projeto também atua na segurança viária, em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), com ações de educação e realização do curso de pilotagem segura, com aulas teóricas e práticas no Centro de Treinamento da AMC. O Ponto do Entregador também conta com a parceria da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec) e da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP).

Prefeitura inicia obras do segundo Ponto do Entregador

10 de novembro de 2021 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova) e da Secretaria da Gestão Regional (Seger), iniciou nesta quarta-feira (10/11) as obras do segundo Ponto do Entregador, que será instalado na rua Professor Dias da Rocha, entre as ruas Canuto de Aguiar e República do Líbano, no Polo Gastronômico da Varjota. Assim como o primeiro, que também está localizado na Varjota, o novo Ponto do Entregador terá estrutura com bancos para descanso, wi-fi, câmera de videomonitoramento, tomadas para a recarga de celulares, calçada ampliada, melhoria da iluminação e estacionamento para motos e bicicletas. A previsão de entrega é no fim de novembro. "O projeto Ponto do Entregador está na fase piloto e, para que a política seja avaliada, serão instalados quatro pontos de apoio, como esses da Varjota, e um ponto central, em parceria com o setor privado. Já estamos em negociação e em breve vamos anunciar a instalação desse ponto, com uma estrutura mais robusta, com copa e banheiro, e sem custos para a Prefeitura", explica o presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia. Ponto do Entregador O projeto-piloto do Ponto do Entregador foi criado no Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor) e é um compromisso de campanha do prefeito José Sarto. Além da melhoria nas condições de trabalho dos entregadores, o projeto também atua na segurança viária, em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), com ações de educação e realização do curso de pilotagem segura, com aulas teóricas e práticas no Centro de Treinamento da AMC. O Ponto do Entregador também conta com a parceria da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec) e da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP).

AMC realiza primeira ação educativa no Ponto do Entregador

03 de setembro de 2021 O Ponto do Entregador, além da melhoria nas condições de trabalho da categoria nos polos gastronômicos de Fortaleza, também visa desenvolver a segurança viária. Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) iniciaram, nesta quinta-feira (02/090, a primeira ação educativa no equipamento, localizado no bairro Varjota. As atividades aconteceram entre 17h e 18h, quando há uma maior concentração de entregadores no local esperando pela próxima corrida. Foram realizados dois tipos de abordagens: orientações específicas para ciclistas sobre condução segura e uso da ciclofaixa. Conjuntamente, as bicicletas receberam placas de sinalização refletivas, que aumentam a segurança e a visibilidade dos equipamentos durante o trajeto. Os agentes fizeram, também, uma captação de motociclistas para o curso de pilotagem segura, que possui aulas teóricas e práticas no Centro de Treinamento da AMC. O curso aborda segurança viária e mecânica básica. As aulas incluem ainda treinos de frenagem e de condução em curvas. De acordo com o gerente de educação da AMC, André Luís Barcelos, a ação acontecerá semanalmente e de forma contínua. “Os entregadores entendem que estamos falando sobre segurança e com isso quebramos o estigma de só realizar fiscalização. A gente aproveita e orienta não só sobre condução segura, mas também sobre situações que podem virar infração e causar riscos”, ressaltou. Davi Sousa trabalha com entregas há cerca de um ano. Além de aproveitar o novo Ponto do Entregador para descansar entre as corridas e carregar o celular, foi um dos contemplados pela ação. “Isso vai ajudar muito os ciclistas, pois só a gente sabe o que passamos no dia a dia com os riscos de acidente e desrespeito”, comentou. Saiba mais Instalado na Varjota, no cruzamento entre as ruas Coronel Jucá e República do Líbano, o Ponto do Entregador é um compromisso de campanha do prefeito José Sarto. O equipamento inovador possui estrutura com bancos para descanso, wi-fi, câmera de videomonitoramento, tomadas para a recarga de celulares, além de melhorias no ordenamento urbano com reforço na iluminação, alargamento da calçada e a criação de um novo estacionamento para motos e bicicletas. O intuito da política pública é oferecer melhores condições de trabalho aos trabalhadores de entregas. A partir do projeto-piloto, a estrutura deve ser expandida para todos os bairros de Fortaleza, principalmente para aqueles que concentram muitos restaurantes. O projeto é realizado por meio da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova) e da Secretaria Municipal da Gestão Regional (Seger), em parceria com a Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec) e da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP).

AMC realiza ação educativa com motociclistas no Ponto do Entregador

15 de setembro de 2021 Além da melhoria nas condições de trabalho da categoria nos polos gastronômicos de Fortaleza, o Ponto do Entregador também visa desenvolver a segurança viária. Com esse objetivo, agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realizam, nesta quinta-feira (16/09), ação educativa no equipamento, localizado no bairro Varjota. As atividades acontecerão entre 9h e 13h e consistem numa sensibilização de motociclistas para o curso de pilotagem segura, que possui aulas teóricas e práticas na sede da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). O curso aborda segurança viária e mecânica básica. As aulas incluem ainda treinos de frenagem e de condução em curvas. A abordagem acontecerá semanalmente e de forma contínua. “Aproveitamos o contato para orientá-los quanto à importância do respeito às leis de trânsito como o uso do capacete afivelado corretamente, o cumprimento aos limites de velocidade e ao semáforo, dentre outros comportamentos prudentes que devem ser adotados para um trânsito seguro ”, ressalta André Luís Barcelos, gerente de educação do Órgão. Saiba mais Instalado na Varjota, no cruzamento entre as ruas Coronel Jucá e República do Líbano, o Ponto do Entregador é um compromisso de campanha do prefeito José Sarto. O equipamento inovador possui estrutura com bancos para descanso, wi-fi, câmera de videomonitoramento, tomadas para a recarga de celulares, além de melhorias no ordenamento urbano com reforço na iluminação, alargamento da calçada e a criação de um novo estacionamento para motos e bicicletas. O intuito da política pública é oferecer melhores condições de trabalho aos trabalhadores de entregas. A partir do projeto-piloto, a estrutura deve ser expandida para todos os bairros de Fortaleza, principalmente para aqueles que concentram muitos restaurantes. O projeto é realizado por meio da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova) e da Secretaria Municipal da Gestão Regional (Seger), em parceria com a Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec), Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) e Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Prefeitura de Fortaleza inicia obras do Ponto do Entregador

12 de julho de 2021 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), da Secretaria Municipal da Gestão Regional (Seger) e da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), iniciou nesta segunda-feira (12/07) as obras do projeto-piloto do Ponto do Entregador. Os dois primeiros pontos serão instalados no Polo Gastronômico da Varjota, entre as ruas Coronel Jucá e República do Líbano, e Professor Dias da Rocha e Canuto de Aguiar. Os pontos terão uma estrutura com bancos para descanso, wi-fi, câmeras de videomonitoramento, tomadas para a recarga de celulares, além da requalificação da calçada, melhoria da iluminação própria e estacionamento para motos e bicicletas. "Vamos dar condição para que o entregador tenha um local de descanso, tenha acesso à internet e a segurança das câmeras de videomonitoramento. É mais um compromisso de campanha que estamos executando, mesmo nesse contexto de pandemia", afirmou o prefeito José Sarto, em live na manhã desta segunda-feira. O presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia, destacou que os dois pontos serão entregues até o fim deste mês e que, em agosto, deve começar a ser instalado um ponto central com banheiros e cozinha, em parceria com empresas privadas. "O Ponto do Entregador é um projeto inovador, feito a partir das conversas com entregadores e estabelecimentos, e que reconhece a importância dos entregadores para a sociedade. É um equipamento que propicia mais conforto e segurança, que foi um tema bastante levantado pelos entregadores". O secretário adjunto da Gestão Regional, Arcelino Lima, também ressaltou a importância do projeto para o dia a dia desses profissionais. "Com o Ponto do Entregador, a gestão municipal vai ofertar mais segurança e estrutura de apoio e descanso", disse. Segurança viária Além de oferecer estrutura física para os entregadores, o projeto do Ponto do Entregador vai atuar na segurança viária, com a divulgação das ações de educação nos pontos e a realização do curso de pilotagem segura, com aulas teóricas e práticas no Centro de Treinamento da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). "Vamos ter esse cuidado voltado para a segurança viária. Teremos um curso de curta duração, de três a quatro horas, com foco na condução mais segura para que eles não se envolvam em acidentes", ressaltou Juliana Coelho, superintendente da AMC. O projeto, cujo piloto terá dois pontos na Varjota e dois em outros polos gastronômicos da cidade, também conta com a parceria da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec) e da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP).

Juventude Digital realiza maratona de desenvolvimento de games neste fim de semana

28 de outubro de 2021 O programa Juventude Digital realiza de 29 a 31 de outubro a I Maratona de Desenvolvimento de Games. A Game Jam, que será presencial no Cuca Mondubim, marca o início do curso Ganhando Dinheiro com Jogos, realizado em parceria com o Sebrae-CE. De acordo com a coordenadora do programa Juventude Digital e diretora de Ciência da Cidade da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Ianna Brandão, durante os três dias os alunos vão receber aulas para que desenvolvam os próprios jogos em uma das seguintes temáticas: coleta seletiva e reciclagem; projeto de vida e carreira dos jovens; e entretenimento. "Os alunos serão divididos em equipes e cada equipe vai criar um jogo do zero. Na sexta eles vão receber os conceitos, no sábado vão desenvolver e no domingo vão apresentar os jogos", explica. Ianna Brandão acrescenta que, após o evento presencial, o curso segue no formato online até dezembro. O programa Juventude Digital já iniciou cinco cursos e está com inscrições abertas, até esta quinta-feira (28), para outros quatro cursos que começam em novembro: Passos iniciais na programação; Cultura e identidade dos jogos; Aprendendo a lógica de programar; Introdução à animação e jogos 2D. Todos os cursos são gratuitos e voltados para jovens de 15 a 29 anos. As inscrições estão disponíveis no site jd.fortaleza.ce.gov.br. Juventude Digital O Juventude Digital tem foco na inclusão digital e na geração de emprego e renda. Está dividido em três eixos: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais, em parceria com o Sebrae-CE. Todos são gratuitos e realizados nos formatos online, presencial e híbrido. Fruto da parceria da Citinova, da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude, da Secretaria Municipal de Educação (SME) e da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), o programa vai abrir 4.000 vagas para capacitação gratuita este ano e 12.500 por ano a partir de 2022.

Prefeitura abre inscrições para cursos gratuitos de programação e design

22 de abril de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Juventude e da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), abre inscrições para novas turmas da Escola Jovens Programadores e da Escola Jovens Designers. Ao todo, serão selecionados 160 jovens para atuar na área de programação e design. A inscrição é gratuita e deve ser realizada exclusivamente pela internet, através do site Juventude Digital, até terça-feira (26/04). O programa também é fortalecido com o Projeto Fortaleza Cidade Criativa do Design da Unesco. Ficha de inscrição Edital Poderão concorrer às vagas jovens com idade entre 15 e 29 anos, que residam no município de Fortaleza. Os candidatos serão selecionados por meio de prova de raciocínio lógico e conhecimentos de informática para a Escola Jovens Designers, e prova de raciocínio lógico para a Escola Jovens Programadores. Os exames serão realizados em plataforma on-line, no dia 28 de abril, às 12h, com duração de até 90 minutos. O resultado final será divulgado em 4 de maio no site Juventude Digital e no Portal da Juventude. As aulas remotas terão início em 12 de maio, e vão ocorrer no período noturno, de terça a sexta-feira, de 19h às 22h, na plataforma Google Meet. Para a realização do curso, os candidatos devem possuir computador com memória RAM (mínimo de 8GB, desejável 16GB); espaço livre no disco rígido (HD) de, no mínimo, 4 GB; placa de vídeo (desejável); câmera e microfone; conexão com internet; acesso ao aplicativo de mensagens de texto WhatsApp e à plataforma Google Meet, além de endereço de e-mail válido. Além disse, em específico para a Escola Jovens Designers, também é preciso ter computador com processador (mínimo Intel Dual Core / AMD Dual Core, desejável Quad Core). Sobre a Escola Jovens Programadores (Java) A Escola Jovens Programadores visa preparar os jovens para atuar profissionalmente na área de Tecnologia da Informação, voltada para a linguagem de programação Java, por meio de uma formação continuada e de qualidade. Além disso, incentiva o protagonismo juvenil e promove a autonomia por meio da experimentação de novas possibilidades e experiências. Sobre a Escola Jovens Designers A Escola Jovens Designers tem como objetivo apresentar o design como uma importante área do conhecimento e que, assim sendo, traz possibilidades efetivas de atuação profissional em diferentes nichos do mercado. Também é objetivo da Escola ensinar a “Pensar” Design e a “Fazer” Design através de módulos independentes, porém interconectados, com uma visão moderna e prática. As temáticas definidas preparam o jovem para solucionar problemas criativos vivenciados no cotidiano da profissão, problemas reais, entre outros tópicos que compõem o processo formativo, procurando, sempre, incentivar o protagonismo juvenil e promover a autonomia dos jovens através da experimentação de novas possibilidades e experiências. Juventude Digital As Escolas Criativas integram a grade de cursos do Juventude Digital. Coordenado pela Citinova, o Juventude Digital é uma política pública permanente que tem como objetivo a inclusão digital de jovens através da capacitação e formação de profissionais na área de tecnologia. A coordenadora do Juventude Digital, Ianna Brandão, conta que o retorno de ex-alunos tem sido positivo, então as expectativas para as novas turmas são as melhores. “As Escolas são uma oportunidade de desenvolvimento e de profissionalização em um curto espaço de tempo e isso é muito relevante. Temos dois temas que são super atuais e demandados pelo mercado, desenvolvidos por profissionais qualificados e super interessados no aprendizado dos nossos alunos. Além de tudo isso, as Escolas são muito práticas, os alunos e alunas que concluem o curso, ao final, já saem com um projeto desenvolvido, o seu primeiro projeto desenvolvido, em que eles podem levar isso pra uma entrevista de emprego”, explica. Em 2021, o JD capacitou 3.600 jovens nos três eixos de atuação: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais. Serviço Edital para a Escola Jovens Designers e Escola Jovens Programadores Período de inscrição: 22 a 26 de abril Local de inscrição: Juventude Digital

Crianças de comunidades na Paupina e Vila Velha participam de ação lúdica do projeto microparques

24 de agosto de 2021 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), realiza, nesta quarta e quinta-feira (25 e 26/08), ações lúdicas com crianças de comunidades localizadas no bairro Paupina e Vila Velha. A proposta é convidar as crianças a expressarem os seus sentimentos em relação ao microparque que será construído no entorno de suas casas, por meio de desenhos, pintura, colagem, cartazes, arte de uma forma geral. A atividade ocorre depois da coordenação do projeto ter visitado lideranças locais e ouvido sobre as necessidades e expectativas da população acerca dos microparques. Também houve uma sensibilização porta a porta para engajar o público beneficiado. “Este é um projeto sensível que devolve à população um espaço que pertence a ela e que muitas vezes tinha virado ponto de lixo ou até de violência. Ao ouvir as pessoas e, nesse caso, as crianças, que serão as que mais usarão o parque, estabelecemos uma parceria desde antes da obra. Todo mundo se sente, de fato, dono daquele local, zelando por ele em todas as etapas do projeto”, afirma Luciana Lobo, titular da Seuma. Mais sobre o projeto A proposta do projeto dos microparques é personalizar cada iniciativa de acordo com a demanda da comunidade do entorno. São aproveitados espaços degradados e feita uma integração com o ambiente natural de forma a criar pequenos oásis verdes e lúdicos. O ideal é que eles se localizem próximos a escolas, postos de saúde ou outros equipamentos públicos já utilizados pela população. O microparque José Leon foi o primeiro implantado. Funciona no Parque Manibura. Serviço: Ação lúdica com crianças da área do Microparque da Paupina Data: 25/08 (quarta-feira) Horário:15h Local: Travessa. Maria de Lourdes G. Lima, 60 - São Bento Ação lúdica com crianças da área do Microparque da Vila Velha Data: 26/08 (quinta-feira) Horário: 15h Local: Rua Maria Zenóbia Carneiro, 299 - Vila Velha

Sarto envia à Câmara projeto de lei que cria o Plano Municipal de Segurança no Trânsito

02 de maio de 2022 O prefeito José Sarto anunciou, na tarde desta segunda-feira (02/05), o envio à Câmara de Vereadores do projeto de lei que institui o Plano Municipal de Segurança no Trânsito 2022/2031 (PST). O documento visa a institucionalizar e aperfeiçoar as políticas de prevenção a acidentes, assegurando que os avanços obtidos sejam continuados e a taxa de óbitos caia pela metade no prazo de dez anos. O plano marca o início do Maio Amarelo, movimento que conscientiza sobre a importância de reduzir as mortes no trânsito e torna Fortaleza a primeira capital do país a criar uma lei municipal sobre o tema. Apresentação do Plano Municipal de Segurança no Trânsito "Fortaleza tem caminhado numa linha de redução bem considerável de mortos em acidentes de trânsito, mostrando que nós estamos no caminho certo. Por isso, em discussão com a sociedade, nós resolvemos transformar em política de Estado, um conjunto de regras a ser obedecido para garantir a melhor qualidade no trânsito e os avanços que já vêm sendo conquistados”, afirmou o prefeito Sarto. O plano, que está alinhado com as abordagens de Sistemas Seguros e de Visão Zero, preconiza que nenhuma morte no trânsito é aceitável e que a responsabilidade pela segurança viária deve ser compartilhada entre poder público e sociedade, considerando que o ser humano é vulnerável e comete erros. “Este é o sétimo ano consecutivo de redução de óbitos no trânsito em Fortaleza, o que representa menos 51% em 2021 comparado ao ano de 2014, passando de 377 para 184 acidentes fatais, detalhou o superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Antônio Ferreira, garantindo ainda o compromisso do órgão em implantar infraestruturas viária seguras, assegurar o respeito à legislação e reforçar as ações educativas para melhorar o comportamento no trânsito, O PST se fundamenta em quatro eixos principais: Gestão da Segurança no Trânsito (implementada de forma integrada e balizada nos princípios dos sistemas seguros), Mobilidade Sustentável e Vias Seguras (infraestruturas viárias que protejam usuários vulneráveis), Usuários Seguros (respeito à legislação e comportamento seguros de todos os usuários) e Rede de Atenção à Vítima (redução das sequelas físicas e psicológicas consequentes de sinistros de trânsito). O projeto de lei também prevê a criação do Conselho Executivo de Gestão do Plano de Segurança no Trânsito do Município de Fortaleza - CEGPST, ao qual compete acompanhar a implementação e execução das ações. Redução de mortes A Prefeitura de Fortaleza registrou, no primeiro trimestre deste ano, o menor índice de mortes no trânsito das últimas duas décadas. Foram 26 óbitos contabilizados entre janeiro e março de 2022, uma redução de 65% quando comparado à média do mesmo período dos anos anteriores, em que 73 pessoas perderam a vida. Segundo levantamento do órgão, motociclistas ainda são os mais vulneráveis no trânsito e representam mais da metade das mortes, com 52%. Na segunda posição do ranking aparecem os pedestres (40%), seguido de ciclistas (4%) e ocupantes de veículos de quatro rodas (4%). Em 2021, Fortaleza chegou ao sétimo ano seguido com redução de óbitos no trânsito. Foram 184 mortes registradas nas vias da cidade ou uma taxa de mortalidade de 6,8 para cada 100 mil habitantes. O número é 51% menor em relação ao ano de 2014, que contabilizou 377. O resultado se deve à implementação de políticas públicas eficazes, como a criação de zonas de moderação de tráfego, promoção do transporte público coletivo e de meios não motorizados de transporte, incentivo ao uso de capacete por parte dos motociclistas, fortalecimento da fiscalização da ingestão de álcool e direção, além de ações educativas que visam melhorar o comportamento dos condutores. Impactos da abordagem de Sistema Seguro Muitos países, estados e cidades que adotaram a Abordagem de Sistemas Seguros apresentam tanto as mais baixas taxas de mortes por 100 mil habitantes quanto as mais rápidas taxas de mudança dos níveis de fatalidade. O avanço mais impressionante na melhoria da segurança viária tem sido observado nos países que foram pioneiros na abordagem: Suécia e Holanda. Suas políticas incluem limites de velocidade mais baixos em áreas urbanas; rotatórias em interseções de vias rurais; zonas separadas entre pedestres, ciclistas e veículos motorizados; e um profundo conhecimento de planejamento de rede.

Fortaleza é selecionada para participar do treinamento em inovação do Bloomberg Centro de Inovação Pública

28 de abril de 2022 Fortaleza é uma das 13 cidades selecionadas pelo Bloomberg Centro de Inovação Pública, da Johns Hopkins University, e, durante um ano, receberá uma capacitação com consultoria, treinamento e troca de experiências voltadas para a inovação em políticas públicas. O anúncio foi feito oficialmente nesta quinta-feira (28). "Fortaleza vai participar do programa Innovation Training, que é uma capacitação de um ano para técnicos e gestores, a partir dessa perspectiva de inovação, de participação social e equidade, com foco em políticas públicas inovadoras. Cada cidade tem que apresentar um tema e a Citinova apresentou, em nome de Fortaleza, o programa Fortaleza Cidade Limpa, para que a gente possa aprofundar cada um dos projetos e desenhá-los com essa perspectiva de inovação, ouvindo todos os atores envolvidos, inclusive aqueles que historicamente estão excluídos do processo", explica o presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Luiz Alberto Sabóia. Além de Fortaleza, foram selecionadas Birmingham, Bloomington, Charleston, Cincinnati, Kalamazoo, Pueblo e Orlando, nos Estados Unidos; Calgary, no Canadá; Dublin e Limerick, na Irlanda; Varsóvia, na Polônia; e Maceió, no Brasil. O programa, que tem duração de um ano e será sem custo, vai oferecer um currículo de inovação de última geração, que ensina a abordagem de inovação pública por meio de estudos de caso, palestra, experiência prática e compartilhamento; aplicação da abordagem de inovação ao problema escolhido; e relacionamento com uma rede de suporte composta por cidades com programas de inovação bem sucedidos no mundo. “Do combate à Covid-19 ao aumento de moradias populares, sabemos que os métodos de inovação fazem uma enorme diferença na capacidade de prefeitos, líderes municipais e seus funcionários de atender melhor aos moradores”, disse Amanda Dalfos, diretora executiva do Bloomberg Centro de Inovação Pública, da Universidade Johns Hopkins. “Estamos muito empolgados em lançar esta próxima rodada de Treinamento em Inovação em cidades-chave e diversas e em um momento em que há uma clara oportunidade de desenvolver e compartilhar soluções para ajudar outras pessoas em todo o mundo”. Equipe de inovação de Fortaleza A Citinova coordena o programa em Fortaleza, que também conta com a participação dos seguintes órgãos da Prefeitura: Secretaria da Gestão Regional (Seger), Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor) e Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (ACFor). Bloomberg Centro de Inovação Pública da Universidade Johns Hopkins O Bloomberg Centro de Inovação Pública da Universidade Johns Hopkins trabalha para promover a inovação do setor público em todo o mundo, combinando práticas de ponta com pesquisas de classe mundial para transformar a cultura do governo, fornecer resultados excepcionais para os residentes e inspirar confiança no serviço público. Estabelecido em 2021 com uma contribuição de US$ 43 milhões da Bloomberg Philanthropies, o Centro serve como sede permanente de vários programas emblemáticos, incluindo Equipes de Inovação e Cidades de Serviço, além de criar uma nova programação. O Centro é uma fonte de recursos de última geração, treinamento e pesquisa que ajuda os líderes da cidade e seus funcionários a atender às crescentes necessidades dos moradores e melhorar a cultura do governo por meio da inovação. Saiba mais na pagina do Centro (em inglês) e seguindo as redes da instituição (@PublicInno) no LinkedIn, Twitter e Facebook.

Programa Fortaleza + Futuro atua na inclusão de pessoas com deficiência

27 de abril de 2022O Programa Fortaleza Mais Futuro, política pública de qualificação profissional da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE) em parceria com o Senai Ceará, visa estimular a geração de emprego e aumentar a renda da cidade por meio de cursos de capacitação em diversas áreas. O novo projeto da Prefeitura, que teve suas atividades iniciadas em março deste ano, abre oportunidades, também, para pessoas com deficiência, como é o caso do aluno Nilson Januário, 29. Atleta de badminton de cadeira de rodas, Nilson se interessou por um dos cursos ofertados com o objetivo não apenas de aprender, mas também de complementar sua renda para continuar no esporte. “Existem muitas pessoas com deficiência capacitadas, que querem um curso desse para montar seu próprio negócio, complementar sua renda ou até mesmo entrar no mercado de trabalho”, conta. No curso de Corte e Costura em Malha, o atleta teve a possibilidade de aprender e pôr em prática tudo que foi apresentado em sala de aula, com toda a acessibilidade oferecida pelo Senai. “Eu sempre tive interesse em saber como é se faz uma calça, como é que se faz uma blusa e complementar minha renda, em casa mesmo", explica. Segundo Nilson, sua irmã também é costureira e isso ajudou a despertar seu interesse. Para a coordenadora do Senai da Parangaba, Paula Couto, a participação de pessoas com deficiência no programa foi um momento de muito aprendizado e escuta. “Tanto para o aluno quanto para os nossos professores foi um desafio. A gente aprende muito, ainda mais com esse novo projeto da Prefeitura, que está ampliando as possibilidades para essas pessoas”, afirma. “Foi muito bom, principalmente por ter intérpretes, e eu pude entender tudo na íntegra e tirar várias dúvidas”, conta Ana Nicoly, 21. A estudante participou do curso de Dindim Gourmet, no Senai Jacarecanga. De acordo com Nicoly, seu maior sonho é abrir seu próprio negócio e tem interesse em cursar faculdade de gastronomia. Ela também acredita no impacto social que o Programa tem na comunidade surda. "Uma nova forma dos surdos se conectarem com os ouvintes, nós todos somos iguais”. Segundo a coordenadora da Qualificação Profissional da SDE, Nadyegida Barbosa, o processo de inclusão e acessibilidade está sendo construído com responsabilidade e atenção às demandas apresentadas pelos alunos. “As demandas no mundo do trabalho para pessoas com deficiência têm-se ampliado, por essa razão, firmamos parceria com uma instituição que disponibilizasse tradutores e estrutura que permitisse a execução dos cursos sem prejuízo para o processo de aprendizagem dos alunos", afirma. As aulas são ministradas nas unidades do Senai Ceará (Parangaba, Barra do Ceará e Jacarecanga) e, ao final do curso, os alunos receberão certificado. As inscrições podem ser realizadas na sede da SDE, nas unidades do Sine Municipal (Otávio Bonfim, Parquelândia e Siqueira) ou nas plataformas on-line. Os interessados também podem entrar em contato com a SDE pelo telefone 0800 222 3656 ou pelo e-mail maisfuturo@sde.fortaleza.ce.gov.br

Prefeitura de Fortaleza lança Academia Enem 2022 com 12 mil vagas em parceria com Descomplica

26 de abril de 2022O Academia Enem, curso preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Juventude, está com inscrições abertas a partir desta terça-feira (26/04). A nova edição do programa conta com parceria com a Descomplica, plataforma on-line de educação. Interessados em participar devem realizar a inscrição no Portal da Juventude até a próxima terça-feira (03/05). Podem se inscrever alunos que estão cursando ou que já concluíram o ensino médio, com prioridade para os alunos da rede pública de ensino. Depois da inscrição no Portal da Juventude, os integrantes receberão e-mail de confirmação com link exclusivo de acesso à plataforma Descomplica. Nesta edição, os 12 mil participantes terão aulas virtuais e correção de redação por meio da Descomplica, aulões presenciais no Ginásio Paulo Sarasate, simulado, e receberão material didático para auxiliar nos estudos. As vagas serão distribuídas por ordem de inscrição. Ao realizar sua inscrição, o estudante receberá e-mail de confirmação com link exclusivo de acesso à plataforma Descomplica, onde terá acesso imediato a aulas virtuais, banco de questões e correção de redações. A parceria entre a Prefeitura de Fortaleza e a Descomplica vai reforçar o preparo dos alunos da Cidade para o Enem e outros vestibulares, unindo toda a história e a qualidade do Academia Enem com a metodologia e experiência na condução de cursos on-line da plataforma. De acordo com o prefeito de Fortaleza, José Sarto, a parceria com a Descomplica é uma inovação que vai proporcionar o acesso a múltiplos conteúdos, enriquecendo a preparação dos estudantes. “A Descomplica é uma plataforma virtual que tem em seu quadro alguns dos melhores professores do Brasil. Além disso, nossos alunos terão acesso a aulas, correções e simulados de maneira mais prática”, ressaltou Sarto. Os alunos terão acesso a aulas gravadas que poderão ser assistidas no celular ou em um computador a qualquer momento; aulas ministradas pelos principais professores do País na preparação para o Enem; amplo banco de questões para exercícios, que poderão ser feitos direto na plataforma e com correção imediata, além de soluções elaboradas por professores e outros alunos. Poderão contar, também, com cronograma de estudos semanal sugerido, com base nas matérias que mais caem nos vestibulares, permitindo uma preparação adequada até o dia da prova; simulado e provas anteriores que ajudarão o aluno a se preparar, inclusive, quanto ao tempo de prova e formato das questões, e possibilidade de elaborar, enviar e ter redações corrigidas, mensalmente, com temas pensados por professores que vivem diariamente o ambiente de preparação para vestibulares. Além do acompanhamento virtual, os estudantes da Academia Enem continuarão participando dos aulões e simulados presenciais. A aula inaugural será no dia 21 de maio, no Ginásio Paulo Sarasate, onde os estudantes receberão apostilas, camisetas e lanche gratuitamente. O secretário da Juventude, Davi Gomes, frisa que o caráter híbrido da edição 2022 do Academia Enem era uma demanda necessária e que trará benefícios aos estudantes. “Nós percebemos durante a pandemia que o virtual se tornou inevitável. Muitas pessoas passaram a estudar e assistir aulas online. Por conta disso, teremos agora um formato multiplataforma. É uma atualização do curso, que contará ainda com os aulões, mas traz a facilidade do virtual, para as pessoas possam estudar de acordo com o seu tempo e necessidade”, comentou o secretário. Sobre o Academia Enem O Academia Enem é um curso gratuito, voltado para orientar e preparar os jovens estudantes, em especial os da rede pública de ensino, para ingressar na educação superior através do Enem, do Programa Universidade para Todos (ProUni) e vestibulares em geral. O programa tem por objetivo tornar menos desiguais as oportunidades de ocupar uma vaga nas universidades, tendo como princípio norteador a democratização da educação como agente de mudança. Ao mesmo tempo em que visa contribuir para a ascensão dos jovens ao ensino superior, ela os prepara para o ingresso no concorrido mundo do trabalho. O programa já beneficiou mais de 70 mil jovens desde 2013. Sobre a Descomplica Fundada em 2011, a Descomplica tem a missão de democratizar o acesso à educação em todas as fases da vida. A startup, com um modelo 100% on-line, oferece cursos preparatórios para Enem e vestibulares. Alcançando 5 milhões de usuários por mês em todas as plataformas, a Descomplica é responsável pela educação da maioria do público que se prepara para o Enem no Brasil. Serviço Academia Enem 2022 Inscrições: até 03/05 (terça-feira) Local: Portal da Juventude Aula inaugural: 21 de maio Local: Ginásio Paulo Sarasate Apresentação Academia Enem 2022

Programa Observatório da Educação oferta 20 novas vagas de mestrado para profissionais da Rede Municipal

26 de abril de 2022O Instituto Federal do Ceará (IFCE) lançou, na segunda-feira (25/04), edital com vagas de mestrado direcionadas aos profissionais da Educação da Rede Municipal de Ensino, por meio do Programa Observatório da Educação. As inscrições seguem até sexta-feira (29/04). Para a seleção, serão ofertadas 20 vagas de mestrado, que estão distribuídas em dois programas de pós-graduação do IFCE, sendo dez para o Programa de Pós-graduação em Artes (PPGARTES) e dez para a Pós-Graduação em Ensino e Formação Docente (PPGEF). Podem participar da seleção os profissionais que compõem o quadro efetivo do grupo magistério nas funções de professor, supervisor, orientador educacional e técnicos em educação que atuam nas diversas instâncias da SME. Este é o segundo edital - de três previstos para este ano - que serão lançados por instituições cearenses de ensino superior em parceria com a Secretaria Municipal da Educação (SME). Em fevereiro passado, foram ofertadas 89 vagas em edital lançado pela Universidade Estadual do Ceará (Uece). A publicação dos editais totaliza 109 vagas ofertadas pelo Observatório, somente este ano. Ao todo, os convênios estabelecidos com as universidades ofertarão 300 vagas, até 2024. A estratégia de incentivo aos estudos e valorização profissional faz parte da ação da Prefeitura que deve criar 1.000 vagas de mestrado e doutorado para os profissionais da Educação, conforme plano de governo do prefeito Sarto. O restante das vagas será viabilizado pelo financiamento de programas de pós-graduação. Observatório da Educação O Observatório da Educação (Lei 11.207/2021) tem o objetivo de desenvolver pesquisas educacionais junto à Rede Municipal de Ensino e investigar como políticas, programas e projetos são implementados e de que forma eles repercutem no sistema educacional e no desempenho escolar dos alunos. A disponibilização das vagas é fruto do Protocolo de Intenções com universidades cearenses, assinado pelo Prefeito e reitores em outubro passado. Financiamento Além das vagas ofertadas pelo Observatório, outras 700 serão possibilitadas pelo financiamento de programas de pós-graduação para os servidores do magistério de Fortaleza (Lei 11.199/2021), totalizando assim 100 vagas de mestrado e doutorado para os profissionais da Educação de Fortaleza. Ao todo, por meio do programa de financiamento, serão beneficiados 700 servidores (600 com curso de mestrado e 100 com curso de doutorado), até 2024. Para este ano, serão 120 vagas. A Prefeitura financiará 90% da mensalidade até o limite de R$ 1.500,00 para cursos de mestrado e R$ 2.200,00 para cursos de doutorado. O acesso ao benefício já está disponível. Para isso, o profissional de magistério de Fortaleza deve entrar com um processo administrativo no SPU – Virtual. Edital e mais informações Mais informações sobre o programa Observatório da Educação e financiamento de programas de pós-graduação: 3459-6859.

Rede Cuca promove oficina gratuita de elaboração de projetos

25 de abril de 2022Para quem tem interesse em aprender como elaborar seu próprio projeto, nesta quinta e sexta-feira (28 e 29/04), a Rede Cuca realiza a oficina “Elaboração de Projetos Sociais e Culturais, no Cineclube do Cuca Mondubim, das 9h às 12h. A atividade é gratuita e aberta ao público, sem necessidade de inscrições prévias. A ação tem o objetivo de desmistificar, de forma didática e prática, a participação em editais públicos e privados para incentivar os participantes a elaborarem seu próprio projeto social ou cultural. A oficina será ministrada pela Letícia Nunes, com participação especial da socióloga Laís Cordeiro, que atua na elaboração e gestão de projetos socioculturais e editoriais desde 2015. Letícia e Laís irão compartilhar suas experiências na produção cultural e gestão de projetos. Serviço Oficina de Elaboração de Projetos Sociais e Culturais Data: 28 e 29/04 (quinta e sexta-feira) Horário: 9h às 12h Local: Cineclube do Cuca Mondubim (R. Prof. Glauco Lobo – Mondubim) Gratuito e aberto ao público

No segundo dia de reunião com secretariado, Sarto destaca ações em saúde e segurança no trânsito

21 de abril de 2022 No segundo dia de reunião com o secretariado, no Cuca do Pici, nesta quinta-feira (21/04), o prefeito José Sarto destacou o avanço da imunização contra a Covid-19, com mais de 5,7 milhões de doses aplicadas, entre primeira, segunda, terceira e quarta doses. Sarto anunciou ainda que, em breve, entregará o Gonzaguinha do José Walter e reforçou compromisso com o mutirão de cirurgias eletivas, que deve ser lançado no mês de maio. "Só pudemos nos reunir dessa maneira aqui hoje por conta do alto índice de vacinação. Com o arrefecimento da pandemia, nossa ideia é tornar essas reuniões mais frequentes, pragmáticas e objetivas, observando as críticas e as sugestões para sairmos com novas ideias e estimulados para transformar os desafios em conquistas", ressaltou o prefeito ao início dos trabalhos. A reunião do secretariado tem por objetivo o compartilhamento de balanços de projetos e políticas públicas das pastas municipais, definição de prioridades e sistematização de ações e novos projetos para Fortaleza. Durante a reunião, o prefeito Sarto celebrou o trabalho do secretariado, apontando o avanço em políticas intersetoriais para Fortaleza. "Parabenizo todo o secretariado pelo trabalho realizado, apresentando ideias e prestando contas das suas pastas. Estamos conscientes do desafio que é gerir Fortaleza na parte de saúde, mobilidade, inovação e em outras áreas. Esse é um momento muito bom para pensarmos a nossa cidadede maneira integrada", comentou. Saúde Ana Estela Leite, titular da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), celebrou o alto volume de vacinação contra a Covid-19 na capital. A secretária frisou ainda que Fortaleza conta hoje com 190 equipamentos de saúde geridos pela Prefeitura, sendo que 27 destes funcionando 24h por dia. Na parte da atenção básica de saúde, Ana Estela anunciou que Fortaleza conta com maior cobertura entre as capitais do Nordeste, com capacidade para atender 81% da população geral. A secretária destacou ainda que, com o quadro epidemiológico mais favorável, o principal esforço da SMS será a realização de um mutirão da saúde básica e de cirurgias eletivas, visando atender demandas que ficaram reprimidas durante a pandemia. Esporte e lazer Ozires Pontes, secretário municipal de Esporte e Lazer (Secel), comentou que o estádio Presidente Vargas (PV) está passando obras de requalificação, recebendo a uniformização do gramado e reestruturação de áreas internas e externas. Já o ginásio Paulo Sarasate está recebendo obras de acessibilidade. O secretário continuou destacando os programas sociais como o Atleta Cidadão, maior projeto de esportes da Prefeitura, que atinge mais de 9000 jovens em 150 localidades de Fortaleza. Além do Atleta Cidadão, a Prefeitura promove os programas Bolsa Esporte, para financiamento de atletas, e Esporte sem Limites, que visa promover bem-estar e cidadania para atletas paralímpicos. Ozires Pontes anunciou que a pasta estuda a implantação de mais três programas: o Longevidade, que visa promover a prática de esportes e atividades lúdicas para adultos e idosos; o Virando o Jogo, programa de acompanhamento e promoção de esportes para egressos do sistema prisional e de centros socioeducativos; e a extensão da CopArena para categorias de base, atendendo crianças e adolescentes entre 6 e 14 anos. Mobilidade urbana Na área da mobilidade urbana, Antônio Silva, superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), e David Cavalcante, presidente da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), celebraram as melhorias no trânsito da Capital e anunciaram a ampliação de políticas públicas. Antônio Silva compartilhou que Fortaleza está no sétimo ano consecutivo de redução de acidentes de trânsito com vítimas fatais. Apenas entre 2020 e 2021, a Capital reduziu o índice em 4,7%. O titular da AMC, destacou ainda que a pasta irá ampliar os programas de pilotagem segura para motociclista e ciclistas, além de promover duas vezes por mês o curso de educação permanente no trânsito. David Cavalcante apontou que, em 2021, foram criadas cinco novas rotas de transporte coletivo na capital. O titular da Etufor compartilhou que planeja trocar todos os pontos de embarque de concreto para pontos metálicos até o final de 2023, e que 90 novos ônibus estão previstos para entrega até o início do segundo semestre de 2022. Gestão Christina Machado, secretaria-chefe da Controladoria Geral do Município (CGM), anunciou a integração dos sistemas de contrato e o Diário Oficial do Município, além da integração dos sistemas de ouvidoria. Já Marcelo Pinheiro, titular da Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), anunciou a ampliação do Fortaleza Digital, com o objetivo de unificar mais de 200 serviços realizados pela Prefeitura em uma única plataforma. No primeiro dia da Reunião do Secretariado, a atual gestão apresentou que já concluiu 34% do Plano de Governo. Além disso, o prefeito José Sarto anunciou o programa Prefeitura Itinerante, que visa o acompanhamento localizado de demandas nos bairros dA Capital. O Fortaleza Itinerante está previsto para iniciar no mês de maio, sendo realizado em conjunto com as regionais e secretarias municipais.

Fortaleza é a Capital brasileira que mais investe em políticas públicas para a juventude

21 de abril de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Juventude, desenvolve ações e projetos para promover proteção social e oferecer oportunidades às juventudes do município. O fomento ao protagonismo faz de programas como Bolsa Jovem, Juventude na Onda, Liderança Jovem, Cria Juventude, Voa Juventude e Academia Enem aliados no processo de apoio e formação das juventudes. Em 2021, ao todo, 326.229 jovens foram beneficiados com as políticas públicas implementadas na Cidade. Conforme levantamento da Pasta, entre as prefeituras do Brasil que têm um órgão específico para juventude, Fortaleza é a que possui maior orçamento. Para 2022, em conformidade com a Lei Orçamentária Anual, deverão ser investidos R$ 48.632.902,00 em projetos e programas destinados à juventude, por meio do Fundo Municipal de Juventude de Fortaleza. “Conseguimos lançar edições de programas que temos, como o Academia Enem, e também lançamos edições pioneiras, como o Liderança Jovem, nosso programa de intercâmbio social, e a Escola de Moda. Tivemos o JuvFest, um festival formativo voltado para criatividade e inovação, e inauguramos a Pracinha da Cultura no Ancuri, um equipamento novo com foco nas juventudes. Lançamos também edições da Escola Jovens Programadores e Escola Jovens Designers. Fortaleza tem um potencial gigantesco na área de tecnologia, a gente tem que aproveitar isso”, destaca o secretário da Juventude, Davi Gomes. O gestor ressalta a área de empregabilidade como foco nos investimentos para juventude. “A gente percebe que o que o jovem mais procura é oportunidade de trabalho, ativação econômica. Um dos nossos objetivos é investir na área de empregabilidade para as juventudes, com formação profissional, encaminhamentos de currículos e empreendedorismo. Vamos ampliar ainda mais nossas ações de formação para esse público”, completa. Novo Cuca no Pici Recentemente, Fortaleza recebeu o 5º Cuca da Cidade, no bairro Pici. O centro é um espaço para atividades esportivas, culturais, de capacitação e de incentivo aos jovens da região. O investimento feito pela gestão municipal foi de cerca de R$ 30 milhões, incluindo aquisição de equipamentos. Prioritariamente, a Rede Cuca atende jovens entre 15 e 29 anos, mas também oferta atividades e serviços para o público em geral. Em 2021, foram realizados 658.237 atendimentos na rede, que contou com a participação de 290.754 jovens. Observatório de Juventude de Fortaleza No Cuca Pici, ficará localizado o Observatório de Juventude de Fortaleza, criado a partir de decreto em 2021. A iniciativa conta também com portal na internet e tem como missão pesquisar, registrar, sistematizar e divulgar dados, informações e indicadores sobre a juventude, atuando como uma ferramenta da ciência da informação e como instrumento de planejamento e gestão estratégica para a formulação de políticas públicas. Liderança Jovem Fortaleza e Escola de Moda da Juventude Ainda neste primeiro semestre, foram lançadas as edições piloto dos programas Liderança Jovem Fortaleza e Escola de Moda da Juventude. O Liderança Jovem é um programa de intercâmbio nacional para jovens entre 18 e 29 anos, que foram selecionados para passar oito semanas em alguma das seguintes cidades do Brasil: Campo Grande (MS), Manaus (AM), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP). Já a Escola de Moda da Juventude oferece curso de 200 horas com certificação de extensão da Universidade Federal do Ceará (UFC), além de cursos livres, oficinas, laboratórios criativos, feiras e outras intervenções. Voa Juventude Foram abertas, também, as inscrições para Temporada 2022 do Voa Juventude, que desde 2019 já levou jovens para vários estados do Brasil e para o exterior, concedendo passagens (aéreas e terrestres) e hospedagens (nacionais e internacionais) para que possam desenvolver suas habilidades e formações contínuas, participando de eventos, congressos, campeonatos, seminários, feiras, mostras ou cursos. Em 2021, foram beneficiados 272 jovens com o programa. Academia Enem A nova edição do Academia Enem, curso preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) da Prefeitura de Fortaleza, será lançada em breve. O AE selecionará 12 mil participantes e conta com parceria com a Descomplica, plataforma on-line de educação. Em 2021, em razão da pandemia de Covid-19 e a necessidade de isolamento social, o projeto ocorreu de forma híbrida, com aulas virtuais e presenciais. Cerca de 5.174 jovens foram beneficiados. Bolsa Jovem Em 2021, foi lançada a 2ª edição do Programa Bolsa Jovem, que tem o objetivo de garantir aos jovens de Fortaleza em situação de vulnerabilidade condições para o pleno desenvolvimento das suas habilidades individuais, por meio da concessão de benefício financeiro e formação, visando à redução das desigualdades e promovendo a inclusão juvenil. Os jovens foram selecionados para receber bolsas mensais de R$ 300,00 pelo período de um ano. Essa edição contou com aumento em 50% do número de vagas (passando de 2 mil para 3 mil) e três vezes mais áreas de interesse (aumentando de três para nove): Arte e Cultura; Cidadania e Participação Social; Ciência, Educação e Tecnologia; Comunicação; Comunidades e Povos Tradicionais; Práticas Recreativas e Lazer; Meio Ambiente e Sustentabilidade; Saúde e Bem-Estar; Economia Criativa e Empreendedorismo. Juventude na Onda No Juventude na Onda, que ampliou sua atuação para atender 20 escolinhas de surf da orla de Fortaleza, foram selecionados 20 instrutores e 20 monitores para ministrar, durante o período da ajuda de custo, aulas de surf ou bodyboarding em uma das escolas selecionadas pelo projeto, que além da cessão de material, também receberam apoio logístico. CRIA Juventude O CRIA Juventude, por sua vez, selecionou 25 projetos criativos de impacto social para receber apoio financeiro de R$ 7.300,00 para sua execução e serem submetidos ao processo de incubação e mentoria, oportunizando aos participantes condições de desenvolverem seus próprios negócios e iniciativas, com todo suporte necessário para um caminho de sucesso e contribuindo com o desenvolvimento, também, dos territórios da cidade. Pracinha da Cultura do Ancuri Em novembro, foi inaugurada a Pracinha da Cultura do bairro Ancuri. Construído em parceria com o Governo Federal e mantido pela Prefeitura de Fortaleza, o equipamento acolhe um conjunto de ações intersetoriais, integrando atividades nas áreas da cultura, esporte, lazer, formação, qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais e de inclusão digital. JuvFest Em dezembro, foi realizado o JuvFest, primeiro festival das juventudes da Capital. O evento, de caráter formativo, ocorreu em todos os espaços do Cuca José Walter e contou com palestras, bate-papos, oficinas, lançamentos, experiências imersivas, exibição de filmes, ações culturais e muitas outras atividades. Comitê Pela Prevenção de Homicídios na Adolescência Também em 2021, o prefeito José Sarto instituiu, por meio do decreto nº 15.015, a atuação permanente do Comitê Executivo Municipal Pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (Cempha).

Políticas públicas em segurança viária mostram eficácia e reduzem número de mortes no trânsito

21 de abril de 2022 Buscando contribuir para a melhoria da mobilidade urbana e redução de acidentes, a Prefeitura de Fortaleza vem desenvolvendo uma série de ações nas áreas de educação de trânsito, fiscalização preventiva e engenharia de tráfego. Exemplo da eficácia das políticas públicas adotadas é o balanço do primeiro trimestre de 2022, que mostra que a capital cearense apresentou o menor índice de acidentes fatais no mesmo período das últimas duas décadas. Entre as ações implementadas por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), no tocante à engenharia de tráfego, está a implantação de um total de 21.475,39 m² de sinalização horizontal e 386,68 m² de sinalização vertical no trimestre. Dessas, 438 paradas obrigatórias foram sinalizadas, 56 projetos-escola receberam a renovação da sinalização e 52 lombadas foram revitalizadas. O entorno do terminal aberto do José Walter também recebeu os serviços do órgão. Além disso, a Prefeitura também segue com a política de implantação de infraestrutura cicloviária. Este ano, a Rua Barbosa de Freitas e o Parque Rachel de Queiroz foram contempladas. É importante destacar que a cidade possui hoje cerca de 410 km de ciclofaixas e ciclovias e a expectativa é alcançar a marca de 500 km até o final de 2024. Na área da educação no trânsito, a AMC realizou 228 atividades educativas com o foco nos atores mais vulneráveis a acidentes como motociclistas e pedestres. Já no âmbito da fiscalização preventiva de trânsito, agentes efetuaram 492 comandos operacionais que resultaram em cerca de 41 mil abordagens a motoristas. Dentre as operações desenvolvidas, o destaque é a Lei Seca em que 7.175 condutores foram submetidos ao etilômetro. Readequação da velocidade Solução efetiva na redução de mortes no trânsito, a readequação da velocidade também avança pela cidade com o objetivo de diminuir os óbitos e as severidades dos traumas das vítimas de acidentes. Em Fortaleza, cerca de 50 ruas e avenidas já operam com 50 km/h, limite recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). De janeiro a março deste ano, Fortaleza registrou o menor índice de acidentes fatais das últimas duas décadas. Foram 26 mortes no trimestre, cerca de 65% a menos quando comparado à média do mesmo período dos anos anteriores em que 73 óbitos foram contabilizados. Em relação a 2021, a queda foi de 41% com 44 registros. Segundo levantamento da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a média de acidentes com mortes caiu 64,5% em vias que tiveram a velocidade readequada entre 2016 e 2020. O estudo considerou as avenidas Presidente Castelo Branco, Osório de Paiva, Francisco Sá, Coronel Carvalho, Augusto dos Anjos, Frei Cirilo, Gomes de Matos e Alberto Magno. A velocidade excessiva é a causa de uma em cada três mortes por acidentes de trânsito em todo o mundo. Nos casos de atropelamento, por exemplo, os condutores que trafegam em velocidade reduzida têm maior possibilidade de reação. Quanto mais rápido um veículo estiver trafegando, maior será o impacto de um acidente de trânsito. A OMS também aponta que uma readequação de 60 km/h para 50 km/h aumenta em dez vezes a chance de uma pessoa atropelada sobreviver.

Reunião de secretariado destaca políticas públicas de sucesso efetuadas e em andamento na Capital

20 de abril de 2022 O secretariado municipal apresentou, na tarde desta quarta-feira (20/04), no Cuca Pici, o andamento das políticas públicas e de novos projetos a serem cumpridos na atual gestão. Durante a reunião com o prefeito José Sarto, os titulares das pastas também demonstraram resultados dos projetos que estão sendo executados e atualizaram as metas que devem ser cumpridas até o final da gestão. “Saio daqui hoje com o sentimento de que temos muitos desafios, mas com certeza, com esse time que tenho o privilégio de gerenciar, vamos superar estes que promovem avanços para a população de Fortaleza. A Cidade não vai se decepcionar com essa equipe. Fazemos uma gestão para a periferia, para quem precisa, e a nossa missão é construir pontes, interlocução”, destacou Sarto. Conforme o secretário da Cultura, Elpídio Nogueira, a reunião evidenciou cases de sucesso. “Fortaleza é protagonista em educação, saúde, turismo, e isso nos enche de orgulho por fazer parte de uma equipe que tem dado uma resposta tão intensa e positiva para a cidade em que vivemos”, declarou. Tecnologia e inovação Em relação a Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), o presidente Luiz Alberto Sabóia destacou que o intuito da pasta é focar na inovação como política pública, algo que ultrapassa as barreiras da tecnologia. “Com o Juventude Digital, nós trabalhamos com inclusão social, geração de emprego e renda e estratégia de desenvolvimento econômica. Desenvolvemos mais de 30 atividades que já impactaram mais de 3 mil jovens, além de termos parcerias com 20 secretarias”, detalhou, afirmando que a expectativa é angariar a participação de cerca de 12.500 jovens em 2022. Outro projeto da Citinova, o Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor), com 100% de implantação, conta atualmente com 24 iniciativas também em parceria com outras pastas, possui três projetos atualmente em expansão: Parada Segura, Ponto do Entregador e Microparques. O secretário do Turismo, Alexandre Pereira, destacou o uso assertivo das tecnologias por meio dos estudos do Observatório do Turismo, que proporciona o conhecimento de informações para a tomada de decisões, para a aplicação de recursos e para o direcionamento de ações de promoção e marketing na cidade como destino turístico. “Assim, podemos trabalhar com maior assertividade”, disse. Para a retomada do turismo após as ondas da Covid-19, se destaca o investimento de R$ 14 milhões no Cidade com Futuro e a realização de eventos em 2022 e 2023 como as principais ações para fomentar esse mercado. A tecnologia também está em destaque na Secretaria Municipal de Segurança Cidadã (Sesec) com a nova central localizada na Avenida Beira Mar. Conforme o titular da pasta, coronel Eduardo Holanda, já são cinco células de proteção comunitária implantadas, além de um sistema de videomonitoramento já com 77% e a entrega de um novo quiosque previsto para abril deste ano. “A Guarda Municipal de Fortaleza é o principal monitor da nossa secretaria, sendo a terceira maior do Brasil. Teremos a inserção de mais mil novos guardas para desenvolver a segurança de proximidade e de prevenção”, enfatizou. A Secretaria Municipal da Juventude, que vem trabalhando políticas públicas de inclusão social efetivas e de longo prazo, segue no tema da tecnologia e da inovação com os projetos JuvLAb, Voa Juventude, Cria Juventude, Futuros, Voa Juventude, Escola de Moda e outros. Além disso, dá andamento aos programas já conhecidos, como o Academia Enem, que terá o número de vagas triplicadas este ano; e o Bolsa Jovem, o programa de transferência de renda que já está 90% concluído, contemplando mais de 3 mil jovens com o investimento de R$ 10,8 milhões. Em 2021, a Rede Cuca realizou o atendimento de 325.229 jovens e emitiu 11.387 certificados. Finanças A modernização de sistemas também está a favor das políticas financeiras da Capital. A Secretaria Municipal de Finanças vem otimizando a arrecadação do município, buscando reduzir a inadimplência, combater a sonegação e buscar justiça fiscal por meio de serviços online, que desburocratiza os processos. Parte disso vem com o aperfeiçoamento da relação com o contribuinte em ações como ampliação do atendimento virtual, disponibilização de pagamento por crédito, débito ou carteira digital, além de comunicação por whatsapp. Há também integração com as plataformas Fortaleza Digital e o Gov.br “Estamos realizando a modernização tributária, em parceria com o Governo do Estado, focando na transparência e na simplificação”, apontou a secretária de finanças Flávia Teixeira. Gestão e manutenção O secretário de Gestão Regional, João Pupo, destacou em sua apresentação as ações para a conservação das vias de Fortaleza, de prédios públicos, limpeza, ocupação do solo e dos espaços públicos, assim como o desenvolvimento da participação social. Para ele, a iniciativa mais ambiciosa vem sendo a Central de Serviços Compartilhados, que deve ser entregue até o início do segundo semestre de 2022. “É um novo sistema para abrigar todas as aspirações de conservação e reforma dos prédios públicos, com uma lista pré-disposta de serviços que os secretários possam demandar e evitar maiores obras. É algo inovador”, pontuou Pupo. Por sua vez Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) está com 72% do programa Fortaleza Cidade Limpa, que cresce com a instalação de mais 40 Ecopontos e 20 Mini Ecopontos até o final da gestão, assim, como as franquias sociais de reciclagem. A SCSP também vem atuando na requalificação de 50 km de calçadas acessíveis (45% já concluídos), ampliação de mais 50 km de faixas exclusivas para transporte coletivo (46% concluídos), além de mais 150 km de ciclofaixas (30% concluídos). Moradia para quem mais precisa também segue avançando em Fortaleza. De acordo com o secretário de Habitação, Adail Fontenele, há 3.600 unidades habitacionais em andamento e outras 1.076 em fase de planejamento. Desde 2021, foram entregues 272 novas residências, além de 227 melhorias habitacionais e também foi feita a regulação fundiária de 1.311 moradias nas comunidades Vila do Mar e Conjunto Palmeiras. Outras 19.200 regularizações em 30 comunidades devem ser executadas até o final da gestão. Cultura e criatividade O plano estratégico da Secretaria Municipal da Cultura (Secultfor) apresentado envolve a expansão da política cultural para todos os territórios, por meio do financiamento à cultura e investimentos em editais como o de Cultura Tradicional Popular, Edital das Artes, Festival de Teatro, entre outros, que alcançou, até março de 2022, 43% da meta proposta. Há também a realização de uma programação contínua na rede de equipamentos culturais na cidade, atualmente em 50% do progresso. Um exemplo foi a retomada das atividades gratuitas com a semana do aniversário de Fortaleza e a criação da Quarta Cultural. Os investimentos da também envolvem patrimônio cultural e memória e desenvolvimento da economia cultural. A reunião foi encerrada com a apresentação do título Fortaleza Cidade Criativa do Design pelo vice-prefeito Élcio Batista, chancelado pela Unesco em 2019 e que se desenvolve atualmente pelo Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), com compromissos até 2023. Para Élcio, o design é uma linguagem que pode ser utilizada para superar os desafios da cidade com criatividade, planejamento, identidade, tradição e cultura. “Fazemos parte de uma rede de cidades comprometidas com a melhoria da qualidade de vida dos seus cidadãos através da economia criativa. Dessa forma, Fortaleza ancora sua economia ao design”, destacou.

Prefeito Sarto assina ordem de serviço para requalificação de escola no Jardim das Oliveiras

18 de abril de 2022 O prefeito José Sarto assinou, nesta segunda-feira (18/04), a ordem de serviço para requalificação da Escola Municipal Maria de Lourdes Ribeiro Jereissati, no Jardim das Oliveiras. A unidade escolar atende 1.056 alunos, do 1° ao 9° ano do Ensino Fundamental. A requalificação total da unidade escolar, executada por meio de parceria entre a Secretaria Municipal da Educação (SME) e a Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), receberá investimento de R$ 2.498.551,76, provenientes de recursos municipais. As obras irão conferir mais conforto, segurança e acessibilidade para alunos, professores, funcionários e comunidade escolar em geral. "Esta requalificação faz parte de um pacote de R$ 60 milhões em 200 equipamentos que já temos. São escolas com padrão de engenharia, arquitetura e de recursos humanos, formado por uma rede de trabalhadores da educação responsável por colocar Fortaleza num dos melhores índices de avaliação do Ministério da Educação", detalhou o prefeito Sarto. A obra contemplará a requalificação geral do prédio, incluindo a execução de drenagem, revisão de coberta, pintura em geral, recuperação de revestimentos e pisos, requalificação de ambientes, além da construção de novo refeitório, estacionamento, ampliação e reforma da cozinha, reforma de salas de aula e administrativas, de banheiros e fachadas, entre outros espaços. A secretária de educação, Dalila Saldanha, reafirmou o engajamento da Prefeitura com a Infraestrutura das escolas municipais, que apenas em 2021 deu andamento não apenas a reformas do parque escolar, mas na ampliação e construção de novas unidades. "O nosso compromisso, para além da aprendizagem é garantir condições adequadas pra que o trabalho seja desenvolvido e as crianças sejam bem atendidas. Esta é uma escola muito procurada, e sempre estamos fazendo alguns serviços preventivos e corretivos, mas esta reforma era o nosso objetivo", afirmou. A reforma da Escola Maria de Luz de Jereissati também tem como objetivo melhorias na estrutura de drenagem. "A Secretaria de Infraestrutura vai trabalhar, mais uma vez, com todo o empenho e o carinho, pensando não apenas na obra de tijolo e de cimento, mas também colocar as nossas crianças pra estudar em condições dignas e melhorar com isso o aprendizado delas", enfatizou o secretário de Infraestrutura, Samuel Dias. Saiba mais A estratégia faz parte do pacote de requalificação das unidades escolares, que prevê investimento de R$ 60 milhões. A ação já requalificou 39 unidades escolares e outras 41 estão com obras em andamento. A perspectiva é que a requalificação do total de 200 unidades seja finalizada até o fim de 2024.

Fortaleza conquista Selo de Compromisso Municipal com Concessões e PPPs

08 de abril de 2022 A Prefeitura de Fortaleza conquistou, nesta quinta-feira (07/04), o Selo de Compromisso Municipal com Concessões e PPPs, promovido pela Radar PPP, que tem como objetivo promover, incentivar e qualificar os municípios para o desenvolvimento de uma jornada de sucesso no âmbito dos projetos de concessões e parcerias público-privadas (PPPs), além de compartilhar boas práticas e iniciativas em andamento no Brasil. A certificação mostra o compromisso da gestão em avançar e aprimorar suas normas, projetos, qualificar a equipe por meio de cursos e certificações, com um nível de preparação e cuidado superior à média nacional das iniciativas de concessões e PPPs. "Sem dúvida, esse passo sinaliza o compromisso e o engajamento do Município de Fortaleza para tirar do papel sua carteira de projetos, demonstrando todo o seu potencial econômico. A conquista do Selo de Compromisso Municipal reforça a importância do alinhamento das prioridades em concessões e PPPs. Engajar chefe do executivo, secretários e técnicos, mantendo todos alinhados, é a chave do sucesso quando se trata de projetos que vão gerar contratos com grandes investimentos", enfatiza a coordenadora de Parcerias Público-Privadas, Sávia Erma. Com a finalidade de induzir boas práticas e destacá-las entre os municípios que de fato priorizam seus programas de concessões e PPPs, o método desenvolvido pelo Programa da Radar PPP proporciona visibilidade e amadurecimento interno para o desenvolvimento de projetos em nível municipal, adquirindo força e credibilidade para a conversão de projetos em contratos. "Estamos com o compromisso de estruturar os projetos de modo a construir um ambiente atrativo para os investidores e com segurança jurídica necessária em contratos de concessões e PPPs. Como a nossa preocupação é constante, na construção de projetos de sucesso, assinamos o Acordo de Cooperação Técnica com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em 2021", pontua o secretário do Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Nogueira. Carteira de projetos do Município Este é o momento de apresentar os projetos que compõem a Carteira de Projetos do Município de Fortaleza, desenvolvidos nos segmentos de Cultura, Lazer e Comércio; de Eficiência Energética e Tecnologia; e de Mobilidade. No segmento Cultura, Lazer e Comércio, há a concessão de uso para instalação, gestão, operação e manutenção de empreendimentos de entretenimento nos espigões da Avenida Rui Barbosa e da Avenida Desembargador Moreira, bem como de atividades inerentes, acessórias ou complementares, com prazo de 17 anos. No segmento Eficiência Energética e Tecnologia, há quatro projetos relacionados com geração de energia distribuída e eficiência energética. Em fase de atualização dos estudos, Parceria Público-Privada, na modalidade de concessão administrativa, para implantação, gestão, operação e manutenção de geração de energia distribuída e para a implantação, gestão, operação e manutenção de projetos de eficiência energética das unidades consumidoras dos estabelecimentos vinculados à Secretaria Municipal da Educação (SME), à Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e ao Instituto Doutor José Frota (IJF). Ainda em fase de retomada do Procedimento de Manifestação de Interesse, a Parceria Público-Privada, na modalidade de concessão administrativa, para eficientização, implantação, gestão, operação e manutenção de geração de energia distribuída para demanda energética de prédios e equipamentos públicos do Município de Fortaleza. E no segmento Mobilidade, há os seguintes projetos, todos em fase de estudo de pré-viabilidade: terminais, cujo objeto é a construção de um terminal aberto (José de Alencar) e administração, manutenção, conservação, requalificação e uso comercial de outros equipamentos. Entre eles, estão sete terminais fechados: Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Lagoa, Messejana, Papicu, Parangaba e Siqueira; quatro terminais abertos: Coração de Jesus, José Walter, Washington Soares e José de Alencar; e dois corredores estruturados: Antônio Bezerra-Centro e Messejana-Centro; Zona Azul, através da concessão onerosa para utilização, pela iniciativa privada, de estacionamento rotativo em vias e logradouros públicos do Município de Fortaleza; e Pontos de Embarque e Desembarque, que têm como objeto a concessão de serviço público, compreendendo a confecção, instalação, manutenção e conservação de 200 pontos de embarque e desembarque, com exclusividade na exploração publicitária e nas receitas acessórias.

CGM apresenta relatório de atividade de controle interno na Câmara Municipal de Fortaleza

07 de abril de 2022 A Controladoria e Ouvidoria Geral do Município apresentou as atividades implementadas e desenvolvidas pela gestão municipal na área de controle durante reunião para a Comissão de Orçamento, Fiscalização e Administração Pública da Câmara Municipal de Fortaleza. O encontro, realizado nesta quarta-feira (06/04), ocorreu em formato hibrido, reunindo os vereadores Renan Colares, Gardel Rolim, Emanuel Acrízio, Didi Mangueira, Moura Taxista e PP Cell. Na oportunidade, foram apresentadas as atividades realizadas em 2021 além das diretrizes e estratégias importantes para o fortalecimento do controle interno da administração direta e indireta. Foram destacadas também as novas metodologias de trabalho desenvolvidas pelas áreas técnicas do órgão, proporcionando assim uma maior transparência da administração municipal nas áreas de: planejamento estratégico, desdobramento de metas, avaliação de desempenho, reestruturação organizacional da CGM, fomento a rede de controle interno, monitoramento de gestão de contratos, núcleo de prestação de contas e monitoramento das notificações de órgãos externos. A secretária chefe da CGM, Christina Machado, destacou a importância de qualificação e apoio às equipes. “Hoje, temos um controle interno regulamentado em todos os órgãos da administração com equipes sendo capacitadas. Abrimos uma coordenadoria específica de auditoria e avançamos na parte de avaliação do serviço público. Estamos recebendo apoio do prefeito José Sarto e de todo o secretariado neste sentido para fortalecer cada vez mais a pauta do controle interno, da avaliação dos serviços públicos e a transparência dentro da agenda do cotidiano de nosso trabalho na Prefeitura de Fortaleza”, pontuou. Durante o encontro, foram apresentados os objetivos estratégicos 2021-2024 da CGM, dentre os quais pode destacar: instituir até 2024 as ouvidorias setoriais para que sejam reconhecidas como ente atuante em todos os órgãos do Executivo; fortalecimento institucional e qualificação do corpo técnico da CGM; e implementar o modelo de gestão de riscos da PMF. O presidente da Comissão de Orçamento, vereador Renan Colares (PDT), ressaltou a importância da apresentação do relatório anual da CGM e parabenizou o trabalho realizado pela secretária. “Nós tivemos um bom debate no qual foi possível ver o quanto está se avançando na controladoria, na ouvidoria e na transparência”, disse. Encerrando a reunião, a secretária propôs a criação do Prêmio Destaques do Controle Interno, no qual serão reconhecidas as secretarias e órgãos municipais que mais se empenharam na aplicação das boas práticas de gestão, com base em indicadores de controle interno, avaliação de desempenho e o índice de satisfação do cidadão com a qualidade dos serviços públicos ofertados.

Edital financia projetos pedagógicos criativos e inovadores de professores da Rede Municipal

06 de abril de 2022 A Prefeitura de Fortaleza divulga, nesta quarta-feira (06/04), por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), o Edital de Financiamento de Boas Práticas. A iniciativa financia projetos pedagógicos criativos e inovadores desenvolvidos por professores das unidades da Rede Municipal. As inscrições iniciam nesta quinta-feira (07/04) e seguem até 22 de abril, por meio do site Boas Práticas. &nbsp; O edital é voltado para a área específica dos diversos componentes curriculares da base nacional comum, nas turmas de 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (2º segmento). A ação visa selecionar projetos idealizados para o fortalecimento da aprendizagem, protagonismo estudantil, letramento científico, produção de conhecimentos, resolução de problemas, aprofundamento do senso crítico e da ética e ao respeito às diversidades, contribuindo, assim, para o desenvolvimento integral dos estudantes e, consequentemente, para os resultados de desempenho. &nbsp; Ao todo, serão selecionados 270 projetos pedagógicos, distribuídos nas categorias de Linguagens (80 projetos), Matemática (45 projetos), Ciências da Natureza (45 projetos), Ciências Humanas e Ensino Religioso (60 projetos) e Interdisciplinar (40 projetos), os quais deverão ser realizados durante o ano letivo de 2022 e receberão recurso financeiro para seu desenvolvimento. O edital anterior contemplava apenas os componentes de Ciências e Matemática. &nbsp; O Edital de Financiamento de Boas Práticas possui o investimento de R$ 540 mil. Os projetos aprovados nas categorias Matemática e Ciências da Natureza serão financiados com o valor de R$ 3 mil e aqueles aprovados nas categorias Linguagens, Ciências Humanas e Ensino Religioso e Interdisciplinar serão financiados, cada um, com o valor de R$ 1.500. O recurso financeiro será repassado às unidades escolares por meio do Programa Escola Municipal com Excelência e Desempenho (Pemed). &nbsp; Mais informações sobre o edital

3ª Conferência Municipal da Saúde Mental de Fortaleza discute a garantia dos serviços da atenção psicossocial no SUS

06 de abril de 2022 Em meio ao cenário de agravamento das doenças psicológicas como consequência da pandemia, conforme apontam pesquisas realizadas em todo o País, o Conselho Municipal de Saúde de Fortaleza (CMSF), em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza (SMS), realiza a 3ª Conferência Municipal de Saúde Mental (CMSM), nesta quarta e quinta-feira (06 e 07/04). &nbsp; Sediada no auditório João Frederico, da Universidade do Parlamento Cearense (Unipace), o evento tem como objetivo propor diretrizes para a Formulação da Política Municipal e Estadual de Saúde Mental e o fortalecimento dos programas e ações de Saúde Mental no território nacional. &nbsp; "Lançamos um olhar muito especial sobre a saúde mental no Sistema Único de Saúde. Recentemente, enviei mensagem para a Câmara Municipal autorizar a convocação de 58 profissionais de nível superior para a assistência a saúde mental e é mais do que importante que, nessa conferência, os especialistas possam debater sobre o assunto. Além disso, a Citinova, em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde, lançou o Mapa da Saúde Mental, mais uma ferramenta para que possamos trabalhar na construção de políticas públicas alternativas para melhor a assistência da população nessa área", pontuou o prefeito José Sarto, que participou da mesa de abetura da Conferência. &nbsp; O tema “A Política de Saúde Mental como Direito: Pela defesa do cuidado em liberdade, rumo a avanços e garantia dos serviços da atenção psicossocial no SUS” permitiu a convocação dos setores envolvidos com as políticas públicas e de todos aqueles com indagações e propostas sobre a saúde mental. &nbsp; Conforme a secretária da Saúde, Ana Estela Leite, a última conferência aconteceu em 2010, e além da atualização do debate, com a pandemia a saúde mental se torna uma pauta prioritária para a Prefeitura de Fortaleza. "São dois dias de evento, no qual será apresentado o cenário da Capital. A partir disso, os presentes poderão fazer reflexões e trazer propostas para ampliar e qualificar a assistência a saúde mental, trazendo maior qualidade para a rede municipal", detalhou. &nbsp; Além disso, para Arildo Lima, gerente da célula de saúde mental da SMS, eventos como a Conferências de Saúde Mental contribuem para uma política de Estado de Saúde Mental, álcool e outras drogas. A discussão direciona as políticas de governos em todas as esferas da federação, em um sistema descentralizado e integrado de saúde. “A 3ª CNSM destacou-se por sua intersetorialidade, com participação de usuários, profissionais e gestores do campo da saúde e de outros setores”, afirmou. &nbsp; Para o presidente do Conselho Municipal de Saúde de Fortaleza e coordenador geral da 3ª CMSM, João Batista Gomes Leal, a 3ª edição é "um grande marco para a saúde psicossocial do município de Fortaleza”, ressaltou na abertura do evento. &nbsp; Eleição dos delegados para a 4ª Conferência Regional de Saúde Mental &nbsp; A expectativa é que 232 delegados participem da 3ª CMSM. Ao todo, 152 vagas para delegados são ofertadas para compor a delegação da 4ª Conferência Regional de Saúde Mental e serão escolhidas entre os presentes, nesta quinta-feira (07/04), após apresentação em grupo e discussão de propostas, distribuídas por quatro eixos: - Cuidado em liberdade como garantia de direito à cidadania - Gestão, financiamento, formação e participação social na garantia de serviços de saúde mental - Política de saúde mental e os princípios do sus: universalidade, integralidade e equidade - Impactos na saúde mental da população e os desafios para o cuidado psicossocial durante e pós-pandemia.

Prefeitura de Fortaleza lança nova edição do programa Voa Juventude; saiba como participar

06 de abril de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Juventude, abre inscrições para o “Voa Juventude”. O programa tem como objetivo conceder passagens (aéreas e terrestres) e hospedagens (nacionais e internacionais) para que os jovens de Fortaleza possam desenvolver suas habilidades e formações contínuas, participando de eventos, congressos, campeonatos, seminários, feiras, mostras ou cursos. As solicitações já podem ser feitas em formulário on-line disponível no Seleção Juventude. &nbsp; Podem receber o benefício os jovens moradores de Fortaleza com idade entre 15 e 29 anos. Os menores de idade deverão anexar o documento de identificação dos pais ou responsáveis e a declaração conjunta de autorização de viagem. &nbsp; O programa cobrirá serviços de embarque, desembarque, hospedagens e seguro de bagagem. Despesas com a inscrição no evento, alimentação ou gastos extras dos jovens não serão arcadas pelo “Voa Juventude”. A Secretaria terá o prazo de até 10 dias úteis para analisar a solicitação e responder ao jovem. &nbsp; São exigidos os seguintes documentos no momento da solicitação: RG ou documento de identificação com foto, CPF, comprovante de endereço dos últimos três meses, declarar que não tem condições de custear com recursos próprios a viagem, convite ou inscrição no evento e os motivos para a concessão de passagens. &nbsp; O “Voa Juventude”, desde 2019, já levou jovens para vários estados do Brasil, como Roraima, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Brasília, Rio Grande do Sul, Maranhão, Bahia, Pernambuco, e, também, para o exterior: Argentina, Estados Unidos, Portugal, Alemanha e Emirados Árabes. Na edição de 2021, 297 jovens foram contemplados pelo projeto entre julho e novembro.

Prefeitura de Fortaleza requalifica iluminação na Avenida Santos Dumont

05 de abril de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), executou melhorias de iluminação da Avenida Santos Dumont, substituindo cerca de 300 equipamentos ao longo de 2,5 quilômetros da via, entre a rua José B. Vasconcelos e a Avenida Dioguinho. Algumas estruturas, pela proximidade com a Praia do Futuro, estavam danificadas pela força do tempo e da maresia do local, que é classificada como a mais forte do Brasil e a segunda do mundo. &nbsp; No trecho, foram instaladas cerca de 200 luminárias novas, 89 suportes e 27 postes de iluminação, de janeiro a abril. &nbsp; Iluminação branca &nbsp; Fortaleza passa por modernização do Parque de Iluminação Pública, atualmente, com quase 96% dele composto por luz branca: HID ou LED, dando maior segurança e comodidade aos fortalezenses em espaços públicos. Só no início deste ano, 297 pontos foram modernizados, com a troca de luz amarela pela branca, e 122 pontos novos foram instalados. &nbsp; “A Prefeitura de Fortaleza e a SCSP vem trabalhando com muito afinco no que diz respeito à iluminação da Cidade, buscando deixar Fortaleza cada vez mais iluminada e moderna, proporcionando não só segurança, mas bem-estar aos cidadãos e aos turistas que visitam nossa capital”, destacou o secretário da SCSP, Ferruccio Feitosa. &nbsp; Como parte do trabalho de modernização na Avenida Santos Dumont, a Prefeitura substituiu lâmpadas de tecnologia High Intensity Discharge (HID) pela LED, com alta eficiência luminosa, capaz de suportar as mais severas condições meteorológicas, e de fácil manutenção. Para promover o reaproveitamento, as lâmpadas retiradas em boas condições de uso serão realocadas em outros pontos da Capital com maior necessidade, como aqueles onde ainda há iluminação amarela, uma vez que a lâmpada HID é de luz branca e, portanto, de melhor qualidade. &nbsp; “É uma obra de grande importância para a capital de Fortaleza, trazendo modernidade, eficiência energética e sustentabilidade. A tecnologia LED gera uma economia que pode chegar a 70% na conta de energia do Município com iluminação pública. E com essa eficiência energética, o LED deixa de lançar uma significativa quantidade de CO2, gás causador do efeito estufa, na atmosfera”, salientou o coordenador de Iluminação Pública da SCSP, Cândido Neto. &nbsp; De acordo com ele, o LED também permitiu revolucionar o controle da iluminação pública, facilitando a introdução da interatividade no monitoramento remoto dos parques de iluminação, melhorando a eficiência e a qualidade dos serviços prestados aos cidadãos fortalezenses. &nbsp; Entre as principais obras recentes de iluminação da Cidade, estão: requalificação da Beira-Mar, incluindo projeto especial do Polo de Artesanato da Beira-Mar (feirinha), Cidade das Crianças, Complexo Cultural Estação das Artes Belchior e seu entorno, e Praça Coração de Jesus, no Centro.

Prefeito José Sarto acompanha aulas do Programa Fortaleza + Futuro

05 de abril de 2022 O prefeito José Sarto visitou, nesta terça-feira (05/04), as primeiras turmas dos cursos profissionalizantes do Programa Fortaleza + Futuro. A ação é uma parceria da Prefeitura de Fortaleza com o Sistema da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Ceará). &nbsp; Nessa primeira etapa, 270 pessoas serão qualificadas para o mercado de trabalho em cursos como: técnicas administrativas; excel básico; informática básica; doces regionais; salgados para festas; corte e costura feminino em malha. A iniciativa, coordenada pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), objetiva fomentar a geração de emprego e renda na cidade. As inscrições continuam abertas e podem ser realizadas pela plataforma Mais Futuro. &nbsp; O Programa + Fortaleza oferece oportunidades de qualificação e capacitação profissional, proporcionando desenvolvimento econômico e social. O prefeito José Sarto ressalta que a parceria entre a Prefeitura e a Fiec na oferta dos cursos impacta positivamente na vida e no trabalho dos cidadãos de Fortaleza. &nbsp; “Muitas vezes, as pessoas querem incrementar sua renda ou iniciar um negócio, e estes cursos oferecem as ferramentas para que elas possam se organizar e empreender. Elas precisam de um local apropriado de estudo, de capacitação e de recursos, e é isso que estamos oferecendo. Tenho certeza que essa parceria trará bons frutos para todos”, frisou Sarto. &nbsp; Ao todo, estão sendo ofertadas, gratuitamente, 6.265 vagas para 41 cursos divididos em eixos como tecnologia, gastronomia, moda, meio ambiente, gestão e economia criativa. As capacitações são realizadas em turmas com modalidades presenciais (179) e EAD (44) e têm carga horária entre 16h/a e 160h/a. &nbsp; Além da documentação (RG, CPF, comprovante de escolaridade e residência), é necessário seguir alguns requisitos que mudam de acordo com o curso escolhido. Os cursos são destinados para moradores de Fortaleza a partir dos 16 anos. &nbsp;Para o presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante, os cursos não se destacam apenas na área da qualificação do trabalho, mas também proporcionam melhorias gerais para a cidade de Fortaleza. &nbsp; “Essas pessoas vão sair com um certificado e um conhecimento que, com certeza, irá mudar a vida delas. Estamos muito felizes em proporcionar esses cursos em parceria com a Prefeitura, pois é mais uma oportunidade de abrirmos as portas do nosso Sistema para a sociedade”, ressaltou. &nbsp; Osenir Silva é cozinheira e vende pastéis, batata frita e os tradicionais pratinhos em sua casa. Para Osenir, o curso de salgados para festas é uma oportunidade de incrementar a renda e diversificar o cardápio que ela oferece. “Descobri o curso por meio de um grupo do meu bairro e, quando eu vi essa oportunidade, não pensei duas vezes, me inscrevi na hora. É uma chance de aumentar meus negócios”, comentou. &nbsp; Everardo Batista, arquiteto de 55 anos, é um dos primeiros alunos da turma de Excel básico e afirmou que o curso possibilita oportunidades para jovens e adultos em qualquer fase da carreira. “É uma boa oportunidade. Tem muitas pessoas mais novas no curso, mas eu vim buscar uma reciclagem. É um momento em que todos precisam se preparar melhor para o mercado de trabalho”, argumentou. &nbsp; As aulas dos cursos oferecidos pelo Programa Fortaleza + Futuro são ministradas nas unidades do Senai Ceará (Parangaba, Barra do Ceará e Jacarecanga) e, ao final do curso, os alunos receberão certificado. &nbsp; Além da plataforma on-line, as inscrições podem ser realizadas na sede da SDE, nas unidades do Sine Municipal (Otávio Bonfim, Parquelândia e Siqueira) ou na Unidade Móvel do Desenvolvimento Econômico, que está atendendo na Areninha do Pirambu até o dia 20 de abril, sempre das 8h30 às 12h e das 13h às 17h. Os interessados também podem entrar em contato com a SDE pelo telefone 0800 222 3656 ou pelo e-mail maisfuturo@sde.fortaleza.ce.gov.br. &nbsp; Serviço Inscrições para o Programa Fortaleza + Futuro Local: Mais Futuro Informações: 0800 222 3656 ou pelo e-mail maisfuturo@sde.fortaleza.ce.gov.br &nbsp; Pontos de apoio Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE) - Rua Tibúrcio Cavalcante, 1233 - Aldeota Sine Municipal 1 - Avenida Bezerra de Menezes, 459 - Otávio Bonfim Sine Municipal 3 - Avenida Jovita Feitosa, 1264 - Parquelândia Sine Municipal 5 - Avenida Augusto dos Anjos, 2458 - Siqueira Sine Municipal 6 - Rua Padre Pedro Alencar, 789 - Messejana Unidade Móvel do Desenvolvimento Econômico - Areninha do Pirambu

Prefeitura promove Seminário Intersetorial da Saúde Mental de Fortaleza

04 de abril de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, em parceria com a organização global de saúde Vital Strategies e o Instituto Cactus, realizou o Seminário Intersetorial da Saúde Mental nesta segunda-feira (04/04). O evento, que reuniu secretários, técnicos municipais e parceiros no Hotel Sonata de Iracema, discutiu o tema da saúde mental na Capital. &nbsp; O seminário faz parte da construção do Mapa da Saúde Mental, que será apresentado, de maneira pioneira no país, em julho deste ano. A coordenação da iniciativa é do Laboratório de Inovação de Fortaleza, da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), em parceria com as Secretarias Municipais da Saúde, Educação e Direitos Humanos e Desenvolvimento Social. &nbsp; O prefeito José Sarto celebrou a realização do evento e ponderou que a atenção à saúde mental é uma das prioridades da sua gestão. “Há tempos ando preocupado com a questão da saúde mental, principalmente dos jovens. Este seminário ocorre numa hora em que precisamos muito discutir o assunto, e tenho certeza que sairemos daqui com ideias e soluções para melhor cuidar desta área”, ressaltou o prefeito. &nbsp; Durante o evento, José Sarto anunciou também o envio de um projeto de lei à Câmara Municipal criando novos cargos na área de Saúde Mental para convocação de 58 profissionais, entre enfermeiros, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais e psicólogos. &nbsp; De acordo com a coordenadora do Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova), Taís Costa, o objetivo do encontro foi compartilhar as boas práticas da cidade e discutir de forma intersetorial a questão da saúde mental. "De maneira inovadora, Fortaleza está tratando dessa questão tão importante para a qualidade de vida da população. Estamos trabalhando de forma integrada para que o Mapa da Saúde Mental reúna os mais diversos dados e possa nortear políticas públicas para a área da saúde mental", afirma. &nbsp; Pedro de Paula, diretor executivo da Vital Strategies, enfatizou que a conjunção de dados e análises de diferentes áreas do conhecimento podem amplificar e melhorar as políticas públicas voltadas ao auxílio e à promoção da saúde psicossocial. “Esses dados, vindos de diferentes locais e pastas de Fortaleza, nos apresentam caminhos para como agir e mesmo prevenir questões relacionadas à saúde mental, impactando definitivamente na vida das pessoas”. &nbsp; Luciana Barrancos, gerente executiva do Instituto Cactus, comentou que um dos objetivos do seminário é propor e discutir um olhar que busque soluções preventivas para os problemas de saúde mental. “É preciso tratar a questão de forma preventiva, não adianta olhar e remediar apenas quando o problema se instalou. O Brasil é, atualmente, o país mais ansioso do mundo e o mais depressivo da América Latina. Para melhorar esses índices, os cuidados iniciais devem ser uma questão central”, comentou. &nbsp; Mapa da Saúde Mental &nbsp; O Mapa de Saúde Mental de Fortaleza será construído através do cruzamento de dados e da criação de um indicador base, capaz de verificar os territórios de maior vulnerabilidade relacionados à saúde mental. O projeto terá foco em crianças e adolescentes de 10 a 19 anos. Os resultados do monitoramento serão disponibilizados por meio de uma plataforma on-line contendo uma matriz com os indicadores monitorados e o índice composto. O Mapa pretende promover uma maior divulgação da importância dos impactos da saúde mental para a qualidade de vida, o bem-estar social e o desempenho na educação e no trabalho. &nbsp; Sobre a Vital Strategies &nbsp; A Vital Strategies é uma organização global de saúde que trabalha com governos e sociedade civil em 70 países, incluindo o Brasil, para projetar e implementar estratégias baseadas em evidências que abordam seus problemas de saúde pública mais prementes. Tem como objetivo ver os governos adotarem intervenções promissoras em escala o mais rápido possível. Para saber mais, acesse o site da organização ou siga as contas do Twitter, Facebook ou Instagram da Vital Strategies. &nbsp; Sobre o Instituto Cactus &nbsp; O Instituto Cactus é uma organização filantrópica e sem fins lucrativos, independente, que atua para ampliar e qualificar o debate com os cuidados em prevenção de doenças e promoção de saúde mental no Brasil. Fomenta projetos e iniciativas diversas de atenção psicossocial em todo país, apoiando o desenho e multiplicação de práticas de cuidado e a construção e implementação de políticas públicas, mirando especialmente para adolescentes e mulheres. Para saber mais, acesse o site do Instituto ou siga as contas do Twitter, Facebook, LinkedIn ou Instagram do Instituto Cactus.

Sarto anuncia envio de projeto de lei para criação de mais cargos na área da saúde mental

04 de abril de 2022 O prefeito José Sarto anunciou, nesta segunda-feira (04/04), o envio de Projeto de Lei à Câmara Municipal para criação de cargos para convocação de 58 profissionais do cadastro reserva do Edital 77/2018, referente ao concurso público para cargos de nível superior na área da saúde mental, entre enfermeiros, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais e psicólogos. &nbsp; “Estou enviando o projeto hoje mesmo para a Câmara de Vereadores. Após aprovação, vamos convocar esses profissionais de nível superior para reforçar o atendimento e nos ajudar a melhorar a abordagem de saúde mental em Fortaleza”, afirmou o prefeito José Sarto. O anúncio do Projeto de Lei que cria os novos cargos ocorreu durante o Seminário Intersetorial da Saúde Mental de Fortaleza, evento promovido pela Prefeitura em parceria com a organização global de saúde Vital Strategies e o Instituto Cactus. &nbsp; Durante o anúncio, o prefeito José Sarto frisou que a preocupação com a saúde mental do povo de Fortaleza, sobretudo dos jovens, é uma das prioridades da sua gestão. “O mundo moderno impõe desafios à saúde mental dos jovens, algo que já era notado desde antes da pandemia. É muito importante que a gente perceba, diagnostique e proponha políticas públicas de acompanhamento da saúde mental numa proposta intersetorial, articulando diferentes secretarias e institutos parceiros”, ressaltou. &nbsp; As novas contratações representam um investimento de R$ 271,2 mil por mês, que incrementará a Rede de Saúde Mental. O concurso para atuação na Rede de Atenção Psicossocial do Município (RAPS), realizado em 2018, convocou 88 profissionais, conforme previsto no edital. O contingente adicional de 58 profissionais será convocado após aprovação do Projeto de Lei pelos vereadores. &nbsp; A secretária municipal de saúde, Ana Estela Leite, reforçou a importância da preocupação com a saúde mental e celebrou o projeto de criação de novos cargos. “A saúde mental é de fundamental importância, pois perpassa todas as fases da vida. Nesse sentido, o prefeito José Sarto, entendendo a centralidade da questão, quer convocar esses 58 profissionais para atuarem na nossa rede”, comentou. &nbsp; A contratação efetiva realizada mediante concurso garante uma continuidade nos atendimentos aos pacientes. “O vínculo efetivo do profissional com o paciente na área da saúde mental é de extrema importância na continuidade do tratamento multiprofissional”, explica Arildo Lima, gerente da Célula de Saúde Mental de Fortaleza. &nbsp; Rede de Atenção Psicossocial &nbsp; A Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) de Fortaleza é composta por 23 equipamentos, sendo 15 Centros de Atenção Psicossocial (seis gerais, dois de atendimento infantil e sete de atendimento a dependentes de álcool e outras drogas), cinco unidades de acolhimento para dependentes químicos e três residências terapêuticas. &nbsp; Além disso, a Prefeitura dispõe de uma rede de apoio à internação com 25 leitos infantojuvenis na Sociedade de Assistência e Proteção à Infância de Fortaleza (Sopai) e 12 leitos para desintoxicação na Santa Casa de Misericórdia. &nbsp; A média mensal de atendimentos é 14,5 mil nos seis CAPS Gerais, 8,5 mil nos sete CAPS AD e 3,5 mil nos dois CAPS Infantis. Dentre as principais demandas atendidas estão: os transtornos mentais comportamentais, como autismo e esquizofrenia, episódios depressivos, distúrbio de conduta, bipolaridade, dependência de álcool e outras drogas, entre outros. &nbsp; O serviço é porta aberta, no qual o usuário pode procurar diretamente, ou ser encaminhado por um dos 116 postos de saúde da Capital, que atendem, entre outras necessidades, demandas de saúde mental. Nos CAPS é feita uma avaliação inicial e, de acordo com a necessidade do usuário, é feito o encaminhamento aos serviços de cada unidade. &nbsp; Convocação de profissionais &nbsp; Em 2018, além das vagas de ensino superior do Edital 77/2018, foram convocados, através do Edital 78/2018, 45 médicos para atuação na Rede de Atenção Psicossocial. Os profissionais são das especialidades clínico geral, neurologia pediátrica e psiquiatria. &nbsp;

Prefeitura lança edital de seleção de 1.484 alunos da Rede Municipal para o programa Programa Bolsa Nota Dez

04 de abril de 2022 A Prefeitura de Fortaleza divulga, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), nesta segunda-feira (04/04), a seleção dos alunos que atuarão como monitores do programa Bolsa Nota 10 neste ano letivo. Nesta etapa, serão selecionados 1.484 alunos, matriculados no 8º e 9º anos do Ensino Fundamental e na última etapa da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Além destes, 16 alunos finalistas da X Feira Municipal de Ciências e Cultura de Fortaleza, realizada em 2021, serão monitores do programa, totalizando 1500 estudantes contemplados. &nbsp; Editais &nbsp; Os alunos interessados devem realizar a inscrição na sua unidade escolar até o dia 08 de abril. A seleção será realizada por uma comissão formada por representantes da comunidade escolar (representação de professores, funcionários, pais) podendo ser o Conselho Escolar. O resultado com os alunos selecionados será divulgado no próximo dia 18 de abril. &nbsp; Assim como ano passado, para a seleção dos alunos serão observados aspectos como frequência escolar e as notas obtidas nas avaliações diagnósticas e internas. Cada aluno selecionado receberá uma bolsa de R$ 200. &nbsp; Bolsa Nota Dez&nbsp; O Programa Bolsa Nota Dez tem o objetivo de potencializar o conhecimento dos alunos, por meio da monitoria de atividades desenvolvidas, voltadas para o fortalecimento das ações pedagógicas e de projetos das unidades escolares. Ao todo, o programa prevê a oferta de 2.000 bolsas aos alunos matriculados na Rede Municipal. &nbsp; A ação, que já ofertou 2000 vagas em 2021, é um compromisso assumido no Plano de Governo e tem como propósito fortalecer o aprendizado e conceder bolsas de monitoria aos alunos do Ensino Fundamental. &nbsp; A monitoria é realizada por meio de atividades de ensino e aprendizagem, que contribuem para a formação integral do estudante e despertam o interesse por uma maior absorção de conhecimento, além de contribuir no desempenho estudantil do aluno monitor e do aluno monitorado, visando o compartilhamento de conhecimento e colaboração mútua e, ainda, criando um networking entre os próprios alunos. &nbsp; Além da questão pedagógica, a iniciativa prevê que todos os participantes sejam contemplados com bolsas de monitoria, estimulando nos alunos a dedicação à formação integral nos estudos escolares. &nbsp; As atividades de monitoria do Programa Bolsa Nota Dez ocorrem no turno que o aluno está regularmente matriculado e/ou no contraturno das aulas escolares, com duração máxima de 12 horas semanais.

Sarto participa da inauguração da primeira etapa do Centro Integrado de Segurança Pública

01 de abril de 2022 O prefeito de Fortaleza, José Sarto, participou da inauguração da primeira etapa do Centro Integrado de Segurança Pública Paulo Bonavides (Cisp) nesta sexta-feira (01/04). O Cisp, localizado no bairro Aeroporto, é um novo equipamento do Governo do Estado e tem por objetivo integrar as sedes e as operações de diversos órgãos e núcleos da segurança pública do Estado. &nbsp; Na ocasião, o prefeito José Sarto celebrou o novo empreendimento e relembrou que Fortaleza já conta com uma iniciativa de integração semelhante realizada em conjunto com outros municípios da região metropolitana. “Este Centro Integrado auxilia bastante a segurança da capital. Meses atrás, eu e os demais prefeitos decidimos também por integrar as Guardas Municipais da região metropolitana. Já existe entre elas toda uma articulação fluida na aquisição de equipamentos e treinamento. Assim, a integração proposta por este novo centro, com certeza, irá beneficiar muito a todos.”, comentou. &nbsp; O Cisp abrigará as sedes administrativas de diferentes esferas de atuação da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Governo do Estado (SSPDS), visando maior eficiência administrativa, operacional e logística. Nesta sexta-feira, foram inauguradas as estruturas físicas do Centro de Convivência e da nova sede do Corpo de Bombeiros Militar (CBMCE). &nbsp; O Governador do Ceará, Camilo Santana, comentou que o Cisp faz parte de um longo percurso de melhorias realizadas na segurança pública do estado e frisou o caráter inovador do empreendimento. “Este será o mais moderno e completo Centro Integrado de Segurança do Brasil, e iremos oferecer o melhor para nossos profissionais. Temos um objetivo: trabalhar para garantir maior segurança para todo o povo do Ceará e de Fortaleza”, relatou Camilo. &nbsp; Durante a inauguração, o titular da Secretaria Municipal de Segurança Cidadã (Sesec), cel. Eduardo Holanda, também apontou que o novo Centro Integrado é um ganho para o Governo do Estado e para Fortaleza. “O Cisp é uma forma das forças que integram a Segurança Pública se aproximarem, é bom para o estado e para o povo de Fortaleza, já que está localizado na nossa cidade. O Estado e a Prefeitura têm uma parceria de muitos anos, e nós trabalhamos a segurança de força integrada, já que a Guarda Municipal tem um papel importante no auxílio da segurança de todos”, comentou. &nbsp; O projeto do Cisp é desenvolvido pela Superintendência de Obras Públicas (SOP). O investimento para a construção do novo complexo é de R$ 155 milhões, com recursos oriundos do Tesouro do Estado. Além do Centro de Convivência e do Corpo de Bombeiros Militar, o Cisp integrará as novas sedes da SSPDS, da Polícia Militar (PMCE), da Polícia Civil (PCCE), da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) do Centro Integrado de Inteligência, e terá interligação com a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) &nbsp; O Cisp possui uma área aproximada de 35 mil metros quadrados. O projeto inclui as novas sedes governamentais e serviços de urbanização e paisagismo, com a manutenção de zonas verdes, a implantação de academia ao ar livre, pista de cooper, brinquedo-praça e areninha.

Fortaleza tem saldo de mais de 5 mil empregos em fevereiro, aponta Caged

31 de março de 2022 Fortaleza registrou crescimento na geração de empregos formais com carteira assinada, alcançando um saldo positivo de 5.287 vagas de emprego, entre admissões (25.581) e desligamentos (20.294) de trabalhadores, puxados pelo setor de serviços (4.265) e construção (1.562). Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência, referentes ao mês de fevereiro e foram divulgados nesta terça-feira (29/03). &nbsp; Boletim Caged - fevereiro 2022 &nbsp; A capital cearense alcançou o primeiro lugar no saldo de empregos gerados no Norte e Nordeste. Do saldo global de empregos gerados no Estado do Ceará (8.047), Fortaleza respondeu por 65,7% dessas vagas, seguida dos municípios de Caucaia (468 ou 5,8%), Juazeiro do Norte (395 ou 4,9%), Barbalha (356 ou 4,4%), Eusébio (331 ou 4,1%). Vale destacar que a capital alcançou assim, dentre as capitais do Brasil, o sétimo lugar no saldo de empregos gerados. &nbsp; Em estoque de empregos formais, Fortaleza ocupa o 6º lugar dentre as capitais do Brasil, com mais 650.841 trabalhadores com carteira assinada. "Os números são muito positivos e refletem o momento de retomada gradual da economia, inclusive tendo o melhor saldo nos últimos 10 anos para este mês, destacando-se o setor de serviços e construção civil", enfatiza o secretário do Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Nogueira.

Juventude Digital tem projeto aprovado no programa Janela GNova, do Governo Federal

31 de março de 2022O programa Juventude Digital foi selecionado pelo Laboratório de Inovação do Governo Federal (GNova) e vai receber uma mentoria com foco na empregabilidade dos alunos formados pelo JD. O projeto “Não é só uma capacitação: como promover a inclusão produtiva na inclusão digital”, de Fortaleza, foi um dos nove projetos selecionados no país. &nbsp; A coordenadora do Juventude Digital, Ianna Brandão explica que a inclusão produtiva dos jovens é um dos principais objetivos do JD. “O Juventude Digital surgiu pensando na empregabilidade dos jovens. A gente tem avançado bastante e agora estamos entrando nesse momento de conectar o jovem com o mercado e com as empresas, de entender as habilidades que precisamos ajudá-los a desenvolver”, afirma. &nbsp; O processo de mentoria começa no dia 04 de abril e será conduzido de forma remota por meio de encontros síncronos e assíncronos. “Essa seleção veio neste momento em que a gente está desenhando esse processo de inclusão dos alunos no mercado de trabalho. Então essa parceria vai ser essencial para que a gente consiga estruturar isso e ter bons resultados com jovens empregados”, complementa Ianna. &nbsp; Lançado em 2019, o Janela GNova é um programa do GNova, que oferece orientação metodológica e apoio na execução de um projeto que busque solucionar ou agregar valor na solução de um problema público, de forma inovadora. &nbsp; Juventude Digital &nbsp; Coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova) e executado em parceria com as Secretarias de Educação e de Juventude, o Juventude Digital é uma política pública permanente que tem como objetivo a inclusão digital de jovens através da capacitação e formação de profissionais na área de tecnologia. &nbsp; Em 2021, o JD capacitou 3.600 jovens nos três eixos de atuação: JD 9º ano, voltado para alunos da rede municipal; JD Mercado, com cursos de programação e design; e JD Games, com cursos específicos na área de jogos digitais, com atividades em parceria com o Sebrae-CE. A meta deste ano é formar 12.500 jovens.

Cidades inteligentes: Fortaleza compartilha experiências inovadoras com cidades parceiras da União Europeia

24 de março de 2022 Representantes do Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor), da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação (Citinova), estão em Curitiba participando de um encontro de troca de experiências com cidades e regiões selecionadas pelo Programa IURC Latin America (International Urban and Regional Cooperation), da União Europeia. Além de Fortaleza, estão presentes Mar del Plata (Argentina), Piura (Peru), Puerto Montt (Chile), Silésia (Polônia), Manaus e Paraná (Brasil). Os representantes desses países também estão participando da 3ª edição do Smart City Expo Curitiba 2022, que deve reunir 10 mil pessoas de 30 nacionalidades até amanhã na capital do Paraná. &nbsp; A coordenadora do Labifor, Taís Costa, explica que o encontro promovido pela União Europeia tem o objetivo de estimular a troca de informações e experiências entre as diferentes cidades e regiões em busca de novas soluções para os problemas urbanos. "Nós apresentamos como o Labifor trabalha, mostrando como a inovação, a tecnologia e a análise de dados estão presentes nos projetos de Fortaleza, como os Microparques, o Ponto do Entregador e o Parada Segura", afirma. &nbsp; Em relação à parceria com a União Europeia, Taís Costa diz que Fortaleza foi selecionada no ano passado para desenvolver um plano conjunto de desenvolvimento urbano sustentável, com foco em economia circular e resíduos sólidos, com a cidade alemã de Essen. &nbsp; Fortaleza cidade inteligente &nbsp; Fortaleza ocupa o primeiro lugar no Ranking de Serviços de Cidades Inteligentes 2021, elaborado pela consultoria Teleco e divulgado em novembro de 2021 pela Conexis Brasil Digital e pela Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel). Já em relação às 100 maiores cidades do país, a capital cearense ficou em terceiro lugar, atrás de Uberlândia e Campo Grande. &nbsp; No Ranking Connected Smart Cities, Fortaleza é a segunda cidade do Nordeste com os melhores indicadores e a 22ª do Brasil. Divulgado em setembro do ano passado, o ranking analisou 677 cidades brasileiras com mais de 50 mil habitantes.

Prefeitura lança Atlas do Capital Humano de Fortaleza

23 de março de 2022 A Prefeitura lançou, nesta quarta-feira (23/03), o Atlas do Capital Humano de Fortaleza. A solenidade de apresentação do projeto aconteceu na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e contou com a presença do prefeito de Fortaleza, José Sarto, e do titular do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor) e vice-prefeito da capital, Élcio Batista. &nbsp; O Atlas do Capital Humano de Fortaleza apresenta um panorama sobre a formação profissional e educacional na cidade. Como pontuou o prefeito José Sarto, “o Atlas do Capital Humano visa ser um diagnóstico sobre o material humano, sobre os trabalhadores do mercado de trabalho na nossa cidade. Esse diagnóstico ficará disponível por meio de um mapa interativo, aberto a todas e todos que o queiram acessar”. &nbsp; Produzido em formato de relatório anual e de painel dinâmico e interativo de indicadores, o Atlas é uma plataforma analítica com dados descritivos sobre os profissionais da capital. O objetivo do Atlas é gerar informações sobre educação básica, educação profissional de nível médio e superior e a formação profissional de curta duração, para compreender como a construção e o investimento em capital humano estão relacionados ao desenvolvimento econômico de Fortaleza. &nbsp; Durante o lançamento, o superintendente do Iplanfor e vice-prefeito da capital, Élcio Batista, argumentou que o Atlas do Capital Humano de Fortaleza poderá proporcionar melhorias no desenvolvimento social e econômico da cidade. “Muitas vezes, uma empresa pode sair ou não se estabelecer numa cidade por desconhecer o capital humano que ela oferece. Aqui é o contrário, nós estamos oferecendo dados do nosso capital humano para as empresas e, coletaremos informações sobre as dificuldades delas em encontrar esse capital. Isso nos ajudará a melhor formar as pessoas, a fim de que elas não percam oportunidades na nossa cidade”, comentou. &nbsp; Ricardo Cavalcante, presidente da Fiec, compartilhou da percepção de que o projeto do Atlas do Capital Humano de Fortaleza trará incrementos econômicos para a cidade. “É um projeto que ajuda as pessoas a compreender onde elas podem conseguir recursos e, para aquelas que já dispõem de recursos, saber onde alocá-los”, argumentou. &nbsp; A solenidade de lançamento do Atlas do Capital Humano de Fortaleza contou ainda com palestra da socióloga Neca Setubal, presidente da Fundação Tide Setubal, organização focada no trabalho social em periferias urbanas. Para Neca Setubal, o projeto do Atlas é fundamental para o melhor entendimento das diferentes possibilidades do mercado de trabalho atual. “No mundo em que estamos vivendo, tendo em vista a complexidade dos temas, é muito importante dispor de informações, dados e evidências. Estes devem embasar as nossas políticas públicas”, comentou. &nbsp; Operando com um volume grande de informação, o painel de indicadores do Atlas permitirá a gestores da educação pública e particular, a entidades do terceiro setor, ao poder público e ao público em geral, acessar informações atuais e séries históricas dos conjuntos de dados da capital cearense. &nbsp; Plataformas analíticas &nbsp; Realizado pela Prefeitura de Fortaleza, por meio do Instituto de Planejamento (Iplanfor), o Atlas é um produto específico de uma das metas da instituição, que é a organização de plataformas analíticas de dados. &nbsp; A Prefeitura de Fortaleza está cada vez mais interessada em realizar uma gestão célere, baseada em evidências, uma vez que agregar diferentes dados sobre a cidade norteia a tomada de decisões da gestão municipal. Trata-se do primeiro atlas a vir a público, antecedendo o Atlas da Economia, com lançamento previsto para o segundo semestre de 2022. &nbsp; O Atlas é um produto sobre o capital humano, mas é mais do que isso, inaugura um passo importante para a realização de estudos e pesquisas sobre a cidade, pois está baseado em valores como a política de dados abertos, o compartilhamento de tecnologia, o uso de softwares livres e o aperfeiçoamento de servidores municipais no uso das técnicas e ferramentas mais atuais de análises estatísticas. Quanto mais ampla for a capacidade analítica da prefeitura, mais rapidamente Fortaleza estabelecerá uma base sólida para o desenvolvimento sustentável. &nbsp; Para além das análises numéricas, o Atlas do Capital Humano de Fortaleza 2022 vai fomentar uma discussão na cidade com o objetivo de reorientar currículos, formações e didáticas, que podem se tornar mais voltadas para a resolução de problemas. A formação profissional é um importante momento na vida dos indivíduos. Estudantes de diferentes níveis de formação profissional, bem orientados, podem participar ativa e criticamente da dinâmica contínua de (re)construção e orientação da cidade em que desejam habitar. &nbsp; O Atlas traz um recorte para Fortaleza baseado em dados de cursos de curta duração (menos de 800 horas) fornecidos ao Iplanfor, assim como em dados do censo escolar e da educação superior (para cursos com mais de 800 horas). Os censos nacionais são realizados anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) do Ministério da Educação (MEC).

Dia Mundial da Água: Prefeitura divulga balanço da limpeza dos recursos hídricos no primeiro bimestre

21 de março de 2022 Com o objetivo de manter limpos e conter riscos de inundação e alagamentos, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria da Gestão Regional (Seger), está executando a limpeza de canais, lagoas e bocas de lobo em toda a cidade. &nbsp; Somente nos meses de janeiro e fevereiro de 2022, foram recolhidas 17.224,74 toneladas de lixo e aguapés desses espaços. No primeiro bimestre, 74 canais e lagoas foram limpos, além de desobstruídos mais de 1.570 bocas de lobo em diversos bairros de Fortaleza. &nbsp; As intervenções nos recursos hídricos da capital são adotadas como medidas preventivas e fazem parte do plano de trabalho do Comitê da Quadra Chuvosa. Para a realização dos serviços, a gestão conta com equipes de trabalhadores e o auxílio de retroescavadeiras, escavadeiras hidráulicas e caminhões multiuso. Além de lixo, as ações de limpeza recolhem móveis velhos, dejetos, recicláveis e aguapés. &nbsp; No ano passado, foram recolhidas 83.266,45 toneladas de lixo e aguapés, totalizando a limpeza de 113 canais e 33 lagoas. No mesmo período, a Prefeitura também realizou a desobstrução de 5.430 bocas de lobo. &nbsp; Dentre os recursos hídricos que receberam ação de limpeza no primeiro bimestre deste ano, estão as lagoas da Parangaba, Jacarey (Cidade dos Funcionários) e do Mel (Cristo Redentor), além dos riachos Pajeú e Maceió, no Centro e nos bairros Varjota e Mucuripe, respectivamente. Também receberam intervenções o Canal das Pedrinhas (Bonsucesso), Canal da Rua Girassol (Vila Velha), Canal do Parque Rio Branco (Joaquim Távora), Canal do Lagamar (São João do Tauape), Canal Malvinas e Canal Pio Saraiva (Quintino Cunha), Canal Joaquim Pinto (Cidade dos Funcionários), Canal Praça das Lavadeiras (Luciano Cavalcante), Canal do Rio Coaçú (Sabiaguaba), Canal da Betel (Dendê/Mondubim), Canal Antenas (Henrique Jorge), Canal da Comunidade do Capim (Conjunto Ceará) e os canais dos bairros São Gerardo, Bom Jardim, José Walter, Jangurussu, Parque São José e Genibaú. &nbsp; População é grande aliada na limpeza de recursos hídricos &nbsp; Manter os recursos hídricos limpos é uma ação que exige a parceria entre o poder público e a população. Com atitudes simples, o cidadão pode contribuir com a conservação das lagoas e canais, além de colaborar na prevenção de inundações e alagamentos, ocasionados, muitas vezes, pelas bocas de lobo cheias de lixo. &nbsp; Uma dessas medidas é a correta destinação do lixo, atentando-se para os dias e locais adequados para o despejo. A população deve ficar atenta ao cronograma de coleta de lixo domiciliar. Realizada três vezes por semana em todos os bairros de Fortaleza, sempre às segundas, quartas e sextas-feiras ou terças, quintas e sábados, a ação visa evitar que pontos de lixo sejam criados e que esse material possa ser levado para recursos hídricos pela água da chuva. “O lixo descartado na rua fora do dia da coleta pode ser levado pela água em dias de chuvas e obstruir bocas de lobo, poluir canais e gerar alagamentos”, explica Plácido Macedo, coordenador da Limpeza Pública da Secretaria da Gestão Regional (Seger). Vale ressaltar que o bairro Centro, pelo grande perfil comercial, atualmente, recebe limpeza diariamente serviço de coleta de lixo. &nbsp; Outro ponto a ser observado pela população é o descarte correto de material reciclado e entulho. Atualmente, Fortaleza conta com 90 Ecopontos, todos com funcionamento de segunda-feira a sábado, das 8h às 12h e das 14h às 17h. Os Ecopontos são locais adequados para o descarte gratuito de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. “A população deve ser consciente e parceira do serviço público e direcionar esse tipo de material para os Ecopontos e não descartar em canais e lagoas, por exemplo, pois além de poluir esses espaços, o lixo ainda pode ocasionar em inundações e alagamentos”, ressalta Plácido. &nbsp; Dia Mundial da Água &nbsp; A Prefeitura de Fortaleza mantém uma série de ações com o objetivo de cuidar dos recursos hídricos da cidade. São ações realizadas de forma cotidiana e intersetorial, que visam cuidar e manter o controle diante dos cuidados necessários para a preservação dos recursos hídricos da capital. &nbsp; Monitoramento da qualidade da água de recursos hídricos&nbsp; Por meio da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), a Prefeitura de Fortaleza executa o Projeto de Monitoramento dos Recursos Hídricos e Estações de Tratamento de Efluentes (ETEs) do município. &nbsp; Por meio de análises laboratoriais, a qualidade da água dos recursos hídricos é monitorada quanto à balneabilidade e o controle de poluição, totalizando 28 lagoas, lagos e açudes e 13 rios e riachos. &nbsp; As ETEs são monitoradas para verificar se o efluente final atende aos padrões de lançamento definidos pela Resolução Coema no 02/2017, sendo 20 amostras por mês. Os parâmetros são os seguintes: temperatura; materiais sedimentáveis; materiais flutuantes; sólidos suspensos totais; pH; Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO); substâncias solúveis em hexano; sulfeto; Escherichia coli e coliformes termotolerantes. &nbsp; Programa Fortaleza Cidade Sustentável – Águas da Cidade&nbsp; Também executado pela Seuma, o Programa Fortaleza Cidade Sustentável, através da vertente "Águas da Cidade", tem o objetivo de tornar a orla de Fortaleza 100% balneável. Para isso, a Prefeitura de Fortaleza dispõe dos seguintes projetos: &nbsp; - Se Liga na Rede: visa realizar a ligação de até 2.500 imóveis de baixa renda, situados na bacia da vertente marítima, à rede de esgoto, além da fiscalização de 13 mil imóveis. Nessa escala, até o presente momento foram obtidos 1.074 aceites, finalizadas 335 ligações, 73 ligações estão em execução, além de mais 2.506 imóveis fiscalizados. &nbsp; - Captação em Tempo Seco: interceptação dos efluentes nas saídas das galerias pluviais em área de praia por meio de instalação de bombas que redirecionarão os mesmos para a rede de esgoto, com destinação final na estação de tratamento. O Projeto é dividido em duas fases. A primeira consiste no desenvolvendo dos estudos de alternativas e elaboração dos projetos para as obras de captação em tempo seco. A segunda é a execução das obras. &nbsp; - Vídeo Inspeção de Galerias de Drenagem: o projeto consiste na localização de pontos onde despejos indevidos estão ocorrendo e a captação em tempo seco intercepta este ponto, fechando o mesmo, para evitar que chegue ao mar, rios ou riachos. Em alguns dos casos é possível identificar e notificar o imóvel que comete a infração de não estar ligado à rede de coleta de esgotos. &nbsp; Fiscalização de águas servidas e de poluição de águas e legislação&nbsp; Ações rotineiras realizadas pela Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) verificam a presença de águas servidas despejadas de forma irregular nas vias e calçadas da cidade. Fiscais da Agefis, em parceria com técnicos da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), verificam os imóveis que não estão interligados à rede pública de esgoto, bem como os imóveis que lançam efluentes de forma irregular na rede pública de esgoto e/ou nas galerias pluviais e recursos hídricos. &nbsp; De 2020 até agora, foram realizadas 1.351 fiscalizações de águas servidas na cidade. Já de 2018 para cá, exatamente 99 fiscalizações foram realizadas diante de casos de poluição hídrica. &nbsp; De acordo com o artigo 920 do Código da Cidade,"despejar águas servidas e resíduos sólidos nos logradouros públicos ou terrenos vagos ou subutilizados é uma infração grave e tem como penalidade multas que vão de R$ 90,00 a R$ 14.400,00". &nbsp; Wetlands &nbsp; Presentes no Parque Raquel de Queiroz, as wetlands são ambientes inundados com sistema de tratamento de água que dispõe de microrganismos vivos para reduzir a poluição local. São 9 microlagoas que utilizam o sistema natural com plantas aquáticas para a chamada "fitorremediação e decantação". Trata-se de um método inovador implantado no trecho 6 do Parque, que beneficia fauna e flora da região.

Fortaleza adere à campanha da ONU de zerar emissão de poluentes até 2050

04 de agosto de 2021 A Prefeitura de Fortaleza assinou, nesta quarta-feira (04/08), a adesão à campanha Race to Zero (Correndo ao Zero), agenda global promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU) que tem a meta de zerar as emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050. O ato ocorreu em Brasília (DF), durante o evento “Fechando o Ciclo de Ambição com a Corrida ao Zero no Brasil” e demarcou compromissos assumidos pelo Município, que incluem a criação de ruas verdes, redução da poluição do ar, desenvolvimento de edifícios com zero carbono, avanços em sistemas energéticos resilientes e sustentáveis, dentre outros. A secretária do Urbanismo e Meio Ambiente, Luciana Lobo, representou o prefeito José Sarto na solenidade. &nbsp; De acordo com o prefeito, a debate sobre o clima precisa ser feito com seriedade, sem negacionismos, e, com a adesão à campanha, a Capital reafirma esse compromisso. “Queremos que Fortaleza seja protagonista nesse debate sobre o futuro, mas que requer ações desde agora, com práticas sustentáveis, com políticas de incentivo e iniciativas que preservem o meio ambiente, estimulando uma mudança de cultura. A questão climática tem pautado o mundo inteiro e a adesão de Fortaleza ao Race to Zero mostra o nosso compromisso com essa importante agenda”, afirmou o prefeito. &nbsp; Com a adesão à Race to Zero, Fortaleza une-se a mais de 700 cidades, centenas de instituições de ensino superior, lideranças empresariais e políticas em um elo para chegar ao fim das emissões líquidas de carbono zero até 2050. Além disso, deixa ainda mais claro o comprometimento da cidade com o planejamento de ações de mitigação e adaptação no contexto das mudanças climáticas. “Ser parte dessa agenda global significa empenhar-se por um bem universal e coletivo que representa a continuidade da vida para as gerações futuras”, destacou Luciana Lobo. &nbsp; O encontro desta quarta-feira teve a presença também de Alok Sharma, presidente da COP-26 (Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática de 2021). &nbsp; Ano passado, Fortaleza concluiu o Plano Local de Ação Climática (PLAC), documento que demonstra como a cidade se planeja estrategicamente para reduzir as emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE) e para se adaptar às consequências da mudança climática. O PLAC busca proporcionar um alinhamento entre as ações planejadas, a legislação e os compromissos firmados pelo município, além de atualizar as metas e ações definidas anteriormente no seu Plano de Baixo Carbono. A cidade faz parte, desde 2012, da Rede ICLEI (Governos Locais pela Sustentabilidade) e ocupa um assento no Comitê Executivo Regional para América do Sul (RexCom), o órgão máximo da governança da Rede, que representa os membros do ICLEI na região.

Bicicletários nos terminais movimentam 2.500 bicicletas ao mês promovendo integração com ônibus

16 de fevereiro de 2022 Promover a integração entre o transporte público e as bicicletas particulares dos passageiros de Fortaleza. Essa é a finalidade do funcionamento dos bicicletários que movimentaram em média 2.500 bicicletas ao mês em 2021 nos quatro terminais de ônibus de Fortaleza: Siqueira, Antônio Bezerra, Parangaba, Messejana. O terminal mais movimentado em janeiro de 2022 foi o Parangaba com 1.015 bicicletas ao mês. Logo depois, o Antônio Bezerra, com 881 bicicletas, seguidas de Siqueira, 602 e Messejana, 16. &nbsp; Para utilizar, basta realizar o cadastro junto à coordenação dos terminais, estacionar a bicicleta com trancas próprias, podendo retirá-la em até 48h. Instalados ao lado dos terminais, os espaços são administrados pela Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) em parceria com a Socicam. &nbsp; Oferecendo segurança aos passageiros, a proposta é incentivar a economia e integração entre o modal não-poluente bicicleta com o transporte coletivo. Assim, o usuário pode sair de casa com sua bicicleta, estacionar no terminal e retornar com segurança, evitando pagar passagem de um trecho, por exemplo, do bairro para o terminal. Atualmente, a malha cicloviária de Fortaleza chega a 407,7 km de ciclovias e ciclofaixas. Com isso, as bicicletas passaram a integrar um modal ativo na cidade para fins de transporte e deslocamento, não somente, esporte e lazer. &nbsp; Redução de gases efeito estufa &nbsp; Inaugurado em 2016, os bicicletários fizeram parte do projeto UrbanLeds, desenvolvido pela Organização Não Governamental Governos Locais pela Sustentabilidade (Iclei), entidade ligada à Organização das Nações Unidas (ONU) para enfrentamento às mudanças climáticas. Fortaleza foi escolhida como cidade-modelo do programa e elaborou, com o apoio internacional, o primeiro Inventário de Gases do Efeito Estufa (GEE), apresentado em 2014. No estudo, os transportes foram apontados como principais responsáveis pelas emissões de poluentes para a atmosfera. &nbsp; Em novembro de 2021, a cidade recebeu conceito A- em relatório de informações relacionados às mudanças climáticas elaborado pela Plataforma Unificada CDP & Iclei, que integra instituições de relatórios de impactos ambientais e promoção de desenvolvimento sustentável, respectivamente. &nbsp; A parceria com o Iclei proporcionou ao município além da elaboração de Inventários dos Gases de Efeito Estufa (GEE), a criação do Fórum de Mudanças Climáticas de Fortaleza (Forclima), o apoio na elaboração da Política de Desenvolvimento Urbano de Baixo Carbono de Fortaleza e a concepção do Plano Local de Ação Climática (PLAC) que atualizou o Plano de Baixo Carbono do Município de Fortaleza. &nbsp; Serviço Bicicletários públicos nos terminais da Cidade Horário de funcionamento: 6h às 23h Locais: terminais Siqueira, Antônio Bezerra, Parangaba, Messejana

Fortaleza sedia programa internacional de segurança viária

21 de março de 2022 Referência na redução de mortes e lesões no trânsito, Fortaleza sediará pela primeira vez o programa Re:act de segurança viária. O projeto será lançado nesta terça-feira (22/08), a partir das 8h, na Universidade de Fortaleza (Unifor). &nbsp; Fortaleza será uma das duas cidades brasileiras selecionadas para participar do programa Re:act de segurança viária. A iniciativa, que conta com o apoio da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), em parceria com a Vital Strategies e JDDecaux, consiste na promoção de um concurso para estudantes universitários, onde os alunos devem criar campanhas de mudança de comportamento, para jovens de 18 a 25 anos, sobre a adoção de condutas mais seguras no trânsito. &nbsp; Os trabalhos serão julgados por uma comissão formada pelo setor público, professores e iniciativa privada, que selecionarão a campanha de segurança no trânsito mais atraente. A ideia é que a campanha seja, ao final, desenvolvida e lançada ao público no segundo semestre deste ano. &nbsp; Fortaleza é destaque &nbsp; No Brasil, apenas Fortaleza e São Paulo participam do projeto. “Nossa cidade tem se destacado na mobilidade urbana, com resultados importantes, incluindo a diminuição de lesões e mortes no trânsito. Isso se deve a uma administração pública comprometida com as melhores práticas, que prioriza os usuários vulneráveis e do transporte público", reforça o prefeito José Sarto. &nbsp; Além da Capital, outras 11 cidades ao redor do mundo estão recebendo o programa em 2022, como os Estados Unidos, Reino Unido e Austrália. Vale ressaltar que o feedback nos locais por onde a iniciativa já passou mostraram, consistentemente, que o Re:act é eficaz quando se tratar de aumentar a conscientização dos jovens usuários das vias, dando-lhes voz na segurança do trânsito. &nbsp; Segurança viária &nbsp; Como resultado das políticas públicas de mobilidade urbana e segurança viária, Fortaleza foi uma das primeiras cidades no mundo a atingir a meta da Organização das Nações Unidas (ONU) ao reduzir pela metade a taxa de mortes no trânsito. O resultado foi alcançado em 2019 e de lá pra cá os índices vem se mantendo em queda. &nbsp; Em 2020, o número de óbitos apresentou redução pelo sexto ano consecutivo. A Capital contabilizou uma queda de cerca de 51% no quantitativo de vítimas fatais a cada 100 mil habitantes, saindo de 14,7 em 2014 para 7,2 em 2020. &nbsp; Em 2014, os acidentes de trânsito foram a quinta causa de morte na cidade, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Em 2020, a posição no ranking caiu para a 16ª, ocupando o melhor lugar até o momento.

Prefeitura de Fortaleza é vencedora do mais importante prêmio internacional de segurança viária

15 de dezembro de 2021 A Prefeitura de Fortaleza foi uma das vencedoras do Road Safety Awards, principal prêmio mundial que reconhece ações desenvolvidas para a segurança no trânsito. O projeto Esquina Segura foi reconhecido na categoria Gestão da Segurança no Trânsito. A iniciativa de reforço na sinalização começou a ser implementado em 2017 pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) em parceria com a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária. &nbsp; Fortaleza foi a única cidade do Brasil reconhecida pela edição de 2021. Outras 13 iniciativas ao redor do mundo foram agraciadas pelo prêmio em diferentes categorias. Em anúncio enviado ao prefeito José Sarto, o projeto é considerado como "uma ação de curto prazo para redução de mortes e lesões no trânsito de Fortaleza". Nas palavras do Príncipe Michael de Kent, membro da família real britânica e que apresenta a premiação, o Esquina Segura é "um exemplo que deve ser replicado ao redor do mundo". &nbsp; O prefeito José Sarto celebrou a conquista e enfatizou o reconhecimento à política de mobilidade urbana de Fortaleza. “Essa é mais uma demonstração do nosso compromisso com a segurança viária. Com o projeto ‘Esquina Segura’, reafirmamos essa política bem-sucedida, que prioriza o pedestre, facilitando travessias, encurtando o trajeto entre as calçadas. Uma iniciativa que se soma a outras com a mesma premissa de reduzir o risco de acidentes. Parabéns a toda a equipe da AMC”, afirmou. &nbsp; Com o Esquina Segura, condutores têm mais visibilidade ao cruzar vias. A intervenção inclui o alargamento de calçada exclusiva para pedestre e tem como objetivo reduzir a prática de estacionar nas esquinas, melhorar a percepção dos usuários acerca do limite de 5 metros e facilitar a visibilidade dos condutores. Com isso, os pedestres têm o tempo de travessia encurtado, diminuindo os riscos de acidentes. &nbsp; Atualmente, mais de 400 cruzamentos de Fortaleza possuem o reforço da sinalização. De acordo com pesquisa da AMC desenvolvida em parceria com a Universidade Federal do Ceará, o projeto reduziu em 61% o número de acidentes com vítimas nos locais onde houve a intervenção. Com a pandemia, a entrega presencial do prêmio, realizada em Londres, na Inglaterra, está suspensa.

Mobilidade de Fortaleza é destaque em relatório internacional da OECD

24 de fevereiro de 2022 As boas práticas de mobilidade urbana de Fortaleza foram destaque em mais uma edição do relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD - Paris), publicado em fevereiro deste ano. A publicação, que reúne as melhores experiências internacionais em soluções de Desenho Viário e Gerenciamento de Tráfego, citou os projetos Esquina Segura, Praças e Calçadas Vivas. &nbsp; Leia o relatório &nbsp; De acordo com a superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Juliana Coelho, o reconhecimento é mais uma demonstração do compromisso da gestão municipal com a segurança viária. "Nos últimos anos quebramos paradigmas na forma das pessoas se deslocarem pela cidade. Incentivamos a ocupação dos espaços públicos, priorizando pedestres e reduzimos acidentes ao reforçarmos a sinalização e fiscalização preventiva", esclarece. &nbsp; Esquina Segura &nbsp; A intervenção inclui o alargamento de calçada exclusiva para pedestre e tem como objetivo reduzir a prática de estacionar nas esquinas, melhorar a percepção dos usuários acerca do limite de cinco metros e facilitar a visibilidade dos condutores, além de diminuir os riscos de acidentes. &nbsp; Atualmente, mais de 400 cruzamentos de Fortaleza possuem o reforço da sinalização. De acordo com pesquisa da AMC desenvolvida em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC), o projeto reduziu em 61% o número de acidentes com vítimas nos locais contemplados com a medida. &nbsp; Além do destaque no relatório, o programa recebeu o Prince Michael International Road Safety 2021, a mais importante premiação que reconhece boas praticas para a promoção da Segurança no Trânsito. Nas palavras do Príncipe Michael de Kent, membro da família real britânica e que apresenta a premiação, o Esquina Segura é "um exemplo que deve ser replicado ao redor do mundo". &nbsp; Praças e Calçadas Vivas &nbsp; O projeto Praças Vivas consiste em um conjunto de intervenções de baixo custo que visa ocupar de forma democrática espaços da malha viária da cidade com requalificação e sinalização para a proteção dos usuários mais vulneráveis. O projeto é realidade em 13 bairros da Capital. &nbsp; No caso das Calçadas Vivas, os pedestres são priorizados e conseguem caminhar de modo mais seguro devido à ampliação e requalificação das áreas de passeio. Na Rua Barão do Rio Branco, exemplo citado no relatório, o número de pedestres utilizando a pista reduziu em 92% após a intervenção. Os carros trafegando acima de 30km/h e 40km/h diminuíram em 65% e 84%, respectivamente. Tais indicadores mostram uma melhoraria na segurança viária da região.

Família de jovem com deficiência tem acessibilidade garantida por obra de urbanização da Prefeitura no Parque Presidente Vargas

10 de janeiro de 2022 As obras do Programa de Infraestrutura em Educação e Saneamento de Fortaleza (Proinfra) seguem avançando e melhorando a qualidade de vida das pessoas residentes dos bairros mais vulneráveis de Fortaleza. As intervenções já foram concluídas em boa parte do bairro Parque Presidente Vargas (Regional 10), onde a moradora Rana Sousa, mãe do jovem com paralisia cerebral Ítalo, de 15 anos, já se beneficia do direito à acessibilidade. Habitante da região desde os quatro anos de idade, hoje com 41, Rana conviveu com buracos, lamas e acúmulo de lixo cotidianamente. O quadro se agravou ainda mais quando passou a transportar, sozinha, a cadeira de rodas do filho. “Como tenho ele, preciso ir a médicos para fazer os acompanhamentos e dependo muito do metrô e dos ônibus adaptados. Eu levo ele a pé, então era muito difícil, e eu sofria com a distância”. &nbsp; Agora, conseguindo se locomover com maior facilidade e sem riscos de acidente, Hana, que também é líder de um projeto social dedicado a pessoas com deficiência, comemora as melhorias. “O bairro está sendo totalmente urbanizado, com pavimentação, drenagem e esgoto. As ruas tem esse piso maravilhoso, quando chove, não fica nada, não tem mais lama, e nem perdemos o acesso”, descreveu. &nbsp; Rana se sente orgulhosa em poder conduzir a cadeira de rodas do filho sem medo de quebrá-la. “Eu sempre andava com duas rodas. Vocês não têm noção do que estou sentindo hoje, fico até emocionada, porque é um orgulho poder empurrar as quatro rodas tranquilamente, sem ter medo de queda, sem atolar e nem me preocupar em quebrar a cadeira dele futuramente. Foi uma doação que recebemos”, afirmou. &nbsp; Segundo o secretário da Regional 10, Leonardo Freire, é preciso mudar a mentalidade de que apenas asfaltar as ruas sem pavimento resolve a falta de estrutura básica e acessibilidade para as pessoas da periferia de Fortaleza. Precisamos de saneamento, esgotamento sanitário, drenagem de águas pluviais e depois esse piso maravilhoso, trazendo dignidade para cada um dos moradores, além de saúde e acesso. A prefeitura de Fortaleza tem tratado as mudanças junto com as pessoas que pensam pela comunidade e, dessa forma, chegamos às soluções”, explicou. &nbsp; O benefício não apenas dela, mas também dos outros moradores do bairro, como idosos e até mesmo outros cadeirantes que necessitam do espaço com acessibilidade para se locomoverem. “Sempre digo às pessoas que tenham paciência, pois as mudanças estão acontecendo. Eu e outros líderes comunitários pedimos sempre a compreensão da comunidade, e assim como chegou na minha vez, a de todo mundo vai chegar”, frisou. &nbsp; Sobre o Proinfra &nbsp; O Programa de Infraestrutura em Educação e Saneamento de Fortaleza (Proinfra), o maior conjunto de investimentos já realizado nos bairros não centrais, está transformando comunidades de alto nível de vulnerabilidade social. O projeto, com orçamento de mais de R$ 2 bilhões, contempla 30 bairros que receberão melhorias de obras de saneamento, drenagem, pavimentação e urbanismo. &nbsp; A iniciativa tem como critério de escolha para a realização das obras os locais que possuem os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH), no intuito de garantir benefícios a longo prazo por meio de melhorias na qualidade de vida para toda a população &nbsp; Os recursos são do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). As obras foram iniciadas em setembro de 2019.

Prefeito José Sarto recebe medalha pelo incentivo à mobilidade cicloviária em Fortaleza

09 de fevereiro de 2022 O prefeito José Sarto recebeu, nesta quarta-feira (09/02), a Medalha Cláudio Clarindo - Prefeito Amigo da Bicicleta 2022, concedida pela Associação Brasileira de Ciclistas. A homenagem, que ocorreu no Paço Municipal, reconheceu o trabalho da gestão em apoio à mobilidade cicloviária nas cidades. O secretário municipal da Conservação e Serviços Públicos, Ferruccio Feitosa, também foi agraciado com a medalha. &nbsp; Fortaleza tem se destacado com a implantação das 192 estações do Bicicletar e das 10 infantis do Mini Bicicletar, além da expansão constante da malha cicloviária, que hoje conta com mais de 400 km de deslocamento seguro para os ciclistas. &nbsp; Sarto dedica a medalha para o povo de Fortaleza e para outros gestores da área de mobilidade urbana. “O ex-prefeito Roberto Cláudio iniciou essa mudança de mentalidade, aumentando a malha viária e estimulando o uso da bicicleta, que é um meio de transporte saudável, antipoluente e econômico. Agora damos sequência e queremos terminar a nossa gestão com 500 km de ciclofaixas e ciclovias, permitindo a todo mundo se deslocar de bicicleta para o trabalho ou para a escola com segurança”, declarou. &nbsp; De acordo com o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária. Mais de 50% dos habitantes moram a menos de 300 metros de alguma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhado. &nbsp; Para o presidente da Associação Brasileira de Ciclistas (ABCiclistas), Jessé Teixeira Félix, uma cidade ciclável possui, em sua administração, um compromisso com a mobilidade cicloviária. &nbsp; “Em Fortaleza, visitamos ciclovias, ouvimos ciclistas e constatamos que realmente é uma cidade que dá para se pedalar com total segurança. Vemos que está sendo feito um trabalho mais forte e, quem sabe, em setembro ou outubro, a cidade se torne a mais ciclável do Brasil. Com certeza já está no caminho certo”, afirmou Jessé. &nbsp; O Bicicletar está consolidado como o maior sistema de bicicletas compartilhadas no Brasil em número de estações por habitantes e o terceiro em número de estações, atrás somente de Rio de Janeiro e São Paulo, contando com 192 estações distribuídas em pontos estratégicos da cidade. &nbsp; Além disso, já proporcionou mais de 4,7 milhões de viagens, das quais mais de um milhão foram realizadas somente de janeiro a novembro de 2021, um recorde alcançado pela primeira vez em menos de um ano. &nbsp; Saiba mais &nbsp; Coordenado pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), com o apoio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), em parceria com a Unimed Fortaleza, o programa Bicicletar foi iniciado em dezembro de 2014 e já impediu a emissão de mais de 1.935 toneladas de gás carbônico na atmosfera com a utilização das bicicletas compartilhadas. São mais de 297 mil usuários cadastrados, sendo cerca de 94% dos cadastros ativos utilizando de forma gratuita por meio do Bilhete Único. &nbsp; Como parte do processo constante de ampliação e modernização do Bicicletar, desde abril de 2021, uma nova versão do aplicativo do sistema oferece interface mais ágil, segura e intuitiva, com o objetivo de melhorar a experiência de ciclistas com o sistema público de compartilhamento de bicicletas, potencializando a segurança de usuários e do próprio sistema. &nbsp; Mini Bicicletar &nbsp; Lançado em julho de 2017, o Mini Bicicletar oferece 10 estações e já proporcionou mais de 28 mil utilizações das bicicletas infantis em praças da cidade, incentivando, desde a infância, o comportamento cada vez mais sustentável pelo uso de transporte não motorizado na capital cearense. &nbsp; Desse total de estações de bicicletas infantis, três foram implantadas ao longo de 2021. Hoje, Fortaleza conta com estações do Mini Bicicletar na Praça das Flores, Pólo de Lazer da Sargento Hermínio, Lago Jacarey, Praça Luiza Távora, Aterrinho da Praia Iracema, Praça João XXIII, Praça Mauá, Praça do Polar, Pólo de Lazer do Conjunto Esperança e na Praça do Parque Bisão. &nbsp; Malha Cicloviária &nbsp; Hoje, Fortaleza conta com 407,7 km de malha cicloviária. Desse total, a AMC já implantou 60,5 km durante a atual gestão. A mais recente foi implantada na Rua Barbosa de Freitas, num trecho de 2,1 km de extensão entre as avenidas Dom Luís e Pontes Vieira, interligando os bairros Dionísio Torres e Aldeota. Essa ciclofaixa conecta-se a outras cinco infraestruturas cicloviárias da região, localizadas nas avenidas Antônio Sales, Santos Dumont e Dom Luís, e nas ruas Tertuliano Sales e Desembargador Leite Albuquerque. Até o fim da gestão do prefeito Sarto, a estimativa é que Fortaleza chegue a uma malha cicloviária total de 500 km.

Prefeitura de Fortaleza comemora 1 milhão de viagens do Bicicletar realizadas em 2021

30 de novembro de 2021 A Prefeitura de Fortaleza comemora, nesta terça-feira (30/11), a marca de 1 milhão de viagens realizadas pelo Bicicletar, entre janeiro e novembro de 2021. O recorde é alcançado pela primeira vez em menos de um ano. Perto de completar sete anos de atividades, o sistema público de bicicletas compartilhadas em Fortaleza já proporcionou mais de 4,5 milhões de deslocamentos desde o início de suas atividades em dezembro de 2014, incentivando cada vez mais o comportamento sustentável pelo uso de transporte não motorizado na capital cearense. &nbsp; Coordenado pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), com o apoio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), em parceria com a Unimed Fortaleza, o Bicicletar está consolidado como o maior sistema do tipo no Brasil em número de estações por habitantes e o terceiro em número de estações, atrás somente de Rio de Janeiro e São Paulo. &nbsp; O prefeito José Sarto celebrou a marca de 1 milhão de viagens, enfatizando a bem-sucedida política de mobilidade em Fortaleza. “O nosso sistema de bicicletas compartilhadas se confirma como política pública abraçada pelos fortalezenses, reforçando os avanços na mobilidade urbana da Cidade. Seguiremos investindo em ações que proporcionem um ir e vir cada vez mais seguro, incentivando a população a pedalar, uma prática saudável, que contribui com a sustentabilidade”, afirmou o prefeito. &nbsp; O secretário da Conservação e Serviços Públicos, Ferruccio Feitosa, registrou o incentivo da gestão municipal ao transporte sustentável na cidade. “Fortaleza é uma das cidades mais cicláveis do Brasil. Basta citarmos alguns números importantes, como os mais de 400 km de ciclovias e ciclofaixas, e também as 192 estações do Bicicletar, disponíveis ao fortalezense e ao público que visita a nossa cidade. Proporcionar 1 milhão de viagens pelo sistema público de bicicletas compartilhadas em menos de um ano é um recorde mais do que saudável a nossa capital e mostra que a gestão do prefeito Sarto está no caminho certo em seguir avançando em ações que fortaleçam o uso de meios de transporte não motorizados”, ressaltou Ferruccio. &nbsp; Em julho deste ano, o Bicicletar também já havia alcançado outro recorde, ultrapassando a marca de 4 milhões de viagens realizadas ao todo desde o seu lançamento (4.523.274 viagens até agora). Atualmente, o Bicicletar conta com 192 estações distribuídas em pontos estratégicos da cidade e também já impediu a emissão de mais de 1.843 toneladas de gás carbônico na atmosfera com a utilização das bicicletas compartilhadas. São mais de 297 mil usuários cadastrados no sistema, sendo cerca de 94% dos cadastros ativos utilizando o Bilhete Único. &nbsp; Recentemente, em setembro, a gestão municipal inaugurou duas novas estações do sistema de bicicletas compartilhadas na cidade, sendo uma do Bicicletar na Avenida Heráclito Graça, bairro Centro (Regional 12), e uma estação infantil do Mini Bicicletar no Polo de Lazer do bairro Conjunto Esperança (Regional 10). &nbsp; Como parte do processo constante de ampliação e modernização do Bicicletar, desde abril deste ano, uma nova versão do aplicativo do sistema oferece interface mais ágil, segura e intuitiva, com o objetivo de melhorar a experiência de ciclistas com o sistema público de compartilhamento de bicicletas, potencializando a segurança de usuários e do próprio sistema. A nova versão do app traz, por exemplo, a possibilidade de reserva da bicicleta por cinco minutos, funcionalidade que não era disponível anteriormente. Para informações sobre utilização, cadastro no sistema, download do app e localização das estações, basta acessar o site www.bicicletar.com.br. &nbsp; Malha Cicloviária &nbsp; Hoje, Fortaleza conta com cerca de 405,6 km de malha cicloviária. Desse total, a AMC já implantou 58,4 km durante a atual gestão. A mais recente foi implantada no trecho compreendido entre as avenidas Desembargador Moreira com Abolição. Até o fim da gestão do prefeito Sarto, a estimativa é implantar mais 100 km de ciclovias e ciclofaixas, chegando a uma malha total de 500 km. Toda a infraestrutura cicloviária fez de Fortaleza a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas a ciclovias e ciclofaixas, segundo o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil). Conforme a pesquisa, mais de 50% dos habitantes moram a menos de 300 metros de alguma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhado.

214 toneladas de lixo são retiradas da orla de Fortaleza durante o Carnaval

03 de março de 2022 214 toneladas. Essa foi a quantidade de lixo recolhido da orla de Fortaleza durante o período de Carnaval, de 26 de fevereiro a 1º de março. O trabalho de limpeza foi realizado nas áreas de calçadão, travessas e faixas de areia, compreendidas entre as praias da Barra do Ceará até a Sabiaguaba. &nbsp; Porém, não é apenas em épocas de feriado que a Prefeitura de Fortaleza realiza a limpeza na orla. Toda uma operação é montada para que o recolhimento de lixo nesses pontos seja realizado diariamente. &nbsp; Um total de 141 profissionais estão envolvidos, entre garis, fiscais e operadores de máquinas, além de equipamentos como varredeiras, tratores, caminhões-caçamba e containers. A limpeza acontece de 7h às 16h, de segunda-feira a sábado. Porém, na alta estação e feriados, como o caso do Carnaval, a ação acontece também aos domingos. &nbsp; Beira-Mar &nbsp; A Beira-Mar e a Praia de Iracema, por apresentarem dinâmica de ocupação diferente das demais faixas de praia, possuem operação de limpeza também diferenciada. Para essa região, são destinadas duas equipes compostas por 37 profissionais cada, que se intercalam para a varrição do calçadão e faixa de areia, no período de 7h40 às 15h40 e 22h às 5h50. Além do quantitativo de pessoas, a limpeza também conta com uma máquina varredeira, de segunda a sexta-feira, das 6h às 17h. &nbsp; “A limpeza na orla da capital é uma ação importante, que visa não só à questão de saúde e ao combate da proliferação de insetos e animais peçonhentos. A Prefeitura de Fortaleza tem cuidado desses espaços de forma a proporcionar bem-estar para as pessoas que frequentam essas áreas que são um verdadeiro cartão postal da cidade”, enfatiza Rennys Frota, secretário executivo da Regional 2. &nbsp; Conscientização &nbsp; A Prefeitura de Fortaleza está fazendo a sua parte, porém, a contribuição da população é muito importante para manter a cidade limpa. Atitudes simples, como jogar o lixo nos locais adequados, evitando deixar resíduos nas faixas de areia, por exemplo, previnem doenças e zelam pelo meio ambiente. &nbsp; Além disso, a Prefeitura mantém 90 Ecopontos espalhados por toda a capital. Neles, a população pode realizar o despejo correto de materiais como reciclados, entulhos de construção, poda, móveis e estofados velhos, por exemplo. &nbsp; A população ainda pode entrar em contato direto com a Prefeitura de Fortaleza para solicitar serviços de limpeza urbana através da Central 156, por telefone ou aplicativo.

Prefeitura de Fortaleza e ONU-Habitat firmam parceria para promover desenvolvimento urbano sustentável

19 de janeiro de 2022 O Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor) é o novo parceiro do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) na colaboração para ações voltadas ao desenvolvimento urbano sustentável, integrado e inclusivo. No dia 6 de janeiro, as entidades assinaram um Memorando de Entendimento (MoU) que marca o início de uma cooperação voltada à Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). &nbsp; O Iplanfor é uma autarquia da Prefeitura de Fortaleza, responsável por dar suporte ao planejamento integrado da capital cearense e região. O instituto atua na geração de dados locais, avaliação de políticas públicas, articulação do planejamento estratégico e fomento a iniciativas inovadoras. Com a cooperação, a ideia é fomentar a implementação da Nova Agenda Urbana (NAU) e da Agenda 2030, com destaque para o Objetivo Sustentável (ODS) 11 – tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis. &nbsp; A colaboração terá foco no compartilhamento de conhecimentos, informações, dados, técnicas e metodologias para realizar atividades e projetos de forma conjunta em áreas relacionadas ao desenvolvimento urbano sustentável, com destaque para produção e gestão de dados sobre território, políticas públicas participativas e inovação urbana. A iniciativa estará vigente nos próximos 24 meses. &nbsp; "Com esse acordo, temos o apoio de um parceiro chave na implementação de boas práticas para desenvolver um futuro urbano melhor e mais humano. As trocas de práticas e conhecimento que teremos com Fortaleza serão benéficas não apenas para sua região metropolitana, proporcionando uma maior qualidade de vida aos seus cidadãos, mas também poderá servir de exemplo para outros centros urbanos no Brasil e em outros lugares do mundo.", afirma o oficial sênior internacional do ONU-Habitat para o Brasil e Cone Sul, Alain Grimard. &nbsp; Divisão dos trabalhos &nbsp; O acordo prevê a elaboração de um plano de trabalho para estruturar as atividades que serão desenvolvidas. A ideia é que a parceria possa gerar trocas de experiências para aprimorar o desenho de políticas públicas e de ferramentas de gestão de informação na região – o que tem o potencial de contribuir para a melhora na qualidade de vida dos habitantes da região de Fortaleza. &nbsp; Para o superintendente do Iplanfor, Élcio Batista, trabalhar em conjunto com o ONU-Habitat é uma grande oportunidade para o aperfeiçoamento de políticas públicas na RMF. “A cooperação é o melhor instrumento para realizar as inovações necessárias que nos levem ao desenvolvimento sustentável”, ressalta. &nbsp; Entre as ações realizadas pelo ONU-Habitat estão o fornecimento de orientação técnica, metodologias, ferramentas e boas práticas em temas relacionados à urbanização sustentável, o apoio na mobilização de parcerias, e a possibilidade de participação em eventos organizados pelo Iplanfor. &nbsp; Já a Prefeitura de Fortaleza, através do Iplanfor, será responsável por mobilizar diferentes atores locais para apoiar ações voltadas ao desenvolvimento urbano sustentável do município e disseminar a Nova Agenda Urbana e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável na RMF.

Proposta de reestruturação administrativa da Prefeitura fortalece políticas de juventude, proteção animal e primeira infância

08 de dezembro de 2021 O prefeito José Sarto (PDT) enviou para a Câmara Municipal de Fortaleza projeto de lei que promove alterações administrativas na gestão para fortalecer as políticas públicas nas áreas de juventude, proteção animal e primeira infância. &nbsp; As mudanças não têm nenhum impacto financeiro e foram definidas otimizando cargos e insumos já existentes. A partir da readequação da estrutura, 44 cargos serão extintos e será possível elevar a Coordenadoria da Juventude a Secretaria da Juventude, com orçamento próprio. &nbsp; Além disso, serão criadas as coordenadorias especiais da Primeira Infância e de Proteção Animal, ambas vinculadas diretamente ao Gabinete do Prefeito, priorizando compromissos de campanha que estão no Plano de Governo. &nbsp; Pela proposta, a Coordenadoria de Relações Internacionais e Federativas (Cerif) será extinta. A Comissão de Licitação de Fortaleza passará a ser vinculada à Procuradoria Geral do Município (PGM) e a Autarquia de Paisagismo e Urbanismo (Urbfor) à Secretaria Municipal da Gestão Regional (Seger). &nbsp; O projeto também prevê a nova categoria de Autarquias e Fundações Especiais, dando destaque ao Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), à Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) e à Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), órgãos da Administração Indireta com vinculação direta ao Gabinete do Prefeito. A Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (ACFor) passará a ser denominada Agência de Regulação, Fiscalização e Controle de Serviços Públicos de Saneamento Ambiental.

IPM Saúde adota Carteira Digital e facilita acesso a beneficiários

21 de fevereiro de 2022 Atento às inovações tecnológicas e buscando oferecer melhorias contínuas que facilitem o acesso de seus beneficiários aos serviços de saúde, o Instituto de Previdência do Município (IPM) de Fortaleza adotou a Carteira Digital IPM Saúde. Para acessa-la, o servidor deve clicar no link do IPM Digital, que está disponível na aba IPM, no Canal do Servidor. &nbsp; Ao abrir o IPM Digital, o beneficiário digita, nos espaços indicados, o login e a senha que normalmente usa para acessar seus dados no Canal do Servidor. Clicando do lado esquerdo acima da tela, é possível ver todas as opções disponíveis. Selecionando a opção Carteira Digital, são visualizadas as carteiras do titular e de seus dependentes. &nbsp; O servidor pode optar em apresentar a carteirinha direto no aplicativo aos prestadores credenciados do IPM Saúde ou, se desejar, pode baixar no celular para apresentar sempre que necessitar de atendimento de saúde. &nbsp; Servidora municipal há 18 anos, atuando na Secretaria Municipal da Educação (SME) como agente administrativo de secretarias escolares, Ana Paula Fontenele Brandão, destaca a praticidade da nova ferramenta. “Ficou muito mais prático com a Carteira Digital. Baixo no celular e envio por WhatsApp para a minha mãe, sempre que ela precisa levar meus filhos, de 7 e 9 anos, para atendimento médico. A senha é a mesma que a gente usa para para baixar o contracheque no Canal do Servidor”, reforça. &nbsp; A Carteira Digital IPM Saúde é uma conquista do servidor. Ela apresenta as seguintes vantagens: acaba com o deslocamento para solicitar a impressão da carteirinha no IPM, põe fim a necessidade de renovação após o vencimento, evita custo com a impressão de segunda via, em caso de perda e substitui o documento físico em caso de esquecimento. &nbsp; Saiba mais sobre a ferramenta IPM Digital &nbsp; Além da carteirinha do IPM Saúde, existem outras opções disponíveis utilizando a ferramenta, como a lista dos prestadores de serviços de saúde credenciados ao Instituto, incluindo hospitais, clínicas, laboratórios e médicos de diversas especialidades. &nbsp; Outro exemplo de funcionalidade do sistema IPM Digital é o acesso à Perícia Médica, tanto para a realização de perícias médicas não presenciais previstas em casos de síndromes gripais e Covid-19, como também para envio de atestados e resultados de exames e agendamento de dia e horário para realizar perícia presencial no IPM. &nbsp; “O sistema simplificou a marcação de perícias. Já ajudei colegas a encaminharem atestados e foi muito rápido. No mesmo dia ou no dia seguinte, já vem a resposta, com a confirmação do recebimento e a data que será realizado procedimento”, afirma Ana Paula. &nbsp; O IPM Digital foi desenvolvido pelo Núcleo de Tecnologia da Informação do IPM face aos desafios impostos pela pandemia do coronavírus. A ferramenta foi disponibilizada aos servidores desde maio 2020.

Observatório de Juventude de Fortaleza lança duas pesquisas inéditas; confira resultados

15 de fevereiro de 2022 Está no ar a plataforma on-line do Observatório de Juventude de Fortaleza, ferramenta de pesquisa de indicadores sobre as juventudes para contribuir com o planejamento de políticas públicas. O prefeito José Sarto participou do lançamento, nesta terça-feira (15/02), no auditório da Secretaria Municipal das Finanças (Sefin). Durante seminário, foram apresentadas as pesquisas “Juventude e Mercado de Trabalho em Fortaleza” e “Mapeamento de Coletivos e Grupos Juvenis”. A iniciativa é uma realização da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Juventude. &nbsp; Observatório de Juventude &nbsp; "O Observatório de Juventude vem sedimentar tudo que temos apresentado, até então, em políticas de juventude para nossa Cidade. Fortaleza, hoje, é a capital que se notabiliza na América do Sul pelas políticas que tratam a juventude. Temos uma secretaria própria, temos equipamentos fantásticos, programas que são copiados pelo Brasil todo. E o Observatório vem para somar esforços, fazer diagnósticos e propor soluções, como mais uma ferramenta para fortalecer esse trabalho", destaca o prefeito Sarto. &nbsp; Conforme explica o secretário da Juventude, Davi Gomes, o Observatório tem o intuito de buscar informações e compartilhar dados relevantes sobre as juventudes de Fortaleza. “A plataforma on-line conta com dados, gráficos e indicadores de vários aspectos, como saúde e bem-estar, segurança, acesso à cultura e educação. Nesta terça, apresentamos os resultados de duas pesquisas que trazem um panorama importante sobre o perfil dos jovens da cidade”, ressalta. &nbsp; Juventude e Mercado de Trabalho &nbsp;A Pesquisa Juventude e Mercado de Trabalho em Fortaleza teve como objetivo compreender como os jovens da Capital se enxergam frente ao mercado de trabalho, a partir da sua compreensão do cenário atual, suas perspectivas de futuro, seus desejos, seu entendimento sobre o cenário econômico atual, oportunidades percebidas, iniciativas empreendedoras, entre outras. Foram entrevistados 1.136 jovens, dos quais 686 se consolidaram como foco da análise por estarem dentro da faixa etária de 18 a 24 anos que, segundo o IBGE, é a idade em que se concentra a problemática do emprego no Brasil e em Fortaleza. &nbsp; Os resultados mostraram, entre outros, que 34,7% dos jovens de Fortaleza, entre 18 e 24 anos, valorizam a carreira no serviço público e o trabalho com carteira, embora 26,7% desejem colocar suas ideias em prática e serem donos do próprio negócio. De acordo com um dos jovens ouvidos pela pesquisa, que participou mediante o compromisso de anonimato, "as pessoas, às vezes, migram para a internet para serem influenciadoras no digital, para fazer meme, para fazer o que for. Isso é um tipo de arte, um tipo de cultura que a gente tem que influenciar na nossa juventude. É fonte de trabalho, é fonte de renda”, pontua. &nbsp; A percepção dos jovens com relação à importância da tecnologia para seu futuro é evidente, uma vez que mais de 90% deles acham que o conhecimento ou domínio da tecnologia são importantes para sua entrada e permanência no mercado de trabalho. &nbsp; Com relação ao nível educacional, a pesquisa traz a constatação de que mais de 50% dos jovens de Fortaleza acham necessário concluir a graduação para conquistar o trabalho que almejam. Entre estes, 33,4% acreditam ser necessário concluir também uma especialização. Nesse sentido, políticas como a Academia Enem podem ter um papel importante na busca por mais escolaridade. &nbsp; Mapeamento de Coletivos e Grupos Juvenis &nbsp; A pesquisa Mapeamento de Coletivos e Grupos Juvenis, por sua vez, teve por motivação a busca por maior compreensão das juventudes de Fortaleza, suas motivações e anseios ao se organizar em coletivos. Por meio deste mapeamento, foi possível verificar que a maior concentração de jovens em coletivos se dá nas áreas de maior vulnerabilidade social como, por exemplo, os bairros do Bom Jardim e da Barra do Ceará. &nbsp; Além disso, constatou-se que o grau de importância dos coletivos e grupos juvenis na vida do jovem de Fortaleza é muito alto. Cerca de 70% dos entrevistados apontam que os coletivos ajudam os jovens nos bairros, servindo para o crescimento pessoal e profissional. &nbsp; Nos momentos de interação com os jovens, por meio de entrevistas e grupos focais, os coletivos foram mencionados de forma espontânea e unânime como um espaço de apoio e acolhimento por pessoas que partilham das mesmas ideologias, realidades sociais e anseios por transformações nas localidades em que vivem. E, para eles, é perceptível o aumento de coletivos nos últimos cinco anos na cidade, por conta da busca por apoio financeiro, psicológico, social e cultural, além do entendimento de que as causas pessoais de transformação social ganham tração e visibilidade se trabalhadas em conjunto. &nbsp; Quando questionados sobre sua participação em organizações políticas, religiosas, coletivos, dentre outros, 41% indicaram participar/ter participado de coletivos de “Arte e Cultura”, 20% de grupos sobre “Cidadania e Participação Social” e 13% de “Grupos Religiosos".

Prefeitura realiza seminário de lançamento do Observatório de Juventude de Fortaleza

14 de fevereiro de 2022 A Prefeitura de Fortaleza realiza, por meio da Secretaria Municipal da Juventude, o seminário de lançamento do Observatório de Juventude de Fortaleza, criado a partir de decreto, em 2021. A iniciativa tem como missão pesquisar, registrar, sistematizar e divulgar dados, informações e indicadores sobre a juventude, atuando como uma ferramenta da ciência da informação e como instrumento de planejamento e gestão estratégica para a formulação de políticas públicas. O lançamento ocorre nesta terça-feira (15/02), às 10 horas, no auditório da Secretaria Municipal das Finanças (Sefin). &nbsp; De acordo com o prefeito José Sarto, o Observatório da Juventude cumpre um importante papel de realizar pesquisas que irão subsidiar políticas públicas na nossa cidade. “Com as informações levantadas pelo observatório, poderemos elaborar ações que estimulem a inserção dos nossos jovens no mercado de trabalho, incentivem o empreendedorismo e promovam a inclusão social”, enfatiza o prefeito. &nbsp; “O observatório é um grande instrumento de informação e de dados sobre as juventudes de Fortaleza. Através dele, nós tentamos buscar essas referências sobre jovens de 15 a 29 anos, especialmente questões relacionadas ao mercado de trabalho. Assim, podemos pensar e desenvolver ações voltadas para esse público”, pontua o secretário da Juventude Davi Gomes. &nbsp; A instituição atua nas seguintes frentes: desenvolvimento de estudos, pesquisas e metodologias; identificação e sistematização de informações estratégicas sobre juventude; gestão de redes e parcerias; formação de novos pesquisadores; desenvolvimento de projetos especiais voltados aos jovens e captação de recursos e sustentabilidade. &nbsp; Para o cumprimento das suas finalidades, o Observatório de Juventude atua de forma articulada e integrada com organizações e agentes governamentais, atores do setor privado, especialistas no tema juventude, pesquisadores e comunidade acadêmica, representantes da juventude e sociedade em geral. “É uma plataforma que conta com várias parcerias, agregando informações diversas sobre jovens. A ideia é que pesquisadores também possam nutrir essa plataforma com novas informações. Quem tem uma pesquisa, dados sobre a juventude, vai poder compartilhar”, ressalta o secretário. &nbsp; A iniciativa contará com portal na internet e uma sala no Cuca Pici - equipamento que será inaugurado em breve. No lançamento, será apresentada a plataforma on-line do Observatório, bem como suas funcionalidades. Serão apresentados, também, os resultados das pesquisas “Juventude e Mercado de Trabalho em Fortaleza” e “Mapeamento de Coletivos e Grupos Juvenis”. &nbsp; O Observatório de Juventude de Fortaleza foi instituído pelo Decreto Municipal n.º 15.083, de 12 de agosto de 2021, como uma unidade vinculada à Secretaria Municipal da Juventude.

Prefeitura de Fortaleza coletou mais de 83 mil toneladas de lixo e aguapés de recursos hídricos em 2021

07 de janeiro de 2022 A Prefeitura de Fortaleza executa, frequentemente, a limpeza urbana de canais, lagoas e bocas de lobo em todos os bairros da Cidade. No primeiro ano da gestão do prefeito José Sarto, foram recolhidas 83.266,45 toneladas de lixo e de aguapés. De janeiro a dezembro de 2021, foram providenciadas as limpezas de 113 canais e 33 lagoas. Além disso, a gestão municipal realizou também a desobstrução de 5.430 bocas de lobo. As intervenções fazem parte do plano de trabalho do Comitê da Quadra Chuvosa e ocorre com o objetivo de conter riscos de inundação e de alagamento no entorno desses espaços. Para a realização dos trabalhos, a gestão conta com trabalhadores e o auxílio de máquinas, sendo duas retroescavadeiras e duas escavadeiras hidráulicas, além de três caminhões multiuso. Ao todo, existe atuação em pessoas na limpeza das lagoas e canais e outras que auxiliam a limpeza de pequenas galerias e bocas de lobo. &nbsp; Dentre os recursos hídricos que receberam ação de limpeza no ano passado, estão o Canal da Malvinas (Quintino Cunha), Canal do 32º DP (Granja Lisboa), Canal da Rosinha (Serrinha e Aeroporto) e os canais dos Jangurussu, Mondubim, Parque São José, Bela Vista, Conjunto Ceará e Genibaú, além ainda das sangrias da Lagoa da Parangaba e do Porangabussu (Rodolfo Teófilo) e dos Riachos Pajeú e Canal do Poço da Draga, no Centro e Moura Brasil, respectivamente &nbsp; Mobilização popular e educação ambiental &nbsp; O coordenador de limpeza pública de Fortaleza, Plácido Macedo, destaca ainda a importância da população realizar o direcionamento correto de seus resíduos sólidos e ajudar a Prefeitura a manter a cidade limpa. “Em canais e bocas de lobo, além da vegetação, temos que tirar utensílios de grande volume como colchões e sofás. Esses objetos ocasionam entupimentos e, consequentemente, colaboram para que alagamentos ocorram na cidade”, esclareceu. &nbsp; É importante que a população colabore com esse trabalho, evitando o descarte de lixo nesses locais. Atualmente, a Prefeitura de Fortaleza conta com 90 Ecopontos distribuídos em todas as regionais para o descarte correto de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. &nbsp; Além disso, a população deve também ficar atenta ao cronograma de coleta de lixo domiciliar realizada em todos os bairros de Fortaleza, três vezes por semana, nas segundas, quartas e sextas-feiras ou nas terças, quintas e sábados.

Prefeitura recolheu 65 mil toneladas de resíduos com os 90 Ecopontos de janeiro a junho deste ano

09 de julho de 2021&nbsp;A Prefeitura de Fortaleza vem incentivando cada vez mais a população a participar da limpeza urbana da cidade e já possibilitou o recolhimento, de janeiro até junho, de cerca de 65 mil toneladas de resíduos com os 90 Ecopontos distribuídos em bairros de todas as Regionais. Nesse período, também foram realizados 1.228 novos cadastros nos programas Recicla Fortaleza e E-Carroceiro, que, juntos, geraram para seus usuários mais de R$ 1,2 milhão em descontos na conta de energia e créditos para serem utilizados nos estabelecimentos comerciais cadastrados de cada região, estimulando mais e mais o comportamento sustentável na capital. &nbsp; No período, também foram implantados quatro novos Ecopontos, localizados nos bairros Dom Lustosa, Granja Lisboa, São Bento (Messejana) e no Conjunto Residencial Alameda das Palmeiras, no Ancuri, beneficiando assim as Regionais 5, 6, 9 e 11. Ao todo, são 90 Ecopontos distribuídos em toda a cidade. &nbsp; Este modelo de gestão integrada de resíduos sólidos é desenvolvido a partir de uma parceria entre a Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP) e a Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle de Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (AcFor), com o apoio da Ecofor Ambiental. Os Ecopontos são locais adequados para o recebimento de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. &nbsp; Os Ecopontos oferecem à população o acesso ao programa Recicla Fortaleza, que gera desconto na conta de energia pela troca de resíduos recicláveis, assim como ao programa E-Carroceiro, que beneficia a população pelo descarte correto de entulhos, restos de poda e móveis velhos, gerando crédito para ser utilizado nos estabelecimentos comerciais cadastrados de cada região. &nbsp; O secretário da Conservação e Serviços Públicos, Ferruccio Feitosa, destaca o trabalho da Prefeitura de Fortaleza na coleta de resíduos. "Estamos trabalhando de forma incansável na operação e criação de novos Ecopontos, ambientes adequados para o descarte de forma regular, conscientizando o cidadão cada vez mais em relação às suas responsabilidades ambientais e também quanto aos benefícios financeiros que pode usufruir nestes equipamentos. Somente unindo as forças entre a gestão municipal e os fortalezenses teremos uma cidade mais saudável, mais limpa e melhor de se viver", afirma Ferruccio. &nbsp; Iniciado em dezembro de 2015, o programa de Ecopontos em Fortaleza surgiu com o objetivo de propagar um comportamento sustentável com relação ao descarte de resíduos. Desde o início de suas atividades até agora, estes equipamentos públicos possibilitaram que a população realizasse o descarte correto de mais de 370 mil toneladas de resíduos. Como forma de incentivar essa consciência com foco na sustentabilidade, em todo este tempo de atividades, os 90 Ecopontos também distribuíram, pela troca de recicláveis, entulhos e volumosos, mais de R$ 8,4 milhões para 33.566 pessoas cadastradas nos programas Recicla Fortaleza e E-Carroceiro. &nbsp; Acesso aos programas&nbsp; Todos os Ecopontos funcionam de segunda-feira a sábado, sempre de 8h às 12h e de 14h às 17h. Para atender à população nos Ecopontos, funcionários da Ecofor Ambiental, concessionária da Prefeitura de Fortaleza responsável pela gestão de resíduos sólidos urbanos, transmitem orientações, recebem o material e atestam a quantidade de resíduos depositados em cada contêiner. &nbsp; Para ter acesso aos benefícios, é simples. Basta que o fortalezense procure um dos Ecopontos mais próximos para fazer o cadastro. Daí, é separar os resíduos recicláveis, entulhos e volumosos e levá-los até o Ecoponto para pesagem, lembrando de armazená-los sem sobra de alimentos ou produtos para não atrair insetos e gerar mau cheiro. Nos Ecopontos, o cidadão confere a tabela de valores dos resíduos, pois o crédito será calculado de acordo com o peso e os tipos de materiais, levando em consideração o mercado. &nbsp; Medidas de combate ao novo coronavírus Todos os profissionais que atuam na limpeza pública da cidade recebem Equipamentos de Proteção Individual (EPI), incluindo máscaras, e são orientados a utilizarem esses equipamentos corretamente durante o trabalho. Além disso, nos Ecopontos há água, sabão e álcool em gel 70% para a higienização constante.

Prefeitura de Fortaleza recolheu mais de 155 mil toneladas de resíduos com os Ecopontos em 2021

17 de fevereiro de 2022 A Prefeitura de Fortaleza incentiva o comportamento sustentável da população, que participa cada vez mais da limpeza urbana na cidade. Ao longo de 2021, primeiro ano da gestão do prefeito José Sarto, os 90 Ecopontos distribuídos em bairros de todas as Regionais possibilitaram o recolhimento de mais de 155 mil toneladas de recicláveis, entulhos, restos de poda e móveis velhos. No ano passado, também foram realizados 2.711 novos cadastros nos programas Recicla Fortaleza e E-Carroceiro, que, juntos, geraram para seus usuários mais de R$ 3,1 milhões em descontos na conta de energia e créditos para serem utilizados nos estabelecimentos comerciais cadastrados de cada região. Em pouco mais de seis anos de atividades, os Ecopontos possibilitaram que a população realizasse o descarte correto de mais de 460 mil toneladas de resíduos. &nbsp; Desenvolvido pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), este modelo de gestão integrada de resíduos sólidos conta com a parceria da Agência de Regulação, Fiscalização e Controle de Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (AcFor) e o apoio da Ecofor Ambiental. Os Ecopontos são locais adequados para o recebimento de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. &nbsp; Os equipamentos oferecem à população o acesso ao programa Recicla Fortaleza, que gera desconto na conta de energia pela troca de resíduos recicláveis, assim como ao programa E-Carroceiro, que beneficia exclusivamente os carroceiros pelo descarte correto, gerando crédito para ser utilizado nos estabelecimentos comerciais cadastrados de cada região. &nbsp; Neste período, também foram implantados quatro novos Ecopontos, localizados nos bairros Dom Lustosa, Granja Lisboa, São Bento (Messejana) e no Conjunto Residencial Alameda das Palmeiras, no Ancuri, beneficiando assim as Regionais 5, 6, 9 e 11. Ao todo, são 90 Ecopontos distribuídos em toda a cidade. &nbsp; Iniciado em dezembro de 2015, o programa surgiu com o objetivo de propagar um comportamento sustentável com relação ao descarte de resíduos. Desde o início de suas atividades até dezembro de 2021, estes equipamentos públicos possibilitaram que a população realizasse o descarte correto de mais de 460 mil toneladas de resíduos. Como forma de incentivar essa consciência com foco na sustentabilidade, em todo este tempo de atividades, os 90 Ecopontos também distribuíram, pela troca de recicláveis, entulhos e volumosos, mais de R$ 10,2 milhões para 35.083 pessoas cadastradas nos programas Recicla Fortaleza e E-Carroceiro. &nbsp; Acesso aos programas &nbsp; Todos os Ecopontos funcionam de segunda-feira a sábado, sempre de 8h às 12h e de 14h às 17h. Para atender à população, funcionários da Ecofor Ambiental, concessionária da Prefeitura de Fortaleza responsável pela gestão de resíduos sólidos urbanos, transmitem orientações, recebem o material e atestam a quantidade de resíduos depositados em cada contêiner. &nbsp; Para ter acesso aos benefícios, é simples. Basta que o fortalezense procure o Ecoponto mais próximo para fazer o cadastro. Daí, é separar os resíduos recicláveis, entulhos e volumosos e levá-los para pesagem, lembrando de armazená-los sem sobra de alimentos ou produtos para não atrair insetos e gerar mau cheiro. Nos Ecopontos, o cidadão confere a tabela de valores dos resíduos, pois o crédito será calculado de acordo com o peso e os tipos de materiais, levando em consideração o mercado. &nbsp; Medidas de combate ao novo coronavírus &nbsp; Todos os profissionais que atuam na limpeza pública da cidade recebem Equipamentos de Proteção Individual (EPI), incluindo máscaras, e são orientados a utilizarem esses equipamentos corretamente durante o trabalho. Além disso, nos Ecopontos há água, sabão e álcool em gel 70% para a higienização constante.

Fortaleza é líder em desempenho na ação climática

29 de novembro de 2021 Fortaleza recebeu conceito A, nível Liderança, no reporte climático do Sistema Unificado CDP-ICLEI, plataforma que registra dados de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) em nível subnacional. O relatório refere-se ao ano de 2020 e apontou que a capital cearense “demonstrou padrões de boas práticas em adaptação e mitigação, definiu objetivos ambiciosos, mas realistas, e fez progressos para atingir esses objetivos.” &nbsp; A avaliação se coloca em duas grandes esferas, Adaptação e Mitigação, e varia de “D -”até “A”. Em Adaptação, a Prefeitura de Fortaleza tirou A, pontuação máxima. A média regional é C e a global, D. Em Mitigação, Fortaleza alcançou A-. Enquanto as médias regional e global ficaram em nível D. &nbsp; O CDP analisa itens como descarte de resíduos, programas de certificação ambiental, mensuração da emissão de gases do efeito estufa, plantio de árvores e criação de áreas verdes, dentre outros. Para receber os pontos do Nível de Liderança (A) também é necessário atender a alguns critérios essenciais, como ter um plano de adaptação climática; ter o inventário completo e a meta de redução das emissões em escala comunitária. &nbsp; Contam ponto para Fortaleza programas como o Recicla Fortaleza, que implanta equipamentos voltados ao descarte de resíduos urbanos; os ecopontos, que são pontos ecológicos de pequenos volumes; além do Reciclando Atitudes, que atua tanto da educação ambiental quanto na instalação de pequenas ilhas de coleta em escolas e outras instituições. &nbsp; Já a certificação ambiental estimula empresas e empreendedores a realizar boas práticas ambientais e obter reconhecimento por elas. Em Fortaleza, a certificação existe para estabelecimentos comerciais, produtos e construção. &nbsp; Quando o assunto é plantio de árvores e criação de áreas verdes, destaque para o Plano de Arborização de Fortaleza, a construção dos microparques e a revitalização de parques urbanos, como o Rachel de Queiroz. O Plano de Arborização, por exemplo, doou mais de 33 mil mudas de plantas neste ano. Além disso, a Prefeitura plantou, por meio da Seuma e da Urbfor, 26.248 novas árvores na cidade. O projeto dos microparques também está transformando áreas antes degradadas em pequenos parques naturalizados. Dois já foram entregues à população, na avenida José Leon e na Barra do Ceará, e outros dois estão com etapas de planejamento concluídas &nbsp; O resultado do reporte é reflexo de políticas continuadas da cidade em relação à ação climática, políticas essas que vem sendo reforçadas a partir de compromissos assumidos pela Prefeitura de Fortaleza este ano, como a adesão ao Race to Zero e ao Fórum de Ação Climática Inclusiva (ICA – Inclusive Climate Actions), da Rede de Cidades C40. &nbsp; "Receber essa pontuação demonstra que estamos no caminho certo em nossas políticas púbicas de mitigação e adaptação às mudanças climáticas, mas também nos motiva nas ações em prol da redução dos impactos climáticos”, pontua a secretária municipal do Urbanismo e Meio Ambiente, Luciana Lobo. &nbsp; Saiba mais &nbsp; O CDP é uma instituição sem fins lucrativos que administra o sistema de divulgação global para que investidores, empresas, cidades, estados e regiões gerenciem seus impactos ambientais. A economia mundial considera o CDP o padrão ouro em relatórios ambientais com o conjunto de dados mais rico e abrangente sobre ações corporativas e municipais. &nbsp; O ICLEI (Governos Locais pela Sustentabilidade) é uma organização não governamental internacional que promove o desenvolvimento sustentável. &nbsp; A metodologia de avaliação está dividida em:&nbsp; DIVULGAÇÃO: D/D- A cidade que pontua na faixa de Divulgação está no início da jornada para a compreensão e redução dos impactos dos eventos extremos. Essas cidades compreendem o valor da coleta de dados para conduzir a ação climática, mas podem não ter estrutura ou recursos para obter as informações necessárias. &nbsp; CONSCIENTIZAÇÃO: C/C- As cidades que se enquadram nessa faixa possuem uma boa compreensão dos principais impactos da mudança climática na cidade, mas talvez ainda não estejam realizando todas as medidas necessárias para mitigação ou adaptação. &nbsp; GESTÃO: B/B- Uma cidade que pontua na faixa Gestão entende os principais riscos e impactos das mudanças climáticas e está adotando ações para se adaptar a esses impactos e reduzí-los. Essas cidades trabalharam em colaboração com partes interessadas para entender seus riscos e impactos, e possuem em vigor um plano para mitigação e adaptação. &nbsp; LIDERANÇA: A/A- Em Liderança, a cidade demonstra melhores práticas em adaptação e mitigação, tem definidas metas ambiciosas e realistas, e tem demonstrado progresso para atingir essas metas. Apresentam em vigor planos estratégicos e abrangentes para assegurar que as ações que estão adotando reduzirão os impactos climáticos e a vulnerabilidade dos cidadãos, empresas e organizações instaladas na cidade.

Em pronunciamento na Câmara, Sarto destaca 151 obras em andamento e aponta economia e meio ambiente como prioridades

01 de fevereiro de 2022 Durante solenidade de abertura dos trabalhos na Câmara Municipal de Fortaleza, nesta terça-feira (01/02), o prefeito de Fortaleza, José Sarto, destacou ações de desenvolvimento da Cidade que terão foco em 2022, contemplando diversas áreas como urbanização, transporte, modernização, educação, esporte e lazer. Segundo Sarto, o Município tem previsão do maior investimento projetado na história da Cidade, na ordem de R$ 1,2 bilhão. &nbsp; Assista à matéria da TV Terra do Sol &nbsp; “É o maior investimento nominal da história política de Fortaleza. Isso, em meio à pandemia, crise econômica e queda de receita. 2022 será um ano de realizações, de muitas entregas. Obras nas mais diversas áreas que vão continuar modernizando a nossa cidade, proporcionando dignidade e levando desenvolvimento para nossa gente. São areninhas, terminais de ônibus, urbanização de áreas precárias, obras de saneamento básico, escolas, centros de educação infantil. Ao todo, temos 151 grandes obras em execução”, declarou o prefeito. &nbsp; Entre as ações já em fase final de execução, Sarto destacou a reforma do Estádio Presidente Vargas, que recebeu novo gramado e melhorias na estrutura. Segundo o prefeito, o objetivo é contar com o estádio para as competições nacionais deste ano, ainda no primeiro semestre. Também ressaltou a entrega do Cuca do Pici, que se encontra em fase de ajustes finais, e atenderá sete mil jovens por mês. E as obras da feirinha da Beira-Mar. &nbsp; “Estamos trabalhando firmemente para entregar esse espaço até abril, garantindo melhores condições aos permissionários, que poderão trabalhar também durante o dia. Além de incentivar o empreendedorismo, com esse equipamento, fortalezenses e turistas terão uma nova experiência de compra, usufruindo dos produtos da nossa terra com mais ordenamento e muito mais conforto”, disse o prefeito. &nbsp; O chefe do Executivo Municipal também salientou a importância das obras em toda a orla de Fortaleza, desde a ponte da Barra do Ceará, passando pela avenida Beira-Mar, Vila do Mar, Praia de Iracema, até a Sabiaguaba. “Essas obras vão transformar a Cidade de Fortaleza na orla mais bonita do Brasil”, projetou. &nbsp; Atualmente, Fortaleza tem em curso 30 obras de urbanização, saneamento e infraestrutura. Mais de 900 ruas, antes em condições sanitárias insalubres e sem nenhuma acessibilidade, recebem agora saneamento e pavimentação, promovendo uma revolução nos bairros mais pobres da Cidade. As obras também proporcionam mais saúde, segurança, acessibilidade e melhoram a autoestima dos moradores, construindo o combate à desigualdade social. &nbsp; “As obras são para as pessoas. A gente fala muito em cifras e em prazos, em percentual de execução das obras. E tem de ser assim na administração pública, devemos e precisamos prestar contas. Porém, eu quero também chamar atenção para o impacto que cada intervenção dessa da Prefeitura traz para a vida das pessoas. Principalmente das famílias da periferia, que estão nas áreas mais precárias, que são mais carentes e que precisam mais do poder público. A escola, o posto de saúde, a rua pavimentada para pegar o ônibus mais perto de casa, a casa para morar, a praça para se divertir”, enfatizou Sarto.&nbsp; Meio Ambiente &nbsp;O prefeito também afirmou que a entrega do Parque Rachel de Queiroz, novo equipamento arborizado de lazer e atividades físicas ao ar livre, será realizada nos próximos dias. &nbsp; “Quem mora no São Gerardo, no Pici, no Presidente Kennedy e em outros bairros dali do entorno sabe como essa demanda é histórica. Urbanizamos, instalamos iluminação, construímos quadras esportivas, areninha, pista de caminhada, calçadão, anfiteatro. O equipamento está lindo e vai proporcionar lazer e atividade física às famílias. Tudo isso associado à preservação ambiental, arborização e paisagismo”, reforçou. &nbsp; Incluindo a preservação do meio ambiente nas prioridades da gestão, Sarto anunciou um investimento histórico em sustentabilidade, com o lançamento de um programa para implantar 30 microparques na Capital, transformando espaços degradados em pequenos parques urbanos. De acordo com o prefeito, já há uma licitação em curso. &nbsp; “Lançaremos o maior programa já visto em nossa Fortaleza, já temos os recursos garantidos para tornar nossa Cidade referência nessa área. Temos uma licitação em curso para implantar 30 microparques na Capital, assegurando mais áreas verdes à nossa gente. Vamos expandir essa iniciativa e alcançar diversos bairros. Nossa ideia é oferecer atividades educativas nesses locais, envolvendo as famílias e especialmente nossas crianças, plantando hoje para colher no futuro uma geração mais consciente, uma Fortaleza mais verde e sustentável”, frisou. &nbsp; Inovação digital &nbsp; Quando se trata de inovação, o prefeito ressalta que Fortaleza se tornou referência nos últimos anos, e, portanto, a gestão continuará reforçando o vanguardismo da Cidade. Sarto deu como exemplo o Programa Juventude Digital, com intuito de levar Fortaleza ao destaque na economia digital do Nordeste, sendo ainda um dos cinco maiores polos de inovação do Brasil. &nbsp; “Para isso, em 2022, vamos consolidar o Juventude Digital como o maior programa de educação digital do país, com a capacitação de 12.500 jovens por ano, com foco na geração de oportunidades, emprego e renda. Os cursos gratuitos serão distribuídos nos eixos ensino fundamental, para estudantes do 9º ano; mercado, voltado para a empregabilidade dos jovens; games, com cursos direcionados para a área de jogos digitais; e vamos criar o eixo de startups. O Juventude Digital é uma política pública permanente desde o ano passado e capacitou mais de três mil jovens de Fortaleza em 2021”, esclareceu Sarto. &nbsp; Saúde &nbsp; Quanto ao plano de ações para atendimento de pacientes com síndromes gripais em 2022, o prefeito destacou a ampliação da assistência nos postos de saúde da Capital, a disponibilização de leitos exclusivos de internação para pacientes com síndrome gripal, e a aquisição de testes para detecção da Covid-19, além da contratando profissionais da saúde. &nbsp; O município de Fortaleza tem hoje 323 leitos destinados a atendimento de síndromes gripais e Covid-19, podendo mais do que dobrar a capacidade. Ainda podem ser disponibilizados 380 leitos, sendo 90 de observação, 270 de enfermaria, 10 com suporte ventilatório e 10 de UTI. &nbsp; Ainda na área da Saúde, será implantado um centro de distribuição para otimizar a logística da assistência farmacêutica, e haverá ampliação, reestruturação e fortalecimento dos equipamentos de saúde mental e consultórios odontológicos. &nbsp; Educação &nbsp; As ações prioritárias na Educação, para além da manutenção dos cuidados de enfrentamento à Covid-19, serão focadas na ampliação do parque escolar, reforma de escolas e entrega de novas quadras poliesportivas, assegurando a continuidade dos avanços notáveis conquistados nos últimos anos. &nbsp; Nesta segunda-feira (31/01), o prefeito José Sarto enviou mensagem à Câmara Municipal autorizando reajuste do piso salarial dos professores, ao todo, em 33.24%, conforme o reajuste do piso definido pelo Governo Federal. Em 2021, a Prefeitura já havia anunciado reajuste de 11% para todo o funcionalismo público, e com a definição do aumento de 33,24% para os profissionais do magistério, a diferença de 22,24% passará a constar na folha de pagamento a partir do mês de março, incluindo valores retroativos a janeiro. &nbsp; “É a primeira Capital do país a pagar os 22,24% de uma só vez. Graças à saúde financeira da Prefeitura, podemos fazer esse reajuste dessa forma. Esse aumento de 33,24% significa mais R$ 421 milhões investidos na Educação de Fortaleza. Agradeço aos professores e professoras que fazem da educação de Fortaleza, hoje, a terceira do Brasil, e a mais inclusiva do Nordeste”, salientou Sarto &nbsp; Proteção Social &nbsp; Durante a solenidade, Sarto anunciou, ainda, o lançamento de um plano emergencial voltado à população em situação de rua. “O desemprego e o empobrecimento da população nos últimos anos levaram muitas pessoas para a situação de rua. Realizamos um censo recentemente e diagnosticamos o crescimento deste problema, por isso, vamos lançar nos próximos dias um plano emergencial para assistir a população em situação de rua, ampliando os pontos e as equipes que atendem esse público, com mais oferta de alimentação e de abrigos”, informou. &nbsp; Economia &nbsp; Visando à aceleração da recuperação da economia e ao estímulo do ambiente de negócios, a gestão municipal desenvolverá ações voltadas para restabelecer a capacidade de crédito das famílias, desburocratizar e dinamizar as atividades econômicas. &nbsp; Junto às políticas de capacitação e formação profissional, a Prefeitura realizará um conjunto de estímulos para o surgimento de novos pequenos negócios. Para tanto, as iniciativas de inovação e as políticas de microcrédito continuarão sendo direcionadas, prioritariamente, às famílias de baixa renda. &nbsp; “Hoje, solenemente reitero os sentimentos de estima e consideração por todos os eminentes membros desta Câmara Municipal. Essa relação respeitosa e propositiva com o poder legislativo é fundamental para superar os desafios, diminuir as desigualdades socioeconômicas e elevar a qualidade de vida dos fortalezenses”, finalizou o prefeito.

Fortaleza adere ao Programa da Rede de Cidades C40 para tornar suas ações climáticas mais inclusivas

12 de novembro de 2021 A Cidade de Fortaleza aderiu, nesta sexta-feira (12/11), ao Fórum de Ação Climática Inclusiva (ICA - Inclusive Climate Actions), da Rede de Cidades C40. Durante esta manhã, o prefeito José Sarto se reuniu, no Paço Municipal, com a representante do C40 Cities, Bianca Macêdo (gerente de Investimentos e Parcerias do projeto ZEBRA - Zero Emission Bus Rapid-deployment Accelerator, do C40), para, além da participação no Fórum da ICA, firmar acordo de aderir ao Compromisso de Equidade da Rede de Cidades C40. &nbsp; O Fórum propõe alinhar Ações Climáticas Inclusivas ao Novo Acordo Verde Global, com o objetivo de apoiar e conectar cidades com a mesma ambição: impulsionar a implementação de novos negócios verdes e inclusivos, além de estimular uma retomada econômica justa e sustentável. A C40 reúne 97 grandes cidades do mundo que estão comprometidas com a luta contra as mudanças climáticas. Esta rede global de prefeitos busca promover a economia respeitando o meio ambiente e o bem-estar da sociedade. &nbsp; De acordo com Sarto, Fortaleza é uma das primeiras cidades brasileiras a firmar o compromisso. “São cidades que se destacam por se comprometerem a desenvolver políticas públicas que vão no sentido de redução da emissão de gases que causam o efeito estufa, que prejudica de forma muito impactante o nosso meio ambiente. Temos um planejamento dentro do Fortaleza 2040 com metas e eixos de sustentabilidade ambiental, essa é uma agenda imperativa para todo o bom senso que ainda há na humanidade”, reforçou o gestor. &nbsp; A representante do C40, Bianca Macêdo, salientou que a parceria prevê troca de conhecimentos entre as cidades, para que a atuação pela melhoria do meio ambiente leve em conta a equidade, com a inclusão de pessoas mais vulneráveis. &nbsp; “O C40 acredita que a justiça ambiental, social e climática só vai ser possível se for pensada de forma conjunta, e Fortaleza está dando um passo muito importante para isso”, frisou. &nbsp; A articulação e o engajamento de todas as secretarias, órgãos, fundações e autarquias da administração municipal caberá ao Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor). O vice-prefeito de Fortaleza, Élcio Batista, e superintendente do órgão, falou sobre a importância desse pacto. &nbsp; “Esse compromisso é fundamental para o desenvolvimento da cidade, a gente vai fortalecer essa rede com outras cidades do mundo, cooperando e trabalhando junto para que as inovações da economia verde e inovações relacionadas com o uso da tecnologia possam significar mais inclusão e equidade. Isso é muito importante para Fortaleza, dada sua desigualdade, e o Iplanfor tem como missão integrar as ações das diversas secretarias”, ressaltou Batista. &nbsp; Uma das pastas fundamentais para esse processo é a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), já responsável pelo Plano Local de Ação Climática (Plac), que promove um conjunto de ações para o combate às práticas nocivas à vida nas cidades. &nbsp; “O que a Seuma mais deseja é que haja uma grande harmonia entre o meio ambiente natural e o meio ambiente construído da cidade. Hoje em dia, a pauta climática está muito focada nas cidades, com essas ações locais a gente pode contribuir para uma melhoria global”, ressaltou a titular da Seuma, Luciana Lobo, que também participou da assinatura do documento de adesão ao Programa. &nbsp; Fórum do ICA &nbsp; O Fórum de Ação Climática Inclusiva C40 (ICA) objetiva promover uma forte liderança climática nos governos locais, de modo que ambos os programas apoiam as cidades com recursos e ferramentas que podem orientar os governos locais na identificação, compreensão, análise e medição dos impactos ocasionado pelo aumento dos Gases de Efeito Estufa, além de apoiar na adoção de medidas mais inclusivas e equitativas na execução de suas estratégias climáticas e ajudar numa retomada econômica justa e sustentável. As entregas dos resultados das ações equitativas serão apresentadas e vinculadas ao cumprimento do Compromisso. &nbsp; A parceria conecta prefeitos e profissionais para a realização de uma ação climática coletiva, ou seja, envolvendo outros níveis de governança, setor privado e sociedade civil. Trata-se de colaborar de maneira eficiente, compartilhar conhecimentos e impulsionar ações significativas e mensuráveis para mitigar os efeitos das mudanças climáticas. &nbsp; Além de combater as mudanças climáticas e promover a diminuição das emissões de carbono, a Rede C40 visa melhorar a saúde e o bem-estar dos cidadãos e oferecer oportunidades econômicas. &nbsp; Compromisso de equidade – C40 &nbsp; O Compromisso de Equidade da Rede de Cidades C40, que Fortaleza se compromete a assumir, é uma oportunidade para os prefeitos, pois poderão assumir que uma ação climática ousada não está desvinculada de outras prioridades-chave da cidade e que, se feita de forma inclusiva, pode ter uma série de impactos positivos para os cidadãos. &nbsp; As Cidades C40, que assinaram o compromisso, são incentivadas a relatar seus avanços sobre equidade e inclusão, o que poderá ser feito por meio de relatórios de ação de declaração e relatórios de padrão de liderança anuais. &nbsp; O C40 desenvolveu ferramentas, indicadores etc. para apoiar as cidades a avaliar o seu nível de inclusão nas estratégias climáticas e seus benefícios. A partir da adesão, estes recursos estão disponíveis para apoiar as cidades interessadas e comprometidas em desenvolver políticas climáticas equitativas e inclusivas. &nbsp; Mudanças climáticas &nbsp; Em julho de 2021, o prefeito José Sarto aderiu à campanha Race To Zero, agenda global promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU). A campanha internacional tem a ambição de zerar as emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050, assim, a Prefeitura de Fortaleza se comprometeu em desenvolver ações para contribuir com essa redução. &nbsp; Algumas ações de enfrentamento às mudanças climáticas já estão em desenvolvimento, como é o caso da própria adesão aos programas do C40. Também está promovendo a capacitação os servidores públicos municipais na temática de Mudanças Climática, por meio da Escola de Governo do Imparh, assim como ações no setor de transporte e mobilidade; parcerias público-privada (PPP) no setor de energia; ações na Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos, além de inovações como microparques, re-ciclo etc, realizadas pela Citiniva; além de ações no desenvolvimento urbano sustentável, desenvolvidas pela Seuma.

Prefeitura de Fortaleza quer se tornar líder entre capitais do país no processo de transição energética para fontes renováveis na mobilidade urbana

14 de setembro de 2021 O futuro já está acontecendo. Esta foi a máxima levantada no I Encontro da Transição Energética de Fortaleza – que teve como tema "Mobilidade Urbana: desafios e caminhos para a descarbonização do setor de transporte", promovido pela Prefeitura de Fortaleza, por meio do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor). O evento ocorreu nesta terça-feira (14/12), na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), com a participação do vice-prefeito de Fortaleza, Élcio Batista. &nbsp; O vice-prefeito enfatizou que a piora dos efeitos do aquecimento global tem levado todos os países e cidades do Mundo a se mobilizarem para a efetivação de uma transição energética, abandonando o uso predominante de combustíveis fósseis e buscando, como meta, a substituição total por fontes renováveis. De acordo com ele, em Fortaleza, caberá ao setor público, em consórcio com o setor empresarial, liderar esse processo. &nbsp; “A tecnologia está impulsionando o nascimento de novas formas de energia que não necessite da utilização do combustível fóssil para que a gente possa fazer essa transição. A transição energética se dá em todas as áreas, no setor de serviços, no comércio, na indústria, e é fundamental que a cidade de Fortaleza lidere entre as capitais esse processo. Há uma série de acordos que a cidade vem assinando desde 2013, e, recentemente, o prefeito Sarto aderiu a um novo acordo nesse sentido”, destacou o vice. &nbsp; O acordo em questão se trata do Race to Zero (Correndo ao Zero), agenda global promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU) que tem a meta de zerar as emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050. A ideia é mudar a infraestrutura da cidade para reduzir o uso de combustíveis fósseis e substituir pelo uso de combustível renovável. &nbsp; A Prefeitura de Fortaleza aderiu à campanha em agosto deste ano, em Brasília (DF), durante o evento “Fechando o Ciclo de Ambição com a Corrida ao Zero no Brasil”. O compromisso prevê a criação de ruas verdes, redução da poluição do ar, e desenvolvimento de edifícios com zero carbono, por exemplo. &nbsp; Potencial energético &nbsp; Com relação às mudanças na mobilidade urbana de Fortaleza, como o uso de carros e transportes públicos elétricos, o vice-prefeito explicou que o encontro promovido pelo Iplanfor teve justamente o intuito de debater possíveis prazos para a implantação desses novos meios de locomoção na cidade. &nbsp; “Também é para que a gente estabeleça prazos para que as pessoas possam passar a utilizar carros híbridos, elétricos, movidos a hidrogênio, que será, provavelmente, a próxima geração de automóveis, isso deve ocorrer apenas por volta do final dessa década. A cidade precisa não só se organizar, mas tomar decisões, por isso é importante debater com o setor privado, e pretendemos, depois, debater com toda a sociedade civil”, salientou. &nbsp; Ele também destacou o potencial do Município para geração de energia solar como uma vantagem na corrida pela liderança da transição energética, e para a atração de novas empresas. &nbsp; “Fortaleza tem um potencial enorme para geração de energia solar nos tetos das residências, então por que não fazermos isso? Vai significar custo menor para os consumidores, ao mesmo tempo, vamos utilizar uma fonte renovável e vai sobrar mais energia para atrair mais empresas. O desenvolvimento econômico significa que você sempre vai consumir mais água e mais energia, portanto, cada vez mais a gente vai ter que consumir energia de fonte renovável”, projetou. &nbsp; Também participaram do encontro o secretário municipal do Desenvolvimento Econômico de Fortaleza, Rodrigo Nogueira; a secretária municipal do Urbanismo e Meio Ambiente, Luciana Lobo; o presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante, e a presidente da Enel Distribuição Ceará, Márcia Sandra Roque Vieira Silva. &nbsp; Mobilidade sustentável &nbsp; A chefe da companhia de energia acredita que a parceria entre os setores público e privado vai alavancar o processo de transição energética em Fortaleza. E afirmou que o uso de veículos à bateria está em teste pela companhia. &nbsp; “Deixou de ser um tema futurista e passou a ser um tema do dia a dia. Essa transição é muito importante e isso começa na mobilidade elétrica, na retirada dos ônibus a gás na nossa cidade. Além disso, o Brasil é uma das maiores indústrias de carros, podemos associar isso a uma matriz energética sustentável. Em termos de custos, ainda temos o tema das baterias como algo que está chegando com mais força, estamos testando bateria em algumas plantas”, disse Márcia Sandra. &nbsp; Ainda segundo a presidente, a Enel pretende sair de todos os negócios relacionados ao fornecimento de gás até 2040, além de abandonar a atividade de geração a carvão em 2027. &nbsp; Uma das palestrantes do encontro, a mentora da SAE Brasil, Delfina Ponte, head de produtos da Enel com carreira focada em energia, informou quais são os países e o número de ônibus elétricos já em circulação em parceria com a empresa: &nbsp; Chile - 493 ônibus Colômbia - 878 ônibus Espanha - 145 ônibus Argentina - 20 ônibus EUA - 283 ônibus &nbsp; De acordo com ela, a média de economia no consumo é de 70% em relação ao diesel. &nbsp; O encontro também contou com apresentação das especialistas Bianca Macedo, do Projeto Zebra C40, e Mônica Saraiva Panik, da ABH2. &nbsp; Mônica Saraiva é diretora de relações institucionais da Associação Brasileira de Hidrogênio Verde, com ampla experiência na indústria automotiva do Brasil. Ela ressaltou que não há uma concorrência entre o uso de hidrogênio verde e a bateria para os novos mode. “Um veículo a hidrogênio verde usa bateria. Não existe uma solução única, precisamos de uma combinação de diferentes tecnologias”, apontou. Atualmente, a Califórnia é o lugar do mundo com maior número de veículos movidos a hidrogênio e maior número de estações de abastecimento, informou Saraiva. &nbsp; Conforme a especialista, até 2030, poderemos chegar a 15 milhões de veículos movidos a hidrogênio verde em todo o Mundo. Entre as vantagens, as pesquisas revelaram que quanto maior o porte do veículo, maior são as vantagens em termos de tempo de abastecimento, que é de três a cinco minutos, e em termos de custo. Por isso, atualmente, o setor que mais faz investimento na nova forma de combustível é o de caminhões, afirmou a especialista. &nbsp; América Latina &nbsp; Bianca Macedo trouxe os dados relativos à implantação de ônibus elétricos na América Latina, que, portanto, já está em execução da transição energética. São mais de 2.400 ônibus elétricos circulando. Santiago e Bogotá são as cidades que lideram o ranking, com 776 e 484 ônibus em circulação, respectivamente. &nbsp; Segundo Macedo, o novo modelo de negócio em relação aos ônibus elétricos na América Latina se dá com separação de propriedade e operação, com surgimento de novos investidores. Existe um proprietário dos ativos (ônibus, infraestrutura de recarga, bateria), responsável pela propriedade e manutenção dos veículos, que aluga sua propriedade. E um operador, que pode fazer contratos mensais de locação. &nbsp; “Isso tem viabilizado essa transição na América Latina. Hoje, no Brasil, muitos contratos de concessão já permitem que haja essa subcontratação, em que o operador, que já tem concessão com a prefeitura, vai subcontratar ou o veículo elétrico ou a infraestrutura de recarga ou a bateria com esses novos investidores que aparecem”, explicou, ressaltando, também, que o modelo de negociação ainda pode ser melhorado se o contrato ou o pagamento for feito diretamente via prefeitura, porque dá mais garantias para o investidor.

Prefeitura de Fortaleza beneficia mais de 300 mil jovens com políticas públicas em 2021

03 de janeiro de 2022 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Juventude, desenvolveu várias ações e projetos com objetivo de promover proteção social e oferecer oportunidades às juventudes do município em 2021. Ao todo, 326.229 jovens foram beneficiados com as políticas públicas implementadas na cidade. O fomento ao protagonismo social e econômico fez de programas como Bolsa Jovem, Juventude na Onda, Cria Juventude, Voa Juventude e Academia Enem aliados no processo de apoio e formação das juventudes. &nbsp; “Foi um ano desafiador, mas de muitas conquistas. Conseguimos ampliar o Bolsa Jovem e tivemos mais de cinco mil jovens participando do Academia Enem, com aulas presenciais e virtuais. Ampliamos também o Juventude na Onda para 20 escolinhas. Na Rede Cuca, foram mais de 600 mil atendimentos e mais de 230 mil jovens atendidos. Lançamos também novos programas, como o Cria Juventude, que selecionou 25 projetos de impacto social. No Voa Juventude, mais de 270 jovens representaram a juventude de Fortaleza em congressos e campeonatos pelo Brasil e outros países. Foram muitas ações, e a expectativa é que em 2022 sejam ainda mais, com mais oportunidades para os jovens da cidade”, celebra o secretário da Juventude. Davi Gomes. &nbsp; O Academia Enem é um curso gratuito, voltado para orientar e preparar os jovens estudantes, em especial os da rede pública de ensino, para o ingresso na educação superior através do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares em geral. Implementado em 2013, o AE já beneficiou mais de 70 mil jovens. Neste ano, em razão da pandemia de Covid-19 e a necessidade de isolamento social, o projeto ocorreu de forma híbrida, com aulas virtuais e presenciais. Cerca de 5.174 jovens foram beneficiados pelo AE, que contou com 52 aulas virtuais e 32 presenciais. &nbsp; Com o retorno das atividades após o isolamento rígido, a Pasta retomou o programa Voa Juventude, que desde 2019 já levou jovens para vários estados do Brasil e para o exterior, concedendo passagens (aéreas e terrestres) e hospedagens (nacionais e internacionais) para que possam desenvolver suas habilidades e formações contínuas, participando de eventos, congressos, campeonatos, seminários, feiras, mostras ou cursos. Até novembro deste ano, 272 foram beneficiados com o programa. &nbsp; Criado em 2019, o Programa Bolsa Jovem tem o objetivo de garantir aos jovens de Fortaleza em situação de vulnerabilidade condições para o pleno desenvolvimento das suas habilidades individuais, por meio da concessão de benefício financeiro e formação, visando à redução das desigualdades e promovendo a inclusão juvenil. Em sua 2ª edição, iniciada em 2021, os jovens foram selecionados para receberem bolsas mensais de R$ 300,00 pelo período de um ano. Essa edição contou com aumento em 50% do número de vagas (passando de 2 mil para 3 mil) e três vezes mais áreas de interesse (aumentando de três para nove): Arte e Cultura; Cidadania e Participação Social; Ciência, Educação e Tecnologia; Comunicação; Comunidades e Povos Tradicionais; Práticas Recreativas e Lazer; Meio Ambiente e Sustentabilidade; Saúde e Bem-Estar; Economia Criativa e Empreendedorismo. &nbsp; No Juventude na Onda, que neste ano ampliou sua atuação para atender 20 escolinhas de surf da orla de Fortaleza, foram selecionados 20 instrutores e 20 monitores para ministrar, durante o período da ajuda de custo, aulas de surf ou bodyboarding em uma das escolas selecionadas pelo projeto, que além da cessão de material, também receberam apoio logístico. O CRIA Juventude, por sua vez, selecionou 25 projetos criativos de impacto social para receber apoio financeiro de R$ 7.300,00 para sua execução e serem submetidos ao processo de incubação e mentoria, oportunizando aos participantes condições de desenvolverem seus próprios negócios e iniciativas, com todo suporte necessário para um caminho de sucesso e contribuindo com o desenvolvimento, também, dos territórios da cidade. &nbsp; Em dezembro, foi realizado o JuvFest, primeiro festival das juventudes da Capital. O evento, de caráter formativo, ocorreu em todos os espaços do Cuca José Walter e contou com palestras, bate-papos, oficinas, lançamentos, experiências imersivas, exibição de filmes, ações culturais e muitas outras atividades. &nbsp; Rede Cuca &nbsp; A Rede Cuca é o maior programa da Secretaria de Juventude. Trata-se de uma rede de proteção social e de oportunidades formada por quatro Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte - Cucas (Barra, Mondubim, Jangurussu e José Walter), dois Faróis de Juventude (Praia de Iracema e Benfica) e dois Centros de Juventude (Ozório de Paiva-Canindezinho e Bela Vista). Em 2022, o bairro Pici receberá o quinto equipamento da rede. O complexo oferece cursos, práticas esportivas, difusão cultural, formações e produções na área de comunicação e atividades que fortalecem o protagonismo juvenil e realizam a promoção e a garantia de direitos humanos. &nbsp; Prioritariamente, a Rede Cuca atende jovens entre 15 e 29 anos, mas também oferta atividades e serviços para o público em geral. Em 2021, foram realizados 658.237 atendimentos na rede, que contou com a participação de 290.754 jovens. Neste ano, foram ofertadas 64.263 vagas em cursos de formação e práticas esportivas (com 32 modalidades). Até novembro deste ano, 8.065 jovens foram beneficiados com formação e qualificação profissional nos equipamentos. O Futuros, da Rede Cuca, é um programa de monitoria para jovens atuarem em projetos nas áreas de comunicação, educação, artes, esportes, direitos humanos, saúde e meio ambiente. No ano passado, 267 jovens foram contemplados pelo projeto.

Fortaleza é selecionada para desenvolver políticas de economia circular e resíduos sólidos em parceria com a União Europeia

28 de setembro de 2021 Fortaleza foi selecionada pela União Europeia para compartilhar experiências e desenvolver um plano conjunto de desenvolvimento urbano sustentável, com foco em economia circular e resíduos sólidos. A capital cearense vai trabalhar diretamente com a cidade alemã de Essen pelos próximos 24 meses. O projeto será coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura de Fortaleza (Citinova). &nbsp; O evento de início dos trabalhos será nesta terça-feira (28/09) e contará com as cidades europeias e seus pares da América Latina e da América do Norte, assim como os representantes das delegações da União Europeia e da Direção-Geral da Política Regional e Urbana da Comissão Europeia. Além de Fortaleza, Belo Horizonte, Manaus e o estado do Paraná fazem parte do projeto no Brasil. &nbsp; Ao longo dos próximos dois anos, será desenvolvido um plano de trabalho coletivo e compartilhado, conversando sobre experiências entre as cidades. Serão realizadas sessões de introdução com a contraparte europeia para avançar na definição das áreas temáticas de cooperação, eventos internacionais de networking, visitas de estudo, webinários temáticos com especialistas, e elaboração de um Plano de Ação Regional e Urbano. &nbsp; De acordo com o prefeito José Sarto, o projeto de cooperação entre cidades promovido pela União Europeia resulta das inovadoras políticas públicas implementadas em Fortaleza. “Neste ciclo, vamos trabalhar compartilhando experiências e conhecimentos com a cidade de Essen, na Alemanha. Esperamos realizar projetos de economia circular, a partir dos materiais recebidos nos ecopontos de Fortaleza, permitindo um novo uso e colaborando com a sustentabilidade proposta pela Agenda 2030", afirmou. &nbsp; O presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia, destacou a parceria com Essen e a troca de experiências exitosas entre as duas cidades. "Vamos trabalhar nos próximos dois anos em uma estreita cooperação, troca de experiências, conhecimento de políticas públicas de sucesso e acesso a instituições multilaterais. O foco da parceria vai ser na área de resíduos sólidos e economia circular, que envolve coleta seletiva e geração de valor a partir dos resíduos. Nós teremos o prazer de trabalhar com Essen, que é a oitava cidade da Alemanha e que tem uma experiência muito exitosa em sustentabilidade ambiental e de resíduos sólidos". &nbsp; IURC &nbsp; A IURC América Latina constitui a segunda fase do programa de Cooperação Urbana Internacional (IUC) (2016-2020), da União Europeia, e busca promover o compartilhamento de conhecimento e a cooperação entre cidades e regiões em desenvolvimento urbano sustentável e inovação regional. A IURC América Latina inclui 6 países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. Ao todo, 12 cidades desses países irão cooperar com 12 cidades europeias através de emparelhamentos e clusters temáticos.

Vacinação contra a Covid-19: Fortaleza é uma das 18 cidades selecionadas para receber recursos internacionais

08 de junho de 2021 Fortaleza foi uma das 18 cidades da América Latina, África e Ásia a receber recursos para o fortalecimento da vacinação contra a Covid-19. Fruto da iniciativa Parceria por Cidades Saudáveis da Bloomberg Philanthropies, em colaboração com a Organização Mundial da Saúde e a Vital Strategies, o aporte financeiro será acompanhado de assistência técnica de especialistas da saúde. O anúncio foi feito nesta terça-feira (08/06) pelas redes sociais do prefeito José Sarto. &nbsp; A Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova) foi a responsável pela captação do recurso, que, segundo o prefeito, será da ordem de US$ 50 mil. “Hoje, a gente celebra essa escolha de Fortaleza para receber não só aporte financeiro, mas também capacitação com as melhores inteligências do mundo na área de saúde pública, tecnologia e inovação. Agradeço à Bloomberg e à OMS por esse importante incentivo, que vai contribuir para oferecer uma saúde pública melhor ainda pra você, fortalezense”, afirmou Sarto. &nbsp; Os recursos serão aplicados na plataforma Vacine Já, responsável pelo planejamento e agendamento da vacinação em Fortaleza. A ideia é aperfeiçoar o sistema, incorporando as melhores práticas internacionais. A escolha de Fortaleza levou em consideração os objetivos estratégicos do Vacine Já para garantir a distribuição equitativa da vacina na capital cearense. &nbsp; Para Sarto, a escolha de Fortaleza representa um reconhecimento ao esforço do Município em garantir a vacina para toda a população. “Parabenizo os técnicos da Citinova e também os servidores da saúde, que estão dando um verdadeiro show de vocação, dedicação e carinho com a população”, comemorou o prefeito. &nbsp; Além de Fortaleza, as cidades contempladas foram: Rio de Janeiro, Brasil; Buenos Aires, Argentina; Lima, Peru; Medellín, Colômbia; Cali, Colômbia; Cidade do México, México; Guadalajara, México; Cidade do Cabo, África do Sul; Abidjan, Costa do Marfim; Accra, Gana; Bengaluru, Índia; Harare, Zimbábue; Kampala, Uganda; Kigali, Ruanda; Ouagadougou, Burkina Faso; Phnom Penh, Camboja; e Quito, Equador. &nbsp; A Parceria por Cidades Saudáveis (Partnership for Healthy Cities) é uma rede de 70 cidades ao redor do mundo que atua na prevenção de doenças cardíacas, diabetes, doenças pulmonares crônicas, câncer e lesões. Com a pandemia, a Bloomberg Philanthropies expandiu o apoio fornecendo ferramentas e informações para medidas de prevenção e mitigação da Covid-19. &nbsp; A partir dessa parceria, Fortaleza, por meio da Citinova e da Secretaria da Saúde, desenvolveu o projeto Covid Tracker, sistema responsável pelo monitoramento e auxílio a pessoas que testaram positivo e seus contatos, evitando assim a expansão da cadeia de transmissão. A tecnologia, utilizada em vários países, já foi testada e será aplicada na volta às aulas presenciais. &nbsp; A CitinovaM &nbsp; A Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura de Fortaleza (Citinova) é uma incubadora de ideias para a criação de políticas públicas. Atua na transformação inovadora de problemas da cidade em soluções concretas em diversas áreas, como educação, desenvolvimento econômico, meio ambiente, saúde, e na difusão da cultura digital como forma de inclusão social e redução de desigualdades.